Teoria musical

Elvis Live
Elvis LiveStudent à Student
I- Música      É a arte dos sons. É constituída de melodia, ritmo e harmonia.

a) Melodia
É uma sucessão de sons musicais combinados
b) Ritmo
É a duração e acentuação dos sons e pausas
c) Harmonia
é a combinação dos sons simultâneos


II- Representação violão ou guitarra Gráfica do braço do




Cordas Soltas
MI LÁ RÉ SOL         SI MI


I

II

III


IV


V

etc.




                              As cordas são contadas das mais agudas
                              para as mais graves.

6      5   4   3    2   1
III- Clave
      Clave é um sinal usado no início da pauta para determinar o nome e a altura das notas. Por
  enquanto, basta saber que ela é designada para anotar os sons dos instrumentos. Existem três tipos de
  clave mas para nós só interessa uma: a clave de sol.
      A clave de sol é designada para anotar os sons de instrumentos agudos como:Violino, flauta,
  trompete, gaita, violão, bandolim, clareinete, óboe e cavaquinho.




IV- Figuras e valores das notas e pausas
      Observe que os sons musicais têm durações diferentes. Essas durações são os valores,
  representados por figuras gráficas de notação musical. Temos, para cada figura, uma correspondente
  indicando silêncio. São as pausas.




       Valores dos sons      Nomes     Pausas          Número
                          Semibreve                    1__________
                          Mínima                       2__________
                          Semínima                     4__________
                          Colcheia                     8__________
                          Semicolcheia                 16_________
                          Fusa                         32_________
                          Semifusa                     64_________




V- Compasso
      É a duração de um trecho musical em pequenas partes de duração com séries regulares de tempo.
  São separados por um traço vertical chamado barra simples.
Os compassos são denominados de acordo com o número de tempos:
  *     Binário        2 tempos
  *     Ternário      3 tempos
  *     Quaternário 4 tempos
     Ele é representado por uma fração onde, o numerador indica o número de tempos, em cada
  compasso, e o denominador é o símbolo do valor de cada tempo.
     -BARRA de COMPASSO-



  a)Simples    Separa os compassos




b) Dupla   Separa um trecho do outro




c) Final   Término de uma música




VI- Intervalo, tom, semitom
  Intervalo é a distância entre dois sons.
  Semitom é o menor intervalo entre dois sons.
  Tom é o intervalo formado por dois semitons.

  VII- Acidentes musicais
  Sustenido ( # ) Eleva o som em um semitom.
  Bemol ( b ) Abaixa o tom em um semitom.
  Dobrado-sustenido ( x ) Eleva o som em um tom.
      Dobrado-bemol ( bb ) Abaixa o som em um tom.
VIII- Escala
     É uma série de sons ascendentes ou descendentes na qual o último será a repetição do primeiro uma
oitava acima ou abaixo. A escala pode ser maior ou menor.

    MAIOR


    Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó
    Este é o exemplo da escala de Dó maior tomada como padrão por não possuir acidentes. Para
construir a escala maior nas demais alturas, basta seguir o mesmo modelo em relação aos intervalos de
um grau para outro:
    * Intervalos de semitom entre os graus III---IV e VII---VIII e de tom entre os demais graus.

    MENOR


    Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol Lá
    Este é o exemplo da escala de Lá menor que também é tomada por base por não possuir acidentes.
A diferença é que os Graus III, IV e VII são abaixados.

    Escalas relativas
    O sexto grau da escala maior é a sua relativa na escala menor. Possuem acidentes iguais mas
tônicas diferentes. É o exemplo das escalas de Dó maior e Lá menor.


    XIX-Acorde
    É o conjunto de três ou mais sons ouvidos simultaneamente. Pode ser também arpejado quando as
notas são ouvidas sucessivamente.

    X-Cifra
     Símbolos criados para representar o acorde de uma maneira prática. É composta de letras, números
e sinais. É o sistema predominante usado em música popular para qualquer instrumento.
     Em cifra, os nomes Lá, Si, Dó, Ré, Mi, Fá e Sol são substituídas pelas sets primeiras letras do
alfabeto.

