SlideShare une entreprise Scribd logo


Durante o segundo reinado, sob o governo de
D. Pedro II, o Brasil no ano de 1864 entrou
em conflito com o Paraguai, este, ocasionado
em guerra, durou até o ano de 1870.
No ano de 1867 o exército brasileiro, contava
com cerca de 60.000 soldados.
Introdução

Tropas do Exército paraguaio e brasileiro
levavam consigo um verdadeiro exército de
mulheres.
Esposas, prostitutas, companheiras, mães,
vivandeiras, andarilhas, enfermeiras que
acompanhavam as tropas, entre elas, mulheres
que combatiam e morriam esquecidas.
Mulheres de Guerra
Slide - As Mulheres na História

Jovita Alves, nascida em 08 de março de 1848 no
Ceará, aos 17 anos de Idade, cortou os cabelos,
disfarçou os seios com bandagem e colocou um
chapéu de vaqueiro e vestiu-se com roupas
masculinas para se alistar como voluntária do
Exército brasileiro na Guerra do Paraguai.
Jovita Alves Feitosa
Escondida da família e
vestida como um homem,
chegou a Teresina e foi aceita
como primeiro sargento no
Corpo dos Voluntários.
Não conseguiu disfarçar suas
feições femininas por muito
tempo. Mesmo assim, de
saiote e blusa militar, seguiu
viagem passando por vários
estados até desembarcar no
Rio de Janeiro, em 09 de
setembro de 1865.

Rosa Maria Paulina
Rosa Maria, nasceu em 18 de
setembro de 1802 em
Alagoas, ela não foi uma
combatente de guerra,
porém, foi uma matriarca, a
mãe de 7 filhos da tropa
brasileira, casada com
Manuel Mendes de Fonseca,
juntos constituíram a maior
linhagem militar do país.

Elisa Alicia, nascida em novembro de 1833 na
Irlanda, casou-se com o presidente do Paraguai, e
apoiou as estratégias de guerra, e insistia na posição
do Paraguai contra a tríplice aliança (Brasil,
Argentina e Uruguai), ela era uma figura forte contra
os inimigos.
Elisa Alicia Lynch
No Paraguai há um
sentimento popular
que Elisa foi uma
mulher bondosa e que
fazia ações de caridade
ajudando vítimas da
controversa Guerra do
Paraguai.

Maria Francisca a sertaneja nascida em Pajeú, cidade
de Pernambuco era casada com um dos voluntários
recrutados pelo Exército brasileiro.
Seguindo o marido ao ataque ao forte de Curuzu, à
beira do Rio Paraguai, assim como Jovina, cortou os
cabelos, vestiu a roupa do marido e participou do
forte e voltou viúva da batalha.
Maria Francisca da conceição
Durante a batalha Maria pega as armas do
primeiro soldado a tombar e segue com os
companheiros de luta, até que seu marido
cai morto. A pajeúzeira não fraqueja e
continua em combate, até ser ferida na luta
por um soldado paraguaio na batalha de
Curupaiti. Ao ser levada ao hospital de
sangue descobrem que o magro soldado
tão corajoso, era uma mulher. Maria
Francisca da Conceição, reconhecida pelos
companheiros de farda como uma heroína,
a Maria Curupaiti, morreu na miséria na
cidade do Rio de Janeiro como vários
outros heróis do povo brasileiro.

Alexandre Alves, Letícia Fagundes de oliveira, Conexões com a
História vol. 2.
Disponível em: http://www.diariopop.com.br/maria-curupaiti/
Data de acesso: 13/10/2017
Disponível em:
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-
urbana/2014/12/27/interna_vidaurbana,551335/a-historia-dos-
pernambucanos-na-guerra-do-paraguai.shtml
Data de acesso: 13/10/2017
Disponível em: https://cidadeverde.com/noticias/96492/jovita-
feitosa-venceu-o-preconceito-e-lutou-nas-forcas-armadas-
conheca
Data de acesso: 13/10/2017
Referências:
Universidade Estadual da
Paraíba(UEPB)
Centro de Educação (CEDUC)
Departamento de História
Programa Institucional de Bolsa de
Iniciação à Docência (PIBID/CAPES)
EEEMP Elpídio de Almeida
Série: 2º Turno: Tarde
Professor Supervisor: Eriberto Souto
Bolsista: Natalia Santos

