Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Linguagens 3ª Série 3º Bimestre Estudante.pdf

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
1
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS
LÍNGUA ESTRANGEIRA: ESPANHOL
IMERSÃO CURRICULAR
3ª SÉRIE- 3º BIMESTRE
MÓDULO 01
Compreensã...
2
COMPETÊNCIA LGG 1
Compreender o funcionamento das diferentes linguagens e práticas culturais (artísticas, corporais e
ve...
3
fonológica, lexical, sintática, semântica e estilístico-pragmática) e em suas diferentes dimensões (regional,
histórica,...
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 226 Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Similaire à Linguagens 3ª Série 3º Bimestre Estudante.pdf (20)

Plus par GernciadeProduodeMat (20)

Publicité

Plus récents (20)

Linguagens 3ª Série 3º Bimestre Estudante.pdf

  1. 1. 1 LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS LÍNGUA ESTRANGEIRA: ESPANHOL IMERSÃO CURRICULAR 3ª SÉRIE- 3º BIMESTRE MÓDULO 01 Compreensão do funcionamento das linguagens e de suas práticas culturais (artísticas, corporais e/ou linguísticas). TEMA INTEGRADOR Utilização funcional na produção das práticas de linguagem. COMPONENTE LÍNGUA ESTRANGEIRA - ESPANHOL
  2. 2. 2 COMPETÊNCIA LGG 1 Compreender o funcionamento das diferentes linguagens e práticas culturais (artísticas, corporais e verbais) e mobilizar esses conhecimentos na recepção e produção de discursos, nos diferentes campos de atuação social e nas diversas mídias, para ampliar as formas de participação social, o entendimento e as possibilidades deexplicação e interpretação crítica da realidade e para continuar aprendendo. HABILIDADE DE LGG (EM13LGG104) Utilizar as diferentes linguagens, levando em conta seus funcionamentos, para a compreensão e produção de textos e discursos em diversos campos de atuação social. HABILIDADE ESPECÍFICA (EM13LGG403) Fazer uso do espanhol e do inglês como línguas de comunicação global, levando em conta a multiplicidade e variedade de usos, usuários e funções dessa língua no mundo contemporâneo. OBJETIVO DE APRENDIZAGEM (GO-EMLGG403H) Conhecer a biografia de escritores/as clássicos/as e contemporâneos/as utilizando um repertório previamente selecionado para apresentar síntese da vida e obra dos/das escritores/as escolhidos. (GO-EMLGG403N) Analisar criticamente textos caracterizando as línguas como fenômeno (geo)político, histórico, social, cultural, variável, heterogêneo e sensível aos contextos de uso para aprimorar a capacidade leitora. (GO-EMLGG403Q) Produzir textos orais, considerando sua adequação aos contextos de produção, à forma composicional e ao estilo do gênero em questão, à clareza, à progressão temática e à variedade linguística empregada, como também aos elementos relacionados à fala e à cinestesia para aprimorar a capacidade de elaboração de discursos coerentes e adequados ao contexto de circulação. OBJETO DE CONHECIMENTO Biografia Autobiografia Obras e seus escritores renomados Verbos de cambio Conto Identidades, ativismo e violência de gênero Os tempos condicionais em língua espanhola CAMPOS DE ATUAÇÃO Vida pessoal, artístico-literário, práticas de estudo e pesquisa, jornalístico-midiático e/ou atuação na vida pública PRÁTICAS DE LINGUAGEM Leitura, escuta, produção de textos (orais, escritos, multissemióticos) e análise linguística/semiótica, Práticas artísticas e Práticas corporais. DESCRITORES D-Analisar elementos e aspectos da sintaxe da língua inglesa, como a ordem dos constituintes da sentença (e os efeitos que causam sua inversão), a estrutura dos sintagmas, as categorias sintáticas, os processos de coordenação e subordinação (e os efeitos de seus usos) e a sintaxe de concordância e de regência. D-Reconhecer o fenômeno da variação linguística, em seus diferentes níveis (variações fonético-
  3. 3. 3 fonológica, lexical, sintática, semântica e estilístico-pragmática) e em suas diferentes dimensões (regional, histórica, social, situacional, ocupacional, etária etc.). Imersão Curricular BIOGRAFÍA Biografia. Disponível em: https://www.google.com/search?q=Imagem+de+Biografia&safe=active&rlz=1C1GCEU_pt- BRBR966BR966&sxsrf=ALiCzsa3MduQaX4knpWleYWrwnJWwBilag:1656510564387&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=2ah UKEwi45Ibe5tL4AhXzBrkGHVMPAEkQ_AUoAXoECAEQAw&biw=1912&bih=961&dpr=1#imgrc=WWIHFdf4lecdaM Acessado em 10 de junho de 2022. ¿Qué es una biografía? Una biografía es la narración de la historia de vida de una persona, lo cual hace este género literario muy popular en el mercado editorial del mundo entero. Dicha historia suele ser contada por una tercera persona, conocedora o estudiosa de la vida del biografiado, o incluso por este último (o sea, una autobiografía). Las biografías son textos literarios ensayísticos y memorialísticos, que se clasifican dentro de los géneros de no ficción. Por un lado, tiene una importancia histórica, en el sentido de que cuentan los éxitos, fracasos y las singularidades de la vida de algún personaje histórico relevante. Por otro lado, también cumplen una función educativa y reflexiva, en la medida en que el biógrafo (o sea, quien la lleva a cabo) elige los momentos más significativos de la vida del biografiado, los relaciona, dimensiona, critica y extrae determinadas conclusiones. De modo que se trata de más que simplemente relatar la vida de alguien.
  4. 4. 4 Entre los géneros literarios narrativos, la biografía posee un mercado editorial importante, así como un conjunto de estudiosos y teóricos en la academia. Entre las discusiones que estos últimos contemplan está la posible imparcialidad u objetividad del género, la fidelidad histórica, etc. Es posible también llamar biografía o, más comúnmente, reseña biográfica o resumen biográfico a los textos breves que acompañan documentos profesionales o burocráticos, indicando la trayectoria profesional de sus autores (su curriculum vitae abreviado), o esos textos breves que hacen lo mismo con la trayectoria de un autor o un artista, y que acompañan sus productos culturales: discos, libros, etc. Características de las biografías En general, las biografías se caracterizan por lo siguiente: 1- Son investigaciones histórico-literarias que recomponen la vida de un personaje, o al menos los instantes más relevantes y representativos de su vida. 2- Constituyen un género intermedio entre la narración y el ensayo. 3- Aspiran a cierto grado de objetividad, es decir, de fidelidad histórica, sin distorsionar los eventos a conveniencia del biógrafo, ni omitir eventos que pudieran contradecirle; pero al mismo tiempo pretenden extraer conclusiones, reflexiones y conocimiento a partir de la vida del biografiado. 4- Pueden tener una extensión muy diversa, desde voluminosos estudios por tomos, hasta resúmenes muy breves. Tipos de biografía Existen muchas formas de clasificar el género biográfico, dando origen a ramas y subramas, dependiendo de la perspectiva. Según la aprobación del biografiado: 5- Biografía autorizada. Cuenta con la aprobación y el respaldo del biografiado o de sus herederos, y por lo tanto sometida a ciertos estándares de validación y/o de censura. 6- Biografía no autorizada. La responsabilidad recae enteramente en el biógrafo y puede haber sido escrita contra la voluntad del biografiado. Fuente: Disponível em:https://concepto.de/biografia/#ixzz7WHyxwsKIAcessado em 12 de junho de 2022. SAIBA MAIS La biografía y sus características Disponível em: https://youtu.be/hfIwp6Zf1AQ Acesso em 15/06/2022.
  5. 5. 5 ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1-Pesquise a biografia de uma figura contemporânea. É primordial que esteja em língua espanhola. 2-Aquí tienes un texto sobre la vida de Frida Kahlo. Léelo atentamente y contesta a las preguntas. Biografía de Frida Kahlo Frida Kahlo nace el 6 de julio de 1907 en Coyoacán, una zona de la Ciudad de México. Su nombre completo era Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón. Su padre era Guillermo Kahlo, un fotógrafo de origen húngaro y su madre era Matilde Calderón, mexicana descendiente de indígenas americanos y de españoles. Frida pasa su infancia en la casa familiar de Coyoacán, conocida como La Casa Azul, porque tenía las paredes azules. En la actualidad, esta casa es un museo. Dos rasgos físicos muy peculiares de Frida Kahlo son sus cejas gruesas y sus grandes ojos negros. En 1925 tiene un accidente de tráfico cuando viajaba en un autobús. En ese accidente se daña los huesos, especialmente la columna vertebral. Después del accidente empieza a pintar. En 1929 se casa con el pintor de murales Diego Rivera. Se divorcian más tarde y se casan de nuevo, por segunda vez. Diego pinta muchas veces a su mujer con el vestido tradicional mexicano. Frida viajó a París, Francia, y varias veces a los Estados Unidos. Durante su vida pinta decenas de autorretratos. También pinta paisajes y retratos de personajes importantes de su época. Muchos de sus cuadros reflejan acontecimientos de su vida. Su pintura tiene mucho colorido. Una importante inspiración para Frida fue la pintura tradicional mexicana. La obra de Frida tiene también rasgos del surrealismo pero, sobre todo, es muy original. La salud de Frida Kahlo era muy débil. Muere en 1954. Disponível em: https://www.ebiografia.com/frida_kahlo/ Acessado em 10 de junho de 2022. A. ¿Cuándo nace Frida? ¿Cuándo muere? ¿Cuántos años vive? B. ¿Cuándo empieza a pintar?
  6. 6. 6 C. ¿Cuál era la profesión de su marido? D. ¿Dónde pasa su infancia y cómo era conocido esto lugar? E. ¿Por cuáles países Frida Kahlo viajó? MOMENTO ENEM 1-(ENEM 2020 - Língua Espanhola - 2º Aplicação) Día de Los Pueblos Indígenas Rigoberta Menchú nació en Guatemala, cuatro siglos y medio después de la conquista de Pedro de Alvarado y cinco años después de la conquista de Dwight Eisenhower. En 1982, cuando el ejército arrasó las montañas mayas, casi toda la familia de Rigoberta fue exterminada, y fue borrada del mapa la aldea donde su ombligo había sido enterrado para que echara raíz. Diez años después, ella recibió el Premio Nobel de la Paz. Y declaró: — Recibo este premio como un homenaje al pueblo maya, aunque llegue con quinientos años de demora. Los mayas son gente de paciencia. Han sobrevivido a cinco siglos de carnicerías. Ellos saben que el tiempo, como la araña, teje despacio. GALEANO, E. Los hijos de los días. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2012. A trajetória pessoal de Rigoberta Menchú se confunde com a da própria civilização maia. No texto, ressalta- se como característica desse povo o(a) (A) trabalho minucioso e incansável para manter sua cultura viva ao longo da história. (B) tradição de enterrar o umbigo dos recém-nascidos para vinculá-los à terra. (C) conformismo ao lidar com os eventos traumáticos pelos quais passou. (D) resistência aos processos de dominação aos quais foi submetido. (E) busca por reconhecimento após uma história de dificuldades.
  7. 7. 7 REFERÊNCIAS Disponível em: https://concepto.de/biografia/. Acesso em 15/06/2022. AUTOBIOGRAFÍA Disponível em: www.flaticom.com imagem. Acessado em 11 de junho de 2022. AUTOBIOGRAFÍA ¿Qué es una Autobiografía? La autobiografía es un relato de una vida o parte de ella, contada por la persona misma que la vivió y desde su propia perspectiva. En ella se muestran eventos que considere importantes o fundamentales en su vida, ya sea de su niñez, adolescencia o adultez. La autobiografía es considerada un género literario, a menudo ubicado en la frontera entre la historia y la literatura, ya que narra eventos reales pero lo hace desde una aproximación subjetiva, autoral. También se encuentra emparentado con la biografía, la crónica, el diario íntimo y otros géneros confesionales de escritura.
