Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.
PD&I em face de
ameaças sanitárias
para a agropecuária
brasileira
Ladislau Martin Neto
Diretor Executivo P&D
- Agenda PD&I Embrapa- ênfase em Riscos
Agropecuários
Supersafras e “Ponte Verde”
- Portfólios Sanidade
Vegetal, Sanidade
...
A safra do Brasil, em 2014/15,
superou 207 milhões de toneladas
de grãos.
Com tecnologias de melhoria dos
solos, tropicali...
É o bônus de produzir na
condição tropical. Mas
também há vários ônus. A
abundância de sol e umidade,
que faz brotar as pl...
A crise de agora pode ser só o começo
de uma etapa de grandes desafios.
Manter a oferta de alimentos vai requerer mais
int...
• Em dez anos, aumento da produção agrícola fez crescer o uso de agrotóxicos no
Brasil
CRESCIMENTO
2014/
2015
2014/
2015
5...
• Palestrantes - 30 pesquisadores - especialistas em
pragas e tecnologias de aplicação;
• Operacionalização interna da Car...
8
Arranjos e Parcerias Público-Privadas Inovadoras
O Exemplo da Rede de Fomento à iLPF
Integração Lavoura-Pecuária-Florest...
Estudo exclusivo da Rede de
Fomento ILPF ( via Consultoria
Kleffmann) é destaque da edição
de novembro/16 da Globo Rural
O...
I. Forças motrizes para os sistemas agroalimentar
e agroindustrial
II. Desdobramentos tecnológicos
Visão 2014-2034: o futu...
Planejamento Estratégico
P
Missão Visão
Novas Ciências:
Biotecnologia,
Nanotecnologia
e Geotecnologia
Recursos Naturais e
Mudanças Climáticas
Autom...
Gestão e Acompanhamento da Programação - Ferramentas de TI
Ideare: submissão e avaliação
SISGP: acompanhamento
Quaesta - F...
Gestão da Programação Embrapa
Portfólios
Arranjos
Coordenar esforços
Agrupar projetos em temas afins
Incrementar sinergia ...
Gestão e Acompanhamento da Programação de PD&I
Emprego de duas estratégias
• Top – down- 25 Portfólios
• Bottom – up – 91 ...
• Agregação de Valor
• Agricultura Irrigada
• Alimentos, Nutrição e Saúde
• Alimentos Seguros
• Aquicultura
• Automação
• ...
Sanidade Vegetal Presidente: FRANCISCO FERRAZ LARANJEIRA BARBOSA (CNPMF);
Secretário Executivo: RICARDO ADAIME DA SLVA (CP...
Paisagem do
Agroecossistema
A ocupação das lavouras no
espaço e no tempo.
• + alimento para as pragas
• + tempo para multi...
• Fechar a lacuna produtiva
aumento sustentável da produtividade em áreas já cultivadas
pela aplicação de tecnologias e co...
Traduzir tecnologias
científicas em benefícios
para a sociedade
nanotecnologia
modelagem
tec. precisão
genômica
Sist. de p...
Princípio de
Manejo
Ação associada
Exclusão Prevenção à entrada da praga em área não infestada
Erradicação Eliminação da p...
• Moscas
brancas
• Moscas-das-
frutas
• Mofo branco
Manejo em
paisagens
agrícolas
• Biologia
integrativa
• Abordagens
trad...
Arranjo de pesquisa da Embrapa iniciado em 2016 para
• organizar e priorizar esforços técnicos e científicos nessa área e ...
Potenciais vias de
acesso de pragas e
distribuição da
participação dos
municípios na produção
das culturas alvo
.Brasil te...
Mapa da
distribuição das
unidades do
Vigiagro/SDA
PORTOS - 30
AEROPORTOS - 27
ADUANAS INTERIORES - 26
FRONTEIRAS - 27
110 ...
Bactrocera dorsalis (FRUTAS)
Globodera rostochiensis (BATATA)
Striga spp. (ARROZ, FEIJÃO, MILHETO)
Ditylenchus destructor(...
African cassava mosaic virus
Cydia pomonella (Maçã)
Anastrepha suspensa (FRUTAS)
Moniliophthora roreri (CACAU)
Brevipalpus...
Fusarium oxysporum f. sp. cubense race 4 (BANANA)
Pragas Quarentenárias
Alto Impacto
Xanthomonas oryzae pv. oryzae
(bactér...
eixos de atuação:
Conhecimento
• obtenção de informações sobre as pragas quarentenárias;
Priorização
• estabelecimento de ...
Embrapa impediu a entrada de mais de 70 espécies de pragas
agrícolas no país
De 1977 até 2013, as ações de quarentena
impe...
Melhoramento Genético
Preventivo
Desenvolvimento de
variedades de plantas
resistentes a pragas e
patógenos de alto risco
q...
Preventive
Breeding
International
Partners
UNITED STATES
ANGOLA
Soybean
Red Leaf Blotch
Phoma glycinicola
PANAMA
Rice
Bact...
Portfólio:
Controle Biológico
Comitê Gestor do Portfólio: Presidente: Rose Gomes Monnerat Solon de Pontes
(Cenargen); Secr...
