Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Geotecnologias aplicadas à Gestão Florestal

557 vues

Publié le

Apresentação realizada no Agrisummit 2017.
Case vencedor do Prêmio MundoGeo Connect 2017

Publié dans : Environnement
  • Hello! High Quality And Affordable Essays For You. Starting at $4.99 per page - Check our website! https://vk.cc/82gJD2
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici

Geotecnologias aplicadas à Gestão Florestal

  1. 1. AGRISUMMIT 2017 A Transformação Digital do Agronegócio Dennis Bernardi Coordenador de Geotecnologias e Cadastro Florestal dennis.bernardi@fibria.com.br Geotecnologias Aplicada à Gestão Florestal na Fibria
  2. 2. Resumo • A FIBRIA • Geotecnologias Apoiando a Gestão Florestal na FIBRIA • CASES • Colheita Mecanizada em Áreas de Alta Declividade • Topografia Embarcada • Monitoramento de Áreas de Conservação
  3. 3. GEOTECNOLOGIAS APOIANDO A GESTÃO FLORESTAL NA FIBRIA
  4. 4. Licenças Esri que temos Insights Desktop Server Advanced BasicImage StandardGeoevent AdvancedPortal Extensões Spatial 3D Network GeoStatistical Survey 123
  5. 5. Atuação do GIS na FIBRIA Área Florestal Patrimônio Poupança PCP Silvicultura Colheita Logística Compra Madeira Meio Ambiente PLP Desenvolv. Operacional Certificações Sustentabilidade Gestão Ativos Cadastro Florestal Proteção Florestal Estradas Controladoria Fiscal Além da Florestal
  6. 6. Hoje o ArcGIS impacta 99% da área Florestal da FIBRIA, até 2020 queremos expandir o GIS além da Florestal Atuação do GIS na FIBRIA
  7. 7. Objetivo da Área GIS na FIBRIA Gerar Valor ao Negócio Através da Informação
  8. 8. Como Gerar Valor ao Negócio? GESTÃO AMPLIADA Saber o que medir e garantir a análise dos dados aplicando ao processo decisório. GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO SEGURANÇA GESTÃO PRODUTIVIDADE
  9. 9. Desde 2011, optamos na FIBRIA por termos uma Base Cartográfica com Excelente Qualidade. Pioneiramente iniciamos o primeiro projeto no Brasil envolvendo Laser Scanning. INVESTIMENTO NA QUALIDADE DA BASE CARTOGRÁFICA
  10. 10. INVESTIMENTO NA QUALIDADE DA BASE CARTOGRÁFICA 2011/12 1º Vôo Lidar SP/MS Atualização SP/MS SP 12 pessoas campo MS 10 pessoas campo ARA 27 pessoas campo Roteamento Transp. 2013 Substituição atividades manuais Uso VANT Topografia Embarcada Estudos de NDVI para monitoramento 2014 Otimização colheita mecanizada SP Otimização de demandas topografia via Topografia embarcada 2015 Vôo Lidar ARA SP 6 pessoas campo MS 8 pessoas campo ARA 11 pessoas campo 2016 Contrato GIS Corporativo (ELA) 2017/18 Apontamentos automáticos via telemetria Otimização de recursos -23%
  11. 11. Melhor aproveitamento de Área de Plantio 12.500ha de aproveitamento para Plantio + 2,1% investimento ZERO 7.700ha já Plantados (março/17) + 1,3% aproveitamento de área concretizado - R$ 123.200.000 de desembolso
  12. 12. Monitoramento da Floresta – Curto Prazo (1 a 2 anos) 1º Ano Floresta 2º Ano Floresta  Corte Preparo de Solo Sobrevivência 30 dias Levantamento 90 dias Monit. Ervas Monit.Formiga e Nutricional PLANTIO IFQ 6 Sensoriamento Sensoriamento Sensoriamento Sensoriamento IFQ 12 Principais Estudos  Uso de VANT como ferramenta de vistoria operacional;  Rotinas de processamento automático de imagens  Substituição de atividades manuais de monitoramento;  Redução dos custos de monitoramento;  Redução no tempo de detecção de danos à floresta  Sobreposição e análise geoestatística das informações Telemetria Sensoriamento Sensoriamento
  13. 13. Monitoramento da Floresta – Médio Prazo (3 a 5 anos) Tomada de Decisões Mobilidade Analytcs (BigData) Centro de Informações TelemetriaMonitoramentos
  14. 14. GEOTECNOLOGIAS COLHEITA EM ÁREAS DE ALTAS DECLIVIDADE
  15. 15. Objetivo Reduzir o Riscos operacionais maior Segurança Compra e Alocação Adequada de máquinas COLHEITA EM ÁREAS DE ALTA DECLIVIDADE Projeto foi o “FINANCIADOR” inicial do projeto LIDAR Melhor Aproveitamento da Colheita Mecanizada Redução se Custos Operacionais Antes Depois
  16. 16. GEOTECNOLOGIAS TOPOGRAFIA EMBARCADA
  17. 17. TOPOGRAFIA EMBARCADA Objetivo Reduzir o Riscos operacionais maior Segurança Reduzir Custo com topografia Aumentar Produtividade nas atividades Projeto permitiu Redução de Custos com Aumento de Produtividade • Abertura de Estradas • Alinhamento de Plantio • Irrigação • Eitos de Colheita • Marcação de APP/RL
  18. 18. TOPOGRAFIA EMBARCADA Abertura de Estradas
  19. 19. TOPOGRAFIA EMBARCADA Alinhamento Plantio
  20. 20. TOPOGRAFIA EMBARCADA Alinhamento Plantio
  21. 21. TOPOGRAFIA EMBARCADA Alinhamento Plantio 16 Planejadas 15 Executadas Legenda Execução Bigode Planejado Comprimento Linhas Espaçamento Mudas Qtde Mudas Bigode 99.844 2,05 48.705 Planejamento 107.256 2,05 52.320 Diferença 7.412 Dif. Mudas 3.616 Diferença % -6,91% -6,91%Diferença de quase 7%
  22. 22. GEOTECNOLOGIAS MONITORAMENTO DE ÁREAS DE CONSERVAÇÃO
  23. 23. Monitoramento Áreas de Conservação Objetivo Reduzir os Custos operacionais Garantir Informações Assertivas também para Áreas de Conservação Motivador Baixo Rendimento com equipes de Campo Elevado Custo operacional Em 1,5 anos realizamos o trabalho que levaria 12 anos com modelo tradicional (VPL R$4,1MM)
  24. 24. Monitoramento Áreas de Conservação
  25. 25. Monitoramento Áreas de Conservação
  26. 26. AGRISUMMIT 2017 A Transformação Digital do Agronegócio Obrigado! Dennis Bernardi Coordenador de Geotecnologias e Cadastro Florestal dennis.bernardi@fibria.com.br

×