  8. 8. 8 En la actualidad existe un mercado lector importante para la autobiografía, sobre todo la de personalidades públicas, celebridades o personajes famosos de la historia. En sus recuentos vitales se suele buscar algún tipo de enseñanza, visión del mundo o revelación íntima. Origen del término La primera vez que se usó este término fue en inglés: autobiography, en la Inglaterra de principios del Siglo XIX, en un artículo del poeta Robert Southey. Sin embargo, otras fuentes acusan al filósofo alemán Friedrich Schlegel de haberlo utilizado en sus ensayos en 1789. SAIBA MAIS Disponível em: https://youtu.be/ey6Ykkt6rYg. Acesso em 15/06/2022. ATIVIDADE INTEGRADORA Pesquise uma autobiografia que fale de um momento emblemático na vida do autor. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM Tente fazer uma autobiografia da sua vida estudantil até o presente momento. Se possível, registre pelo menos uma parte em língua espanhola.
  9. 9. 9 MOMENTO ENEM 1-(ENEM 2017)Carta de despedida a Fidel (abril de 1965) Me recuerdo en esta hora de muchas cosas, de cuando te conocí en casa de María Antonia, de cuando me propusiste venir, de toda la tensión de los preparativos. Un día pasaron preguntando a quien se debía avisar en caso de muerte y la posibilidad real del hecho nos golpeó a todos. Después supimos que era cierto, que en una revolución se triunfa o se muere (si es verdadera). Muchos compañeros quedaron a lo largo del camino hacia la victoria. Hoy todo tiene un tono menos dramático porque somos más maduros, pero el hecho se repite. Siento que he cumplido la parte de mi deber que me ataba a la Revolución cubana en su territorio y me despido de ti, de los compañeros, de tu pueblo que ya es mío. CHE GUEVARA. Disponível em: www.centroche.co.cu. Acesso em: 21 fev. 2012. No fragmento da carta que escreveu a Fidel Castro antes de deixar Cuba, Che Guevara A - associa sua aceitação da morte a um convite que recebeu de Fidel Castro. B - questiona se o triunfo de um processo revolucionário recebeu de Fidel Castro. C - comenta o abalo que os dois sentiram diante da possibilidade de morrer em combate. D - destaca que os conflitos dramáticos são esquecidos com o passar do tempo. E - salienta as imprudências que resultaram na morte de muitos companheiros. REFERÊNCIAS Disponível em: https://www.caracteristicas.co/autobiografia/. Acesso em 15/06/2022.
  10. 10. 10 OBRAS E SEUS ESCRITORES Biografia de Miguel de Cervantes Disponível em:Imagem extraída: www.revistagalileu.globo.com. Acessado em 11 de junho de 2022. Por Dilva Frazão Cervantes (1547-1616) foi um escritor, dramaturgo e poeta espanhol, autor de Dom Quixote, uma obra- prima da literatura universal, foi considerado o precursor do Realismo na Espanha. Miguel de Cervantes Saavedra nasceu em Alcalá de Henares, provavelmente em 29 de setembro de 1547. Filho do cirurgião Rodrigo e Leonor de Cortinas, tinha seis irmãos. Estudou em sua terra natal, em Valladolid e Madri. Em 1563, a família foi morar em Sevilha, onde estudou gramática e latim, com padres jesuítas. Nessa época, conheceu o teatro de Lope de la Rueda, de quem recebeu influência. Soldado Em 1569 alistou-se no exército, partindo no ano seguinte, como soldado, para a Itália, participando em 7 de outubro de 1571, da vitoriosa batalha naval de Lepanto contra os turcos, em que saiu gravemente ferido e perdeu o movimento da mão esquerda com um tiro. Depois de várias tentativas de fuga era levado para o calabouço. Em 1580, Miguel de Cervantes foi resgatado por sua família e um religioso, por 500 ducados de ouro. Durante os quatro anos seguintes, Cervantes participou de batalhas que o levaram a conhecer Portugal. Vida Literária Em 1584, Miguel de Cervantes estava de volta à Espanha. Em Madri, conseguiu um cargo público e começou a escrever e publicar sua novela pastoril “La Galatea” (1585). Estabelece contato com literatos da época, Luís de Gongora e Lope de Veja. Escreve os poemas dramáticos "Los Tratos de Argel" e "La Mumancia". Miguel de Cervantes casa-se com Catalina de Palácios Salazar. É encarregado, pelo rei, como comissário de víveres destinados às armadas e frotas da Índia, indo morar em Sevilha. Mais tarde, é nomeado coletor de impostos devidos à Coroa dos reinos de Granada, o que o obriga a viajar seguidamente para Andaluzia e La Mancha.
  11. 11. 11 Por causa dos atrasos na prestação de contas com a Coroa é preso três vezes. Contam os historiadores que a primeira parte do livro "Dom Quixote" foi escrito enquanto estava preso em Argamasilla del Alba, entre 1601 e 1603. Tendo sido reconduzido sempre ao seu, Cervantes certamente atestou sua inocência. Dom Quixote de La Mancha Em 1605, foi publicada a primeira parte do livro "Dom Quixote" (EL Ingenioso Hidalgo don Quijote de la Mancha) que teve aceitação imediata e seis edições no mesmo ano do lançamento. Escrevendo e tratando de negócios, Cervantes leva uma vida próspera em sua casa em Valladolid, junto com sua família. Em 1606 muda-se par Madri. A obra “Dom Quixote” teve um sucesso tão grande que, em 1614, surge uma falsa segunda parte de Dom Quixote assinada por Avellaneda. Em 1615 Cervantes publica a segunda parte de Dom Quixote. A obra foi difundida em toda parte, até se tornar o mais lido romance em todo o mundo, por crianças e adultos. Ao escrever a obra, Cervantes pretendia ridicularizar os livros de cavalaria que gozavam de imensa popularidade na época. A obra impressiona por sua feição realista. A ação principal do romance gira em torno das três incursões feitas pelo protagonista por terras da Mancha, de Aragão e de Catalunha. Embora se desenvolva em torno do real e do imaginário, o livro possui episódios em que os dois planos se confundem e em que o imaginário se torna a própria realidade. 6 curiosidades sobre a vida e a obra de Miguel de Cervantes 1. Expulso do país? Em 1569, Cervantes deixou a Espanha por motivos não muito claros: há quem diga que ele se feriu em combate, mas outros argumentam que ele teria ferido um rapaz e, como punição, foi obrigado a sair do país. Fato é que ele escolheu a Itália para viver. 2.Feridas de guerra Em 1570, ele se alistou como soldado da infantaria espanhola baseada em Nápoles. No ano seguinte, durante um combate contra invasões turcas, foi atingido com dois tiros no peito e um na mão esquerda — prejudicada pelo resto de sua vida. 3. Sequestrado por piratas Foi só no ano de 1575 que ele pôde retornar à Espanha. No entanto, no trajeto a caminho de sua terra natal, sua embarcação foi atacada por piratas. Cervantes e seu irmão, Rodrigo, foram levados para a cidade de Argel, capital da Argélia, onde foram escravizados. 4. Cinco anos para a liberdade Levou cinco anos até que a família do espanhol pagasse por seu resgate. Após passar dois anos em Portugal, ele voltou para a Espanha em 1583, onde começou a construir uma vida estável e a consolidar a carreira como escritor, produzindo suas obras com apoio de mecenas. 5. Dom Quixote em duas partes Em 1605, publicou a primeira parte de seu livro mais célebre, Dom Quixote. A obra conta as aventuras de Dom Quixote de La Mancha, um fidalgo cavaleiro medieval, ao lado de seu cavalo Rocinante e de seu fiel
  12. 12. 12 amigo e escudeiro, Sancho Pança. A segunda parte foi lançada em 1615 e, desde então, ganhou o mundo. 6. Reconhecimento mundial Dom Quixote virou peça de teatro, filme, pintura e até música. Em 2002, foi eleita a maior obra de ficção da literatura mundial pelo Instituto Nobel. Pudera! As aventuras (e desventuras) de Cervantes explicam a origem do melhor romance de todos os tempos. Miguel de Cervantes (Ilustração: Bernardo França) Disponível em: https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/Historia/noticia/2020/04/6-curiosidades-sobre-vida-e- obra-de-miguel-de-cervantes.html .Acessado em 11 de junho de 2022. SAIBA MAIS Disponível em: https://youtu.be/orCbQn2WSSo. Acesso em 15/06/2022.
  13. 13. 13 ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1. Que obra tornou Cervantes conhecido mundialmente? 2. Onde e quando nasceu Miguel de Cervantes? 3. Quem eram seus pais? 4. Qual foi o objetivo de Miguel Cervantes ao escrever sua obra mais famosa? 5. (Concurso CRO-PR/2016) Miguel de Cervantes é considerado uma das figuras fundamentais da literatura universal e o mais importante nome literário da Espanha. Morto há 400 anos, o pai da literatura moderna deixou para nosso tempo, mais do que suas obras, pistas valiosas para nossa compreensão do mundo e de nós mesmos. Neste ano o autor tem sido lembrado e homenageado pela sua vasta contribuição para a literatura, que também inclui poesias e peças teatrais. Assinale a alternativa que contém somente obras de sua autoria. A - “Dom Quixote” e ‘Novelas exemplares”. B - “Dom Quixote” e “Otelo”. C - “Otelo” e “O Mercador de Veneza”. D - “Rei Lear” e “Hamlet”. E - “Antonio e Cleópatra” e “A Comédia dos Erros”.
  14. 14. 14 REFERÊNCIAS Ebiografia, Miguel de Cervantes Disponível em:https://www.ebiografia.com/miguel_cervantes/. Acesso em 15/06/2022. https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/Historia/noticia/2020/04/6-curiosidades-sobre-vida-e-obra- de-miguel-de-cervantes.html. Acesso em 15/06/2022. LOS VERBOS DE CAMBIO Disponível em:Imagem extraída: www.brasilescola.uol.com.br Acessado em 11 de junho de 2022. Os verbos de cambio, ou verbos de mudança em espanhol, consistem, na língua espanhola, numa série de verbos usados para expressar-se mudanças e transformações em alguns aspectos que caracterizam pessoas e coisas, tais como a aparência física, o humor e a personalidade. Os verbos de cambio mais utilizados são: F. ponerse; G. quedarse; H. volverse; I. convertise em; J. hacerse; K. llegar a ser. Principais verbos de cambio Os verbos de cambio mais usados na língua espanhola são:
  15. 15. 15 ponerse quedarse volverse convertirse en hacerse llegar a ser Não é possível traduzir um a um literalmente para o português, porque esses verbos assumem significados específicos quando usados para expressar mudanças. Em português, eles normalmente são traduzidos pelos verbos “ficar”, “virar” ou “tornar-se”, como veremos em exemplos mais à frente. Cada um dos verbos de cambio imprime matizes diferenciados às mudanças que eles expressam. Essas mudanças podem ser temporais ou permanentes, rápidas ou progressivas, voluntárias ou involuntárias e positivas ou negativas. Vejamos, a seguir, o tipo de mudança que expressa cada verbo. Ponerse O verbo ponerse, quando usado com adjetivos, expressa uma mudança rápida e temporal no aspecto físico, na saúde, na personalidade ou no humor de uma pessoa. Tal mudança costuma ser involuntária e pode ser tanto positiva quanto negativa. Exemplos: Me pongo nerviosa cuando voy al dentista. (Fico nervosa quando vou ao dentista.) Se puso rojo al subirse al escenario. (Ficou vermelho quando subiu ao palco.) Quedarse O verbo quedarse também pode ser usado com adjetivos e expressa uma mudança no aspecto físico ou na personalidade provocada expressamente por uma ação ou situação anterior. Essa mudança pode ser temporal ou definitiva (dependendo do contexto), é sempre involuntária e costuma ser particularmente negativa, expressando, muitas vezes, a perda de algo. Por essa razão, quedarse é o verbo utilizado para falar de deficiências físicas. Exemplos: Mi padre se ha quedado calvo. (Meu pai ficou careca.) José se quedó en paro hace un mes. (José ficou desempregado há um mês.) Volverse O verbo volverse é usado com adjetivos e também com artigo + substantivo. A mudança que ele expressa é rápida e permanente em uma pessoa, normalmente em sua personalidade. Essa mudança não resulta de uma decisão expressa tomada pelo indivíduo, pelo que é involuntária. Exemplos:
  16. 16. 16 Se ha vuelto una persona muy agresiva. (Tornou-se uma pessoa muito agressiva.) Se volvió loco al perder a su mujer. (Ficou louco ao perder sua mulher.) Convertirse en O verbo convertirse é sempre acompanhado da preposição en, sendo seguido sempre por um substantivo ou adjetivo substantivado. Tal verbo expressa uma mudança radical e inesperada em uma pessoa ou coisa e tem caráter permanente. Convertirse en supõe uma transformação importante que pode ser voluntária ou fruto das circunstâncias que rodeiam o indivíduo. Exemplo: El príncipe se convirtió en un ratón por el hechizo de la bruja. (O príncipe virou um rato pelo feitiço da bruxa.) Para expressar uma mudança de religião ou ideologia, usa-se o verbo convertirse com a preposição a, em vez de en. Exemplo: Se ha convertido al budismo hace poco. (Converteu-se ao budismo há pouco tempo.) Hacerse Hacerse é o verbo de cambio mais complexo de todos, porque tem muitos matizes diferentes. Sua principal característica é que seu foco incide principalmente sobre o processo de transformação, em vez do resultado final. A mudança que ele expressa é sempre progressiva e permanente. Quando usado com substantivos ou adjetivos relacionados a profissões, ideologias, religiões, nacionalidades ou posições econômicas, indica uma mudança voluntária, produto da decisão do indivíduo. Exemplos: Paul se ha hecho colombiano. (Paul virou colombiano.) Pedro se hizo rico gracias a sus inventos. (Pedro ficou rico graças a suas invenções.) Quando hacerse é seguido por um adjetivo que indica graus de determinado atributo, como “jovem”, “velho”, “pesado” ou “leve”, ele pode ser usado tanto para pessoas quanto para coisas e expressa uma mudança involuntária, resultante de um processo natural de evolução. Exemplo: Nos estamos haciendo mayores. (Estamos ficando velhos.) Llegar a ser
  17. 17. 17 Ao contrário de hacerse, llegar a ser incide especialmente no resultado da mudança. Ele é acompanhado sempre por um substantivo ou adjetivo e expressa uma transformação progressiva e permanente que visa à melhoria de algum aspecto — sendo, portanto, sempre positiva —, envolvendo algum esforço por parte do indivíduo. Exemplos: Ana ha llegado a ser la presidenta de la empresa. (Ana chegou à presidência da empresa.) Si sigue entrenando así, llegará a ser un gran futbolista. (Se continuar treinando assim, será um grande jogador de futebol.) SAIBA MAIS Disponível em : https://youtu.be/hQRI3WK0An0. Acesso em 15/06/2022. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM Mira la tira de Quino y contesta a las preguntas. Disponível em: Imagem extraída: www.pinterest.com. Acessado em 11 de junho de 2022. 1-Identifica la expresión que contiene un verbo de cambio. 2-¿Cómo podemos comprenderla en portugués?