Embrapa atua hoje nas seguintes frentes:
• Implementação do controle biológico no âmbito do manejo integrado de pragas
• U...
CRB (Centro de Recursos Biológicos) - Coleção de
agentes microbianos de controle biológico, no
Cenargen • Bactérias entomo...
Coleções de microrganismos
Embrapa Meio Ambiente – 2.000 estirpes de fungos e bacteria para
controle de doenças de plantas...
Banco Genético Embrapa (Cenargen)
Back-up das coleções da
Embrapa
http://alelo.cenargen.embrapa.br/
Vitae Rural/Biotecnologia – Uberaba/MG
• Baculovirus spodoptera – Cartuchovit- registro
Grupo Farroupilha – Patos de Minas...
Total
237
Sanidade Animal Presidente: FLABIO RIBERO ARAUJO (CNPGC); Secretária Executiva: ALTIENE MOURA
LEMOS PEREIRA (CPA...
O consumo de carne global
passará de 228 milhões
para 463 milhões de
toneladas anuais até 2050
O rebanho mundial
de bovino...
Impacto da pecuária
• Brasil é o maior exportador de carne bovina desde 2004
Aloca 80% de sua produção para o abasteciment...
• Enfermidades são as maiores ameaças à estabilidade dos
sistemas produtivos
• Impacto excede 20% das perdas na produção ...
Sanidade animal e mercados
• Países com status sanitário
deficiente
• Perda de oportunidades
comerciais
• Não recebem
inv...
Interface saúde animal/humana
• Mais de 75% das doenças
humanas emergentes do último
século são de origem animal
(Unit...
Sanidade Animal – pesquisas H1N1- surto mundial
USDA-ARS/NADC – Ames, Iowa- Embrapa Labex
2008/2010
Organização
Mundial de
Sanidade Animal
• Elaborou uma lista única de doenças de declaração obrigatória para
animais terres...
Rede Star-IDAZ
Ministério da
Agricultura, Pecuária
e Abastecimento
Vertente: Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa Sanitária do MAPA.
Tema: Diagnóstico, prevenção e co...
Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa
Sanitária do MAPA
• Métodos de diagnóstico e controle do mormo...
• Estudos epidemiológicos sobre lentiviroses de caprinos/ovinos.
• Análises de risco para cenários de eliminação da vacina...
Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa
Sanitária do MAPA
• Métodos de diagnóstico da brucelose e tube...
Vertente: Patógenos, toxinas ou resíduos de medicamentos
veiculados por alimentos e segurança dos alimentos de origem
anim...
Patógenos, toxinas ou resíduos de medicamentos veiculados por
alimentos e segurança dos alimentos de origem animal.
 Dema...
Vertente: Doenças responsáveis por prejuízos à produção animal.
Tema: Diagnóstico, prevenção e controle de doenças infecci...
• Sanidade de organismos aquáticos, com ênfase em convivência com patógenos.
• Tratamento de problemas sanitários que afet...
Acantocefalo Neoechinorhynchus buttnerae Franciselose
Doenças responsáveis por prejuízos à produção animal
• Problemas com...
Conclusões
 Novos cenários requerem novas tecnologias
 Prioridades de pesquisa e inovação, financiadas
com recursos públ...
Artigo da edição de 1966 abordando pragas no RS
v.1, n.1, jan. 1966
v.51, n.5, maio
2016: Número
Temático
Pesquisa,
Desenv...
•Parabéns a PAB- 50 anos – Emilson França- Editor
•Número Especial Ameaças Sanitárias Agropecuária- 2016-
agradecimentos t...
Pesquisa, desenvolvimento e inovações em face de ameaças sanitárias para a agropecuária brasileira
Pesquisa, desenvolvimento e inovações em face de ameaças sanitárias para a agropecuária brasileira
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Pesquisa, desenvolvimento e inovações em face de ameaças sanitárias para a agropecuária brasileira

325 vues

Publié le

Seminário "Ciência e Tecnologia para a Defesa Agropecuária"

O evento aconteceu nos dias 7 e 8 de dezembro de 2016 e abordou a situação atual, desafios e avanços científicos relacionados às principais pragas e doenças que ameaçam a estabilidade da produção à luz dos novos rumos da defesa agropecuária brasileira.
O programa teve foco nas revisões e artigos científicos publicados no número temático “Pesquisa, Desenvolvimento e Inovações Frente a Ameaças Sanitárias para a Agropecuária” da revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) de maio de 2016.

Publié dans : Sciences
  • Verifique a fonte ⇒ www.boaaluna.club ⇐. Este site me ajudou escrever uma monografia.
