TRAUMA DE PELVE
ALBERT NILO DA COSTA
(INTERNATO DE CIRURGIA/MEDICINA UNIFENAS-BH)

HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO JOÃO XXIII
TRAUMA DE PELVE
Representam 3 a 8% de
lesões esqueléticas no
paciente com trauma
grave.

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma...
Trauma de pelve sugere ação de
forças de grande intensidade.
As fraturas pélvicas associam-se a
lesões viscerais e vascula...
Doentes apresentam quatro fontes
potenciais de perda sanguínea:
1-Superfícies ósseas fraturadas
2-Plexos venosos pélvicos
...
Classificação do trauma de
pelve:
Classificação YOUNG e
BURGUESS que é baseada nos
vetores de força aplicada à
pelve para ...
Classificação de Young e Burguess

http://
Mecanismos do trauma
1-Compressão antero-posterior- 15 a 20%

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição ...
Mecanismos do trauma
2-Compressão lateral- 60 a 70%- (colisão
automobilística- rotação interna da hemipelve
envolvida)

AT...
Mecanismos do trauma
3-Cisalhamento vertical -5 a 15%-( Queda de
grandes alturas)

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida...
Mecanismos do trauma

4-Padrões complexos

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
Diagnóstico e tratamento
Fixação pélvica:

Talas imobilizadoras
Enfaixamento da pelve por um
lençol (causar uma rotação
interna dos MMII)
Hemorragia

Compressão externa
Hemorragia

Angioembolização
Lesões associadas
• Reto

• Bexiga
• Uretra
• Diafragma
Hemorragia
• Superfícies
ósseas
• Musculatura
• Vasos
• Líquido
intersticial
Mortalidade
•Hemorragia
• Sepse
Global: 5 %
Complexas: 30 a 40 %
Expostas: 40 a 60 %
OBRIGADO!
Albert Nilo da Costa
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
TRAUMA DE PELVE
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

TRAUMA DE PELVE

5 924 vues

Publié le

Publié dans : Formation
0 commentaire
3 j’aime
Statistiques
Remarques
  • Soyez le premier à commenter

Aucun téléchargement
Vues
Nombre de vues
5 924
Sur SlideShare
0
Issues des intégrations
0
Intégrations
3
Actions
Partages
0
Téléchargements
102
Commentaires
0
J’aime
3
Intégrations 0
Aucune incorporation

Aucune remarque pour cette diapositive

TRAUMA DE PELVE

  1. 1. TRAUMA DE PELVE ALBERT NILO DA COSTA (INTERNATO DE CIRURGIA/MEDICINA UNIFENAS-BH) HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO JOÃO XXIII
  2. 2. TRAUMA DE PELVE
  3. 3. Representam 3 a 8% de lesões esqueléticas no paciente com trauma grave. ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  4. 4. Trauma de pelve sugere ação de forças de grande intensidade. As fraturas pélvicas associam-se a lesões viscerais e vasculares. ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição, Elsevier 2009.
  5. 5. Doentes apresentam quatro fontes potenciais de perda sanguínea: 1-Superfícies ósseas fraturadas 2-Plexos venosos pélvicos 3-Lesão arterial pélvica 4-Fontes extra pélvicas ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  6. 6. Classificação do trauma de pelve: Classificação YOUNG e BURGUESS que é baseada nos vetores de força aplicada à pelve para esclarecer a sequência de prioridades diagnósticas e terapêuticas . ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  7. 7. Classificação de Young e Burguess http://
  8. 8. Mecanismos do trauma 1-Compressão antero-posterior- 15 a 20% ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  9. 9. Mecanismos do trauma 2-Compressão lateral- 60 a 70%- (colisão automobilística- rotação interna da hemipelve envolvida) ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  10. 10. Mecanismos do trauma 3-Cisalhamento vertical -5 a 15%-( Queda de grandes alturas) ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  11. 11. Mecanismos do trauma 4-Padrões complexos ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.
  12. 12. Diagnóstico e tratamento
  13. 13. Fixação pélvica: Talas imobilizadoras Enfaixamento da pelve por um lençol (causar uma rotação interna dos MMII)
  14. 14. Hemorragia Compressão externa
  15. 15. Hemorragia Angioembolização
  16. 16. Lesões associadas • Reto • Bexiga • Uretra • Diafragma
  17. 17. Hemorragia • Superfícies ósseas • Musculatura • Vasos • Líquido intersticial
  18. 18. Mortalidade •Hemorragia • Sepse Global: 5 % Complexas: 30 a 40 % Expostas: 40 a 60 %
  19. 19. OBRIGADO! Albert Nilo da Costa

×