Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

CARO(A) ALUNO(A)- Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 3 Publicité

CARO(A) ALUNO(A)- Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia

Télécharger pour lire hors ligne

CARO(A) ALUNO(A):
Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia.
Instruções iniciais:
Utilize o modelo de M.A.P.A. padrão para realizar esta atividade. Ele se encontra em "Material da Disciplina". Siga todas as instruções constantes neste modelo.
Assista o vídeo com as instruções para a realização do M.A.P.A., que estará na "Sala do Café".

​CONTEXTUALIZAÇÃO

A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus da família Flaviviridae. O vírus da dengue é também classificado como uma arbovirose por ser transmitida por mosquitos. O principal vetor desta doença é a fêmea do mosquito Aedes aegypti que também é o vetor da febre amarela urbana. As epidemias de dengue estão diretamente relacionadas a concentração da densidade de mosquitos. Os ovos do mosquito da dengue são depositados em água parada proveniente de recipientes como latas, garrafas vazias, pneus, calhas, tanques expostos, vasos de plantas ou qualquer outro recipiente que possa armazenar a água da chuva. Naturalmente temos um número maior de casos de dengue no verão devido ao aumento de chuvas nessa estação, o que aumenta a oferta de criadouros, onde ovos podem ser depositados. Com as altas temperaturas, o processo de desenvolvimento do mosquito nesses criadouros é acelerado.

​DESENVOLVENDO O TRABALHO

Com base na busca na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde - IVIS, responda às seguintes questões:

a) Apresente os gráficos de dois estados brasileiros, comparando o número de casos nos últimos dez anos.

b) Descreva e interprete os dados, apresentando diferenças e semelhanças no comportamento de cada um deles.

c) Explique quais tipos de ações a vigilância epidemiológica pode realizar para prevenir e reduzir o número de casos de dengue.

d) Aponte e explique quais fatores contribuem para o surgimento e aumento no número de casos de dengue no Brasil.

e) Escolha uma cidade brasileira que esteja em um dos estados escolhidos por você e aponte medidas e ações para o combate à dengue tomadas nesta cidade no período avaliado.

CARO(A) ALUNO(A):
Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia.
Instruções iniciais:
Utilize o modelo de M.A.P.A. padrão para realizar esta atividade. Ele se encontra em "Material da Disciplina". Siga todas as instruções constantes neste modelo.
Assista o vídeo com as instruções para a realização do M.A.P.A., que estará na "Sala do Café".

​CONTEXTUALIZAÇÃO

A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus da família Flaviviridae. O vírus da dengue é também classificado como uma arbovirose por ser transmitida por mosquitos. O principal vetor desta doença é a fêmea do mosquito Aedes aegypti que também é o vetor da febre amarela urbana. As epidemias de dengue estão diretamente relacionadas a concentração da densidade de mosquitos. Os ovos do mosquito da dengue são depositados em água parada proveniente de recipientes como latas, garrafas vazias, pneus, calhas, tanques expostos, vasos de plantas ou qualquer outro recipiente que possa armazenar a água da chuva. Naturalmente temos um número maior de casos de dengue no verão devido ao aumento de chuvas nessa estação, o que aumenta a oferta de criadouros, onde ovos podem ser depositados. Com as altas temperaturas, o processo de desenvolvimento do mosquito nesses criadouros é acelerado.

​DESENVOLVENDO O TRABALHO

Com base na busca na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde - IVIS, responda às seguintes questões:

a) Apresente os gráficos de dois estados brasileiros, comparando o número de casos nos últimos dez anos.

b) Descreva e interprete os dados, apresentando diferenças e semelhanças no comportamento de cada um deles.

c) Explique quais tipos de ações a vigilância epidemiológica pode realizar para prevenir e reduzir o número de casos de dengue.

d) Aponte e explique quais fatores contribuem para o surgimento e aumento no número de casos de dengue no Brasil.

e) Escolha uma cidade brasileira que esteja em um dos estados escolhidos por você e aponte medidas e ações para o combate à dengue tomadas nesta cidade no período avaliado.

Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Plus par Prime (20)

Plus récents (20)