    A – Lá
    B – Si
    C – Dó
    D – Ré
    E – Mi
    F – Fá
    G – Sol
Os números e sinais usados na cifra representam os intervalos da escala, a partir da fundamental,
     em que são formados os acordes.
         Tomemos o exemplo de C7(#9).
         C quer dizer Dó. O número 7, o intervalo de sétima menor a partir da fundamental Dó. E o # ao
     lado do 9, a nona aumentada.
         Na tabela de intervalos, dada no final dessa apostila, constam a lista com todos os intervalos e seus
     respectivos nomes.
         *Você poderá encontrar sons iguais com sons diferentes. A esse fenômeno chamamos Enarmonia.

        O que a Cifra estabelece
1. Tipo dos acordes [maiores, menores (indicados por um ´´m´´minúsculo ao lado da letra maiúscula)].
2. Eventuais alterações (5ª aumentada ou diminuta, 9ª menor)
3. Inversão do acorde (3ª, 5ª ou 7ª no baixo)
    *Baixo é a nota mais grave do acorde.

   O que a Cifra não estabelece( livre escolha do executante)
1. A posição do acorde
2. Ordem vertical ou horizontal
3. Dobramentos e supressões de notas do acorde.
   Pode-se dobrar, triplicar ou suprimir: 5 justa e a fundamental. O dobramento da Terça deve ser evitado
   (enfraquece o acorde) e a fundamental só pode ser suprimida se um outro instrumento tocar o baixo.

     XI- Formação do acorde
     O acorde pode ser formado por três, quatro ou mais sons.

     Tríade
          Formada pelo agrupamento de 3 notas separadas por intervalos de terças e pode ser maior, menor,
     diminuta ou aumentada.
1.   Formação da tríade maior
          É formada pela fundamental (1), Terça maior (3M) e Quinta justa (5J) e se caracteriza pela
     superposição de uma Terça maior e de uma menor.
2.   Formação da tríade menor
          É formada pela fundamental, Terça menor (3m) e Quinta justa e se caracteriza pela superposição de
     uma Terça menor e uma maior.
3.   Formação da tríade diminuta
          É formada pela fundamental, Terça menor e Quinta diminuta(5b) e se caracteriza pela superposição
     de terças menores.
4.   Formação da tríade aumentada
          Formada pela fundamental, Terça maior e Quinta aumentada (5#) e se caracteriza pela superposição
     de terças maiores.
Tétrade
    È o agrupamento de quatro sons separados por intervalos de terças superpostas.
    Ex.
    C7M ou C7

    *Usa-se o parênteses na cifra para separar o som básico da tríade, ou mesmo para uma melhor
visualização.

    XII- Acorde no seu estado fundamental
    É quando o baixo é a fundamental ou tônica.

    XIII- Acorde invertido
    É quando a quinta, terça ou sétima vai para o baixo. Dizemos que ele está na 1º, 2º e 3º inversão
respectivamente.
    Ex.
    C/E C/G C/Bb
    * O numerador indica a fundamental e o denominador a nota do baixo.

    XIX- Categoria dos Acordes
    Maior
    Se caracterizam pela fundamental, Terça maior, Quinta justa e nunca possuem a sétima menor.
    Menor
    Se caracterizam pela fundamental, Terça menor e Quinta justa.
    Sétima dominante
    Os acordes de sétima dominante se caracterizam pelo intervalo formado entre a Terça maior e a
sétima menor, dando origem ao som preparatório ou de tensão. Ainda nessa categoria, encontramos o
SubV7 que é o acorde substituto do V7. É encontrado um semitom acima do acorde que se quer resolver.
    Ex. No campo de Dó:
    C | Em | G7 | C ||       C | Em | Db7 | C ||
    Sétima diminuta
    Caracterizado pela fundamental, Terça menor, Quinta diminuta e é construído sobre o VII grau da
escala.
    Pelo fato do acorde diminuto estar separado por intervalos de Terça menor (dividindo a oitava em
quatro partes iguais), um mesmo acorde diminuto pode se desdobrar em quatro, isto é, cada uma das
quatro notas pode ser a fundamental de um novo acorde diminuto, sendo acordes equivalentes.
    São três os acordes diminutos( B°, C° e Db°). Os demais são desdobramentos ou inversões desses.


