Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.
ILHA DO MOSQUEIRO:
FACES E CONTRAFACES
NA MÍDIA
AIRTON REIS– 1012600801
EDILENE PINHEIRO – 10126001201
INGRID MARINHO-1012...
MOSQUEIRO: APRESENTAÇÃO
 A Ilha do Mosqueiro pertence ao município de Belém, mas localiza-
se a 77 km da sua sede. A Ilha...
VERÃO EM MOSQUEIRO
 A maior acessibilidade desse grupo social de
menor poder aquisitivo às praias de Mosqueiro,
principal...
A INFLUÊNCIA DA MÍDIA
 Mostraremos como as mídias apresentam as diversas faces de Mosqueiro e
como é retratado a imagem d...
OBJETIVOS
 Apresentar os diversos discursos midiáticos relacionados à cidade de
Mosqueiro;
 Entre essas apresentações, d...
Mosqueiro
(Mostarda na Lagarta)
 Férias de julho vamo ter que passear
Mas sem dinheiro como vamo viajar?
Vamo pegar o bei...
 Férias de julho todo mundo em mosqueiro
Ta bombando ta bombando o dia inteiro
Muita cerveja muita vódca e birita
Muito p...
REFERÊNCIAS
 Fonte dos vídeos:
 http://www.youtube.com/watch?v=qO0L2JTOqJc
 http://www.youtube.com/watch?v=tFFDKHDBf-8
...
Ilha do Mosqueiro: Faces e Contrafaces na Mídia
Ilha do Mosqueiro: Faces e Contrafaces na Mídia
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Ilha do Mosqueiro: Faces e Contrafaces na Mídia

807 vues

Publié le

.

Publié dans : Formation
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Ilha do Mosqueiro: Faces e Contrafaces na Mídia