  18. 18. 18 3-Explica en portugués lo que se pasa en la tira. 4-Por que Miguelito está com um “ar” interrogativo? MOMENTO ENEM 1-(ENEM 2016) ACCIÓN POÉTICA LIMA. Disponível em: https://twitter.com. Acesso em: 30 maio 2016. Nesse grafite, realizado por um grupo que faz intervenções artísticas na cidade de Lima, há um jogo de palavras com o verbo “poner”. Na primeira ocorrência, o verbo equivale a “vestir uma roupa”, já na segunda, indica A - início de ação. B - mudança de estado. C - conclusão de ideia. D - simultaneidade de fatos. E - continuidade de processo.
  19. 19. 19 REFERÊNCIAS Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/espanhol/verbos-de-cambio.htm. Acesso em 15/06/2022. GÊNERO CONTO Disponível em: Imagem extraída: www.lavanguardia.com. Acessado em 11 de junho de 2022. CONTO O Conto é narrativa breve escrita em prosa, sendo mais curto que o romance e a novela. Tal qual um texto narrativo, ele envolve enredo, personagens, tempo e espaço. Sobre o conto, afirma Eça de Queirós, um dos maiores representantes da literatura portuguesa: “No conto tudo precisa ser apontado num risco leve e sóbrio: das figuras deve-se ver apenas a linha flagrante e definidora que revela e fixa uma personalidade; dos sentimentos apenas o que caiba num olhar, ou numa dessas palavras que escapa dos lábios e traz todo o ser; da paisagem somente os longes, numa cor unida.” Estrutura do Conto
  20. 20. 20 A estrutura do conto é fechada e objetiva, na medida em que esse tipo de texto é formado por apenas uma história e um conflito. Sua estrutura está dividida em três partes: L. Introdução: apresentação da ação que será desenvolvida. Nesse momento inicial, há uma breve ambientação do local, tempo, personagens e do acontecimento. M. Desenvolvimento: formado em grande parte pelo diálogo das personagens, aqui se desenrola o desenvolvimento da ação. N. Clímax: encerramento da narrativa com desfecho surpreendente. De acordo com a estrutura básica narrativa (introdução, desenvolvimento, clímax e desfecho), o conto, por ser uma narrativa mais breve, parte do desenvolvimento para o clímax. Ou seja, para o momento final, de desfecho, chamado de "epílogo", onde geralmente surge o ponto mais alto de tensão do drama (clímax). SAIBA MAIS Disponível em:https://youtu.be/Xdhvj2buRyY. Acesso em 15/06/2022. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM [...] Dos palabras (Isabel Allende) Belisa Crepusculario había nacido en una familia tan mísera, que ni siquiera poseía nombres para llamar a sus hijos. Vino al mundo y creció en la región más inhóspita, donde algunos años las lluvias se convierten en avalanchas de agua que se llevan todo, y en otros no cae ni una gota del cielo, el sol se agranda hasta ocupar el Horizonte entero y el mundo se convierte en un desierto. Hasta que cumplió doce años no tuvo otra ocupación ni virtud que sobrevivir al hambre y la fatiga de siglos. Durante una interminable sequía le tocó enterrar a cuatro hermanos menores y cuando comprendió que llegaba su turno, decidió echar a andar por las l1anuras en dirección al mar, a ver si en el viaje lograba burlar a la muerte. La tierra estaba erosionada, partida en profundas grietas, sembrada de piedras, fósiles de árboles y de arbustos espinudos,
  21. 21. 21 esqueletos de animales blanqueados por el calor. De vez en cuando tropezaba con familias que, como ella, iban hacia el sur siguiendo el espejismo del agua. Algunos habían iniciado la marcha llevando sus pertenencias al hombro o en carretillas, pero apenas podían mover sus propios huesos y a poco andar debían abandonar sus cosas. Se arrastraban penosamente, con la piel convertida en cuero de lagarto y sus ojos quemados por la reverberación de la luz. Belisa los saludaba con un gesto al pasar, pero no se detenía, porque no podía gastar sus fuerzas en ejercicios de compasión. Muchos cayeron por el camino, pero ella era tan tozuda que consiguió atravesar el infierno y arribó por fin a los primeros manantiales, finos hilos de agua, casi invisibles, que alimentaban una vegetación raquítica, y que más adelante se convertían en riachuelos y esteros. Disponível em: https://www.bbns.org/uploaded/PDFs/Upper_School/Summer_Reading_2019/AP_Spanish- _Isabel_Allende.pdf?1560446283370 Acessado em 11 de junho de 2022. 1- No trecho “pero apenas podían mover sus propios huesos y a poco andar debían abandonar sus cosas”, o termo pero pode ser substituído, sem que haja alteração de sentido e da estrutura da frase, por qual conectivo em espanhol? 2- Explique a seguinte expressão presente no conto: “La piel convertida en cuero de lagarto”. 3- Em relação ao seu conteúdo, o fragmento do conto sugere que a personagem era impulsionada por qual sentimento? MOMENTO ENEM 1- ENEM/2018 Eduardo Galeano 1976 Libertad Pájaros prohibidos Los presos políticos uruguayos no pueden hablar sin permiso, silbar, sonreír, cantar, caminar rápido ni saludar a otro preso. Tampoco pueden dibujar ni recibir dibujos de mujeres embarazadas, parejas, mariposas, estrellas ni pájaros. Didaskó Pérez, maestro de escuela, torturado y preso por tener ideas ideológicas, recibe un domingo la visita de su hija Milay, de cinco años. La hija le trae un dibujo de pájaros. Los censores se lo rompen en la entrada a la cárcel.
  22. 22. 22 El domingo siguiente, Milay le trae un dibujo de árboles. Los árboles no están prohibidos, y el domingo pasa. Didashkó le elogia la obra y le pregunta por los circulitos de colores que aparecen en la copa de los árboles, muchos pequeños círculos entre las ramas: — ¿Son naranjas? ¿qué frutas son? La niña lo hace callar: — Ssssshhhh. Y en secreto le explica: — Bobo, ¿no ves que son ojos? Los ojos de los pájaros que te traje a escondidas. GALEANO, E. Memoria del fuego III. El siglo del viento. Madrid: Siglo Veintiuno de España, 1986 A narrativa desse conto, que tem como pano de fundo a ditadura militar uruguaia, revela a (A) desvinculação social dos presos políticos. (B) condição precária dos presídios uruguaios. (C)perspicácia da criança ao burlar a censura. (D)falta de sensibilidade no trato com as crianças. (E) dificuldade de comunicação entre os presos políticos. REFERÊNCIAS Disponível em: https://www.todamateria.com.br/conto/. Acesso em 15/06/2022.
  23. 23. 23 ELEMENTOS DO CONTO Disponível em: Imagem extraída: www.expansion.com. Acessado em 11 de junho de 2022. Os elementos que constituem o conto são: 1. Espaço Local em que se desenvolve a narrativa, seja numa casa, rua, parque, praça, etc. Por serem narrativas breves, o espaço no qual se desenvolve a trama, deve ser um espaço reduzido. 2. Tempo Designa o tempo em que se passa a narrativa, sendo classificado em: tempo cronológico (exterior) e tempo psicológico (interior). 3. Foco Narrativo Trata-se do narrador, sendo classificados em: narrador observador: conhecedor da ação, mas não participante. narrador personagem: o narrador é um dos personagens. narrador onisciente: conhece a história e todos os personagens envolvidos nela. Geralmente os contos são narrados em terceira pessoa, embora há muitos contos narrados em primeira pessoa, nesse caso, quando surge o narrador-personagem. 4. Personagens Indivíduos que participam da narrativa, sendo classificadas, dependendo do foco em: personagens principais ou personagens secundárias. Por ser uma narrativa curta, o conto possui poucos personagens. 5. Diálogo Elemento essencial do conto, os diálogos caracterizam a base expressiva desse tipo de texto. Eles desenvolvem os conflitos da trama, sendo determinados pela fala das personagens. Formados por uma linguagem mais objetiva e metáforas simples, os diálogos são classificados em: diálogo direto, indireto e interior. 6. Epílogo Corresponde ao clímax da narrativa, determinado pelo desfecho surpreendente, imprevisível ou enigmático da ação.
  24. 24. 24 SAIBA MAIS Disponível em:https://youtu.be/s4xBWXMV5bE. Acesso em 15/06/2022. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM Pesquise um conto espanhol e registre-o em seu caderno. MOMENTO ENEM 1- ENEM 2020 España en el corazón Como era Federico Dimos una gran sorpresa. Habíamos preparado un discurso al alimón. Ustedes probablemente no saben lo que significa esa palabra y yo tampoco lo sabía. Federico, que estaba siempre lleno de invenciones y ocurrencias, me explicó: "Dos toreros pueden torear al mismo tiempo el mismo toro y con un único capote. Esta es una de las pruebas más peligrosas del arte taurino. Por eso se ve muy pocas veces. No más de dos o tres veces en un siglo y sólo pueden hacerlo dos toreros que sean hermanos o que, por lo menos, tengan sangre común. Esto es lo que se llama torear al alimón. Y esto es lo que haremos en un discurso." Y esto es lo que hicimos, pero nadie lo sabía. Cuando nos levantamos para agradecer al presidente del Pen Club el ofrecimiento del banquete, nos levantamos al mismo tiempo, cual dos toreros, para un solo discurso. NERUDA: Señoras...