    XIV- Função tonal ou harmônica dos acordes
    Em música temos momentos instáveis, estáveis e menos instáveis, e são essa variações que
motivam a continuidade da música até o repouso final.
Função Tônica
    Função de sentido conclusivo (estável). Geralmente é o acorde que finaliza uma música. O acorde
principal é o I grau e pode ser substituído pelo III e VI graus.

     Função Dominante
     Função de sentido suspensivo (instável) e pede resolução na tônica. O principal acorde é o V e pode
ser substituído pelo VII.

    Função Subdominante
    Função de sentido meio suspensivo, pois se apresenta de forma intermediária às outras funções.O
principal acorde é o IV e pode ser substituído pelo II.


   XV- Seqüências harmônicas formadas sobre os graus da escala
   Tríades diatônicas
Formadas apenas com as notas da escala ou de uma tonalidade.

3M 3m 3m 3M              3M     3m 3m
I  IIm IIIm IV           V      VIm VIIm
C Dm Em      F           G      Am B°


3m 3m       3M     3M 3m 3m 3M
Im IIm      III    IVm Vm bVI bVII
Cm D°        E      F  Gm Am B




ARQUIVO EXTRAIDO DO SITE WWW.SOLANOMUSIC.COM
--------------------------------
 MAIS DE 2000 PARTITURAS GRATUITAS, APOSTILAS E SOFTWARES MUSICAS
TUDO QUE UM MUSICO PRECISA
--------------------------------------------



WWW.SOLANOMUSIC.COM - SEM LIMITES PARA A MUSICA

Recommandé

Apostila Jazz introduçãoAulas elias santos par
Apostila Jazz introduçãoAulas elias santosApostila Jazz introduçãoAulas elias santos
Apostila Jazz introduçãoAulas elias santosdougand
1.1K vues5 diapositives
Apostila guitarra rock (oziel filho) par
Apostila   guitarra rock (oziel filho)Apostila   guitarra rock (oziel filho)
Apostila guitarra rock (oziel filho)unileiser
13.7K vues10 diapositives
Apostila guitarra par
Apostila guitarraApostila guitarra
Apostila guitarraalefsk2
6.7K vues35 diapositives
Apostila de guitarra módulo intermediário ao avançado par
Apostila de guitarra   módulo intermediário ao avançadoApostila de guitarra   módulo intermediário ao avançado
Apostila de guitarra módulo intermediário ao avançadoMarlon Ferreira
97.4K vues1 diapositive
curso-basico-de-teoria-musical par
curso-basico-de-teoria-musicalcurso-basico-de-teoria-musical
curso-basico-de-teoria-musicalSaulo Gomes
89 vues7 diapositives
Apostila de violão - Módulo Iniciante par
Apostila de violão - Módulo InicianteApostila de violão - Módulo Iniciante
Apostila de violão - Módulo InicianteAntonio Marcos Costa Baratieri
55.9K vues40 diapositives

Contenu connexe

Tendances

Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes).... par
Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....
Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....Gilmar Damião
156.7K vues10 diapositives
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf par
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdfGuilherme Pereira
7.9K vues50 diapositives
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido par
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvidoConceitos para tirar e tocar músicas de ouvido
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvidopaulo_206
200.1K vues17 diapositives
Leitura de partituras par
Leitura de partiturasLeitura de partituras
Leitura de partiturasdea7gil
43K vues19 diapositives
Apostilia Teoria Musical par
Apostilia Teoria MusicalApostilia Teoria Musical
Apostilia Teoria MusicalMarcos Vinícius Santana
3.3K vues27 diapositives
Como ler partituras par
Como ler partiturasComo ler partituras
Como ler partiturasElvis Live
2.8K vues6 diapositives

Tendances(17)

Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes).... par Gilmar Damião
Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....
Apostila com Instruções Práticas e Básicas para Violão/Guitarra (Iniciantes)....
Gilmar Damião156.7K vues
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf par Guilherme Pereira
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Guilherme Pereira7.9K vues
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido par paulo_206
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvidoConceitos para tirar e tocar músicas de ouvido
Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido
paulo_206200.1K vues
Leitura de partituras par dea7gil
Leitura de partiturasLeitura de partituras
Leitura de partituras
dea7gil43K vues
Como ler partituras par Elvis Live
Como ler partiturasComo ler partituras
Como ler partituras
Elvis Live2.8K vues
Apostila harmonia tonal par noisy_doctor
Apostila harmonia tonalApostila harmonia tonal
Apostila harmonia tonal
noisy_doctor6.1K vues
Como improvisar varios_estilos par jop1996
Como improvisar varios_estilosComo improvisar varios_estilos
Como improvisar varios_estilos
jop19964.2K vues
Apostila de violão intermediário ao avançado par Marlon Ferreira
Apostila de violão intermediário ao avançadoApostila de violão intermediário ao avançado
Apostila de violão intermediário ao avançado
Marlon Ferreira15.2K vues
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre par Partitura de Banda
Apostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge NobreApostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Partitura de Banda9.8K vues
Apostila de violao (alan salles) par Mille Barreto
Apostila de violao (alan salles)Apostila de violao (alan salles)
Apostila de violao (alan salles)
Mille Barreto24.3K vues
Harmonia e suas formas par MILTON ALVES
Harmonia e suas formasHarmonia e suas formas
Harmonia e suas formas
MILTON ALVES1.7K vues
Aulas de Cavaquinho Grátis com Dudu Nobre Passo a Passo peça seu Vídeo Agora. par Marcelo Oliveira
Aulas de Cavaquinho Grátis com Dudu Nobre Passo a Passo peça seu Vídeo Agora.Aulas de Cavaquinho Grátis com Dudu Nobre Passo a Passo peça seu Vídeo Agora.
Aulas de Cavaquinho Grátis com Dudu Nobre Passo a Passo peça seu Vídeo Agora.
Marcelo Oliveira1.2K vues
Campo harmonico-da_escala_maior_natural par noisy_doctor
 Campo harmonico-da_escala_maior_natural Campo harmonico-da_escala_maior_natural
Campo harmonico-da_escala_maior_natural
noisy_doctor6.9K vues

Similaire à Teoria musical

Apostila curso basic_de_teoria_musical par
Apostila curso basic_de_teoria_musicalApostila curso basic_de_teoria_musical
Apostila curso basic_de_teoria_musicalPoliana Cerqueira Pereira
1.6K vues7 diapositives
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil par
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilEvangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilAntonino Silva
4.4K vues40 diapositives
Apostila de violão par
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violãoMarlon Ferreira
9.8K vues1 diapositive
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França par
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaPartitura de Banda
8.2K vues24 diapositives
Harmonia - Sergio Solimando par
Harmonia - Sergio SolimandoHarmonia - Sergio Solimando
Harmonia - Sergio SolimandoSergio Solimando
649 vues63 diapositives
metodo Teoria musical par
metodo Teoria musicalmetodo Teoria musical
metodo Teoria musicalSaulo Gomes
256 vues12 diapositives

Similaire à Teoria musical(20)

Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil par Antonino Silva
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilEvangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Antonino Silva4.4K vues
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França par Partitura de Banda
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Partitura de Banda8.2K vues
metodo Teoria musical par Saulo Gomes
metodo Teoria musicalmetodo Teoria musical
metodo Teoria musical
Saulo Gomes256 vues
Livro digital paulo zuben par Rogerio Lima
Livro digital paulo zubenLivro digital paulo zuben
Livro digital paulo zuben
Rogerio Lima3.9K vues
2 aula notao_musical_e_digitao par Saulo Gomes
2 aula notao_musical_e_digitao2 aula notao_musical_e_digitao
2 aula notao_musical_e_digitao
Saulo Gomes134 vues
Apostila de teoria musical [2[1].0] par vanalenne
Apostila de teoria musical [2[1].0]Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]
vanalenne387 vues
Apostila de teoria musical básica - Miguel Urtado par Partitura de Banda
Apostila de teoria musical básica - Miguel UrtadoApostila de teoria musical básica - Miguel Urtado
Apostila de teoria musical básica - Miguel Urtado
Partitura de Banda3.5K vues
Apostila de teoria musical [2[1].0] par Jorge Oliveira
Apostila de teoria musical [2[1].0]Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]
Jorge Oliveira867 vues