Publicité

CARO(A) ALUNO(A)- Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia

  1. 1. MAPA – Material de Avaliação Prática da Aprendizagem MAPA - FAR - BIOESTATÍSTICA E EPIDEMIOLOGIA – 54/2022 Olá acadêmico (a), tudo bem? Somos da Prime Assessoria Acadêmica e iremos te ajudar nessa atividade! (99) 98525-8486 CARO(A) ALUNO(A): Seja bem-vindo (a) à atividade de M.A.P.A. (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da Disciplina de Bioestatística e Epidemiologia. Instruções iniciais: Utilize o modelo de M.A.P.A. padrão para realizar esta atividade. Ele se encontra em "Material da Disciplina". Siga todas as instruções constantes neste modelo. Assista o vídeo com as instruções para a realização do M.A.P.A., que estará na "Sala do Café". CONTEXTUALIZAÇÃO A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus da família Flaviviridae. O vírus da dengue é também classificado como uma arbovirose por ser transmitida por mosquitos. O principal vetor desta doença é a fêmea do mosquito Aedes aegypti que também é o vetor da febre amarela urbana. As epidemias de dengue estão diretamente relacionadas a concentração da densidade de mosquitos. Os ovos do mosquito da dengue são depositados em água parada proveniente de recipientes como latas, garrafas vazias, pneus, calhas, tanques expostos, vasos de plantas ou qualquer outro recipiente que possa armazenar a água da chuva. Naturalmente temos um número maior de casos de dengue no verão devido ao aumento de chuvas nessa estação, o que aumenta a oferta de criadouros, onde ovos podem ser depositados. Com as altas temperaturas, o processo de desenvolvimento do mosquito nesses criadouros é acelerado. No Brasil, os primeiros relatos de dengue datam do final do século XIX, em Curitiba (PR), e do início do século XX, em Niterói (RJ). No início do século XX, o mosquito já era um problema, mas não por conta da dengue - na época, a principal preocupação era a transmissão da febre amarela. Em 1955, o Brasil erradicou o Aedes aegypti como resultado
  2. 2. de medidas para controle da febre amarela. No final da década de 1960, o relaxamento das medidas adotadas levou a reintrodução do vetor em território nacional. Hoje, o mosquito é encontrado em todos os Estados brasileiros. A primeira epidemia documentada clínica e laboratorialmente ocorreu apenas em 1981- 1982, em Roraima. A doença no Brasil apresenta ciclos endêmicos e epidêmicos, com epidemias que ocorrem a cada 4 ou 5 anos. Os principais sintomas são febre muito alta, dor na parte de trás dos olhos, vômito, articulações e músculos doloridos, fadiga e sangramento leve. O tratamento para dengue é realizado com analgésicos e antitérmicos, orientados pelo serviço de saúde ou profissionais da saúde, e hidratação oral. Como não há um remédio eficaz contra o vírus da dengue a prevenção é a melhor ferramenta para impedir manifestações dessa doença, podendo ser realizada com a redução ou controle de mosquitos, por meio da eliminação de seus criadouros. Disponível em: - https://portal.fiocruz.br/ - https://portal.fiocruz.br/busca? search_api_views_fulltext=dengue+&type=All&field_taxonomia_doencas=7475&field_unidad e_curso_1=All&sort_by=created&sort_by=created - Confira a programação do fumacê e veja o que fazer durante a aplicação - Prefeitura do Município de Maringá (maringa.pr.gov.br) - https://www.maringa.pr.gov.br/site/noticias/2013/11/04/finados-sem-dengue-abre- campanhas-contra-mosquito/21191 - http://www.maringa.pr.gov.br/site/noticias/2022/04/26/confira-a-programacao-do-fumace-e- veja-o-que-fazer-durante-a-aplicacao/39715 - http://www.maringa.pr.gov.br/site/noticias/2016/02/05/campanha-carnaval-sem-aids-e- sem-dengue-tera-inicio-neste-sabado/28350 - http://www.maringa.pr.gov.br/site/noticias/2022/04/26/confira-a-programacao-do-fumace-e- veja-o-que-fazer-durante-a-aplicacao/39715 O QUE DEVE SER FEITO NESTA ATIVIDADE? Considerando que a dengue é um risco à saúde pública, você, como profissional da área da saúde, inicia uma coleta de dados epidemiológicos para interpretá-los e avaliar a situação da doença em dois estados brasileiros e assim, identificar planos para a sua prevenção. Para isso, você deverá acessar o Google e buscar pela frase “Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde - IVIS”. Ao acessar a plataforma você deverá selecionar a opção “Cidades”. Em seguida, na opção “Abrangência” você deverá selecionar “Unidade da
  3. 3. federação”. Na “Unidade da federação”, selecione o estado escolhido e clique em “Atualizar”. Agora, você deverá procurar pela aba “Dengue” e encontrar nela as informações referentes ao que se pede nesta atividade. DESENVOLVENDO O TRABALHO Com base na busca na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde - IVIS, responda às seguintes questões: a) Apresente os gráficos de dois estados brasileiros, comparando o número de casos nos últimos dez anos. b) Descreva e interprete os dados, apresentando diferenças e semelhanças no comportamento de cada um deles. c) Explique quais tipos de ações a vigilância epidemiológica pode realizar para prevenir e reduzir o número de casos de dengue. d) Aponte e explique quais fatores contribuem para o surgimento e aumento no número de casos de dengue no Brasil. e) Escolha uma cidade brasileira que esteja em um dos estados escolhidos por você e aponte medidas e ações para o combate à dengue tomadas nesta cidade no período avaliado.

×