Contenu connexe

Tendances

INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
Isabel Aguiar
 
9º ano Brasil República
9º ano Brasil República9º ano Brasil República
9º ano Brasil República
Expedito Martins
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 
Monarquias Nacionais
Monarquias NacionaisMonarquias Nacionais
Monarquias Nacionais
Aulas de História
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
Daniel Alves Bronstrup
 
ESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃOESCRAVIDÃO
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
Daniel Alves Bronstrup
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
A mulher na história
A mulher na históriaA mulher na história
A mulher na história
Tavinho Koneski Westphal
 
A conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américaA conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américa
Fernando Fagundes
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
Daniel Alves Bronstrup
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
Elaine Bogo Pavani
 
1° ano E.M. - Antigo Egito
1° ano E.M. -  Antigo Egito1° ano E.M. -  Antigo Egito
1° ano E.M. - Antigo Egito
Daniel Alves Bronstrup
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
Portal do Vestibulando
 
Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
Aulas de História
 
História da África e escravidão africana
História da África e escravidão africanaHistória da África e escravidão africana
História da África e escravidão africana
Paulo Alexandre
 

Tendances (20)

INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
 
9º ano Brasil República
9º ano Brasil República9º ano Brasil República
9º ano Brasil República
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 
Monarquias Nacionais
Monarquias NacionaisMonarquias Nacionais
Monarquias Nacionais
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
ESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃOESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃO
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
A mulher na história
A mulher na históriaA mulher na história
A mulher na história
 
A conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américaA conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américa
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
1° ano E.M. - Antigo Egito
1° ano E.M. -  Antigo Egito1° ano E.M. -  Antigo Egito
1° ano E.M. - Antigo Egito
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
 
História da África e escravidão africana
História da África e escravidão africanaHistória da África e escravidão africana
História da África e escravidão africana
 

Similaire à Slide - As Mulheres na História

Ana neri
Ana neriAna neri
Resenha ana nery
Resenha ana neryResenha ana nery
Resenha ana nery
Kleberson Queiroz
 
historia da enfermagem ana Nery Florence
historia da enfermagem ana Nery Florencehistoria da enfermagem ana Nery Florence
historia da enfermagem ana Nery Florence
LuanMiguelCosta
 
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
RoseGomes72
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
Fernando Dias
 
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
valeria908734
 
Pajilleras
PajillerasPajilleras

Similaire à Slide - As Mulheres na História (7)

Ana neri
Ana neriAna neri
Ana neri
 
Resenha ana nery
Resenha ana neryResenha ana nery
Resenha ana nery
 
historia da enfermagem ana Nery Florence
historia da enfermagem ana Nery Florencehistoria da enfermagem ana Nery Florence
historia da enfermagem ana Nery Florence
 
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
1IQpT4kOGRsHFe6ftPbyuIqxyKJYdSQZpvyjvXJY.pdf
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
 
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
2º Reinado - Política Externa: Guerra do Paraguai.pptx
 
Pajilleras
PajillerasPajilleras
Pajilleras
 

Plus de PIBID HISTÓRIA

O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar HistóriaO PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
PIBID HISTÓRIA
 
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
PIBID HISTÓRIA
 
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
PIBID HISTÓRIA
 
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
PIBID HISTÓRIA
 
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
PIBID HISTÓRIA
 
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
PIBID HISTÓRIA
 
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
PIBID HISTÓRIA
 
Plano de Aula - A Paz
Plano de Aula - A PazPlano de Aula - A Paz
Plano de Aula - A Paz
PIBID HISTÓRIA
 
Slide - Cidadania
Slide - Cidadania Slide - Cidadania
Slide - Cidadania
PIBID HISTÓRIA
 
Poesia de Cordel -Três letras-apenas
Poesia de Cordel -Três letras-apenasPoesia de Cordel -Três letras-apenas
Poesia de Cordel -Três letras-apenas
PIBID HISTÓRIA
 