Plus de Elvis Live

Apostila iniciciacao musical par
Apostila iniciciacao musicalApostila iniciciacao musical
Apostila iniciciacao musicalElvis Live
9.9K vues46 diapositives
Apostila emi musica par
Apostila emi musicaApostila emi musica
Apostila emi musicaElvis Live
2.8K vues9 diapositives
Apostila de canto respiração par
Apostila de canto   respiraçãoApostila de canto   respiração
Apostila de canto respiraçãoElvis Live
3.1K vues2 diapositives
Apostila de canto relaxamento par
Apostila de canto   relaxamentoApostila de canto   relaxamento
Apostila de canto relaxamentoElvis Live
1.5K vues2 diapositives
A musica na educacao infantil 02 par
A musica na educacao infantil 02A musica na educacao infantil 02
A musica na educacao infantil 02Elvis Live
235.5K vues173 diapositives
A musica na educacao infantil 01 par
A musica na educacao infantil 01A musica na educacao infantil 01
A musica na educacao infantil 01Elvis Live
2.7K vues16 diapositives

Plus de Elvis Live(20)

Apostila iniciciacao musical par Elvis Live
Apostila iniciciacao musicalApostila iniciciacao musical
Apostila iniciciacao musical
Elvis Live9.9K vues
Apostila emi musica par Elvis Live
Apostila emi musicaApostila emi musica
Apostila emi musica
Elvis Live2.8K vues
Apostila de canto respiração par Elvis Live
Apostila de canto   respiraçãoApostila de canto   respiração
Apostila de canto respiração
Elvis Live3.1K vues
Apostila de canto relaxamento par Elvis Live
Apostila de canto   relaxamentoApostila de canto   relaxamento
Apostila de canto relaxamento
Elvis Live1.5K vues
A musica na educacao infantil 02 par Elvis Live
A musica na educacao infantil 02A musica na educacao infantil 02
A musica na educacao infantil 02
Elvis Live235.5K vues
A musica na educacao infantil 01 par Elvis Live
A musica na educacao infantil 01A musica na educacao infantil 01
A musica na educacao infantil 01
Elvis Live2.7K vues
Apostila musica ef 09 par Elvis Live
Apostila musica ef 09Apostila musica ef 09
Apostila musica ef 09
Elvis Live5.2K vues
Apostila musica ef 08 par Elvis Live
Apostila musica ef 08Apostila musica ef 08
Apostila musica ef 08
Elvis Live9.2K vues
Apostila musica ef 07 par Elvis Live
Apostila musica ef 07Apostila musica ef 07
Apostila musica ef 07
Elvis Live780 vues
Apostila musica ef 06 par Elvis Live
Apostila musica ef 06Apostila musica ef 06
Apostila musica ef 06
Elvis Live22.1K vues
Apostila musica em 01 par Elvis Live
Apostila musica em 01Apostila musica em 01
Apostila musica em 01
Elvis Live5.1K vues
Apostila violao 01 par Elvis Live
Apostila violao 01Apostila violao 01
Apostila violao 01
Elvis Live4.7K vues
Beatles letras par Elvis Live
Beatles letrasBeatles letras
Beatles letras
Elvis Live1.6K vues
Beatles the complete songbook par Elvis Live
Beatles the complete songbookBeatles the complete songbook
Beatles the complete songbook
Elvis Live5.1K vues
Como ler tablatura par Elvis Live
Como ler tablaturaComo ler tablatura
Como ler tablatura
Elvis Live1.7K vues
Elis regina letras par Elvis Live
Elis regina letrasElis regina letras
Elis regina letras
Elvis Live3.9K vues
Festas e tradicoes paulistas par Elvis Live
Festas e tradicoes paulistasFestas e tradicoes paulistas
Festas e tradicoes paulistas
Elvis Live2.5K vues
Gaita aprendendo 01 par Elvis Live
Gaita aprendendo 01Gaita aprendendo 01
Gaita aprendendo 01
Elvis Live9.6K vues
Gaita aprendendo 02 cromatica par Elvis Live
Gaita aprendendo 02 cromaticaGaita aprendendo 02 cromatica
Gaita aprendendo 02 cromatica
Elvis Live1.9K vues

