Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.
Semasa: um modelo
de gestão integrada
1300 funcionários próprios
700 funcionários terceirizados
100% da cidade abastecida ...
Coleta Seletiva é
reconhecida pela
Revista Veja
SantoAndré é a melhor cidade do país em
coleta seletiva. O reconhecimento ...
Ampliação do
Aterro Municipal
Previsão de receber 100% dos resíduos úmidos da cidade
Ampliação da área em 40 mil m²
Cerca ...
Confira nas
próximas
páginas como
o Semasa está
preparando
o futuro
sustentável de
SantoAndré
Água
Esgoto
Drenagem
Investimento de R$ 97 milhões
Investimento de R$ 43 milhões
Investimento de
R$ 671 milhões
•Abastecim...
Gestão de Resíduos
GestãoAmbiental
Parque Municipal
NaturaldoPedroso
Gestão de Riscos
Investimento de R$ 220 milhões
Inves...
Centro de Referência
Você sabia?
Com nove anos de existência, o Centro de
Referência em Saneamento Ambiental de Santo
Andr...
ÁGUA
Seja responsável. Use consciente.
• Cerca de 75% da água que consumimos em casa são gastos no banheiro e 32% do consu...
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André

2 804 vues

Publié le

Jornal Semasa - Companhia de Saneamento Básico de Santo André/SP.

Publié dans : Actualités & Politique
  • Soyez le premier à commenter

Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André

  1. 1. Semasa: um modelo de gestão integrada 1300 funcionários próprios 700 funcionários terceirizados 100% da cidade abastecida com água potável 10.230 m³ por dia de água tratada (6% da água fornecida é de tratamento próprio e 94% pela Sabesp) 1.840 km é a extensão atual da rede de distribuição de água 22 reservatórios 96% da cidade com coleta de esgoto 1.159 litros /segundo de esgoto coletado 1.200 km é a extensão atual da rede coletora de esgoto 8 estações elevatórias de esgoto Coleta e tratamento de 230 mil toneladas de resíduos domiciliares 54 mil toneladas/ano de resíduos recicláveis 48 mil toneladas/ano de resíduos de varrição 32 mil toneladas/ano de resíduos inertes (entulhos) 388 km de galerias de drenagem de águas pluviais 32 mil bocas de lobo 6 tanques de retenção O Semasa segue um modelo pioneiro de saneamento ambiental integrado. O órgão não é apenas responsável pelo abastecimento de água da cidade, mas por um conjunto de ações e serviços em benefício ao cidadão e ao meio ambiente. DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA COLETA DE ESGOTOS MEIO AMBIENTE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DRENAGEM URBANA GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (DEFESA CIVIL)
  2. 2. Coleta Seletiva é reconhecida pela Revista Veja SantoAndré é a melhor cidade do país em coleta seletiva. O reconhecimento foi publicado na Revista Veja na edição nº 2241 de 2 de novembro de 2011. SantoAndré está entre os municípios paulistas que desenvolvem atividades e projetos importantes na área ambiental. Quem atesta é o Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa Município VerdeAzul e a entrega de um certificado. Com isso, o município terá prioridade na captação de recursos no Governo do Estado por meio do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição. Comprovando a qualidade dos serviços fornecidos pelo Semasa, mais um ano recebeu a indicação para manutenção da certificação do NBR ISO 9001, versão 2008. Uma das poucas empresas de saneamento ambiental do País que possuem esse certificado. O trabalho realizado pela Coordenadoria de Comunicação do Semasa foi reconhecido nacionalmente na 10ª edição do Prêmio EcoPET 2009. Foram 89 empresas inscritas e a vitória veio com um trabalho intenso de estímulo à reciclagem na cidade. Estado entrega, desde 2010, certificado Município VerdeAzul Semasa conquista manutenção da certificação ISO 9001 Semasa vence prêmio nacional EcoPET 2009