  1. 1. ILHA DO MOSQUEIRO: FACES E CONTRAFACES NA MÍDIA AIRTON REIS– 1012600801 EDILENE PINHEIRO – 10126001201 INGRID MARINHO-10126001601
  2. 2. MOSQUEIRO: APRESENTAÇÃO  A Ilha do Mosqueiro pertence ao município de Belém, mas localiza- se a 77 km da sua sede. A Ilha teve seu processo de valorização para o Turismo iniciado no período áureo da economia da borracha e se acelerou com a implantação da ponte ligando-a ao continente, durante a década de 1970. A sua expansão deu sequência ao modelo europeu de seus fundadores e acompanhou o desdobramento dos fluxos mundiais de viagens pautados na dobradinha sol e praia. Dessa forma, as 17 praias encontradas na orla ribeirinha da ilha de Mosqueiro, traçada da Ponta do Bitar, na Vila (setor oeste) até a Ponta da Fazenda, na Baía do Sol (setor norte), se formataram como o principal atrativo à demanda turística dos grupos sociais belenenses de maior renda, onde a configuração territorial se delimitava pelas casas de veraneio de segunda residência ao longo das orlas dessas praias.
  3. 3. VERÃO EM MOSQUEIRO  A maior acessibilidade desse grupo social de menor poder aquisitivo às praias de Mosqueiro, principalmente àquelas de sua orla oeste, propiciou uma maior diversidade social nessa orla, mais nitidamente o encontro com outras pessoas. Na segunda metade da década de 1990, a flutuação populacional nos finais de semana de julho - alta estação do veraneio paraense - chegava a 150 mil pessoas.
  4. 4. A INFLUÊNCIA DA MÍDIA  Mostraremos como as mídias apresentam as diversas faces de Mosqueiro e como é retratado a imagem da Ilha hoje na visão dos diversos grupos sociais que hoje frequentam a ilha, baseando- se na concepção de Jenkins (2006) e Kellner (2008), no que diz respeito a alfabetização critica da mídia “[...] que é uma resposta educacional que amplia a noção de alfabetização, incluindo diferentes formas de comunicação de massa, cultura popular e novas tecnologias, dizem os autores, e que ela também aprofunda o potencial da alfabetização para analisar criticamente relações entre a mídia e as audiências, informação e poder.” De certa forma, o olha da mídia sobre a Ilha de Mosqueiro aparece de diversas formas; documentários procuram valorizar a cultura, a música Mosqueiro da banda Mostarda na Lagarta apresenta um olhar e um discurso focando na violência e marginalização presente durante o verão na Ilha, enquanto a TV cultura apresenta um comercial, mostrando o laser que as férias de julho em Mosqueiro pode proporcionar. Daí percebemos como os meios midiáticos mostram e focam olhares diferentes, a partir de um mesmo lugar ou tema.
  5. 5. OBJETIVOS  Apresentar os diversos discursos midiáticos relacionados à cidade de Mosqueiro;  Entre essas apresentações, destacar vídeos: MIKE DO MOSQUEIRO PASSARINHO TOCANDO VIOLÃO; ILHA DO MOSQUEIRO; documentário da TV CULTURA MOSQUEIRO: ILHA DOS SABORES e uma música da banda Mostarda na Lagarta;  Pretende-se, assim, analisar com cada um desses vídeos mostra uma imagem diferente da cidade e como eles estão, de certa forma, focando em temas, como: verão, férias, cultura, álcool e violência.
  6. 6. Mosqueiro (Mostarda na Lagarta)  Férias de julho vamo ter que passear Mas sem dinheiro como vamo viajar? Vamo pegar o beiradão do desespeiro Vamo levar toda galera pra mosqueiro  Quando chegamo fomo lá pro murumbira Me espantei com a quantidade de pipira Não teve jeito, não pude aguentar Primeiramente escondi meu celular  Comprei logo uma garrafa de cachaça Lá vem uma pipira sem graça Toda cheia de espinha e de curuba Cabelo pinchaim, não tinha peito e nem bunda Mas como eu to em ritmo de férias Eu não dispenso eu to pegando até mocréia
  7. 7.  Férias de julho todo mundo em mosqueiro Ta bombando ta bombando o dia inteiro Muita cerveja muita vódca e birita Muito pivete cheira cola e muita briga  Já to porre não consigo nem ficar de pé Cadê as mulhé? Cadê as Mulhé? Lá vem uma loirinha de arrasar Eu vou lá, eu vou lá  -Oi prazer posso ti conhecer? Meu nome é Chico gostei de você -Credo me solta, sai pra lá -Calma gatinha olha aqui meu celular, eu tenho um carrão e muito dinheiro -Qual seu nome mesmo?  Vamo sair, vamo namorar, a noite é nossa vamo zoar! O alcool acabou o efeito ta passando A noite terminou, mas pra mim ta começando!  -Aê Garçom! Põe um brega ai porra! -Selou!  Férias de julho todo mundo em mosqueiro Tá bombando ta bombando o dia inteiro Muita cerveja muita vódca e birita Muito pivete cheira cola e muita briga
  8. 8. REFERÊNCIAS  Fonte dos vídeos:  http://www.youtube.com/watch?v=qO0L2JTOqJc  http://www.youtube.com/watch?v=tFFDKHDBf-8  http://www.youtube.com/watch?v=Hnr8D6_ZWuA  http://www.youtube.com/watch?v=6ISA4K2d_7o  http://www.youtube.com/watch?v=cHzwVnvgKY0   Referências  JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2ª edição. São Paulo: Aleph, 2009.  KELLNER, Douglas & SHARE, Jeff. Educação para a leitura crítica da mídia, democracia radical e a reconstrução da educação.  http://portalmosqueiro.jimdo.com/hist%C3%B3ria-de-mosqueiro/ acesso em 22/06/2014, às 14h53.  http://letras.mus.br/mostarda-na-lagarta/1389322/ acesso em 19/06/2014, às 14h53. 

×