Dernier

28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf par
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdfRaulGomez822561
26 vues4 diapositives
sorteados Livre Concorrência 2024.pdf par
sorteados Livre Concorrência 2024.pdfsorteados Livre Concorrência 2024.pdf
sorteados Livre Concorrência 2024.pdfJornal do Commercio
2.2K vues3 diapositives
javascript_funcional.pdf par
javascript_funcional.pdfjavascript_funcional.pdf
javascript_funcional.pdfronaldo ramos
17 vues29 diapositives
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf par
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdfVítor Santos
129 vues100 diapositives
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt par
Comunicação e Relações Interpessoais.pptComunicação e Relações Interpessoais.ppt
Comunicação e Relações Interpessoais.pptIvoPereira42
125 vues23 diapositives
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-... par
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...IntegrareAcademy2
10 vues4 diapositives

Dernier(20)

5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf par Vítor Santos
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
Vítor Santos129 vues
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt par IvoPereira42
Comunicação e Relações Interpessoais.pptComunicação e Relações Interpessoais.ppt
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt
IvoPereira42125 vues
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-... par IntegrareAcademy2
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...
Em continuidade aos estudos bíblicos iniciaremos a aplicação do método sêmio-...
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm. par azulassessoriaacadem3
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.
paradigmas_de_programacao_3_X.pdf par ronaldo ramos
paradigmas_de_programacao_3_X.pdfparadigmas_de_programacao_3_X.pdf
paradigmas_de_programacao_3_X.pdf
ronaldo ramos18 vues
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ... par mariaclarinhaa2723
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei... par pauladiasuni
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
pauladiasuni62 vues
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres... par IntegrareAcademy2
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2... par assessoriaff06
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...
assessoriaff0611 vues
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des... par azulassessoriaacadem3
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
Etapa 4: - Após definir a via de acesso da sonda, o enfermeiro participa dire... par azulassessoriaacadem3
Etapa 4: - Após definir a via de acesso da sonda, o enfermeiro participa dire...Etapa 4: - Após definir a via de acesso da sonda, o enfermeiro participa dire...
Etapa 4: - Após definir a via de acesso da sonda, o enfermeiro participa dire...
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ... par mariaclarinhaa2723
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...
Olá, acadêmico(a)! O objetivo básico dos demonstrativos contábeis é fornecer ...
Agora é o momento de estudarmos sobre a história da sua futura profissão, par... par IntegrareAcademy2
Agora é o momento de estudarmos sobre a história da sua futura profissão, par...Agora é o momento de estudarmos sobre a história da sua futura profissão, par...
Agora é o momento de estudarmos sobre a história da sua futura profissão, par...