  3. 3. Ampliação do Aterro Municipal Previsão de receber 100% dos resíduos úmidos da cidade Ampliação da área em 40 mil m² Cerca de 18 mil toneladas de lixo por mês Garantia de armazenamento de lixo por, pelo menos, mais 9 anos E o Semasa vai fazer muito mais: O Semasa conquistou, em 2012, junto a Companhia deAbastecimento de São Paulo (Cetesb), a licença de instalação doAterro Municipal. Com esta conquista, o aterro está qualificado a receber novos projetos e tecnologias para transformar lixo em energia e receita para a cidade. SantoAndré é o único município da região que conta com a gestão completa de seus resíduos sólidos, desde a coleta até a disposição final.As demais cidades encaminham o lixo para um aterro privado na região, pagando mais por esse processo. Fortalecimento da GestãoAmbiental • Elaboração do Plano de Saneamento Integrado • Criação daAgência Reguladora de Saneamento Básico • Implantação do Sistema Municipal de Informações sobre Saneamento - SMISB Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos • Elaboração da Política Municipal de Resíduos Sólidos • Criação da Universidade da Reciclagem – UNIR • Implantação do Plano de Coleta Seletiva – ECOLIXO • Implantação da Usina de Reciclagem do Lixo com Geração de Energia • Instalação de câmeras e monitoramento de descarte irregular de entulho • Instalação de Postos de Entrega Voluntária (PEV’s) em parceria com condomínios • Instalação de novas Estações de Coleta Seletiva em parceria com a indústria e o comércio • Disponibilização de Áreas para Triagem e Transbordo (ATT) de Resíduos de Construção e Demolição (RCD) Metas para o SaneamentoAmbiental • Tratamento de 100% do esgoto coletado no município (atual 40%) • Ligação de água em 100% das moradias do Recreio da Borda do Campo (atual 30%) •Aumento para 25% da capacidade municipal de tratamento de água (atual 6%)
  4. 4. Confira nas próximas páginas como o Semasa está preparando o futuro sustentável de SantoAndré
  5. 5. Água Esgoto Drenagem Investimento de R$ 97 milhões Investimento de R$ 43 milhões Investimento de R$ 671 milhões •Abastecimento de água encanada no Recreio da Borda do Campo R$ 15 milhões • Estação de Tratamento de Água do Clube de Campo R$ 80 milhões • Estação de Tratamento de Água de Paranapiacaba R$ 2 milhões • 31 km de rede de esgoto no Recreio da Borda do Campo - R$ 13 milhões • 14 km de rede de coletores tronco na cidade - R$ 21 milhões • Programa Caça Esgoto na cidade - R$ 9 milhões Obras antienchente (piscinões) - R$ 446 milhões • Foz CórregoApiaí - R$ 51 milhões • Foz Córrego Cassaquera - R$ 45 milhões • Foz Córrego Guarará - R$ 259 milhões • Foz Córrego Oratório - R$ 91 milhões Obras de microdrenagem - R$ 64 milhões • BaciaAlmada - R$ 42 milhões • Piscininhas Vila Pires - R$ 10 milhões • Piscininhas Rua Camilo Castelo Branco - R$ 9 milhões • PiscininhasAlameda São Caetano - R$ 3 milhões Obras de canalização - R$ 58 milhões • Córrego Taioca - R$ 24 milhões • Córrego Guaixaia - R$ 23 milhões • Córrego Guarará - R$ 11 milhões Obras de Readequação Hidráulica - R$ 14 milhões • CórregoAraçatuba - R$ 8 milhões • CórregoApiaí - R$ 3 milhões • Córrego Toledana - R$ 3 milhões Obras de Revitalização - R$ 89 milhões • Córrego Cassaquera - R$ 43 milhões • Córrego Maurício de Medeiros - R$ 46 milhões
  6. 6. Gestão de Resíduos GestãoAmbiental Parque Municipal NaturaldoPedroso Gestão de Riscos Investimento de R$ 220 milhões Investimento de R$ 1 milhão Investimento de R$ 7,6 milhões Investimento de R$ 8 milhões •Ampliação doAterrro Sanitário Municipal - capacidade para mais nove anos • Coleta seletiva - referência no Brasil até 2014 • Estações de Coleta - 16 em funcionamento - meta de mais 50 estações • Novo Galpão de Triagem construído - realocação das cooperativas Coopcicla e Cidade Limpa • Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) - elaborado, publicado e em implantação • Capacitação de cooperativas de reciclagem • Unir (Universidade da Reciclagem) - a ser implantada com o PMGIRS • Tratamento de resíduos orgânicos - novas tecnologias - geração de energia e receita - PPP • Novas áreas - triagem, transbordo e recepção de entulhos • Novo site - focado em serviços / licenciamento ambiental mais rápido • Revisão do Plano de SaneamentoAmbiental • Campanha Integrada de EducaçãoAmbiental: • Meio ambiente - por um país mais consciente • SantoAndré - uma cidade sustentável • Cartilha do Plano de Gestão de Resíduos • Nova sede - em construção • Centro de Reabilitação deAnimais Silvestres - em implantação • Plano de Manejo - em construção • Ciclovia - em construção • Nova iluminação - implantada • Cercamento - concluído • Estação de Tratamento de Esgoto - a ser construída • 5 Estações Meteorológicas - monitoramento e orientação • Plano de Gestão de Riscos - elaboração • Operação Chuvas de Verão - limpeza e monitoramento do sistema de drenagem • Pré-operação Chuvas de Verão - a partir de 2012 - limpeza e monitoramento de córregos
