Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Apresentação anti retrpviral

1 417 vues

Publié le

Tratamento com drogas Anti-retrovirais utilizadas na reestruturação do sistema imunitario comprometido pelo vírus HIV.
Terapia ARV - Anti-retrovirais.

Apresentação anti retrpviral

  1. 1. TERAPIA ANTI-RETROVIRAL Terapia Anti-RetroViral – TARV, são medicações desenvolvidas especialmente para o tratamento de pessoas portadoras do vírus HIV, tais medicações agem diretamente na capacidade de multiplicação do vírus. Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  2. 2. Objetivo da Terapia Anti-RetroViral - TARV Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  3. 3. Indicação de Tratamento <ul><li>Assintomático com CD4 <350; </li></ul><ul><li>Assintomático com CD4 de 350 a 500; </li></ul><ul><li>Sintomático com perda de peso significativo; </li></ul><ul><li>Diarréia freqüente e intensa e ou Co-infecção; </li></ul><ul><li>Fadiga, cansaço e febre sem justificativa; </li></ul><ul><li>Exposição de risco - violência sexual; </li></ul>Quando Tratar: Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  4. 4. Não Tratar: <ul><li>Assintomáticos sem contagem de CD4; </li></ul><ul><li>Assintomáticos com CD4 > 350; </li></ul>
  5. 6. Drogas Anti-Retrovirais - AZT - Zidovudina - 3TC - Lamivudina - Biovir = Lamivudina + Zidovudina - Kaletra= Ritonavir RTV+ Lopinavir LPV - EFV - Efavirenz - d4T - Estavudina - Nevirapina - SQV - Saquinavir Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  6. 7. Acompanhamento Exames Laboratoriais: - cada 3 a 4 meses Linfócitos T - cada 3 a 4 meses Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  7. 8. Medicações Anti-retrovirais Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  8. 9. Efeitos adversos: <ul><li>Dor de cabeça; </li></ul><ul><li>Náuseas / vômitos; </li></ul><ul><li>Diarréia; </li></ul><ul><li>Neurite periférica; </li></ul><ul><li>Lipodistrofia/ lipoatrofia facial; </li></ul><ul><li>Rach cutâneo ; </li></ul>Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  9. 10. Testes laboratoriais A contagem dos Linfócitos T CD4 (células de defesa do organismo) é o melhor indicador para se verificar como está funcionando o sistema imunológico da pessoa que vive com o vírus HIV . R ecomenda que sejam realizados a cada 3 ou 4 meses. Teste de CD4 Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  10. 11. Este teste mede a quantidade de HIV circulante no sangue, o resultado mostra como o vírus está se reproduzindo no organismo. Recomenda que sejam realizados a cada 3 ou 4 meses. Testes laboratoriais Teste de Carga Viral Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  11. 12. Teste de Genotipagem Exame solicitado quando se tem dúvida que exista resistência do vírus HIV ao tratamento antirretroviral - ARV. Isso se chama falha terapêutica, ou seja, o tratamento não está apresentando os resultados esperados. O teste de genotipagem indica a qual ou quais remédios o vírus se tornou resistente, permitindo assim, que os medicamentos sejam substituídos e os pacientes apresentem melhores resultados com o novo tratamento. Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  12. 13. Medicações associadas a TARV   Sulfametoxazol + Trimetropim São usados, principalmente, no tratamento e prevenção (profilaxia) da pneumonia por Pneumocystis carinii, e na prevenção da toxoplasmose . Para se iniciar essa medicação, há critérios baseados na contagem de linfócitos T-CD4+ e nos sintomas clínicos do paciente.  Indicação de Profilaxia:
  13. 14. Tratamento preferencial da toxoplasmose . Esta medicação serve, depois, como manutenção do tratamento, em dose menor, não podendo ser suspensa, pois previne a recidiva da doença.  Tratamento da candidíase oral. Pode ser usado sozinho, dependendo da resposta clínica.  Tratamento da candidíase oral extensa, ou com acometimento do esôfago.  Nistatina Cetoconazol Sulfadiazina + Pirimetamina Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  14. 15. Tratamento de algumas infecções causadas por fungos, como meningite por criptococo e nas manifestações graves de candidíase oral (&quot;sapinho&quot;); e outras formas de candidíases resistentes ao Cetoconazol; ou ainda quando existe contra-indicação para o uso do Cetoconazol.   Fluconazol
  15. 16. SITUAÇÕES ESPECIAIS PARA USO DA TARV TEMPORÁRIA <ul><li>Diagnostico de Soro positividade HIV+ em gestante; </li></ul><ul><li>Acidente com biológico e ou Material perfirocortante; </li></ul><ul><li>Violência sexual, abuso; </li></ul>Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  16. 17. 14 SEMANAS INICIA TARV PARA GESTANTE; AO NASCER – DOSE DE ATAQUE À PARTIRIENTE; RN – INICIA DOSE DE ATAQUE E MANTEM POR 42 DIAS

×