Teoria musical

  • 1. I- Música É a arte dos sons. É constituída de melodia, ritmo e harmonia. a) Melodia É uma sucessão de sons musicais combinados b) Ritmo É a duração e acentuação dos sons e pausas c) Harmonia é a combinação dos sons simultâneos II- Representação violão ou guitarra Gráfica do braço do Cordas Soltas MI LÁ RÉ SOL SI MI I II III IV V etc. As cordas são contadas das mais agudas para as mais graves. 6 5 4 3 2 1
  • 2. III- Clave Clave é um sinal usado no início da pauta para determinar o nome e a altura das notas. Por enquanto, basta saber que ela é designada para anotar os sons dos instrumentos. Existem três tipos de clave mas para nós só interessa uma: a clave de sol. A clave de sol é designada para anotar os sons de instrumentos agudos como:Violino, flauta, trompete, gaita, violão, bandolim, clareinete, óboe e cavaquinho. IV- Figuras e valores das notas e pausas Observe que os sons musicais têm durações diferentes. Essas durações são os valores, representados por figuras gráficas de notação musical. Temos, para cada figura, uma correspondente indicando silêncio. São as pausas. Valores dos sons Nomes Pausas Número Semibreve 1__________ Mínima 2__________ Semínima 4__________ Colcheia 8__________ Semicolcheia 16_________ Fusa 32_________ Semifusa 64_________ V- Compasso É a duração de um trecho musical em pequenas partes de duração com séries regulares de tempo. São separados por um traço vertical chamado barra simples.
  • 3. Os compassos são denominados de acordo com o número de tempos: * Binário 2 tempos * Ternário 3 tempos * Quaternário 4 tempos Ele é representado por uma fração onde, o numerador indica o número de tempos, em cada compasso, e o denominador é o símbolo do valor de cada tempo. -BARRA de COMPASSO- a)Simples Separa os compassos b) Dupla Separa um trecho do outro c) Final Término de uma música VI- Intervalo, tom, semitom Intervalo é a distância entre dois sons. Semitom é o menor intervalo entre dois sons. Tom é o intervalo formado por dois semitons. VII- Acidentes musicais Sustenido ( # ) Eleva o som em um semitom. Bemol ( b ) Abaixa o tom em um semitom. Dobrado-sustenido ( x ) Eleva o som em um tom. Dobrado-bemol ( bb ) Abaixa o som em um tom.
  • 4. VIII- Escala É uma série de sons ascendentes ou descendentes na qual o último será a repetição do primeiro uma oitava acima ou abaixo. A escala pode ser maior ou menor. MAIOR Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó Este é o exemplo da escala de Dó maior tomada como padrão por não possuir acidentes. Para construir a escala maior nas demais alturas, basta seguir o mesmo modelo em relação aos intervalos de um grau para outro: * Intervalos de semitom entre os graus III---IV e VII---VIII e de tom entre os demais graus. MENOR Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol Lá Este é o exemplo da escala de Lá menor que também é tomada por base por não possuir acidentes. A diferença é que os Graus III, IV e VII são abaixados. Escalas relativas O sexto grau da escala maior é a sua relativa na escala menor. Possuem acidentes iguais mas tônicas diferentes. É o exemplo das escalas de Dó maior e Lá menor. XIX-Acorde É o conjunto de três ou mais sons ouvidos simultaneamente. Pode ser também arpejado quando as notas são ouvidas sucessivamente. X-Cifra Símbolos criados para representar o acorde de uma maneira prática. É composta de letras, números e sinais. É o sistema predominante usado em música popular para qualquer instrumento. Em cifra, os nomes Lá, Si, Dó, Ré, Mi, Fá e Sol são substituídas pelas sets primeiras letras do alfabeto. A – Lá B – Si C – Dó D – Ré E – Mi F – Fá G – Sol