  7. 7. Centro de Referência Você sabia? Com nove anos de existência, o Centro de Referência em Saneamento Ambiental de Santo André é um pólo de conhecimento. O espaço foi criado em 2003, no prédio sede do Semasa, a partir da adoção do modelo de saneamento integrado executado pela autar- quia, que inclui as atividades de drenagem de águas pluviais, gestão de água e esgoto, gerenciamento de resíduos sólidos, gestão ambiental e o gerenciamento de riscos urba- nos, por meio da Defesa Civil. O Centro de Referência procura desenvolver projetos para difundir conhecimentos na área ambiental, com o intuito de incentivar o debate e a reflexão sobre esta temática. O Centro de Referência também participa do Projeto Sala Verde desde 2005, uma iniciativa do Governo Federal que possibilita o acesso da população à informação ambiental. Ao selecio- nar um espaço como Sala Verde, o Ministério do Meio Ambiente se compromete a fornecer, gratuitamente, materiais bibliográficos, eletrôni- cos e videográficos para o local. Este conteúdo é posteriormente disponibilizado aos usuários para consulta e para empréstimo. Somente este ano, já foram recebidos 147 itens. Como participar? Visite o local e conheça a estrutura de 380m2 que possui biblioteca, videoteca, auditório com 50 lugares e microcomputadores com acesso a internet. São organizados periodicamente eventos como palestras, cursos, seminários, debates e exposições com a participação de profissionais conceituados e de destaque na área ambiental, que contribuem para que o espaço se consolide como agente de cons- cientização. O acervo amplo - com cerca de 4.200 livros, 239 vídeos e 2,3 mil artigos de periódicos, todos sobre meio ambiente - atrai um público diverso, formado por crianças, estudantes, técnicos e acadêmicos. Acompanhe sempre as divulgações dos eventos no site www.semasa.sp.gov.br. Educação Ambiental Você sabia? O Semasa investe pesado em educação am- biental na cidade. Apenas em 2012, foram mais de 15.680 ações realizadas com a população até o mês de outubro. Dentre os programas em andamento estão o Caminho das Águas que atende escolas públicas, rede privada e SESI (Serviço Social da Indústria); Projeto RPG (Role-Playing Game) e a intensificação do uso de tecnologia como recur- so pedagógico; Caminho dos Resíduos; Visitas ao Recanto Arco-Íris; Visitas à ETA; Palestras educativas; Eventos Ambientais; Plantio em Área Urbana, entre outros. Dentre as atividades que tiveram grande reper- cussão estão os cursos de capacitação para professores da rede municipal e de Educação Ambiental para a Melhor Idade, este realizado pela primeira vez para esse público. O alcance de um novo segmento nessa ação é uma das grandes expectativas para esse ano. Foram feitas também parcerias com a secretaria de Educação, secretaria de Gestão de Recursos Naturais do Parque Andreense e Parana- piacaba, SESI, SENAI, SABINA, Centro de Referência do Idoso de Santo André (CRISA), entre outras que puderam contribuir de forma significativa com os projetos desenvolvidos, ampliando a área de atuação, além de agregar novos elementos que enriquecem a construção de conhecimento. Como participar? Buscar parcerias para receber os projetos de educação ambiental do Semasa é possível. Basta ficar atento às programações de eventos apresentadas no portal institucional da autarquia ou enviar perguntas para o educ.ambiental@ semasa.sp.gov.br. Lei de Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo (Luops) Você sabia? Após a revisão do Plano Diretor, a Prefeitura de Santo André finalizou a revi- são da Lei n° 8836/2006 de Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo (Luops). A LUOPS ordena e controla o uso e o parcelamento do solo no município, define as restrições urbanísticas e os condicionantes para a construção e implantação de empreendimentos, fixa os níveis de incomodidades permiti- dos, regulamenta o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) e fixa regras para novos parcelamentos do solo, entre outras ações. Técnicos de diversas áreas da Prefeitura produziram o novo texto para a Macrozona Urbana e definiu parâmetros urbanísticos para a Macrozona de Proteção Ambiental, em consonância com lei estadual específica (Lei da Billings). Hoje não há lei municipal dispondo sobre uso e ocupação do solo para a Macrozona de Proteção Ambiental. Para essa região, as novas regras pretendem garantir a produção de água e a proteção dos recursos naturais, disciplinar a ordenação e o controle do uso e ocupação do solo, possibilitar o desenvolvimento socioeconômico com a proteção e a conservação dos recursos naturais. Com base nessa proposta, o Comugesan formou um grupo de trabalho e dedicou 220 horas de pesquisa e análise para contribuir com a melhor proposta possível, gerando uma minuta de sugestões. Como participar? A população precisa participar ativamente desse processo, buscando infor- mações pelos canais de comunicação da prefeitura e avaliar como a Câmara de Vereadores tratará a questão. Estações de Coleta Você sabia? As estações de coleta do Semasa são pontos estrategicamente pensados em toda a cidade que recebem diretamente dos moradores, cole- tam resíduos recicláveis, entulho, móveis velhos, restos de pequenas construções, pneus, podas de árvores além de pilhas, baterias, lâmpadas, óleo de cozinha e lixo eletrônico (carcaças de computadores antigos, fogões, geladeiras etc). Hoje são 16 Estações de Coleta Seletiva espa- lhadas pela cidade que recebem diversos ma- teriais. Cada morador pode fazer a disposição de no máximo de 1 m³ de resíduos. As estações contribuem para que o lixo seja disposto de for- ma correta e não prejudicial ao meio ambiente. Como participar? O descarte irregular de lixo é crime ambiental passível de multa e detenção. O morador pode ajudar na sustentabilidade de Santo André conferindo o endereço e horários de funcionamento das 16 estações de coleta do Semasa no portal do Semasa. Comugesan Você sabia? Em Santo André a sociedade participa ativa- mente das políticas ambientais, fiscalizando e sugerindo ações na cidade. O Comugesan (Conselho Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André) é o espaço dessa discussão. Criado em 1998 pela Política Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental, Lei nº 7.733, o conselho é responsá- vel por propor diretrizes para o desenvolvimento sustentável e tomar decisões que dizem respeito às questões ambientais do município. Como participar? A cada dois anos abrem as inscrições para elei- ção do Comugesan para entidades que desejam participar do grupo nos próximos dois anos. São eleitas 15 instituições da sociedade civil com atuação no município, como ONGs, as- sociações de bairro, sindicatos, instituições de ensino, entidades ligadas à indústria, comércio e serviços bem como clubes, classes de profis- sionais liberais (Crea, OAB etc). Cada instituição nomeia um representante titular e um suplente para o conselho. As reuniões acontecem geralmente na terceira terça-feira do mês, no auditório do Semasa. São abertas ao público, que pode participar como ouvinte ou opinar sobre os temas que são discutidos. Acompanhe convocatória atualizada sempre no site do Semasa www.semasa.sp.gov.br. Fungesan Você sabia? A política ambiental do município de Santo André conta com diversos meios para promover a capacitação, educação, pro- teção e a conservação do meio ambiente do município, entre eles está o Fumgesan (Fundo Municipal de Gestão e Sanea- mento Ambiental de Santo André). O mecanismo é uma maneira de fomentar a execução de projetos que visem o cuidado com o meio ambiente e a qualidade de vida da cidade. O Semasa (Serviço Municipal de Sanea- mento Ambiental de Santo André) e o Con- selho Gestor do Fumgesan