Slide - Cristianismo x Islamismo
Slide - Cristianismo x IslamismoSlide - Cristianismo x Islamismo
Slide - Cristianismo x Islamismo
PIBID HISTÓRIA
 
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
PIBID HISTÓRIA
 
Biografia de Galileu Galilei
Biografia de Galileu GalileiBiografia de Galileu Galilei
Biografia de Galileu Galilei
PIBID HISTÓRIA
 
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de ShakespeareSlide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
PIBID HISTÓRIA
 
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africana
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africanaPlano de Aula - Literatura portuguesa e africana
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africana
PIBID HISTÓRIA
 
Plano de Aula - Guerra do Paraguai
Plano de Aula - Guerra do ParaguaiPlano de Aula - Guerra do Paraguai
Plano de Aula - Guerra do Paraguai
PIBID HISTÓRIA
 
Plano de Aula - Período das Regências
Plano de Aula - Período das RegênciasPlano de Aula - Período das Regências
Plano de Aula - Período das Regências
PIBID HISTÓRIA
 
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusãoSlide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
PIBID HISTÓRIA
 
Slide - Biografia de Luís de Camões
Slide - Biografia de Luís de CamõesSlide - Biografia de Luís de Camões
Slide - Biografia de Luís de Camões
PIBID HISTÓRIA
 
História de Gibi - História recontada: O Sundiata
História de Gibi - História recontada: O SundiataHistória de Gibi - História recontada: O Sundiata
História de Gibi - História recontada: O Sundiata
PIBID HISTÓRIA
 

Plus de PIBID HISTÓRIA (20)

O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar HistóriaO PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
O PIBID e seus percursos: “Uma nova maneira de ensinar História
 
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
O PIBID e o uso de biografias no ensino de história: Como história de vida po...
 
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
Artigo: REPRESENTAÇÕES INDÍGENAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS SOBRE A LEI ...
 
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
O CINEMA E O ENSINO DE HISTÓRIA: EXPERIÊNCIA DO PIBID
 
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
Artigo: Pintando Identidades: “O grito do Ipiranga” em sala de aula.
 
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
Artigo: "PARTICIPAÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA PARA O ...
 
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
Artigo - A utilização das pinturas renascentistas em sala de aula através do ...
 
Plano de Aula - A Paz
Plano de Aula - A PazPlano de Aula - A Paz
Plano de Aula - A Paz
 
Slide - Cidadania
Slide - Cidadania Slide - Cidadania
Slide - Cidadania
 
Poesia de Cordel -Três letras-apenas
Poesia de Cordel -Três letras-apenasPoesia de Cordel -Três letras-apenas
Poesia de Cordel -Três letras-apenas
 
Slide - Cristianismo x Islamismo
Slide - Cristianismo x IslamismoSlide - Cristianismo x Islamismo
Slide - Cristianismo x Islamismo
 
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
Plano de Aula -Shakespeare e Diferenças do Islamismo e Cristianismo.
 
Biografia de Galileu Galilei
Biografia de Galileu GalileiBiografia de Galileu Galilei
Biografia de Galileu Galilei
 
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de ShakespeareSlide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
 
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africana
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africanaPlano de Aula - Literatura portuguesa e africana
Plano de Aula - Literatura portuguesa e africana
 
Plano de Aula - Guerra do Paraguai
Plano de Aula - Guerra do ParaguaiPlano de Aula - Guerra do Paraguai
Plano de Aula - Guerra do Paraguai
 
Plano de Aula - Período das Regências
Plano de Aula - Período das RegênciasPlano de Aula - Período das Regências
Plano de Aula - Período das Regências
 
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusãoSlide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
Slide - MÚSICA: Cem anos de liberdade,realidade ou ilusão
 
Slide - Biografia de Luís de Camões
Slide - Biografia de Luís de CamõesSlide - Biografia de Luís de Camões
Slide - Biografia de Luís de Camões
 
História de Gibi - História recontada: O Sundiata
História de Gibi - História recontada: O SundiataHistória de Gibi - História recontada: O Sundiata
História de Gibi - História recontada: O Sundiata
 