  • 5. Os números e sinais usados na cifra representam os intervalos da escala, a partir da fundamental, em que são formados os acordes. Tomemos o exemplo de C7(#9). C quer dizer Dó. O número 7, o intervalo de sétima menor a partir da fundamental Dó. E o # ao lado do 9, a nona aumentada. Na tabela de intervalos, dada no final dessa apostila, constam a lista com todos os intervalos e seus respectivos nomes. *Você poderá encontrar sons iguais com sons diferentes. A esse fenômeno chamamos Enarmonia. O que a Cifra estabelece 1. Tipo dos acordes [maiores, menores (indicados por um ´´m´´minúsculo ao lado da letra maiúscula)]. 2. Eventuais alterações (5ª aumentada ou diminuta, 9ª menor) 3. Inversão do acorde (3ª, 5ª ou 7ª no baixo) *Baixo é a nota mais grave do acorde. O que a Cifra não estabelece( livre escolha do executante) 1. A posição do acorde 2. Ordem vertical ou horizontal 3. Dobramentos e supressões de notas do acorde. Pode-se dobrar, triplicar ou suprimir: 5 justa e a fundamental. O dobramento da Terça deve ser evitado (enfraquece o acorde) e a fundamental só pode ser suprimida se um outro instrumento tocar o baixo. XI- Formação do acorde O acorde pode ser formado por três, quatro ou mais sons. Tríade Formada pelo agrupamento de 3 notas separadas por intervalos de terças e pode ser maior, menor, diminuta ou aumentada. 1. Formação da tríade maior É formada pela fundamental (1), Terça maior (3M) e Quinta justa (5J) e se caracteriza pela superposição de uma Terça maior e de uma menor. 2. Formação da tríade menor É formada pela fundamental, Terça menor (3m) e Quinta justa e se caracteriza pela superposição de uma Terça menor e uma maior. 3. Formação da tríade diminuta É formada pela fundamental, Terça menor e Quinta diminuta(5b) e se caracteriza pela superposição de terças menores. 4. Formação da tríade aumentada Formada pela fundamental, Terça maior e Quinta aumentada (5#) e se caracteriza pela superposição de terças maiores.
  • 6. Tétrade È o agrupamento de quatro sons separados por intervalos de terças superpostas. Ex. C7M ou C7 *Usa-se o parênteses na cifra para separar o som básico da tríade, ou mesmo para uma melhor visualização. XII- Acorde no seu estado fundamental É quando o baixo é a fundamental ou tônica. XIII- Acorde invertido É quando a quinta, terça ou sétima vai para o baixo. Dizemos que ele está na 1º, 2º e 3º inversão respectivamente. Ex. C/E C/G C/Bb * O numerador indica a fundamental e o denominador a nota do baixo. XIX- Categoria dos Acordes Maior Se caracterizam pela fundamental, Terça maior, Quinta justa e nunca possuem a sétima menor. Menor Se caracterizam pela fundamental, Terça menor e Quinta justa. Sétima dominante Os acordes de sétima dominante se caracterizam pelo intervalo formado entre a Terça maior e a sétima menor, dando origem ao som preparatório ou de tensão. Ainda nessa categoria, encontramos o SubV7 que é o acorde substituto do V7. É encontrado um semitom acima do acorde que se quer resolver. Ex. No campo de Dó: C | Em | G7 | C || C | Em | Db7 | C || Sétima diminuta Caracterizado pela fundamental, Terça menor, Quinta diminuta e é construído sobre o VII grau da escala. Pelo fato do acorde diminuto estar separado por intervalos de Terça menor (dividindo a oitava em quatro partes iguais), um mesmo acorde diminuto pode se desdobrar em quatro, isto é, cada uma das quatro notas pode ser a fundamental de um novo acorde diminuto, sendo acordes equivalentes. São três os acordes diminutos( B°, C° e Db°). Os demais são desdobramentos ou inversões desses. XIV- Função tonal ou harmônica dos acordes Em música temos momentos instáveis, estáveis e menos instáveis, e são essa variações que motivam a continuidade da música até o repouso final.
  • 7. Função Tônica Função de sentido conclusivo (estável). Geralmente é o acorde que finaliza uma música. O acorde principal é o I grau e pode ser substituído pelo III e VI graus. Função Dominante Função de sentido suspensivo (instável) e pede resolução na tônica. O principal acorde é o V e pode ser substituído pelo VII. Função Subdominante Função de sentido meio suspensivo, pois se apresenta de forma intermediária às outras funções.O principal acorde é o IV e pode ser substituído pelo II. XV- Seqüências harmônicas formadas sobre os graus da escala Tríades diatônicas Formadas apenas com as notas da escala ou de uma tonalidade. 3M 3m 3m 3M 3M 3m 3m I IIm IIIm IV V VIm VIIm C Dm Em F G Am B° 3m 3m 3M 3M 3m 3m 3M Im IIm III IVm Vm bVI bVII Cm D° E F Gm Am B ARQUIVO EXTRAIDO DO SITE WWW.SOLANOMUSIC.COM -------------------------------- MAIS DE 2000 PARTITURAS GRATUITAS, APOSTILAS E SOFTWARES MUSICAS TUDO QUE UM MUSICO PRECISA -------------------------------------------- WWW.SOLANOMUSIC.COM - SEM LIMITES PARA A MUSICA