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • Soyez le premier à aimer ceci

Pesquisa, desenvolvimento e inovações em face de ameaças sanitárias para a agropecuária brasileira

  1. 1. PD&I em face de ameaças sanitárias para a agropecuária brasileira Ladislau Martin Neto Diretor Executivo P&D
  2. 2. - Agenda PD&I Embrapa- ênfase em Riscos Agropecuários Supersafras e “Ponte Verde” - Portfólios Sanidade Vegetal, Sanidade Animal e relacionados - Consideração Final Conteúdo 1 2 3 4
  3. 3. A safra do Brasil, em 2014/15, superou 207 milhões de toneladas de grãos. Com tecnologias de melhoria dos solos, tropicalização de cultivos, práticas de defesa ambiental e muito empreendedorismo, os produtores intensificaram a agricultura em níveis inéditos: temos até três safras no ano As supersafras vieram para ficar. Assegurar sua sustentabilidade é o grande desafio. A segurança dos consumidores, a competitividade e rentabilidade da agricultura tropical exigem boa vontade e esforço de todos. Ponte Verde
  4. 4. É o bônus de produzir na condição tropical. Mas também há vários ônus. A abundância de sol e umidade, que faz brotar as plantas, também acolhe e multiplica doenças e pragas. Há anos, pesquisa e produtores lutam contra: • A ferrugem da soja; • o avanço da lagarta do cartucho do milho sobre plantas transgênicas; • a multiplicação de nuvens da mosca branca, disseminando doenças como o "mosaico dourado" do feijão; • e o recente e indiscriminado ataque da lagarta Helicoverpa armigera ao algodão, milho, soja e hortaliças. A Embrapa e seus parceiros responderam logo. Duas armas biológicas foram identificadas nos bancos de germoplasma: cepas de baculovírus e vespinhas (Trichogramma) que atacam a lagarta e seus ovos. Já existem duas cultivares resistentes de algodão transgênico.
  5. 5. A crise de agora pode ser só o começo de uma etapa de grandes desafios. Manter a oferta de alimentos vai requerer mais intensificação da agricultura. Como a Helicoverpa, há mais de 150 insetos prontos para invadir o País. Perdas podem chegar a R$ 40 bilhões.
  6. 6. • Em dez anos, aumento da produção agrícola fez crescer o uso de agrotóxicos no Brasil CRESCIMENTO 2014/ 2015 2014/ 2015 57,3 2014/ 2015 Área plantada EM MILHÕES DE HECTARES 2004/ 2005 2004/ 2005 2004/ 2005 Grãos EM MILHÕES DE TONELADAS Consumo agroquímicos* EM MIL TONELADAS (em ingrediente ativo) 16,9% 74,9% 64% 49,0 200,7 114,7 352,31 214,7 FONTE: MINSTÉRIO DA AGRICULTURA INFOGRÁFICO/ESTADÃO
  7. 7. • Palestrantes - 30 pesquisadores - especialistas em pragas e tecnologias de aplicação; • Operacionalização interna da Caravana- mais de 120 pessoas, dentre pesquisadores, analistas e assistentes; • Período e regiões cobertas - em quatro meses, a Caravana Embrapa percorreu polos agrícolas de 18 Estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Pará, Amapá, Roraima, Maranhão, Piauí, Alagoas, Sergipe e Bahia. • 18 Unidades da Embrapa Resultados - Parcerias internas Público participante - 6 mil multiplicadores técnicos de ATER, cooperativas, sindicatos rurais, Associações, Universidades, Patrocinadores - • Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), • Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e da • Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Estratégia da Caravana Embrapa ampla ação articulada DEPD, DETT, DTT, DEPD, DPD e várias UDs) - Ênfase Manejo Integrado de Pragas- enfrentamento ao impacto da helicoverpa armígera
  8. 8. 8 Arranjos e Parcerias Público-Privadas Inovadoras O Exemplo da Rede de Fomento à iLPF Integração Lavoura-Pecuária-Floresta -iLPF Esta rede tem o potencial de integrar até 50 empresas e arrecadar cerca de R$ 25 milhões/ano para promoção de sistemas integrados
  9. 9. Estudo exclusivo da Rede de Fomento ILPF ( via Consultoria Kleffmann) é destaque da edição de novembro/16 da Globo Rural O estudo, objeto da reportagem de capa, mostra que os produtores brasileiros aceleraram a adoção do ILPF e já cumpriram as metas estabelecidas no Acordo do Clima com 14 anos de antecedência (11,5 mi de ha)
  10. 10. I. Forças motrizes para os sistemas agroalimentar e agroindustrial II. Desdobramentos tecnológicos Visão 2014-2034: o futuro do desenvolvimento tecnológico na agricultura brasileira III – Visão 2014-2034 (eixos de grande impacto)
  11. 11. Planejamento Estratégico
