Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.
O Natal na MadeiraMissas do Parto – 16 a 24 de Dezembro                                    Durante todo o mês de Dezembro ...
O Presépio ou Lapinha                                  O presépio ou a lapinha típica madeirense é formada                ...
estão abertos noite fora, a servir bebidas tradicionais e a especialmente deliciosa sandesde “carne vinha d’alhos”, que é ...
Dia de Reis                                         Esta tradição de cantar os Reis no dia 5 Janeiro é muito              ...
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

O Natal na ilha da Madeira

1 638 vues

Publié le

Publié dans : Formation
  • Soyez le premier à commenter

O Natal na ilha da Madeira

  1. 1. O Natal na MadeiraMissas do Parto – 16 a 24 de Dezembro Durante todo o mês de Dezembro são celebradas missas religiosas especiais, acompanhadas de canções tradicionais, na maioria das igrejas da ilha. A Missa do Parto é uma tradição "original e única" da ilha da Madeira. É a celebração dos nove meses de gravidez da Virgem Maria, começando por isso 9 dias antes do Natal, pelas 6 da manhã do dia 16 de Dezembro e terminando ao nascer do sol do dia 24 de Dezembro. Depois da missa, o povo junta-se no adro da Igreja em amena cavaqueira, comendo e bebendo,antes de mais um dia de trabalho.Iluminação de Natal - 8 de Dezembro a 6 de Janeiro O dia 8 de Dezembro é a data oficial em que se acendem as iluminações de Natal. A Ilha da Madeira é verdadeiramente mágica e inesquecível nesta altura do ano. As ruas do Funchal vestem-se a rigor com milhares de lâmpadas em variadas cores. Durante este período, as estradas ao anoitecer enfeitam-se com cadeias de pequenas lâmpadas que são presas nos postes de luzdas estradas, formando algo semelhante a um mapa de estradas iluminado ou a umpresépio real em ponto grande, para quem a vê de longe.Muitas casas estão também iluminadas exteriormente, por iniciativa dos próprioshabitantes, transmitindo alegria e cor, luz e festa, também reflexo de uma atitudeinterior.Preparativos do Natal Todo o mês de Dezembro é dedicado aos preparativos do Natal: fazem-se as grandes limpezas nas casas, os bolos de mel, as broas, os licores, deitam-se as searas, enfeita- se o pinheiro, fazem-se as decorações com as flores típicas da época - as cabrinhas e o azevinho. 1
  2. 2. O Presépio ou Lapinha O presépio ou a lapinha típica madeirense é formada por um altar em degraus, onde no topo figura o Jesus Menino, habitualmente de pé. Os degraus são preenchidos com frutas: laranjas, anonas, nozes, castanhas... e searinhas (vasos com terra e sementes de trigo ou milho, que vão germinando e crescendo ao longo do período de Natal, resultando em pequenas searas que dão graças ao Jesus pequenino). Também nos espaços públicos os presépios marcam a sua presença, quer seja na Avenida Arriaga, noFunchal, entre coros de anjos e outras recreações natalícias ou etnográficas, quer sejanoutras cidades ou pequenas povoações: o Natal é assim representado em proporçõespor vezes gigantescas, com magníficas figuras, em cenários que reproduzem apaisagem da ilha.Também gigantescos arranjos de belas flores naturais - estrelícias, sapatinhos(orquídeas), manhãs de Páscoa, enriquecem e embelezam quer os presépios queralguns largos do Funchal.Matança do Porco É um dos primeiros grandes momentos do Natal Madeirense. A morte do porco acontece, geralmente, no dia em que se realiza a primeira Missa do Parto.Em tempos, a carne obtida nesta altura era a única que afamília consumia ao longo do ano. Agora, a matança do porco serve, sobretudo parareunir amigos e familiares, cumprindo-se assim a tradição.O sangue cozido é levado à frigideira e muitas vezes consumido logo após a matança.Outras partes do animal são preparadas para a refeição do Dia de Natal (em particular atradicional carne de vinho-e-alhos). Todas as partes do porco são aproveitadas.Fazem-se também enchidos ou salga-se alguma carne para outras épocas do ano(recorde-se que a salga era um dos poucos métodos de conservação dos alimentos).A Matança do Porco termina já pela noite dentro com cantares típicos da quadra.Noite do Mercado – 23 de Dezembro A Festa da Noite do Mercado é uma celebração tradicional que dura toda a noite. O famoso mercado do Funchal (Mercado dos Lavradores) e as ruas à volta dele estão apinhadas de gente animada a criar um verdadeiro espírito festivo, a cantar canções de Natal, a dançar, a beber e a divertir-se. Todos os bares da zona 2
  3. 3. estão abertos noite fora, a servir bebidas tradicionais e a especialmente deliciosa sandesde “carne vinha d’alhos”, que é servida tradicionalmente durante o Natal. Durante o dia,à volta do mercado, os frutos e vegetais regionais estão expostos de formaimpressionante, e assim podemos fazer compras de última hora.Missa do GaloDurante a Missa do Galo são encenados vários episódios bíblicos relacionados com oNascimento do Menino, representam-se os autos de Natal e as romagens dos pastores.A canção “Da serra veio um pastor” é uma presença quase obrigatória. Quando a missaacaba, cada um recolhe à sua casa para o reconfortante calor da canja de galinha.Ao almoço do dia de Natal, come-se a tradicional carne de vinha de alhos, leitão assadoe peru.A chegada do Novo AnoO Ano Novo é assinalado em muitospontos da ilha com a mudança do(s)algarismo(s) do ano em luz, por vezesvisíveis de pontos bem distantes.Mas onde a passagem assume principalinteresse é no Funchal, já que o Novo Anoé saudado com o lançamento de umfantástico fogo-de-artifício que envolvetoda a baía. De uma multiplitude depontos são lançadas várias dezenas detoneladas de fogo, que se tornam numabraço à baía, em múltiplas explosões deluz e cor, representando vários quadros, ao longo de oito minutos.Este fogo traz à cidade residentes de toda a ilha e dezenas de milhar de turistas quevêm assistir à passagem do ano. Frente à baía, no mar, um número significativo depaquetes, todos os anos, assiste ao espectáculo do fogo-de-artifício. É no calor da noiteque a festa se prolonga, envolvendo todos, sobretudo na parte baixa da cidade, junto àmarina, mas também na casa de cada um. 3
  4. 4. Dia de Reis Esta tradição de cantar os Reis no dia 5 Janeiro é muito antiga e realiza-se por toda a Região Autónoma da Madeira.Já é também tradição no Largo do Colégio, vários grupos cantarem os Reis com apresença do Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Dr. Miguel Albuquerque.A grande novidade nos últimos anos tem sido o Bolo-Rei gigante, que tem ocomprimento de 150 metros e 520 kg de peso, dando a volta completa ao Largo doColégio, uma iniciativa anual promovida pela autarquia funchalense que assinala oencerramento da quadra natalícia. O bolo é depois cortado e distribuído a todospresentes que o devoram em muito pouco tempo!É no dia 7 de Janeiro, após os Reis, que se desmancham as lapinhas e tudo volta ànormalidade, mas algumas pessoas conservam os presépios armados até o dia 15, diada festa de Santo Amaro, também conhecido, pelo povo, como o dia de “varrer osarmários”, que é, na opinião de alguns, quando devem ser dadas por findas asmanifestações de regozijo do Natal, tanto do agrado do bom povo madeirense. SITOGRAFIA:http://funchal.blogspot.com/2006/11/o-natal-na-madeira-especial.htmlhttp://www.madeira-web.com/PagesP/christmas.htmlhttp://onatal1.no.sapo.pt/Madeira.htmhttp://www.mensageirosantoantonio.com/messaggero/pagina_articolo.asp?IDX=66IDRX=13http://cantinhodamadeira.net/index.php?option=com_content&view=article&id=113&Itemid=144http://images.google.pt Leonor Sousahttp://www.jornaldamadeira.pt/not2008.php?Seccao=13&id=113171&sdata= 5º III 4

×