  25. 25. 25 LORCA: ...y señores: Existe en la fiesta de los toros una suerte llamada "toreo del alimón", en que dos toreros hurtan su cuerpo al toro cogidos de la misma capa. NERUDA: Federico y yo, amarrados por un alambre eléctrico, vamos a parear y a responder esta recepción muy decisiva. NERUDA, P. Confieso que he vivido. Buenos Aires: Delbolsillo, 2004. No texto, o escritor Pablo Neruda narra um episódio vivenciado com o também escritor Federico García Lorca. Nesse episódio, o uso da expressão “al alimón” remete ao(à) (A) duelo travado entre os escritores, tal como entre touro e toureiro. (B) admiração pelas touradas, manifesta no discurso dos escritores. (C)surpresa com que o discurso dos escritores foi recebido pelo público. (D)conhecimento dos escritores acerca da tradicional tourada espanhola. (E)perspicácia dos escritores em discursar inspirados em uma forma de tourear. REFERÊNCIAS Disponível em:https://www.todamateria.com.br/conto/. Acesso em 15/06/2022.
  26. 26. 26 IDENTIDADES, ATIVISMOS, VIOLÊNCIA DE GÊNERO Disponível em: Imagem extraída: www.cidadeverde.com. Acessado em 10 de junho de 2022. Más de 1,6 millones de niños en España viven en hogares en los que la mujer sufre violencia física, sexual o emocional. Un total de 1.678.959 de menores viven en hogares en los que la mujer está sufriendo en la actualidad algún tipo de violencia física, sexual, control, emocional, económica o miedo por parte de la pareja, según revela la Macroencuesta de Violencia contra la Mujer, elaborada por la Delegación del Gobierno para la Violencia de Género y presentada en 10 de septiembre. En concreto, la encuesta muestra que de ese total de menores, la mayoría, 1.650.095 viven en hogares donde hay violencia psicológica (control, emocional, económica o miedo). De estos, 1.293.169 son hijos menores de la mujer y 356.926, otros menores que conviven con ella. Además, 265.860 menores viven en hogares en los que la mujer entrevistada está sufriendo en la actualidad violencia física o sexual en la pareja. De ellos, 232.818 son hijos menores de edad de la mujer y 33.042 son otros menores que conviven con la mujer. La encuesta señala que el 89,6% de las mujeres que han sufrido violencia en el ámbito de la pareja, que tenían hijos en el momento de los episodios de violencia y que responden que sus hijos presenciaron o escucharon la violencia, dice que los hijos eran menores de edad cuando sucedieron los episodios de violencia. De estas mujeres, el 51,7% afirma que los hijos e hijas sufrieron ellos mismos violencia a manos de la pareja agresora.
  27. 27. 27 SAIBA MAIS Disponível em:https://youtu.be/nAcFTbecS7o. Acesso em 15/06/2022. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1- Explica con tus palabras lo qué entiendes por violencia de género. _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________ 2-¿Quién elaboró la encuesta citada en el texto? ¿Las informaciones son de qué país? 3- Según la encuesta, ¿cuáles son las principales violencias sufridas por las mujeres? 4- ¿Lo qué el último párrafo del texto habla?
  28. 28. 28 MOMENTO ENEM 1-(ENEM 2016 ) Disponível em: www.sasia.org.ar. Acesso em: 30 maio 2016. Essa propaganda foi criada para uma campanha de conscientização sobre a violência contra a mulher. As palavras que compõem a imagem indicam que a (A) violência contra a mulher está aumentando. (B) agressão à mulher acontece de forma física e verbal. (C) violência contra a mulher é praticada por homens. (D) agressão à mulher é um fenômeno mundial. (E violência contra a mulher ocorre no ambiente doméstico.
  29. 29. 29 REFERÊNCIAS Disponível em: https://www.elmundo.es/espana/2020/09/10/ Acessado em 10 de junho de 2022. OS TEMPOS CONDICIONAIS EM LÍNGUA ESPANHOLA Disponível em: Imagem extraída: www.deleahora.com. Acessado em 11 de junho de 2022. El condicional en español El CONDICIONAL es un tiempo cuya formación es muy fácil, pues el punto de partida es el INFINITIVO DEL VERBO COMPLETO (por ejemplo el verbo: COMER, CANTAR o VIVIR). Normalmente, solemos eliminar la desinencia del infinitivo de la conjugación en –AR, -ER o –IR. Esta vez NO ELIMINAMOS NADA: utilizamos el infinitivo completo del verbo. Y al infinitivo del verbo añadimos LAS DESINENCIAS. ¿Cómo se forma el condicional?
  30. 30. 30 Las desinencias del condicional SON LAS MISMAS para la primera, para la segunda y para la tercera conjugación. Y otra cosa más: estas desinencias del condicional, en realidad, ya las conocéis si habéis estudiado el imperfecto del indicativo. En realidad las desinencias son las mismas del imperfecto de indicativo de la SEGUNDA Y TERCERA conjugación: -ÍA, -ÍAS, -ÍA, -ÍAMOS, -ÍAIS, -ÍAN. Con la forma del infinitivo del verbo + las desinencias de segunda y tercera conjugación del imperfecto de indicativo formo el CONDICIONAL. ESTUDIAR Yo Tú Él Nosotros Vosotros Ellos ESTUDIARÍA ESTUDIARÍAS ESTUDIARÍA ESTUDIARÍAMOS ESTUDIARÍAIS ESTUDIARÍAN COMER Yo Tú Él Nosotros Vosotros Ellos COMERÍA COMERÍAS COMERÍA COMERÍAMOS COMERÍAIS COMERÍAN VIVIR Yo VIVIRÍA
  31. 31. 31 Tú Él Nosotros Vosotros Ellos VIVIRÍAS VIVIRÍA VIVIRÍAMOS VIVIRÍAIS VIVIRÍAN SOLO ALGUNOS VERBOS SON IRREGULARES EN CONDICIONAL. O. Los verbos SALIR, TENER, VALER, PONER y VENIR tienen una pequeña irregularidad en el condicional: en estos casos NO utilizo el INFINITIVO COMPLETO, sino que la vocal de la desinencia (la -i- o la -e-) se transforma en una -d-. PONER PONERÍA PONDRÍA SALIR SALIRÍA SALDRÍA TENER TENERÍA TENDRÍA VALER VALERÍA VALDRÍA VENIR VENIRÍA VENDRÍA P. En otro grupo de verbos irregulares la vocal de la desinencia NO cambia sino que DESAPARECE. Son los verbos: CABER, QUERER, PODER, HABER Y SABER. CABER CABERÍA CABRÍA HABER HABERÍA HABRÍA PODER PODERÍA PODRÍA QUERER QUERERÍA QUERRÍA SABER SABERÍA SABRÍA Q. Finalmente, HACER y DECIR son totalmente irregulares: DECIR DECIRÍA DIRÍA HACER HACERÍA HARÍA
  32. 32. 32 CONDICIONAL COMPUESTO Bueno, este tiempo verbal, como muchos otros tiempos en español, también tiene su FORMA PERFECTA, SU FORMA COMPUESTA. En español todos los tiempos compuestos se forman con un AUXILIAR + UN PARTICIPIO. El auxiliar en español SIEMPRE es el verbo HABER; el participio es INVARIABLE porque no concuerda con el sujeto. Para formar el condicional compuesto utilizo el verbo HABER en CONDICIONAL SIMPLE + el PARTICIPIO PASADO invariable en su forma masculina singular PENSAR Yo Tú Él Nosotros Vosotros Ellos HABRÍA HABRÍAS HABRÍA HABRÍAMOS HABRÍAIS HABRÍAN PENSADO SAIBA MAIS Disponível em: https://youtu.be/EJv0LTgM4U8. Acesso em 15/06/2022.
  33. 33. 33 ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM Para praticar a conjugação, peça que os/as estudantes façam, em duplas, o exercício abaixo: a. Él _____si el bus estuviera llegando. (correr) b. Ella _____ feliz si le diesen un premio. (estar) c. Nosotros _____el piso si estuviera sucio. (limpiar) d. Tú _____si te dieran dinero. (saltar) e. Si el perro escapa, tú _____ con él. (pelear) f. Ellas _____ si les diesen una beca. (festejar) g. ¿Qué harías al ganar la lotería? _____ como una loca. (gritar) h. Yo _____helado, si no estuviera resfriado. (tomar) MOMENTO ENEM 1- (ENEM 2019 ) El Hombre Electrónico ¿Cuántas veces has cambiado de móvil? ¿Cuántos ordenadores has tenido ya? ¿Tienes cámara digital, IPOD, Nintendo Wii y televisión de pantalla de plasma? Ordenadores, teléfonos móviles, GPS, walkmans, televisiones, lavadoras, tostadores, aspiradores y un larguísimo etcétera. Todos usamos aparatos eléctricos que tarde o temprano se convertirán en residuos. El Hombre Electrónico mide 7 metros de altura y pesa 3,3 toneladas. Es una escultura hecha con la cantidad de residuos eléctricos y electrónicos que un ciudadano medio (en el Reino Unido) tirará a la basura a lo largo de su vida, si se sigue consumiendo este tipo de productos al ritmo actual. El Hombre Electrónico ha sido diseñado por el escultor Paul Bomini con objetivo de aumentar la conciencia de los ciudadanos a la hora de consumir aparatos eléctricos. Esta campaña parte de la base de que todos compramos aparatos electrónicos como herramientas de trabajo u ocio, pero haciéndonos unas cuantas preguntas podemos inducir cambios en nuestro comportamiento que beneficiarán al medio ambiente, otras personas y a nosotros mismos: ¿Tienes algún aparato eléctrico
  34. 34. 34 o electrónico que no necesitas? ¿Podrías ser más responsable a la hora de comprar un nuevo producto electrónico? ¿Podrías reciclar o reparar estos productos una vez que se han quedado obsoletos o se han roto? ¿Intentas ahorrar energia en tu vida diaria? Disponível em: www.verdecito.es. Acesso em: 20 fev. 2009 (adaptado). Considerando a necessidade de assumir uma conduta mais responsável com o meio ambiente, Paul Bomini criou a escultura O homem eletrônico para (A) incentivar inovações em reciclagem para a construção de máquinas. (B) propor a criação de objetos a partir de aparelhos descartados. (C) divulgar o lançamento de produtos eletrônicos sustentáveis. (D) problematizar o descarte inconsequente de equipamentos. (E) alertar sobre as escolhas tecnológicas da população. REFERÊNCIAS Disponível em:https://burbujadelespanol.com/condicional-espanol/. Acesso em 15/06/2022. https://educacao.uol.com.br/planos-de-aula/fundamental/espanhol-condicional-simple.htm. Acesso em 15/06/2022.
  35. 35. 35 Inserção Curricular/Recomposição ATIVIDADES - SEMANA DE INSERÇÃO CURRICULAR Disponível em: Imagem extraída: www.brasilescola.uol.com.br. Acessado em 10 de junho de 2022. Leia o texto e, a seguir, responda às questões 1, 2, 3 e 4. Eduardo Galeano 1976 Libertad Pájaros prohibidos Los presos políticos uruguayos no pueden hablar sin permiso, silbar, sonreír, cantar, caminar rápido ni saludar a otro preso. Tampoco pueden dibujar ni recibir dibujos de mujeres embarazadas, parejas, mariposas, estrellas ni pájaros. Didaskó Pérez, maestro de escuela, torturado y preso por tener ideas ideológicas, recibe un domingo la visita de su hija Milay, de cinco años. La hija le trae un dibujo de pájaros. Los censores se lo rompen en la entrada a la cárcel. El domingo siguiente, Milay le trae un dibujo de árboles. Los árboles no están prohibidos, y el domingo pasa. Didashkó le elogia la obra y le pregunta por los circulitos de colores que aparecen en la copa de los árboles, muchos pequeños círculos entre las ramas: — ¿Son naranjas? ¿qué frutas son? La niña lo hace callar: — Ssssshhhh.