  12. 12. P Missão Visão Novas Ciências: Biotecnologia, Nanotecnologia e Geotecnologia Recursos Naturais e Mudanças Climáticas Automação, Agricultura de Precisão e TICs Segurança Zoofitossanitária e Defesa Agropecuária Sistemas de Produção Tecnologia Agroindustrial, da Biomassa e Química Verde Segurança dos Alimentos, Nutrição e Saúde Mercados, Políticas e Desenvolvimento Rural DESAFIOS DE PD&I: MACROTEMAS E TEMAS TRANSVERSAIS GESTÃO DE PD&I EIXOS DE IMPACTO Avanços na Busca da Sustentabilidade Inserção Estratégica e Competitiva na Bioeconomia Contribuições a Políticas Públicas Inserção Produtiva e Redução da Pobreza Posicionamento na Fronteira do Conhecimento GESTÃO INSTITUCIONAL BASES PARA AÇÃO Gestão Organizacional Administração, Finanças e Infraestrutura Redes e Parcerias Presença Internacional Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Comunicação Tecnologia da Informação e Comunicação PROCESSODEPRODUÇÃODAEMBRAPA Eficiência na Gestão de PD&I Agricultura Familiar, Produção Orgânica e Agroecológica Inovações Gerenciais nas Cadeias Produtivas Comunicação Rural-Urbana Informações Estratégicas e Políticas Públicas Visão Estratégica da Embrapa 2014-2034
  13. 13. Gestão e Acompanhamento da Programação - Ferramentas de TI Ideare: submissão e avaliação SISGP: acompanhamento Quaesta - Ferramenta de busca SEG Quaesta - Pesquisa de Projetos da Embrapa
  14. 14. Gestão da Programação Embrapa Portfólios Arranjos Coordenar esforços Agrupar projetos em temas afins Incrementar sinergia e complementariedade Sistematizar competências Atribuir maior protagonismo às UDs Exercitar o conceito de “Redes de Projetos” Novos instrumentos de apoio gerencial Componente tático 15 1153 projetos P&D, TT e DI
  15. 15. Gestão e Acompanhamento da Programação de PD&I Emprego de duas estratégias • Top – down- 25 Portfólios • Bottom – up – 91 Arranjos Estruturação, Gestão e Acompanhamento da Carteira Projetos de PD&I de forma agregada e temática
  16. 16. • Agregação de Valor • Agricultura Irrigada • Alimentos, Nutrição e Saúde • Alimentos Seguros • Aquicultura • Automação • Controle Biológico • Convivência com a Seca • Engenharia Genética no Agronegócio • Fixação Biológica de Nitrogênio • Gestão Estratégica de Recursos Genéticos para Alimentação, Agricultura e Bioindústria - Regen • Inovação Social • Integração Lavoura, Pecuária e Floresta – iLPF • Manejo Racional de Agrotóxicos • Monitoramento da Dinâmica do Uso e Cobertura da Terra no Território Nacional • Mudanças Climáticas • Palma de Óleo • Química e Tecnologia da Biomassa • Recursos Florestais Nativos • Sanidade Animal • Sanidade Vegetal • Sistemas de Produção de Base Ecológica • Pastagens • Sucroalcooleiro Energético • Suprimento de Nutrientes para a Agricultura Portfólios
  17. 17. Sanidade Vegetal Presidente: FRANCISCO FERRAZ LARANJEIRA BARBOSA (CNPMF); Secretário Executivo: RICARDO ADAIME DA SLVA (CPAF-Amapa) ; Membros: EDSON HIROSE (CNPSO); FERNANDO HERCOS VALICENTE (CNPMS); MIGUEL MICHEREFF FLHO (CNPH) BCA Nº 10 de 09/03/2015.. Número de Projetos em Execução: 78 63 112 43 9 5 0 50 100 150 Previstos Nº de projetos a concluir 2016 2017 2018 2019 2020 Total 478 TIPO DE RESULTADO Nº Arranjo institucional 4 Avanço do conhecimento 168 Estirpe/Raça/Tipo 14 Estudo de avaliação de impactos 2 Estudo prospectivo 7 Formação de agentes multiplicadores Imagem corporativa 2 Insumo agroindustrial Insumo agropecuário 20 Metodologia Técnico Científica em P&D, TT ou Comunicação 35 Negócio Tecnológico Novo processo técnico, organizacional ou gerencial Produto Pré-Tecnológico 8 Protótipo de máquinas, equipamentos e implementos 3 Prática/processo agroindustrial 4 Prática/processo agropecuário 31 Sistema de informação 2 Software Corporativo ou Específico 2 Softwares para Clientes Externos 8 314, 66% 164 Pessoal Envolvido nos Projetos Embrapa Parceiros
  18. 18. Paisagem do Agroecossistema A ocupação das lavouras no espaço e no tempo. • + alimento para as pragas • + tempo para multiplicação
  19. 19. • Fechar a lacuna produtiva aumento sustentável da produtividade em áreas já cultivadas pela aplicação de tecnologias e conhecimentos já disponíveis • Aumento da produção potencial desenvolvimento de novos conhecimentos científicos para aumentar a produção de maneira sustentável Intensificação Sustentável SITUAÇÃO ATUAL FRONTEIRA DO CONHECIMENTO SITUAÇÃO POTENCIAL
  20. 20. Traduzir tecnologias científicas em benefícios para a sociedade nanotecnologia modelagem tec. precisão genômica Sist. de produção extensão Economia comportamental química física matemática melhoramento fitopatologia horticultura solos entomologia Pesquisa Translacional
