A sexualidade<br />Doenças Sexualmente Transmissíveis<br />Ana Catarina nº4<br />Ana Lúcia        nº5<br />Ivan Silva     ...
Índice:<br />Introdução;<br />O que são doenças sexualmente transmissíveis?<br />Quais os nomes das doenças?<br />Como é q...
Introdução<br />Nós com este trabalho pretendemos dizer quais são as doenças sexualmente transmissíveis e dizer como preve...
O que são doenças sexualmente transmissíveis?<br />Doenças sexualmente transmissíveis são doenças provocadas por bactérias...
Quais os nomes das doenças?<br />O nome das doenças sexualmente transmissíveis também conhecidas por Doenças Venéreas são:...
Herpes Genital
Sífilis
Hepatite B
Gonorreia
Candídiase</li></li></ul><li>SIDA<br />O QUE É?<br /> <br />        A SIDA (Síndrome de Imunodeficiência Adquirida) é uma ...
Vírus da SIDA<br />  <br />FORMAS DE CONTÁGIO<br />  <br />          Partilhar seringas infectadas, relações sexuais com p...
Candidíase<br />O QUE É?<br />		Doença causada pelos fungos Candida albicans, que se desenvolvem num local quente e húmido...
Herpes genital<br />Herpes genital é uma doença comum, que causa bolhas dolorosas que se abrem nos órgãos genitais de ambo...
Sífilis<br />É uma doença infecciosa  que se manifesta em três estágios: primária, secundária e terciária. Os dois primeir...
  Hepatite B aguda<br />A doença Hepática Aguda  tem duas evoluções possíveis: a eliminação do VHB ou a sua manutenção pro...
Como são transmitidas?<br />Essas doenças são transmitidas através de contacto sexual intimo (relações sexuais), quando um...
Que medidas devemos ter para não ser mais um infectado?<br />Uma das medidas, que é muito obvia é não ter relações sexuais...
Prochain SlideShare
Chargement dans... 5
×

Doenças Sexualmente Transmissíveis

19,263

Published on

Published in: Éducation
3 commentaires
20 mentions J'aime
Statistiques
Remarques
Aucun téléchargement
Vues
Total des vues
19,263
Sur Slideshare
0
À partir des ajouts
0
Nombre d'ajouts
7
Actions
Partages
0
Téléchargements
0
Commentaires
3
J'aime
20
Ajouts 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Doenças Sexualmente Transmissíveis"