  36. 36. 36 Y en secreto le explica: — Bobo, ¿no ves que son ojos? Los ojos de los pájaros que te traje a escondidas. GALEANO, E. Memoria del fuego III. El siglo del viento. Madrid: Siglo Veintiuno de España, 1986. CUESTIÓN 1 Qual é o pano de fundo da narrativa desse conto? A. A guerra mundial. B. A condição precária dos presídios no mundo. C. A ditadura militar uruguaia. D. A falta de sensibilidade no trato com os presos. E. Dificuldade de comunicação entre policiais e crianças. CUESTIÓN 2 Segundo o texto, os presos políticos uruguaios não podem falar a. sem permissão. b. sem assobiar. c. sem sorrir. d. sem cantar. e. sem saudar. CUESTIÓN 3 Em relação ao conteúdo, o título do texto sugere que a. somente imagens de pássaros estavam proibidas no presídio. b. qualquer objeto ou alimento estava proibido de entrar no presídio. c. desenho de árvores são proibidos. d. não são permitidas visitas. e. qualquer imagem associada à liberdade estava proibida no presídio.
  37. 37. 37 CUESTIÓN 4 De acordo com o texto, os círculos presentes na copa das árvores são A. laranjas. B. olhos. C. frutas. D. ramos. E. flores. Leia o texto e, a seguir, responda às questões 5, 6, 7 e 8. Viajes Cuando los famas salen de viaje, sus costumbres al pernoctar en una ciudad son las siguientes: Un fama va al hotel y averigua cautelosamente los precios, la calidad de las sábanas y el color de las alfombras. El segundo se traslada a la comisaría y labra un acta declarando los muebles e inmuebles de los tres, así como el inventario del contenido de sus valijas. El tercer fama va al hospital y copia las listas de los médicos de guardia y sus especialidades. Terminadas estas diligencias, los viajeros se reúnen en la plaza mayor de la ciudad, se comunican sus observaciones, y entran en el café a beber un aperitivo. Pero antes se toman de las manos y danzan en ronda. Esta danza recibe el nombre de "Alegría de los famas". Cuando los cronopios van de viaje, encuentran los hoteles llenos, los trenes ya se han marchado, llueve a gritos, y los taxis no quieren llevarlos o les cobran precios altísimos. Los cronopios no se desaniman porque creen firmemente que estas cosas les ocurren a todos, y a la hora de dormir se dicen unos a otros: "La hermosa ciudad, la hermosísima ciudad". Y sueñan toda la noche que en la ciudad hay grandes fiestas y que ellos están invitados. Al otro día se levantan contentísimos, y así es como viajan los cronopios. Las esperanzas, sedentarias, se dejan viajar por las cosas y los hombres, y son como las estatuas que hay que ir a verlas porque ellas ni se molestan. Disponível em: https://www.filo.news/5-cuentos-breves-de-Cortazar-para-disfrutar--t201708260003.html. Acessado em 10 de junho de 2022. CUESTIÓN 5 Pela estrutura e o estilo linguístico, este texto é um/uma
  38. 38. 38 A. editorial. B. reportagem. C. carta de leitor. D. conto. E. artigo de opinião. CUESTIÓN 6 Segundo o texto, os cronópios viajam A. com os trens, aviões e táxis reservados. B. desfrutando de cada coisa que fazem sem medo. C. cantando em rodas. D. com muito medo e pouco entusiasmo. E. com a estadia no hotel já reservada. CUESTIÓN 7 Segundo o texto, as esperanças se caracterizam por ser: a. quietas. b. ativas. c. sedentárias. d. animadas e. pessimistas. CUESTIÓN 8 O adjetivo que caracteriza os cronopios é: a. organizados. b. rígidos. c. desorganizados. d. chatos. e. sedentários.
  39. 39. 39 Leia o texto e, a seguir, responda as questões 9, 10, 11 e 12 [...] Dos palabras (Isabel Allende) Belisa Crepusculario había nacido en una familia tan mísera, que ni siquiera poseía nombres para llamar a sus hijos. Vino al mundo y creció en la región más inhóspita, donde algunos años las lluvias se convierten en avalanchas de agua que se llevan todo, y en otros no cae ni una gota del cielo, el sol se agranda hasta ocupar el Horizonte entero y el mundo se convierte en un desierto. Hasta que cumplió doce años no tuvo otra ocupación ni virtud que sobrevivir al hambre y la fatiga de siglos. Durante una interminable sequía le tocó enterrar a cuatro hermanos menores y cuando comprendió que llegaba su turno, decidió echar a andar por las l1anuras en dirección al mar, a ver si en el viaje lograba burlar a la muerte. La tierra estaba erosionada, partida en profundas grietas, sembrada de piedras, fósiles de árboles y de arbustos espinudos, esqueletos de animales blanqueados por el calor. De vez en cuando tropezaba con familias que, como ella, iban hacia el sur siguiendo el espejismo del agua. Algunos habían iniciado la marcha llevando sus pertenencias al hombro o en carretillas, pero apenas podían mover sus propios huesos y a poco andar debían abandonar sus cosas. Se arrastraban penosamente, con la piel convertida en cuero de lagarto y sus ojos quemados por la reverberación de la luz. Belisa los saludaba con un gesto al pasar, pero no se detenía, porque no podía gastar sus fuerzas en ejercicios de compasión. Muchos cayeron por el camino, pero ella era tan tozuda que consiguió atravesar el infierno y arribó por fin a los primeros manantiales, finos hilos de agua, casi invisibles, que alimentaban una vegetación raquítica, y que más adelante se convertían en riachuelos y esteros. Disponível em: https://www.bbns.org/uploaded/PDFs/Upper_School/Summer_Reading_2019/AP_Spanish- _Isabel_Allende.pdf?1560446283370. Acessado em 10 de junho de 2022. CUESTIÓN 9 No trecho “pero apenas podían mover sus propios huesos y a poco andar debían abandonar sus cosas”, o termo pero pode ser substituído, sem que haja alteração de sentido e da estrutura da frase, por a. por eso. b. así. c. entonces. d. pues. e. sin embargo. CUESTIÓN 10 A partir do conto, pode-se afirmar que expressão “La piel convertida en cuero de lagarto:
  40. 40. 40 a. está relacionada às quedas dos andarilhos durante o caminho. b. remete à busca dos andarilhos por água. c. estabelece uma comparação do comportamento dos andarilhos com o dos lagartos na busca de água. d. expressa a imagem desgastada dos andarilhos após longas caminhadas carregando peso. e. refere-se ao aspecto da pele dos andarilhos devido ao clímax extremamente seco. CUESTIÓN 11 Em relação ao seu conteúdo, o fragmento do conto sugere um sentimento de: A. mágoa. B. resiliência. C. lamento. D. indiferença. E. indignação. CUESTIÓN 12 Baseando-se na tipologia o conto em questão é, predominante: A. injuntivo. B. descritivo. C. expositivo. D. narrativo. E. argumentativo.
  41. 41. 41 LÍNGUA ESTRANGEIRA: INGLÊS IMERSÃO CURRICULAR 3ª SÉRIE - 3º BIMESTRE MÓDULO 01 Compreensão de processos identitários, conflitos e relações de poder das linguagens e de suas práticas culturais (artísticas, corporais e/ou linguísticas). TEMA INTEGRADOR Utilização funcional na produção das práticas de linguagem. COMPONENTE LÍNGUA ESTRANGEIRA: INGLÊS COMPETÊNCIA LGG 1 Compreender o funcionamento das diferentes linguagens e práticas culturais (artísticas, corporais e verbais) e mobilizar esses conhecimentos na recepção e produção de discursos, nos diferentes campos de atuação social e nas diversas mídias, para ampliar as formas de participação social, o entendimento e as possibilidades de explicação e interpretação crítica da realidade e para continuar aprendendo. COMPETÊNCIA ESPECÍFICA 4 Compreender as línguas como fenômeno (geo)político, histórico, cultural, social, variável, heterogêneo e sensível aos contextos de uso, reconhecendo suas variedades e vivenciando-as como formas de expressões identitárias, pessoais e coletivas, bem como agindo no enfrentamento de preconceitos de qualquer natureza. HABILIDADE DE LGG (EM13LGG104) Utilizar as diferentes linguagens, levando em conta seus funcionamentos, para a compreensão e produção de textos e discursos em diversos campos de atuação social. HABILIDADE ESPECÍFICA (EM13LGG403) Fazer uso do espanhol e do inglês como línguas de comunicação global, levando em conta a multiplicidade e variedade de usos, usuários e funções dessa língua no mundo contemporâneo. OBJETIVO DE APRENDIZAGEM (GO-EMLGG403H) Conhecer a biografia de escritores/as clássicos/as e contemporâneos/as utilizando um repertório previamente selecionado para apresentar síntese da vida e obra dos/das escritores/as escolhidos. OBJETO DE CONHECIMENTO (SUGESTÃO) Os pretéritos. Biografia de escritores/as das línguas estrangeiras. Obras e escritores/as, desde as clássicas às contemporâneas, de línguas estrangeiras. Expressões e tempos gramaticais contidos nos gêneros narrativos. CAMPOS DE ATUAÇÃO Vida pessoal, artístico-literário, práticas de estudo e pesquisa, jornalístico-midiático e/ou atuação na vida
  42. 42. 42 Imersão Curricular pública PRÁTICAS DE LINGUAGEM Leitura, escuta, produção de textos (orais, escritos, multissemióticos) e análise linguística/semiótica, Práticas artísticas e Práticas corporais. DESCRITORES D-Analisar elementos e aspectos da sintaxe da língua inglesa, como a ordem dos constituintes da sentença (e os efeitos que causam sua inversão), a estrutura dos sintagmas, as categorias sintáticas, os processos de coordenação e subordinação (e os efeitos de seus usos) e a sintaxe de concordância e de regência. D-Reconhecer o fenômeno da variação linguística, em seus diferentes níveis (variações fonético- fonológica, lexical, sintática, semântica e estilístico-pragmática) e em suas diferentes dimensões (regional, histórica, social, situacional, ocupacional, etária etc.).