  21. 21. Princípio de Manejo Ação associada Exclusão Prevenção à entrada da praga em área não infestada Erradicação Eliminação da praga em área infestada Proteção Interposição de barreira protetora entre praga e hospedeiro Imunização Desenvolvimento de plantas resistentes ou imunes Terapia Cura de infecto-infestações das plantas Regulação Modificação micro-ambiental desfavorável à praga Princípios de Manejo como base
  22. 22. • Moscas brancas • Moscas-das- frutas • Mofo branco Manejo em paisagens agrícolas • Biologia integrativa • Abordagens tradicionais Visão mullitráfica • Técnicas avançadas de detecção • Modelos biomatematicos de invasão e dispersão • Melhoramento preventivo Inteligência quarentenária • Biologia integrativa • Plataformas de fenotipagem Técnicas avançadas de melhoramento Quatro vertentes prioritária
  23. 23. Arranjo de pesquisa da Embrapa iniciado em 2016 para • organizar e priorizar esforços técnicos e científicos nessa área e apoiar as políticas públicas do MAPA • Viabilizar métodos e tecnologias para reduzir os riscos de entrada e dispersão e os impactos econômicos dessas pragas quarentenárias no País. Centros de Pesquisa da Embrapa, além de parceiros internacionais e consultores do setor privado.25 Pragas quarentenárias – Embrapa lidera 40 projetos voltados à prevenção de entrada e manejo no Brasil
  24. 24. Potenciais vias de acesso de pragas e distribuição da participação dos municípios na produção das culturas alvo .Brasil tem: 23.102 km de fronteiras, • 15.735 km terrestres e • 7.367 km marítimas
  25. 25. Mapa da distribuição das unidades do Vigiagro/SDA PORTOS - 30 AEROPORTOS - 27 ADUANAS INTERIORES - 26 FRONTEIRAS - 27 110 Unidades VIGIAGRO
  26. 26. Bactrocera dorsalis (FRUTAS) Globodera rostochiensis (BATATA) Striga spp. (ARROZ, FEIJÃO, MILHETO) Ditylenchus destructor(BATATA) Cirsium arvense Abacate, Mamão e Manga Pantoea stewartii Milho Tomato ringspot virus (vírus) Estratégia Priorização Embrapa-SDA Pragas Quarentenárias Altíssimo Impacto
  27. 27. African cassava mosaic virus Cydia pomonella (Maçã) Anastrepha suspensa (FRUTAS) Moniliophthora roreri (CACAU) Brevipalpus chilensis Citrus e Uva Phoma exigua var. foveata (fungo) Batata, Quinoa Plum pox virus - (PPV) Pêssego Toxotrypana curvicauda Mamão Pragas Quarentenárias Alto Impacto
  28. 28. Fusarium oxysporum f. sp. cubense race 4 (BANANA) Pragas Quarentenárias Alto Impacto Xanthomonas oryzae pv. oryzae (bactéria), (ARROZ) Tem alto potencial epidêmico e é destrutiva para cultivares de alto rendimento em regiões temperadas e tropicais, especialmente na Ásia. Candidatus Phytoplasma palmae (fitoplasma) Xylella fastidiosa subsp. Fastidiosa (UVA E CAFÉ) Médio Impacto Lobesia botrana (uva)
  29. 29. eixos de atuação: Conhecimento • obtenção de informações sobre as pragas quarentenárias; Priorização • estabelecimento de método que permita priorizar, entre as pragas quarentenárias vigentes, aquelas que serão alvo de ações de detecção, contenção e/ou mitigação; Detecção • desenvolvimento de metodologias e técnicas de identificação rápida para agilizar a detecção precoce de pragas; Mitigação • busca por métodos e ações para minimizar os impactos de pragas quarentenárias pós-entrada e erradicação da praga-alvo 4 Pragas quarentenárias – Embrapa lidera 40 projetos voltados à prevenção de entrada e manejo no Brasil
  30. 30. Embrapa impediu a entrada de mais de 70 espécies de pragas agrícolas no país De 1977 até 2013, as ações de quarentena impediram a entrada de 75 diferentes espécies de pragas agrícolas no Brasil. De 2014 a 2016, mais quatro espécies foram barradas 3.12% 40.68% 19.01% 2.94% 3.33% 3.44% 4.34% 9.52% 3.57% 18.75% 73.33% 10.00% 16.83% 0.00% 20.00% 40.00% 60.00% 80.00% Batata (Solanum tuberosum) Número de importações e porcentagem de detecção de pragas por espécie vegetal. Batata (Solanum tuberosum) Algodão (Gossypium sp.) Lírio (Lilium spp.) Uva (Vitis spp.) Pinus spp. Eucalipto (Eucalyptus spp.) Braquiária (Brachyaria spp.) Kiwi (Actinidia deliciosa) Batata-doce (Ipomoea batatas) Milheto (Pennisetum glaucum) Maçã (Pyrus malus) Oliveira (Olea europaea) Tulipa (Tulipa sp.) Outras Espécie Vegetal 1 2 3 1 1 2 1 2 2 5 2 3 8 4 29 14 2 3 5 0 10 20 30 40 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Número de interceptações de pragas ausentes não regulamentadas e quarentenárias, por ano, sobre material vegetal importado Fonnte: Dados da Estação Quarentenária de Germoplasma Vegetal da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (1977–2013).
