Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Potecção dos ecossistemas

descrição de algumas formas de protecção dos ecossistemas

  • Identifiez-vous pour voir les commentaires

  • Soyez le premier à aimer ceci

Potecção dos ecossistemas

  1. 1. Protecção dos Ecossistemas Os ecossistemas são por natureza, absolutamente perfeitos para exercerem a função para as quais existem, na sua relação com os seres vivos. Mas acção do homem não tem sido, ultimamente, amiga da natureza. Por isso, dos precisamos de conjugar esforços concertados para que as próximas gerações encontre a natureza em condições de a habitar, tal como a encontramos, protegendo os ecossistemas
  2. 2. Algumas Formas de Protecção dos Ecossistemas  Criação de áreas protegidas;  Criação de zonas de conservação;  Reflorestamento e florestamento  Tratamentos de resíduos sólidos;  Tratamento de águas residuais;  Controlo biológico das pragas.
  3. 3. Criação de zonas de conservação Delimitar zonas geográficas de grande valor ecológico para limitar o avanço da ocupação do homem para uma exploração não sustentável. Exercer nessas zonas o controlo das espécies , a conservação e protecção da biodiversidade, segundo princípios e técnicas apropriadas para minimizar os impactos das mudanças.
  4. 4. Reflorestamento e Florestamento Reflorestamento visa repovoar com plantas nativas para fins ambientais, as zonas geográficas que ficaram desflorestadas por calamidades naturais ou da acção humana; Florestamento Ao contrario do reflorestamento, o florestamento consiste em povoar com plantas exótica ou nativas e para fins ambientais ou nao, as zonas geográficas que antes não tiveram florestas.
  5. 5. Criar áreas protegidas Para preservar a flora e a fauna, conservando os seus ecossistemas da destruição por acção do homem e garantir o equilíbrio ecológico. Existem em Moçambique, zonas de conservação de que o país se orgulha, como os por exemplo: parques nacionais de, Zinave, Limpopo, Bazaruto, Gorongosa e Quirimbas, bem como das reservas de Niassa, Maputo, Pomene entre outros.
  6. 6. Tratamento de resíduos sólidos São resíduos sólidos os materiais orgânicos e inorgânicos produzidos pela actividade humana e prejudicial para a vida também chamdos lixo. O lixo pode ter várias proveniências: lixo doméstico, industrial, hospitalar. Este é geralmente mais perigoso para a saúde pública, porque também pode apresentar material radioactivo.
  7. 7. Tratamento de águas residuais Podem ter diversas origem como, a actividade humana, industrial e hospitalar. Portanto o seu tratamento requer não só o equipamento, mas também técnicas apropriadas para cada O escoamento e tratamento de todas essas águas residuais são a cargo de entidades competentes que tem a missão de mitigar o seu impacto negativo no ambiente. Caro aluno, faca a sua parte
  8. 8. Controlo biológico das pragas As pragas são um grande problema na agricultura, mas o uso dos pesticidas acaba eliminando também os organismos que desempenham uma importante relação ecológica nessa região, para além de deixarem os solos e agua contaminados. Por isso, a melhor estratégia de contornar este tipo de situações é o recurso a mecanismos não poluentes, como a técnica de controlo biológico com o uso de predadores dos agentes das pragas.
  9. 9. Foi gratificante estar em sua companhia durante todo este processo de aprendizagem. Depois desta etapa, mais teórica, segue-se a consolidação do aprendizado. Bom sorte! Fim de estudos das lições

×