  1. 1. A sexualidade<br />Doenças Sexualmente Transmissíveis<br />Ana Catarina nº4<br />Ana Lúcia nº5<br />Ivan Silva nº13<br />João Dias nº15<br />
  2. 2. Índice:<br />Introdução;<br />O que são doenças sexualmente transmissíveis?<br />Quais os nomes das doenças?<br />Como é que são transmitidas?<br />Que medidas devemos ter para não ser mais um infectado?<br />Nossas opiniões…<br />Conclusão<br />Bibliografia<br />
  3. 3. Introdução<br />Nós com este trabalho pretendemos dizer quais são as doenças sexualmente transmissíveis e dizer como prevenir para não sermos mais uma pessoa infectada.<br />
  4. 4. O que são doenças sexualmente transmissíveis?<br />Doenças sexualmente transmissíveis são doenças provocadas por bactérias, fungos e vírus.<br />
  5. 5. Quais os nomes das doenças?<br />O nome das doenças sexualmente transmissíveis também conhecidas por Doenças Venéreas são:<br /><ul><li>SIDA
  6. 6. Herpes Genital
  7. 7. Sífilis
  8. 8. Hepatite B
  9. 9. Gonorreia
  10. 10. Candídiase</li></li></ul><li>SIDA<br />O QUE É?<br /> <br />        A SIDA (Síndrome de Imunodeficiência Adquirida) é uma doença provocada pelo vírus VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana). Este vírus introduz-se no organismo humano, podendo permanecer “inactivo” (as pessoas chamam-se seropositivas), ou “activo”, destruindo o sistema imunitário da pessoa. Um indivíduo infectado com este vírus pode contrair e desenvolver infecções muito variadas ou mesmo certos tipos de cancro. A SIDA ainda não tem cura, sendo mesmo mortal.<br /> <br />SINTOMAS<br /> <br />         Apenas alguns desenvolvem, ao serem contagiados, os primeiros sintomas, muito parecidos com a gripe (febre, transpiração e debilidade geral) e em cerca de 30% dos casos verifica-se também um inchaço dos gânglios de pescoço, axilas e virilhas. Estes pacientes não associam este mal-estar com a SIDA, pensam que se trata de um forte resfriado ou esgotamento. Se o inchaço dura 3 meses, quase podemos estar seguros que essa pessoa é portadora do vírus.<br /> <br />PREVENÇÃO<br /> <br />          Como é obvio, a única prevenção é não ter relações sexuais com portadores do vírus da SIDA. Como isto é impossível de se saber, na maioria dos casos - por vezes, nem o próprio portador sabe que a tem - a única prevenção possível é utilizar sempre o preservativo.<br /> <br /> <br /> <br />
  11. 11. Vírus da SIDA<br />  <br />FORMAS DE CONTÁGIO<br />  <br />          Partilhar seringas infectadas, relações sexuais com portadores, sexo oral, transmissão ao feto pela mãe, tatuagens com agulhas não esterilizadas, partilhar objectos cortantes e pessoais (lâminas, escovas de dentes, máquinas de barbear...).<br /> <br />Partilhar  lâminas      <br />Partilhar escovas de dentes<br />     <br />Relações homossexuais<br />Relações heterossexuais<br />Tatuagens<br />       <br />Da mãe para o feto    Partilhar seringas<br />FORMAS DE NÃO CONTÁGIO<br /> Picadas de insectos, contactos sociais e profissionais, utilizar casas de banho públicas, beijar, abraçar, tocar, partilhar roupa, utilizar os mesmos talheres, tomar banho com portadores, brincar com portadores.<br />
  12. 12. Candidíase<br />O QUE É?<br /> Doença causada pelos fungos Candida albicans, que se desenvolvem num local quente e húmido da vagina.<br /> <br />Fungos Cândida albicans.<br /> <br />SINTOMAS<br /> No homem verifica-se uma inflamação acompanhada de pontinhos vermelhos no pénis e ardor. A mulher sofre de inflamação e irritação nos lábios da vulva, acompanhado de um fluxo espesso e esbranquiçado. Pode haver complicações, como é o caso da uretrite.<br /> <br />FORMAS DE CONTÁGIO<br /> Contacto sexual ou proliferação do fungo.<br /> <br />PREVENÇÃO<br />         Abstinência sexual logo após o aparecimento da infecção e durante o tratamento. Algumas doenças, como a diabetes ou o hipotiroidismo, favorecem o aparecimento de candidíase, assim como a gravidez, irrigações vaginais e os tratamentos com cortisona e antialergénicos.<br />