  31. 31. Melhoramento Genético Preventivo Desenvolvimento de variedades de plantas resistentes a pragas e patógenos de alto risco quarentenário Recursos Genéticos e Biotecnologia
  32. 32. Preventive Breeding International Partners UNITED STATES ANGOLA Soybean Red Leaf Blotch Phoma glycinicola PANAMA Rice Bacterial Blight Xanthomonas oryzae pv. oryzae Rice Panicle Blight Burkholderia glumae CHILE Common Bean Halo Blight Pseudomonas savastanoi pv. phaseolicola PORTUGAL Maize Late Wilt of Corn Harpophora maydis BRAZIL Soybean Red Leaf Blotch Phoma glycinicola
  33. 33. Portfólio: Controle Biológico Comitê Gestor do Portfólio: Presidente: Rose Gomes Monnerat Solon de Pontes (Cenargen); Secretária Executiva: Gláucia de Figueiredo Nachtigal (CPACT). Membros: Clara Beatriz Hoffmann Campo (CNPSO), Wagner Bettiol (CNPMA) e Ivan Cruz (CNPMS). BCA Nº 39 de 14/19/2015. Número de Projetos em Execução: 53 Inclui projetos concluídos e em execução 189, 73% 69, 27% Pessoal Envolvido nos Projetos Embrapa Parceiros Total 252 19 45 24 6 0 10 20 30 40 50 Ano Nº de projetos a concluir 2016 2017 2018 2019 2020 TIPO DE RESULTADO Nº Arranjo institucional 4 Avanço do conhecimento 73 Estirpe/Raça/Tipo 12 Estudo de avaliação de impactos Estudo prospectivo 2 Formação de agentes multiplicadores 14 Imagem corporativa 1 Insumo agroindustrial 2 Insumo agropecuário 13 Metodologia Técnico Científica em P&D, TT ou Comunicação 15 Negócio Tecnológico 0 Novo processo técnico, organizacional ou gerencial 0 Produto Pré-Tecnológico 4 Protótipo de máquinas, equipamentos e implementos 0 Prática/processo agroindustrial 5 Prática/processo agropecuário 29 Sistema de informação 1 Software Corporativo ou Específico 0 Softwares para Clientes Externos 1
  34. 34. Embrapa atua hoje nas seguintes frentes: • Implementação do controle biológico no âmbito do manejo integrado de pragas • Utilização de técnicas de manejo cultural e do solo que favoreçam a ação dos agentes de controle biológico (insetos benéficos, predadores, parasitóides, e microrganismos, como fungos, vírus e bactérias com potencial patogênico sobre insetos-praga) introduzidos e de ocorrência natural • Desenvolvimento de produtos em colaboração com empresas publicas e/ou privadas • Formação de profissionais para o desenvolvimento e uso do controle biológico e para a implantação da cultura de utilização dessa tecnologia • Participação na elaboração de políticas públicas para incentivar a utilização de agentes de controle biológico, regulamentação de pesquisa, desenvolvimento e registro de produtos à base de agentes de controle biológico. • Estímulo à criação de empresas incubadas para o desenvolvimento desses agentes Desenvolvimento de produtos biológicos, em conjunto com a iniciativa privada.
  35. 35. CRB (Centro de Recursos Biológicos) - Coleção de agentes microbianos de controle biológico, no Cenargen • Bactérias entomopatogênicas • Fungos entomopatogênicos • Vírus entomopatogênicos • Fungos e bactérias antagonistas
  36. 36. Coleções de microrganismos Embrapa Meio Ambiente – 2.000 estirpes de fungos e bacteria para controle de doenças de plantas Embrapa Milho e Sorgo – 5.000 estirpes de fungos e bacteria para controle de doenças de insetos Embrapa Soja – 250 estirpes de fungos e virus para controle de insetos Embrapa Clima Temperado – 200 estirpes de fungos e bacteria para controle de doenças de plantas
  37. 37. Banco Genético Embrapa (Cenargen) Back-up das coleções da Embrapa
  38. 38. http://alelo.cenargen.embrapa.br/
  39. 39. Vitae Rural/Biotecnologia – Uberaba/MG • Baculovirus spodoptera – Cartuchovit- registro Grupo Farroupilha – Patos de Minas/MG • Bacillus thuringiensis – Best - resgistro Ballagro – Atibaia/SP • Bacillus thuringiensis Simbiose – Cruz Alta/RS • Baculovirus spodoptera • Bacillus thuringiensis IMAmt – Rondonópolis/MT • Baculovirus spodotera • Baculovirus para Chrysodeixis – falsa medideira • Baculovirus para Heliothis virescens Agroceres – Patos de Minas/MG • Planta transgênica • RNAi Agrivalle – Pouso Alegre/MG sendo transferida para Salto/SP • Bacillus thuringiensis (formulação) BIOPESTICIDAS A BASE DE VIRUS, FUNGOS E BACTÉRIAS PARA CONTROLE LAGARTA DO CARTUCHO DO MILHO
  40. 40. Total 237 Sanidade Animal Presidente: FLABIO RIBERO ARAUJO (CNPGC); Secretária Executiva: ALTIENE MOURA LEMOS PEREIRA (CPAMN);Membros GULHERME NUNES DE SOUZA (CNPGL); JALUSA DEON KICH (CNPSA); MARCIA CRISTINA DE SENA OLIVEIRA (CPPSE) BCA Nº 17 de 20/04/2015 Número de Projetos em Execução: 92 174, 73%63, 27% Pessoal Envolvido nos Projetos Embrapa Parceiros Inclui projetos concluídos e em execução TIPO DE RESULTADO Nº Arranjo institucional 4 Avanço do conhecimento 120 Estirpe/Raça/Tipo 4 Estudo de avaliação de impactos 3 Estudo prospectivo Formação de agentes multiplicadores 70 Imagem corporativa 13 Insumo agroindustrial Insumo agropecuário 19 Metodologia Técnico Científica em P&D, TT ou Comunicação 38 Negócio Tecnológico 2 Novo processo técnico, organizacional ou gerencial 3 Produto Pré-Tecnológico 0 Protótipo de máquinas, equipamentos e implementos 0 Prática/processo agroindustrial 3 Prática/processo agropecuário 36 Sistema de informação 5 Software Corporativo ou Específico 1 Softwares para Clientes Externos 3 35 42 52 15 2 0 10 20 30 40 50 60 1 Nº de projetos a concluir 2016 2017 2018 2019 2020