Dernier

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 

Dernier (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 

Slide - As Mulheres na História

  • 1.
  • 2.  Durante o segundo reinado, sob o governo de D. Pedro II, o Brasil no ano de 1864 entrou em conflito com o Paraguai, este, ocasionado em guerra, durou até o ano de 1870. No ano de 1867 o exército brasileiro, contava com cerca de 60.000 soldados. Introdução
  • 3.  Tropas do Exército paraguaio e brasileiro levavam consigo um verdadeiro exército de mulheres. Esposas, prostitutas, companheiras, mães, vivandeiras, andarilhas, enfermeiras que acompanhavam as tropas, entre elas, mulheres que combatiam e morriam esquecidas. Mulheres de Guerra
  • 5.  Jovita Alves, nascida em 08 de março de 1848 no Ceará, aos 17 anos de Idade, cortou os cabelos, disfarçou os seios com bandagem e colocou um chapéu de vaqueiro e vestiu-se com roupas masculinas para se alistar como voluntária do Exército brasileiro na Guerra do Paraguai. Jovita Alves Feitosa
  • 6. Escondida da família e vestida como um homem, chegou a Teresina e foi aceita como primeiro sargento no Corpo dos Voluntários. Não conseguiu disfarçar suas feições femininas por muito tempo. Mesmo assim, de saiote e blusa militar, seguiu viagem passando por vários estados até desembarcar no Rio de Janeiro, em 09 de setembro de 1865.
  • 7.  Rosa Maria Paulina Rosa Maria, nasceu em 18 de setembro de 1802 em Alagoas, ela não foi uma combatente de guerra, porém, foi uma matriarca, a mãe de 7 filhos da tropa brasileira, casada com Manuel Mendes de Fonseca, juntos constituíram a maior linhagem militar do país.
  • 8.  Elisa Alicia, nascida em novembro de 1833 na Irlanda, casou-se com o presidente do Paraguai, e apoiou as estratégias de guerra, e insistia na posição do Paraguai contra a tríplice aliança (Brasil, Argentina e Uruguai), ela era uma figura forte contra os inimigos. Elisa Alicia Lynch
  • 9. No Paraguai há um sentimento popular que Elisa foi uma mulher bondosa e que fazia ações de caridade ajudando vítimas da controversa Guerra do Paraguai.
  • 10.  Maria Francisca a sertaneja nascida em Pajeú, cidade de Pernambuco era casada com um dos voluntários recrutados pelo Exército brasileiro. Seguindo o marido ao ataque ao forte de Curuzu, à beira do Rio Paraguai, assim como Jovina, cortou os cabelos, vestiu a roupa do marido e participou do forte e voltou viúva da batalha. Maria Francisca da conceição
  • 11. Durante a batalha Maria pega as armas do primeiro soldado a tombar e segue com os companheiros de luta, até que seu marido cai morto. A pajeúzeira não fraqueja e continua em combate, até ser ferida na luta por um soldado paraguaio na batalha de Curupaiti. Ao ser levada ao hospital de sangue descobrem que o magro soldado tão corajoso, era uma mulher. Maria Francisca da Conceição, reconhecida pelos companheiros de farda como uma heroína, a Maria Curupaiti, morreu na miséria na cidade do Rio de Janeiro como vários outros heróis do povo brasileiro.
  • 12.  Alexandre Alves, Letícia Fagundes de oliveira, Conexões com a História vol. 2. Disponível em: http://www.diariopop.com.br/maria-curupaiti/ Data de acesso: 13/10/2017 Disponível em: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida- urbana/2014/12/27/interna_vidaurbana,551335/a-historia-dos- pernambucanos-na-guerra-do-paraguai.shtml Data de acesso: 13/10/2017 Disponível em: https://cidadeverde.com/noticias/96492/jovita- feitosa-venceu-o-preconceito-e-lutou-nas-forcas-armadas- conheca Data de acesso: 13/10/2017 Referências:
  • 13. Universidade Estadual da Paraíba(UEPB) Centro de Educação (CEDUC) Departamento de História Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES) EEEMP Elpídio de Almeida Série: 2º Turno: Tarde Professor Supervisor: Eriberto Souto Bolsista: Natalia Santos