  43. 43. 43 CLASS 01 - ENGLISH Caro/a estudante, vamos relembrar aspectos textuais como elementos verbais e não verbais, que são recursos bastante usados em textos de língua estrangeira, bem como apresentaremos uma reflexão sobre o consumo consciente e os impactos que a ação do ser humanos causa ao meio ambiente. O Past Perfect ou Past Perfect Simple (Passado Perfeito ou Passado Perfeito Simples) é um tempo verbal usado para expressar ações passadas que aconteceram antes de outra ação que também ocorrera no passado. Nesse tempo verbal é comum as frases serem formadas por alguns advérbios. Os mais utilizados são: • when (quando) • just (acabado de; há pouco) • already (já) • by the time (no momento) • ever (já; alguma vez) • never (nunca) • before (antes) • after (depois) Exemplos: ✓ Formação para frases afirmativas (affirmative form): Sujeito + had (‘d) + verbo principal no past participle + complemento. Exemplo: You had (‘d) changed your clothes before the end of the party. (Você tinha mudado suas roupas antes do final da festa.) ✓ Formação para frases negativas (negative form): Sujeito + had not (hadn’t) + verbo principal no past participle + complemento. Exemplo: You had not (hadn’t) changed your clothes before the end of the party. (Você não tinha mudado suas roupas antes do final da festa.) ✓ Formação para frases afirmativas (affirmative form): Had + sujeito + verbo principal no past participle + complemento + ?. Exemplo: Had you changed your clothes before the end of the party? (Você tinha mudado suas roupas antes do fim da festa?) Past Perfect Simple x Past Perfect Continuous No Past Perfect Tense há duas formas de expressar ações passadas. Vejamos abaixo cada uma delas: ✓ Past Perfect Simple: É usado para indicar ações no passado que ocorreram antes de outra ação no passado. Exemplos:
  44. 44. 44 • AFFIRMATIVE FORM: I had finished the job when my boss arrived. (Eu tinha terminado o trabalho quando meu chefe chegou.) • NEGATIVE FORM: I had not finished the job when my boss arrived. (Eu não tinha terminado o trabalho quando meu chefe chegou.) • INTERROGATIVE FORM: Had I finished the job when my boss arrived? (Eu tinha terminado o trabalho quando meu chefe chegou?) Past Perfect Continuous O Past Perfect Continuous é usado para indicar a continuidade de ações no passado que ocorreram antes de outra ação no passado. Quanto à sua estrutura, o Past Perfect Continuous é formado por: had + been + verbo principal empregado com o sufixo -ing. Exemplos: • AFFIRMATIVE FORM: I had been waiting for two hours when she arrived. (Eu tinha estado esperando por duas horas quando ela chegou.) • NEGATIVE FORM: I had not been waiting for two hours when she arrived. (Eu não tinha estado esperando por duas horas quando ela chegou.) • INTERROGATIVE FORM: Had I been waiting for two hours when she arrived? (Eu tinha estado esperando por duas horas quando ela chegou?) (Fundatec/2015) Texto para a questão 1. Press me! The button that lies to you The tube pulls in to a busy station along the London Underground’s Central Line. It is early evening on a Thursday. A gaggle of commuters assembles inside and outside the train, waiting for the doors to open. A moment of impatience grips one man who is nearest to them. He pushes the square, green-rimmed button which says “open”. A second later, the doors satisfyingly part. The crowds mingle, jostling on and off the train, and their journeys continue. Yet whether or not the traveller knew it, his finger had no effect on the mechanism. Some would call this a “placebo button”– a button which, objectively speaking, provides no control over a system, but which to the user at least is psychologically fulfilling to push. It turns out that there are plentiful examples of buttons which do nothing and indeed other technologies which are purposefully designed to deceive us. But here’s the really surprising thing. Many increasingly argue that we actually benefit from the illusion that we are in control of something – even when, from the observer’s point of view, we’re not. In 2013, BBC News Magazine discovered that pedestrian crossings all over the UK were the wellspring of placebo buttons. A crossing in central London had programmed intervals for red and green lights, for example. Pushing the button would only impact the length of these intervals between midnight and 7am. ___ several other cities during busy periods, the crossings were programmed to alternate their signals at a specific rate. The buttons did nothing, but a “wait” light would still come on when they were pressed and, yes, people still pressed them presumably believing that their actions were having an effect. Certain psychologists would argue that the buttons were indeed having an effect – just not ___ the traffic lights themselves. Instead the effect is in the commuter’s minds. To understand this you have to go back to the early 1970s. At that time, psychologist Ellen Langer, now a professor ____ Harvard, was a Yale graduate student. During a five-card draw game of poker she dealt one set of cards in a haphazard order. “Everybody,” she says, “got crazy. The cards somehow belonged to the other person even though you couldn’t see any of them.” Langer decided to find out more about the way people regulated the playing of such games. She went to a casino where, at the slot machines, she found gamblers with elaborate ways
  45. 45. 45 of pulling the lever. At another time a “highly rational” fellow student tried to explain to her why tossing a pair of dice could be done in a certain way to affect the numbers which came up. “People believed that all of these behaviours were going to increase the probability of their winning,” she comments. In 1975, she wrote a paper where she described the significance of these beliefs and coined a term for the effect that they had on people: the “illusion of control”. However, instead of framing this as an irrational delusion, Langer described the effect as a positive thing. “Feeling you have control over your world is a desirable state,” she explains. When it comes to those deceptive traffic light buttons, Langer says there could be a whole host of reasons why the placebo effect might be counted as a good thing. “Doing something is better than doing nothing, so people believe,” she says. “And when you go to press the button your attention is on the activity at hand. If I’m just standing at the corner, I may not even see the light change, or I might only catch the last part of the change, in which case I could put myself in danger.” Also, if pedestrians wait together at the crossing and a few press the button impatiently, that creates a sense of togetherness with strangers which might otherwise be absent. All of these things may be taken as positive impacts on our mental state, and even socially reinforcing. It’s something to think about next time you cross the street. Disponível em: Adapted from http://www.bbc.com/future/story/20150415-the-buttons-that-do-nothing. Acessado em 11 de junho de 2022. ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1- In the sentence “A crossing in central London had programmed intervals for red and green lights”, the underlined verbal locution is in the ________________. If we put it in the present perfect continuous, it would be written as ______________. Mark the alternative that correctly and respectively fill in the blanks above. a) past perfect - had been programming b) past perfect - has been programming c) present perfect - have been programmed d) present perfect - have being programmed e) simple past - has programming 2. Qual das frases abaixo não está no Past Perfect Simple: a) Had you been waiting long before the airplane arrived? b) You had not studied English before you moved to Brazil. c) We had had that car for fifteen years before it broke down.
  46. 46. 46 d) Before I came here, I had spoken to Jonh. e) He had written a letter to Carlos. 3. Transforme a frase abaixo no Past Perfect Simple nas formas negativa e interrogativa: I had watched a good film this weekend. Negative: Interrogative: 4- (UPF 2015) King County Kicks Off Bag Recycling Campaign With ‘Bus Full Of Bags In the sentence ‘The best way to recycle plastic bags is to stuff them all in a single bag, tie it up and bring them back to this store’, the expressions ‘them – it – them’ refer, respectively, to: (A) plastic bags / a single bag / plastic bags. (B) the best way / a single bag / plastic bags. (C) a single bag / plastic bags / a single bag. (D) this store / a single bag / plastic bags. (E) plastic bags / this store / plastic bags.
  47. 47. 47 CLASS 02 - ENGLISH MOMENTO ENEM 1- (Enem 2015) Na tira da série For better or for worse, a comunicação entre as personagens fica comprometida em um determinado momento porque: (A) as duas amigas divergem de opinião sobre futebol. (B) uma das amigas desconsidera as preferências da outra. (C) uma das amigas ignora que o outono é temporada de futebol. (D) uma das amigas desconhece a razão pela qual a outra a maltrata. (E) as duas amigas atribuem sentidos diferentes a palavra season. 2- (Enem 2015) Why am I compelled to write? Because the writing saves me from this complacency I fear. Because I have no choice. Because I must keep the spirit of my revolt and myself alive. Because the world I create in the writing compensates for what the real world does not give me. By writing I put order in the world, give it a handle so I can grasp it. ANZALDÚA, G. E. Speaking in tongues: a letter to third world women writers. In: HERNANDEZ. J. B. (Ed.). Women writing resistance: essays on Latin America and the Caribbean. Boston: South End, 2003. Gloria Evangelina Anzaldúa, falecida em 2004, foi uma escritora americana de origem mexicana que escreveu sobre questões culturais e raciais. Na citação, o intuito da autora é evidenciar as
  48. 48. 48 (A) razões pelas quais ela escreve. (B) compensações advindas da escrita. (C) possibilidades de mudar o mundo real. (D) maneiras de ela lidar com seus medos. (E) escolhas que ela faz para ordenar o mundo. CLASS 03 – ENGLISH ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1- (Imed 2015) Mark Twain (1835-1910), 1____ real name was Samuel Langhorne Clemens, was the first writer of importance born west of the Mississipi River. His novels, short stories, essays, and lectures vividly portray the life of the American era in which he lived. Probably the most striking element of his writings is its 2down-to-earth, honest humor. (Lado, R. (1973). English Series, vol. 6. Regents Publishers, New York, p.268) O pronome relativo que preenche corretamente a lacuna na referência 1 é: (A) that. (B) which. (C) whose. (D) what. (E) whom. 2- (Unesp 2018) Leia o texto para responder às questões 05 e 06: When does the brain work best? The peak times and ages for learning
  49. 49. 49 What’s your ideal time of the day for brain performance? Surprisingly, the answer to this isn’t as simple as being a morning or a night person. New research has shown that certain times of the day are best for completing specific tasks and listening to your body’s natural clock may help you to accomplish more in 24 hours. Science suggests that the best time for our natural peak productivity is late morning. Our body temperatures start to rise just before we wake up in the morning and continue to increase through midday, Steve Kay, a professor of molecular and computational biology at the University of Southern California told The Wall Street Journal. This gradual increase in body temperature means that our working memory, alertness, and concentration also gradually improve, peaking at about mid-morning. Our alertness tends to dip after this point, but one study suggested that midday fatigue may actually boost our creative abilities. For a 2011 study, 428 students were asked to solve a series of two types of problems, requiring either analytical or novel thinking. Results showed that their performance on the second type was best at non- peak times of day when they were tired. As for the age where our brains are at peak condition, science has long held that fluid intelligence, or the ability to think quickly and recall information, peaks at around age 20. However, a 2015 study revealed that peak brain age is far more complicated than previously believed and concluded that there are about 30 subsets of intelligence, all of which peak at different ages for different people. For example, the study found that raw speed in processing information appears to peak around age 18 or 19, then immediately starts to decline, but short-term memory continues to improve until around age 25, and then begins to drop around age 35, Medical Xpress reported. The ability to evaluate other people’s emotional states peaked much later, in the 40s or 50s. In addition, the study suggested that out our vocabulary may peak as late as our 60s’s or 70’s. Still, while working according to your body’s natural clock may sound helpful, it’s important to remember that these times may differ from person to person. On average, people can be divided into two distinct groups: morning people tend to wake up and go to sleep earlier and to be most productive early in the day. Evening people tend to wake up later, start more slowly and peak in the evening. If being a morning or evening person has been working for you the majority of your life, it may be best to not fix what’s not broken. (Dana Dovey. www.medicaldaily.com, 08.08.2016. Adaptado.) No trecho do quarto parágrafo “while working according to your body’s natural clock”, o termo em destaque tem sentido, em português, de (A) quando (B) durante. (C) sobretudo. (D) mesmo que. (E) devido a. CLASS 04 – ENGLISH Os Modal Verbs (verbos modais) em inglês são verbos auxiliares utilizados para complementar ou mudar o sentido dos verbos principais nas frases. Por esse motivo também são chamados de modal auxiliaries (auxiliares modais).