  41. 41. O consumo de carne global passará de 228 milhões para 463 milhões de toneladas anuais até 2050 O rebanho mundial de bovinos saltará de 1,5 bilhão para 2,6 bilhões no mesmo período O Brasil terá 45% do mercado mundial de carne bovina e 50% do comércio de aves até 2020 Consumo de Carne Fonte: Centro de Referência da Pecuária Brasileira - Zebu
  42. 42. Impacto da pecuária • Brasil é o maior exportador de carne bovina desde 2004 Aloca 80% de sua produção para o abastecimento do mercado interno • Quarto produtor do mundo de carne suína • Produção de leite cresce em média 4% ao ano.
  43. 43. • Enfermidades são as maiores ameaças à estabilidade dos sistemas produtivos • Impacto excede 20% das perdas na produção de animais em todo o mundo • Impactos socioeconômicos causados pelas enfermidades animais geram aumento da pobreza • Mais de 1 bilhão de agricultores sobrevivem da sua produção (Vallat & Wilson, 2003) Sanidade animal e fatores de produção
  44. 44. Sanidade animal e mercados • Países com status sanitário deficiente • Perda de oportunidades comerciais • Não recebem investimentos • Barreiras tarifárias substituídas por sanitárias
  45. 45. Interface saúde animal/humana • Mais de 75% das doenças humanas emergentes do último século são de origem animal (United States Agency for International Development, 2009)
  46. 46. Sanidade Animal – pesquisas H1N1- surto mundial USDA-ARS/NADC – Ames, Iowa- Embrapa Labex 2008/2010
  47. 47. Organização Mundial de Sanidade Animal • Elaborou uma lista única de doenças de declaração obrigatória para animais terrestres e aquáticos • Esta lista está em acordo com a Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitosanitárias da Organização Mundial do Comércio • Em 2016, a lista inclui 118 enfermidades
  48. 48. Rede Star-IDAZ
  49. 49. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  50. 50. Vertente: Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa Sanitária do MAPA. Tema: Diagnóstico, prevenção e controle de doenças infecciosas e priônicas, em apoio à Defesa Sanitária. Subtemas: • Aves: Doença de Newcastle, influenza, salmonelose e micoplasmose. • Bovinos: Raiva, brucelose, tuberculose, encefalopatia espongiforme dos bovinos, febre aftosa e doenças vesiculares confundíveis. • Caprinos e ovinos: Scrapie, artrite-encefalite Maedi-Visna, brucelose, tuberculose, língua azul. • Equinos: Anemia infecciosa equina, mormo e encefalite viral. • Organismos aquáticos: Infecção por Perkinsus sp., herpes vírus ostreídeo, viremia primaveril das carpas, septicemia viral hemorrágica, infecção hipodermal e necrose hematopoiética, e doença da mancha branca. • Suínos: Brucelose, micobacterioses, febre aftosa, doença de Aujeszky, peste suína africana, peste suína clássica, síndrome respiratória e reprodutiva suína, gastroenterite transmissível suína, diarreia epidêmica suína. Porftólio de Sanidade Animal da Embrapa
  51. 51. Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa Sanitária do MAPA • Métodos de diagnóstico e controle do mormo em equinos. • Métodos de diagnóstico da encefalopatia espongiforme bovina. • Desenvolvimento de métodos easy-to-use para doenças emergentes e re-emergentes. • Estudos epidemiológicos de patógenos emergentes e re-emergentes. • Caracterização da variabilidade de patógenos emergentes e re- emergentes • Estratégias de controle de patógenos emergentes e re-emergentes.
  52. 52. • Estudos epidemiológicos sobre lentiviroses de caprinos/ovinos. • Análises de risco para cenários de eliminação da vacinação para Febre Aftosa em diferentes Estados Brasileiros. • Apoio ao sistema de Defesa Sanitária Animal, com ações direcionadas às doenças que representam impacto econômico à pecuária brasileira. Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa Sanitária do MAPA
  53. 53. Doenças de importância estratégica para o sistema de Defesa Sanitária do MAPA • Métodos de diagnóstico da brucelose e tuberculose animal. • Vacinas para brucelose bovina. • Testes easy-to-use para Febre Aftosa e enfermidades vesiculares confundíveis. • Apoio à elaboração de estratégias vigilância epidemiológica para erradicação da brucelose e tuberculose animal, em estados com baixas prevalências. • Ações de apoio aos Programas Oficiais de Defesa Sanitária Animal.