  13. 13. Herpes genital<br />Herpes genital é uma doença comum, que causa bolhas dolorosas que se abrem nos órgãos genitais de ambos os sexos.<br />Sintomas- Feridas dolorosas nos órgãos genitais, coxas e nádegas;- Febre ;- Mal-estar geral, dor muscular;- Corrimento vaginal;- Dor ao urinar;- Dificuldade para urinar;- Dor durante a relação sexual;- Coceira.Primeiro, as feridas podem apresentar-se como bolhas pequenas e claras, que rapidamente perdem a sua cobertura fina causando pequenas feridas , rosas ou vermelhas e rasas, sensíveis ao toque e normalmente aparecem em grupos de muitas bolhas ou apenas uma única bolha.<br />
  14. 14. Sífilis<br />É uma doença infecciosa que se manifesta em três estágios: primária, secundária e terciária. Os dois primeiros estágios apresentam as características mais marcantes da infecção, quando se observam os principais sintomas e quando essa DST é mais transmissível. Depois, ela desaparece durante um longo período: a pessoa não sente nada e apresenta uma aparente cura das lesões iniciais, mesmo em casos de indivíduos não tratados. A doença pode ficar, então, estacionada por meses ou anos, até o momento em que surgem complicações graves como cegueira, paralisia, doença cerebral, problemas cardíacos, podendo inclusive levar à morte<br /> A sífilis manifesta-se inicialmente como uma pequena ferida nos órgãos sexuais (cancro duro) e com línguas (caroços) nas virilhas, que surgem entre a 2ª ou 3ª semana após a relação sexual desprotegida com pessoa infectada. A ferida e as línguas não doem, não coçam, não ardem e não apresentam pus. Após um certo tempo, a ferida desaparece sem deixar cicatriz, dando à pessoa a falsa impressão de estar curada. Se a doença não for tratada, continua a avançar no organismo, surgindo manchas em várias partes do corpo (inclusive nas palmas das mãos e solas dos pés), queda de cabelos, cegueira, doença do coração, paralisias. Caso ocorra em grávidas, poderá causar aborto/natimorto ou má formação do feto.<br />
  15. 15. Hepatite B aguda<br />A doença Hepática Aguda tem duas evoluções possíveis: a eliminação do VHB ou a sua manutenção prolongada no organismo, com ou sem doença hepática.No primeiro caso, a que corresponde a evolução para a cura, o sistema imunitário do organismo fabrica anticorpos contra o vírus da Hepatite B; no segundo, na ausência desta reacção protectora, não há cura clínica e segue-se a evolução para a fase de portador crónico do vírus que, no entanto, na maioria dos casos, não ataca o fígado de maneira a provocar hepatite crónica.<br />Sintomas<br /> Tem, na maior parte das vezes, uma sintomatologia semelhante a uma gripe ligeira, onde aparecem os seguintes sintomas: febre, falta de forças, falta de apetite (anorexia), cefaleias, mal-estar geral, etc. Esta forma, clinicamente aparente de Hepatite B Aguda, corresponde apenas a cerca de 1/3 de todos os casos nas idades escolares, podendo ter uma evolução mais ou menos arrastada.Por outro lado, mesmo nas formas sintomáticas, apenas de um terço a metade dos casos, há sinais que chamam a atenção para o fígado: a icterícia (cor amarela da pele e/ou dos olhos), as urinas escuras e/ou as fezes claras.<br />
  16. 16. Como são transmitidas?<br />Essas doenças são transmitidas através de contacto sexual intimo (relações sexuais), quando um dos parceiros se encontra infectado.<br />
  17. 17. Que medidas devemos ter para não ser mais um infectado?<br />Uma das medidas, que é muito obvia é não ter relações sexuais com alguém que esteja infectado<br />fazer uso de um preservativo<br />para não haver contágio das outras doenças, as mulheres devem lavar a vagina com desinfectantes adequados ao corpo humano<br />
  18. 18.
  19. 19. Nossas opiniões…<br />Ana Catarina – Eu acho devemos estar sempre atentos a estas doenças e por vezes fazer analises ao sangue.<br />Ana Lúcia – Eu acho que devemos ter atenção para não apanhar-mos doenças. <br />Ivan - Eu penso que é importante sabermos isto pois um dia isto poderá acontecer-nos<br />João – Eu penso que devemos estar sempre prevenidos pois isto pode acontecer a nós um dia.<br />
  20. 20. Conclusão<br />Com este trabalho concluímos que devemos estar sempre prevenidos para uma doença destas.<br />
  21. 21. Bibliografia<br />http://clubedasaude.no.sapo.pt/dst.htm<br />Diciopédia 2009<br />http://www.dst.com.br/fagoo.htm<br />

×