  50. 50. 50 Eles são muito utilizados pelos falantes da língua inglesa e, portanto, são essenciais para os aprendizes desse idioma. Atenção! (Pay Attention!) – Como você pôde observar no quadro acima, can, may e could podem ser usados em situações parecidas, para indicar permissão ou pedido. No entanto, é importante referir que: Disponível em: https://br.pinterest.com/karolinebyakuya2/aula-de-ingl%C3%AAs/. Acessado em 10 de junho de 2022. Exemplos: • Can I ask a question? (Eu posso fazer uma pergunta?) • May I ask a question? (Eu posso fazer uma pergunta?) • Could I ask a question? (Eu poderia fazer uma pergunta?) Outro caso semelhante é o de ought to e should. Ambos podem ser usados para expressar conselho. No entanto: Disponível em: https://br.pinterest.com/karolinebyakuya2/aula-de-ingl%C3%AAs/. Acessado em 10 de junho de 2022. Exemplos: • You should tell it to your mother. (Você deveria contar isso para sua mãe.) • You ought to tell it to your boss. (Você deveria contar isso para o seu chefe.) Os verbos modais diferem dos outros verbos em diversos pontos. Vejamos abaixo as principais características dos modal verbs:
  51. 51. 51 São utilizados sem o to!! – Diferentemente da maioria dos verbos que, em sua forma original, são escritos com o to (exemplos: to go, to dance, to study), os verbos modais são sempre utilizados sem o “to”. Não existe infinitivo para os verbos modais, nem particípio, nem gerúndio. Exemplos: • He may arrive tomorrow. (Ele deve chegar amanhã.) • She would like to travel. (Ela gostaria de viajar.) Exceção!! – O verbo modal "ought to" é o único que é acompanhado pelo "to". No entanto, o "to" vem depois do verbo. Na forma interrogativa, o "to" é colocado após o sujeito: ought + sujeito + to + verbo principal + complemento.Já nas frases negativas, o "not" é colocado entre o verbo e o "to": "ought not to". No entanto, não é muito comum fazer perguntas com o "ought to", visto que ele é muito formal. Nesse caso, utiliza-se mais o "should". Exemplos: • Ought she to go? (Ela deveria ir?) - menos comum • Should she go? (Ela deveria ir?) - mais comum Não são flexionados!! – Apesar de alguns verbos modais indicarem o tempo em que uma ação ocorre (como, por exemplo, will - que indica futuro - e could - que pode indicar passado), os verbos modais não são flexionados. A mesma forma verbal é utilizada para todas as pessoas (I, you, he, she, it, we, you e they). Exemplos: • She can dance. (Ela pode/consegue dançar). • They can dance. (Eles podem/conseguem dançar) ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM 1- (FIEB-SP/2016) In the fragment from the second paragraph – These connections may allow access to the Internet, for example to show computers in a store…”, the word in bold indicates a) need. b) advisability. c) request. d) possibility. e) permission. 2- (Unesp/2017)
  52. 52. 52 “One never builds something finished”: the brilliance of architect Paulo Mendes da Rocha Oliver Wainwright February 4, 2017 “All space is public,” says Paulo Mendes da Rocha. “The only private space that you can imagine is in the human mind.” It is an optimistic statement from the 88-year-old Brazilian architect, given he is a resident of São Paulo, a city where the triumph of the private realm over the public could not be more stark. The sprawling megalopolis is a place of such marked inequality that its superrich hop between their rooftop helipads because they are too scared of street crime to come down from the clouds. But for Mendes da Rocha, who received the 2017 gold medal from the Royal Institute of British Architects this week – an accolade previously bestowed on such luminaries as Le Corbusier and Frank Lloyd Wright – the ground is everything. He has spent his 60-year career lifting his massive concrete buildings up, in gravity-defying balancing acts, or else burying them below ground in an attempt to liberate the Earth’s surface as a continuous democratic public realm. “The city has to be for everybody,” he says, “not just for the very few.” (www.theguardian.com. Adaptado.) No trecho do segundo parágrafo “The city has to be for everybody”, a expressão em destaque pode ser substituída, sem alteração de sentido, por a) must b) could c) may d) used to e) going to 3- Qual a tradução correta da frase abaixo? “When I was in hospital, I couldn't get out of bed.” a) Quando eu estava no hospital, eu não saí da cama. b) Quando eu estava no hospital, eu não devia sair da cama. c) Quando eu estava no hospital, eu não conseguia sair da cama. d) Quando eu estava no hospital, eu não queria sair da cama. e) Quando eu estava no hospital, eu não gostaria sair da cama. CLASS 05 – ENGLISH ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM
  53. 53. 53 1- (UEG 2019) Global warming is intensifying El Niño weather As humans put more and more heat-trapping gases into the atmosphere, the Earth warms. And the warming is causing changes that might surprise us. Not only is the warming causing long-term trends in heat, sea level rise, ice loss, etc.; it’s also making our weather more variable. It’s making otherwise natural cycles of weather more powerful. Perhaps the most important natural fluctuation in the Earth’s climate is the El Niño process. El Niño refers to a short-term period of warm ocean surface temperatures in the tropical Pacific, basically stretching from South America towards Australia. When an El Niño happens, that region is warmer than usual. If the counterpart La Niña occurs, the region is colder than usual. Often times, neither an El Niño or La Niña is present and the waters are a normal temperature. This would be called a “neutral” state. The ocean waters switch back and forth between El Niño and La Niña every few years. Not regularly, like a pendulum, but there is a pattern of oscillation. And regardless of which part of the cycle we are in (El Niño or La Niña), there are consequences for weather around the world. For instance, during an El Niño, we typically see cooler and wetter weather in the southern United States while it is hotter and drier in South America and Australia. It’s really important to be able to predict El Niño/La Niña cycles in advance. It’s also important to be able to understand how these cycles will change in a warming planet. El Niño cycles have been known for a long time. Their influence around the world has also been known for almost 100 years. Having observed the effects of El Niño for a century, scientists had the perspective to understand something might be changing. The relationship between regional climate and the El Niño/La Niña status in climate model simulations of the past and future. It was found an intensification of El Niño/La Niña impacts in a warmer climate, especially for land regions in North America and Australia. Changes between El Niño/La Niña in other areas, like South America, were less clear. The intensification of weather was more prevalent over land regions. And this conclusion can be extended to many other situations around the planet. Human pollution is making our Earth’s natural weather switch more strongly from one extreme to another. It’s a weather whiplash that will continue to get worse as we add pollution to the atmosphere. Fortunately, every other country on the planet (with the exception of the US leadership) understands that climate change is an important issue and those countries are taking action. It isn’t too late to change our trajectory toward a better future for all of us. But the time is running out. The Earth is giving us a little nudge by showing us, via today’s intense weather, what tomorrow will be like if we don’t take action quickly. Disponível em: <https://www.theguardian.com/environment/climate-consensus-97-per-cent/2018/aug/29/global- warming-is-intensifying-el-nino-weather>. Acessado em: 19 set. 2018. (Adaptado). Analisando-se aspectos linguísticos da língua inglesa, presentes no texto, constata-se que: a) o termo “Perhaps”, em Perhaps the most important natural fluctuation, pode ser substituído por “Maybe” sem alterar o sentido. b) o termo “might”, em something might be changing, pode ser substituído pelo vocábulo “should” sem alteração do sentido. c) o vocábulo “If” na sentença if we don’t take action quickly, pode ser substituído por “Besides that” sem alteração de sentido.
  54. 54. 54 d) o termo “can” em this conclusion can be extended, é um verbo modal e pode ser substituído por “must” sem alterar o sentido. e) o vocábulo “also”, em It’s also important to be able to, pode ser substituído pelo termo “still” sem causar alteração de sentido. 2- (IFBA 2016) About the Text, it is correct to say: a) “Dress” is a noun. b) “Might” expresses possibility. c) Garfield liked the woman’s idea. d) Jon has never tried the woman’s idea before. e) “Experience” is formed by a prefix and a suffix. • ANEXO 01 - LIST OF IRREGULAR VERBS
  55. 55. 55 BASE FORM PAST SIMPLE PAST PARTICIPLE TRANSLATION to be was, were been estar; ser to beat beat beaten bater; derrotar, vencer to become became become tornar-se to begin began begun começar to bet bet bet apostar to blow blew blown soprar to break broke broken quebrar to bring brought brought trazer to build built built construir to buy bought bought comprar to catch caught caught capturar, pegar to choose chose chosen escolher to come came come vir to cut cut cut cortar to deal dealt dealt lidar; negociar, tratar to do did done fazer to draw drew drawn atrair, desenhar to dream dreamed/dreamt dreamed/dreamt sonhar to drink drank drunk beber to drive drove driven dirigir to eat ate eaten comer to fall fell fallen cair to feel felt felt sentir to fight fought fought brigar; lutar to find found found encontrar to fit fit fit ajustar; caber, servir to flee fled fled escapar, fugir; evitar to forget forgot forgotten esquecer to get got got/gotten adquirir; obter to give gave given dar to go went gone ir to grow grew grown crescer; cultivar to have had had ter to hear heard heard ouvir to hide hid hidden esconder, ocultar to hold held held abraçar; segurar to keep kept kept manter to know knew known conhecer; saber to lay laid laid colocar, pôr; deitar to lead led led comandar, conduzir to learn learned/learnt learned/learnt aprender to leave left left deixar; partir; sair to let let let deixar, permitir to lose lost lost perder to make made made fazer
  56. 56. 56 to mean meant meant significar to meet met met conhecer; encontrar to misunderstand misunderstood misunderstood interpretar mal to overcome overcame overcome superar to pay paid paid pagar to put put put colocar, pôr to read read read ler to rise rose risen erguer, levantar to run ran run correr to say said said dizer to see saw seen ver to seek sought sought buscar; objetivar to send sent sent enviar to set set set ajustar, marcar to shake shook shaken sacudir to shine shone shone brilhar, reluzir to show showed showed/shown apresentar, mostrar to sing sang sung cantar to sit sat sat sentar to sleep slept slept dormir to speak spoke spoken falar to spend spent spent gastar; passar (tempo) to spread spread spread espalhar to stand stood stood ficar em pé; suportar to steal stole stolen roubar to strive strove striven esforçar-se, lutar to swim swam swum nadar to take took taken pegar to teach taught taught ensinar to tell told told contar, relatar to think thought thought achar, pensar to throw threw thrown arremessar, jogar to understand understood understood entender to wear wore worn vestir
  57. 57. 57 LÍNGUA PORTUGUESA IMERSÃO CURRICULAR 3º BIMESTRE-3ª SÉRIE MÓDULO Compreensão do funcionamento das linguagens e de suas práticas culturais (artísticas, corporais e/ou linguísticas). TEMA INTEGRADOR (EM13LGG104) Utilização funcional na produção das práticas de linguagem. COMPONENTE Língua Portuguesa COMPETÊNCIA ESPECÍFICA (LGG) 1. Compreender o funcionamento das diferentes linguagens e práticas culturais (artísticas, corporais e verbais) e mobilizar esses conhecimentos na recepção e produção de discursos, nos diferentes campos de atuação social e nas diversas mídias, para ampliar as formas de participação social, o entendimento e as possibilidades de explicação e interpretação crítica da realidade e para continuar aprendendo. HABILIDADE ESPECÍFICA (LGG) (EM13LGG104) Utilizar as diferentes linguagens, levando em conta seus funcionamentos, para a compreensão e produção de textos e discursos em diversos campos de atuação social. HABILIDADE ESPECÍFICA (COMPONENTE) OBJETIVO DE APRENDIZAGEM (GO-EMLP13A)Comparar informações sobre concepções artísticas e processos de construção do texto literário (metrificação, rimas, ritmo, figuras de linguagem), analisando o modo como a literatura e as artes se constituem, dialogam e se retroalimentam para ampliar o repertório sociocultural e as possibilidades de construção de sentido. CAMPOS DE ATUAÇÃO Vida pessoal, práticas de estudo e pesquisa, jornalístico-midiático. Leitura, escuta, produção de textos (orais, escritos, multissemióticos) e análise linguística/semiótica OBJETO DE CONHECIMENTO/CONTEÚDOS (EM13LP13) Analisar, a partir de referências contextuais, estéticas e culturais, efeitos de sentido decorrentes de escolhas de elementos sonoros (volume, timbre, intensidade, pausas, ritmo, efeitos sonoros, sincronização etc.) e de suas relações com o verbal, levando-os em conta na produção de áudios, para ampliar as possibilidades de construção de sentidos e de apreciação. Língua Portuguesa: Elemento da linguagem visual na Arte (a gravura, o quadro, a escultura enquanto texto). Figuras de linguagem. Recursos linguísticos. Recursos imagéticos. Recursos sonoros. Estética e estilística na literatura e nos elementos da linguagem teatral. Gêneros digitais. Gêneros cinematográficos. Arte digital. Significados/sentidos no discurso das mídias sobre os gêneros digitais.
  58. 58. 58 DESCRITORES RECURSOS MATERIAIS Quadro, giz/pincel atômico, apagador, acesso à internet, cópias de textos, Imersão Curricular PROCEDIMENTOS ATENÇÃO Este módulo tem a intenção de promover reflexão a respeito de como desenvolver atividades contextualizadas para dialogar sobre protagonismo e autoria, por meio de oralidades performáticas e do estudo dos Gêneros Textuaias poesia e poema, comparando informações sobre concepções artísticas e processos de construção do texto literário (metrificação, rimas, ritmo, figuras de linguagem), preparando você estudante para a produção de slam, analisando o modo como a literatura e as artes se constituem, dialogam e se retroalimentam para ampliar o repertório sociocultural e as possibilidades de construção de sentido por meio da utilização funcional na produção das práticas de linguagem. POETA – CONCEITO A primeira acepção que o Dicionário Houaiss traz para a palavra poeta é “escritor que compõe poesia”. Poderia também ter afirmado que poeta é aquele que escreve poemas, que faz versos. Poesia a poesia não é apenas um estilo literário. Ela também está presente em paisagens, objetos, fotografias e músicas, pois significa “produção artística”. Ou seja, poesia é tudo o que utiliza recursos especiais para expressar significados. Esses recursos podem ser sentimentos, ritmos, rimas, aliteração e D3. Inferir o sentido de uma palavra ou expressão. D4. Inferir uma informação implícita em um texto. D18. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de uma determinada palavra ou expressão. D19. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da exploração de recursos ortográficos e/ou morfossintáticos. D16. Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados.
  59. 59. 59 metáforas, cores, sons. Ademais, a palavra poesia é derivada do grego poiesis, que significa “atividade de produção artística” ou “criar” e “fazer”. Portanto, a voltamos a ressaltar que a poesia não está só no poema, mas se manifesta de diversas formas. Só para ilustrar, podemos citar paisagens e objetos. Dessa forma, estende- se para além da escrita. Poesia em objetos: Disponível em: Os 10 melhores poemas de Manoel de Barros https://www.revistabula.com/2680-os-10-melhores-poemas-de-manoel-de-barros/ Acesso em 10 de junho de 2022.