  54. 54. Vertente: Patógenos, toxinas ou resíduos de medicamentos veiculados por alimentos e segurança dos alimentos de origem animal. Subtemas: Brucelose, tuberculose, salmonelose, colibaciloses, campilobacteriose, listeriose, clostridioses, toxoplasmose, cisticercose, anisaquioses, difilobotrioses, toxinas de algas (moluscos), vibrioses e viroses de organismos aquáticos. Resíduos de antibióticos ou antiparasitários em alimentos. Porftólio de Sanidade Animal da Embrapa
  55. 55. Patógenos, toxinas ou resíduos de medicamentos veiculados por alimentos e segurança dos alimentos de origem animal.  Demandas  Métodos easy-to-use para detecção de patógenos, toxinas ou resíduos de medicamentos em alimentos.  Detecção de patógenos, toxinas e resíduos de medicamentos em produtos lácteos.  Estudos de fontes de contaminação e dinâmica da infecção na produção animal por patógenos veiculados por alimentos ao homem.  Boas práticas de manejo em abatedouros-frigoríficos visando a redução da contaminação de carcaças.
  56. 56. Vertente: Doenças responsáveis por prejuízos à produção animal. Tema: Diagnóstico, prevenção e controle de doenças infecciosas e parasitárias que impactam sistemas de produção. Subtemas: • Aves: Bronquite infecciosa, anemia infecciosa das aves, coccidioses e colibacilose. • Bovinos e bubalinos: Brucelose, tuberculose, mastite, diarreia viral bovina, rinotraqueite infecciosa, língua azul, doenças parasitárias (tripanossomoses, TPB, helmintoses/resistência a anti-parasitários, ectoparasitos) e leptospirose. • Caprinos e ovinos: Doenças parasitárias (helmintoses), linfadenite caseosa, clostridioses, micoplasmose. • Equinos: Pitiose, tripanossomose, garrotilho. • Organismos aquáticos: Columnariose, aeromoniose, estreptocose, oodiniose, infecção hipodermal e necrose hematopoiética, mancha branca, viremia primaveril da carpa, septicemia viral hemorrágica e herpes vírus ostreídeo. • Suínos: Doenças do complexo respiratório (influenza, micoplasmose, pasteurelose e pleuropneumonia), doenças entéricas do leitão lactente e desmamado, doenças sistêmicas (doença de glasser, estreptococose, circovirose, tremor congênito). Porftólio de Sanidade Animal da Embrapa
  57. 57. • Sanidade de organismos aquáticos, com ênfase em convivência com patógenos. • Tratamento de problemas sanitários que afetam a cadeia produtiva de organismos aquáticos. • Desenvolvimento/aperfeiçoamento de métodos de diagnósticos easy-to-use garantia da segurança dos processos produtivos de organismos aquáticos. • Identificação de bioindicadores e para detectar riscos ambientais e biológicos em sistemas produtivos de organismos aquáticos. • Boas práticas de produção e estratégias de transferência tecnologias, produtos processo ou serviços e comunicação que promovam adaptação das Boas Práticas de Manejo em todas as áreas de produção de organismos aquáticos. Doenças responsáveis por prejuízos à produção animal
  58. 58. Acantocefalo Neoechinorhynchus buttnerae Franciselose Doenças responsáveis por prejuízos à produção animal • Problemas com bacterioses e parasitoses (Streptococcus sp., Francisella sp., Flavobacterium collunare, Photobacterium sp. e acantocefalo) • Causas: alta densidade, baixa qualidade de água, baixa qualidade de alevinos. P & I: Vacina, protocolos de bioseguridade e diagnóstico rápido de campo, imunoestimulantes, fitoterápicos Piscicultura
  59. 59. Conclusões  Novos cenários requerem novas tecnologias  Prioridades de pesquisa e inovação, financiadas com recursos públicos, devem ser norteadas principalmente para enfermidades de importância econômica e zoonoses  Independência tecnologia confere vantagens ao país e abre mercados
  60. 60. Artigo da edição de 1966 abordando pragas no RS v.1, n.1, jan. 1966 v.51, n.5, maio 2016: Número Temático Pesquisa, Desenvolvimento e Inovações em Face de Ameaças Sanitárias para a Agropecuária
  61. 61. •Parabéns a PAB- 50 anos – Emilson França- Editor •Número Especial Ameaças Sanitárias Agropecuária- 2016- agradecimentos todos os autores •Parabéns a Embrapa Informação Tecnológica- 25 anos- Selma Beltrão- Gerente Geral •Muito Obrigado ao MAPA/SDA- Secretário Luís Rangel •Agradeço a atenção de todos! • ladislau.martin@embrapa.br ; de.pd@embrapa.br • www.embrapa.br • Facebook: agrosustentavel • Twitter.com/embrapa

×