Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Cnidários ou Celenterados

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Prochain SlideShare
Cnidários  ou  celenterados
Cnidários ou celenterados
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 26 Publicité

Cnidários ou Celenterados

Télécharger pour lire hors ligne

são um filo de animais aquáticos que inclui as hidras de água doce, medusas, alforrecas ou águas-vivas, que são normalmente oceânicas, os corais, anémonas-do-mar e as caravelas.

são um filo de animais aquáticos que inclui as hidras de água doce, medusas, alforrecas ou águas-vivas, que são normalmente oceânicas, os corais, anémonas-do-mar e as caravelas.

Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Publicité

Plus récents (20)

Publicité

Cnidários ou Celenterados

  1. 1. Prof. Sandro Baldez Cnidários
  2. 2. Cnidários ou celenterados
  3. 3. Características dos Cnidários  Animais aquáticos, maioria marinha.  Simetria radial.  Primeiros seres com boca (cavidade gastrovascular) e células urticantes.  Apresentam forma de Pólipo ou Medusa.  Corpo formado por duas camadas celulares (diblásticos).  Primeiros animais que apresentam sistema nervoso (difuso).
  4. 4. Formas
  5. 5. Pólipos  A forma básica de um pólipo é a de um cilindro, cuja extremidade inferior é fechada e fixada ao substrato, sendo a superior provida de uma abertura, a boca, circundada por tentáculos. A cavidade interna é chamada de cavidade gastrovascular.  O pólipo é uma forma fixa que pode ser encontrada isoladamente ou em colônias.
  6. 6. Medusas  A medusa é uma forma livre que nada ativamente.  A forma de seu corpo é a de um guarda-chuva ou umbela. A face superior exumbela; a inferior subumbela, da qual pende uma curta expansão, o manúbrio, em cuja extremidade situa-se a boca. As margens da umbela apresentam numerosos tentáculos.
  7. 7. Células urticantes  Exclusivas dos cnidários, as células urticantes ou cnidoblastos aparecem nos tentáculos, servindo para proteção e captura de alimento.
  8. 8. Sistema nervoso e reprodução  O sistema nervoso é do tipo difuso, por não apresentar gânglios, isto é, centros coordenadores das funções nervosas.  A reprodução assexuada é feita por brotamento, regeneração e estrobilização. Apresenta animais monóicos ou dióicos com desenvolvimento direto ou indireto. A reprodução também pode ser sexuada e apresentar alternância de gerações.
  9. 9. Classificação dos cnidários
  10. 10. Os Corais são animais exclusivamente marinhos, típicos de regiões tropicais, cuja morfologia representada pelos pólipos (forma séssil) possui esqueleto externo constituído por carbonato de cálcio. Possuem ampla variação de coloração, diferentes tamanhos e desempenham importante função ecológica. Além da sua atividade filtradora, também servem de abrigo e alimento para diversas espécies aquáticas como crustáceos e moluscos. Podem atingir grandes extensões, formando os Recifes de Corais. O maior recife de coral já identificado está localizado na costa litorânea da Austrália. 
  11. 11. Exemplos de Corais
  12. 12. As anêmonas-do-maranêmonas-do-mar  são  um  grupo  de animais sésseis,  predatórios  da ordem Actinaria;  elas  foram  nomeadas  assim  por  causa  da anêmona,  uma flor terrestre. Utiliza seus tentáculos para capturar alimentos. 
  13. 13. As  águas-vivaságuas-vivas são  forma  de  vida  livre  dos cnidários  adultos,  que  vivem  nos oceanos, como componentes do zooplancton. Como todos os cnidários, o  corpo das medusas é basicamente um saco com simetria radial formado por  duas  camadas  de células  com  uma  massa  gelatinosa  entre  elas,  chamada mesogleia e aberto para o exterior.  As  medusas  ostentam  coroas  de tentáculos com  células urticantes,  os cnidócitos,  capazes  de  ejetar  um  minúsculo espinho  que  contém  uma toxina,  o nematocisto.  Em  algumas  medusas,  principalmente  nos Scyphozoa,  onde  são  mais  desenvolvidas,  a  boca,  chamada arquêntero,  está munida de tentáculos, também com células urticantes e, por vezes, um  véu chamado manúbrio. As medusas usam estes "aparelhos" não só para se  defenderem dos predadores, mas também para imobilizarem uma presa, como  um pequeno peixe, para se alimentarem. 

×