  60. 60. 60 Poesia em publicidade: Nescafé Disponível em: https://descomplica.com.br/artigo/5-marcas-e-logotipos- que-voce-conhece-e-vao-te-ajudar-a-entender-poesia-concreta/4ql/ Acessado em 10 de junho de 2022.
  61. 61. 61 Poesia em paisagem Poema: Paisagem Por Trycia Mello Disponível em: https://aempreendedora.com.br/paisagem/ Acesso em: 10 de junho de 2022. Poema Já os poemas podem ser identificados com maior facilidade, porque seguem um formato muito característicos. Afinal, poemas são feitos com palavras em formato de verso, normalmente apresentados em rimas. Ou seja, o poema é um tipo de texto que constitui o gênero “poesia”. Dessa forma, a poesia é um tipo textual que faz parte do gênero textual lírico e, dessa forma, apresenta características como métrica, rimas, versos, estrofes, entre outros aspectos. Aliás, não só ao texto pertence a poesia, porque ela também é usada para produzir música e peças teatrais. Poema é o produto da poesia, é, acima de tudo, a parte material, concreta dessa arte. Em suma, o poema é uma obra de poesia que utiliza a escrita e as palavras como matéria-prima. Regrinhas básicas, portanto, devem ser seguidas na construção de um poema. A métrica, o ritmo, a rima (ou não), e os versos devem estar na estrutura do poema, porque, caso contrário, não se caracteriza como gênero textual lírico. Ademais, várias figuras de linguagem são empregadas na criação de um poema para compor os sentidos.
  62. 62. 62 Leia o poema a seguir: Poesia [Alguma poesia] Carlos Drummond de Andrade Gastei uma hora pensando um verso que a pena não quer escrever. No entanto ele está cá dentro inquieto, vivo. Ele está cá dentro e não quer sair. Mas a poesia desse momento inunda minha vida inteira. Poesia, Carlos Drummond de Andrade Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/aulusmm/files/2017/09/POESIA.pdf Acesso em 10 de junho de 2022. Exemplificando: O título desse texto e o verso “Mas a poesia deste momento” possibilitam fazer um questionamento: qual a diferença entre poesia e poema? Quando se denomina a forma do texto (versos agrupados em estrofes), não há grande diferença. Tanto se pode dizer “Li os poemas de Drummond” como “Li as poesias de Drummond”. Nos dicionários, poema diz respeito à obra escrita em versos e poesia, à arte de escrever versos. Os dois conceitos remetem ao aspecto formal da produção. Esse poema assumiu a temática dos dramas individuais e sociais, apresentando a angústia de estar no mundo e a sensação de estranhamento provocada por esta descoberta. Na estrutura, os poetas do período mantiveram o verso livre, a oralidade e linguagem cinematográfica da fase anterior, mas resgataram formas tradicionais, desprezadas pelos primeiros modernistas. O fazer poético é apresentado como a luta para dar forma à poesia que está dentro do eu lírico (“ele está cá dentro / inquieto vivo. / Ele está cá dentro / e não quer sair”). Esse esforço para dar forma ao que está vivo dentro do poeta exige um trabalho racional que não se mostra eficiente. O trabalho intelectual do poeta não é suficiente para garantir a tradução do sentimento poético que o invade, já que o verso simplesmente não “sai”. Nesse sentido, poderíamos dizer que o poeta não tem controle sobre o fazer poético. Nesse poema, temos uma linguagem mais simples, com frases mais compreensíveis, versos brancos e livres, o que nos leva a identificar uma estrutura linguística muito próxima da que utilizamos hoje e nos permite associar o momento de produção do texto com uma estética que valoriza a expressão acima de qualquer rigor formal. Figuras de linguagem nos mesmos Vamos relembrar algumas figuras de linguagens. Refletir sobre esses recursos são importantes porque, geralmente, são utilizados na escrita de muitos poetas. Metáforas, metonímias, eufemismo, hipérbole, antítese, onomatopeia e muitas outras estão presentes nas obras dos artistas.
  63. 63. 63 Figuras de linguagem, Por Daniele Fernanda Feliz Moreira. Disponível em: https://www.infoescola.com/portugues/figuras-de-linguagem/ Acesso em 10 de junho de 2022.
  64. 64. 64 SAIBA MAIS Poesia – Carlos Drummond de Andrade. Disponível em: http://www.jornaldeposia.jor.br/drumm1.html#poesia Acesso em: 11 jun. 2022. Motivo – Cecília Meireles. Disponível em: http://www.jornaldepoesia.jor.br/ceciliameireles01.html#motivo2 Acesso em em: 11 jun. 2022. Os poemas – Mário Quintana.Disponível em: http://www.jornaldepoesia.jor.br/quinta.html#ospoemas Acesso em: 11 jun. 2022. O último poema – Manuel Bandeira.Disponível em: http://www.jornaldepoesia.jor.br/manuelbandeira04.html#ultimo Acesso em: 11 jun. 2022. Traduzir-se – Ferreira Gullar.Disponível em: http://www.jornaldepoesia.jor.br/ferreiragullar.html#traduzir Acesso em: 11 jun. 2022. ATIVIDADE INTEGRADORA Pode ser realizada a atividade integradora, considerando uma das sugestões: a) Entre componentes da mesma área do conhecimento: pesquisa orientada acerca do protagonismo e autoria por meio de oralidades performáticas e do estudo do Gênero poesia e poema, comparando informações sobre concepções artísticas e processos de construção do texto literário; b) Entre componentes de áreas distintas do conhecimento: pesquisa orientada sobre investigação acústica da escola e fazer mapeamento da paisagem sonora presente na escola.
  65. 65. 65 ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM Leia o Texto a Seguir: Os poemas Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam voo como de um alçapão. Eles não têm pouso nem porto alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhoso espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti... (Fonte: QUINTANA, Mário. Esconderijos do tempo. Porto Alegre: L&PM,1980.) 1.Após a leitura do texto, destaque qual o tema tratado no poema. Ao chegarem à resposta (o poema trata sobre poemas), aproveite para relembrar o que é metalinguagem (conceito de metalinguagem a seguir). Quando um texto é utilizado para explicar o próprio texto dizemos que predomina a função metalinguística. Metalinguagem é a propriedade que tem a língua de voltar-se para si mesma, é a forma de expressão dos dicionários e das gramáticas. Uma música cujo tema seja o próprio fazer musical terá empregado esse recurso. Assim, podemos dizer que o poema lido apresenta metalinguagem. Disponível em:: http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u1745.shtml Acesso em 11 de junho de 2022.
  66. 66. 66 Leia o Texto a seguir: Metáfora (Gilberto Gil) Uma lata existe para conter algo Mas quando o poeta diz: "Lata" Pode estar querendo dizer o incontível Uma meta existe para ser um alvo Mas quando o poeta diz: "Meta" Pode estar querendo dizer o inatingível Por isso, não se meta a exigir do poeta Que determine o conteúdo em sua lata Na lata do poeta tudonada cabe Pois ao poeta cabe fazer Com que na lata venha caber O incabível Deixe a meta do poeta, não discuta Deixe a sua meta fora da disputa Meta dentro e fora, lata absoluta Deixe-a simplesmente metáfora 1. A letra da música Metáfora, do compositor baiano Gilberto Gil, apresenta um jogo de linguagem com o vocábulo ‘lata’ que faz predominar a linguagem conotativa. Trata-se de um recurso próprio da linguagem poética, desconstruir ideias já cristalizadas em detrimento de outros efeitos de sentido. Comente sobre o efeito de sentido que o artista imprime de modo predominante na construção da letra. Resposta: 2. Nos versos da letra há uma passagem que afirma: Na lata do poeta tudo nada cabe / Pois ao poeta cabe fazer / Com que na lata venha caber / O incabível. Considerando que o título da letra da música refere-se a um tipo de figura de linguagem, o que seria ‘o incabível’ nesse contexto? Resposta:
  67. 67. 67 Leia o texto a seguir. A PESCA Affonso Romano de Sant`Anna O anil o anzol o azul o silêncio o tempo o peixe a agulha vertical mergulha a água a linha a espuma o tempo o peixe o silêncio a garganta a ancora o peixe a boca o arranco o rasgão aberta a água aberta a chaga aberto o anzol aquelíneo ágil-claro estabanado o peixe a arcia
  68. 68. 68 o sol. A PESCA, Affonso Romano de Sant`AnnaDisponível em: https://sites.google.com/site/factosdavidareal/literatura/affonso-romano-de-santanna/a-pesca Acesso em 11 de junho de 2022. 1.. Com base no texto “A Pesca”, preencha o quadro a seguir. AUTOR ASSUNTO NÚMERO DE ESTROFES NÚMERO DE RIMAS 2. Qual o tema retratado no poema? Resposta: 3. Podemos afirmar que o poema retrata uma sequência de acontecimentos ou uma cena estática? Justifique. Resposta 4. Cada estrofe ou conjunto de estrofes representa um momento da pescaria. Identifique-o. Resposta: 5. Âncora é uma peça de ferro ligada a uma corrente que permite fixar uma embarcação. a) No poema, ela representa metaforicamente que objeto? Em que tipo de semelhança se apoia essa metáfora? Resposta b) Que ampliação de sentido a metáfora confere a esse objeto no poema? Resposta SLAM - CONCEITO Nessa sequência, iremos trabalhar O Slam na sala de aula. Ela está organizada com o objetivo de abordar o movimento sociocultural denominado Slam, sua estrutura de batalha de poesia, além de alguns temas abordados nos poemas. Vocês lerão um poema transcrito, assistirão à performance da slammer autora do poema, participarão de uma oficina de criação de poemas e, ao final dessa TÍTULO
  69. 69. 69 sequência, organizarão uma edição de Slam na sala de aula. Vamos começar! Observe as imagens a seguir! Você está olhando uma prática cultural recente, o Slam. Você já ouviu falar dele? SLAM VOZ DE LEVANTE, Tatiana Lohmmann, Roberta Estrela D’ Avila. Disponível em: https://www.adorocinema.com/filmes/filme-258674/ Acesso em 11 de junho de 2022. SINOPSE Livre Documentário sobre uma atividade cada vez mais comum no país nos últimos anos: as Poetry Slams. Essas batalhas de poesia performáticas atraem ouvintes de diferentes realidades sociais e vivências. A produção ainda viaja para os Estados Unidos, local onde o Slam nasceu e depois se expandiu rapidamente para o mundo todo. O Que é o Slam? Na arte da cultura urbana, o gênero slam é destaque entre as juventudes de diferentes países. Há, inclusive, campeonatos mundiais disputados por jovens para escolher o melhor poema. Sim! O slam é uma forma de fazer e falar poesia! Slam é uma batalha de poesia em que o participante, chamado de slammer, declama seus poemas, repletos de
  70. 70. 70 versos e rimas e expressa sua autoria e seu ponto de vista, principalmente relacionados a temas sociais, revelando os valores identitários e sociais de sua origem, comunidade local e regional e de seu país. A palavra slam é um verbo da língua inglesa que significa “fechar com força e barulho; bater forte”. Há alguns termos que são próprios da linguagem do slam, como: o slammaster- mestre de cerimônia que conduz a competição; o slammer- poeta competidor; o correr- nome dado ao ato de declamar poemas para o público; o Pow- grito da plateia para celebrar a nota máxima, 10; o Credo- grito da plateia para as notas de 9,5 (nota mínima) a 9,9. Disponível em: https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-humanas/slam-e-voz-de-identidade-e-resistencia-dos-poetas- contemporaneos/ Acesso em 12 de junho de 2022. Vamos continuar aprendendo mais um pouco sobre o gênero slam! A poesia falada e apresentada para grandes plateias não é um fato novo, porém, a grande diferença é que hoje a poesia falada se apresenta para o povo e não para uma elite — estamos falando da poesia slam. Essa palavra surgiu em Chicago, em 1984, e hoje a poetry slam, como é chamada, é uma competição de poesia falada que traz questões da atualidade para debate. Slam é uma expressão inglesa cujo significado se assemelha ao som de uma “batida” de porta ou janela, “algo próximo do nosso ‘pá!’ em língua portuguesa”, explica Cynthia Agra de Brito Neves, em artigo

×