lançam todos os anos o edital de seleção de projetos. Cada projeto é analisado por um conselho gestor. Aqueles que forem classificados serão votados pelo Comugesan (Conse- lho Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André) que escolherá os vencedores. O fundo existe desde 1998 e este é o 5º edital. Diferentemente dos anteriores, este está mais aberto, possibilitando às ONGs mais espaço para propor ou adequar seus projetos às linhas temáticas. Um dado interessante é que os recur- sos do Fumgesan vêm de penalidades ambientais aplicadas na cidade. Ou seja, as multas acabam retornando em projetos ligados ao meio ambiente de Santo André. Como participar? Fique atento no site do Semasa, impren- sa e comunicados da Prefeitura de San- to André para a abertura dos processos de seleção. Novo Portal Você sabia? A nova página da internet do Semasa (www.semasa. sp.gov.br) possui layout mais limpo, nova aba de serviços rápidos que facilita a consulta e as solicitações de serviço à autarquia. A estrutura segue a ten- dência do atendimento mo- derno, que visa “estreitar” cada vez mais a distância entre empresa e usuário, oferecendo um canal interativo capaz de propor ao morador a troca do uso do canal de atendimento telefônico pelo virtual. Entre os serviços dispo- níveis aos internautas destacam-se o de consulta rápida aos dias e horários da coleta seletiva na cida- de; emissão de segunda via de contas de água; e solicitação de vistorias para vazamento. Como participar? Acompanhe sempre as atualizações no site www. semasa.sp.gov.br. E bus- que trocar o atendimento telefônico e presencial pela internet. É bem mais rápido e prático e o resul- tado é o mesmo. Claro, com muito mais comodi- dade ao usuário. Você sabia?
  8. 8. ÁGUA Seja responsável. Use consciente. • Cerca de 75% da água que consumimos em casa são gastos no banheiro e 32% do consumo doméstico são dos chuveiros – um banho gasta cerca de 20 litros de água por minuto. • Não jogue óleo no ralo, o destino é o esgoto e é o mesmo que despejá-lo em um rio ou lago. Um litro de óleo pode contaminar 1 milhão de litros de água, quantidade suficiente para o consumo de uma pessoa durante 14 anos. Armazene o óleo em garrafas pet e leve a algum posto de coleta. • Ao lavar louça, primeiro retire os restos de comida dos pratos usando uma esponja com sabão. Tampe o ralo da pia e encha-a até a metade com água limpa para ensaboar a louça a ser lavada. Só abra a torneira para enxaguar. O gasto pode ser de apenas 20 litros. • Mantenha a torneira fechada na hora de escovar os dentes ou de se barbear. • Para lavar o carro, não utilize mangueira que chega a desperdiçar 600 litros de água. Use balde e uma esponja com sabão. Outra opção é utilizar água de reuso, como a da chuva. • Nas torneiras instale um aerador. A economia pode chegar a 50% do volume de água. Em Santo André, o lixo é transformado em trabalho e renda para muita gente que precisa! E você pode ajudar muito para mantermos a cidade ainda mais sustentável. Para participar é só separar o lixo úmido do seco e acompanhar os dias e horários que o caminhão passa na porta da sua casa. Só para lembrar: resíduos secos são os recicláveis (latas, embalagens de vidro e plástico, jornais e revistas velhos); resíduos úmidos são restos de alimentos e lixo de banheiro. Veja os endereços dos Postos de Entrega Voluntária e os dias e horários da coleta seletiva no seu bairro no site do Semasa: www.semasa.sp.gov.br. Atitudes sustentáveis CONSUMO Pequenas atitudes fazem muita diferença. • Procure usar pilhas recarregáveis e, quando acabarem, leve-as a postos de co- leta específicos. Pilhas e baterias contami- nam a água e o solo com mercúrio, cádmio e outros metais pesados prejudiciais à saúde, além de exalarem vapores tóxicos na atmosfera. • Troque o detergente pelo sabão de coco em pedra e prefira soluções caseiras de limpeza. • No banheiro, troque as descargas com válvulas (que gastam 10 a 30 litros, quando acionadas) por aquelas que acompanham caixas de seis litros de água. Confira. Participe. Separe. Recicle. Fazer coleta seletiva em Santo André é muito fácil

×