Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Introdução ao Wordpress

792 vues

Publié le

oficina

Publié dans : Formation
  • Soyez le premier à commenter

Introdução ao Wordpress

  1. 1. Oficina de Wordpress Prof.ª Ms. Aline Corso - alineaulas@gmail.com
  2. 2. Aline Corso www.alinecorso.com.br Sou Mestra em Processos e Manifestações Culturais (Universidade Feevale) na linha de pesquisa Linguagens e Processos Comunicacionais e Bacharela em Tecnologias Digitais (Universidade de Caxias do Sul). Professora e orientadora de Publicidade e Propaganda (Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves) e coordenadora do suporte tecnológico da Comunidade de Práticas, um site de rede social do SUS – Ministério da Saúde. Também sou membro do Comitê de Avaliação, Seleção e Fiscalização do sistema de fomento Financiarte, da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, no segmento Artes Visuais. Meus interesses de pesquisa debruçam-se principalmente sobre os seguintes temas: tecnologias da comunicação e informação, cultura digital, redes sociais, economia criativa, arqueologia da mídia, computadores vestíveis, corpos tecnológicos e arte computacional. Mantenho, desde 2008, o site ComputadoresVestiveis, pioneiro no Brasil sobre computadores vestíveis, próteses e implantes.
  3. 3. Quem são vocês? :)
  4. 4. Código é poesia
  5. 5. Para que serve? Como funciona? Como devo usar? Serve para o meu projeto?
  6. 6. O que é o Wordpress? WordPress é um aplicativo de sistema de gerenciamento de conteúdo para web, escrito em PHP com banco de dadosMySQL, voltado principalmente para a criação de blogs via web. Essa é uma das ferramentas mais famosas na criação de blogs disputando diretamente com o serviço do Google chamado Blogger. No entanto, o WordPress é adotado por aqueles que queiram um blog mais profissional e com maiores recursos diferenciais.
  7. 7. http://www2.cultura.gov.br/site
  8. 8. http://www.r7.com
  9. 9. http://www5.usp.br
  10. 10. Mais sites em WP? Pesquisar.
  11. 11. O que fazer com o WP? ● Blogs pessoais e de empresas ● Sites com atualizações constantes de conteúdo (ou não) ● Comércio eletrônico ● Fóruns (múltiplos autores)
  12. 12. ● É totalmente grátis ● Disponível em português ● Possibilita a instalação de inúmeros plugins ● Documentação completa disponibilizada ● Frequentes atualizações e bug-fixes ● Painel de controle intuitivo ● Gerencimento de pings e trackbacks ● Facilidade na instalação e configuração ● Fórum de discussão em português ● Etc. Vantagens
  13. 13. ● PHP na versão 5.6 ou superior ● MySQL na versão 5.6 ou superior OU MariaDB na versão 10.0 ou superior Obrigatoriedades
  14. 14. ● Consome muito tráfego Desvantagem
  15. 15. ● Core (núcleo - não mexa aqui) ● Plugins (complementos, funções extra ao WP) ● Temas (deixa tudo mais bonito) Como está dividido o Wordpress?
  16. 16. WordPress é um CMS. É FOSS. .org é a versão gratuita, . com é versão paga. .org é down’n’dirty, tu mesmo instala e mantém, .com é streamlined, tu paga e não tem dor de cabeça. .org é WordPress aberto, tu faz o que quiser, pinta e borda à vontade, .com é WordPress recatado, tu só faz o que te deixam – e se tu pagar pelos “plus a mais”.
  17. 17. Quê? Cuma? Explica essa coisa toda, fazfavor?!
  18. 18. CMS Aplicativo usado para criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo de forma consistentemente organizada permitindo que o mesmo seja modificado, removido e adicionado com facilidade. CMSs são usados pra armazenar, controlar, e publicar notícias, artigos e quaisquer outros documentos. O conteúdo pode ser qualquer coisa acessível via rede, como arquivos de computador, imagens, áudios, vídeos, documentos eletrônicos… Com CMSs, tudo ficou mais fácil. Tu não precisa programar página por página, não precisa saber HTML, CSS, PHP e um monte de outras linguagens. Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo
  19. 19. HTML HTML é a linguagem que constrói o conteúdo, que diz o que é o que, como e onde vai ser apresentado. São as famosas tags que a gente vê no editor do tema do WordPress – e que a gente não mexe sob pena de perder todo o tema e virar tudo uma bagunça. HTML é uma linguagem de marcação usada na criação de conteúdo estático. HyperText Markup Language ou Linguagem de Marcação de Hipertexto
  20. 20. CSS CSS é a folha de estilos em cascata. Ela funciona de maneira hierárquica inversa, ou seja, o que vier por último é o que vale. O dever dela é definir a apresentação do conteúdo marcado com o HTML, ou seja, deixar tudo bonitinho da maneira mais rápida e fácil – de fazer e de mudar também. É aquele styles.css que a gente vê no editor do tema, que parece uma coisa muito estranha, e que a gente não mexe sob pena de perder blablabla… CSS é uma linguagem de folhas de estilo que define a apresentação do conteúdo. Cascading Style Sheets ou folha de estilo
  21. 21. PHP Quanto ao PHP, o importante pra gente é que ele faz o conteúdo ser dinâmico. Isso quer dizer que: existe um banco de dados, que guarda todo o conteúdo em pequenos pedaços -no caso do WordPress, um cabeçalho, um rodapé, uma barra lateral, páginas e posts e outras coisas mais. E, quando tu acessa o site pelo navegador, o CMS – nesse caso, o WordPress -, através do PHP, junta todos os pedaços necessários pra apresentar o conteúdo que tu pediu. E o WordPress identifica o conteúdo que tu pediu pelo endereço que tu digitou no navegador. Deu pra entender? PHP é uma linguagem interpretada, que depende de outro software pra ser atualizada, e é usada na criação de conteúdo dinâmico. Acrônimo recursivo para Hypertext Preprocessor, originalmente Personal Home Page
  22. 22. FOSS Software que é duplamente livre e de código aberto. Ele é livremente licenciado para conceder a usuários o direito de uso, cópia, estudo, mudança e melhoria em seu design através da disponibilidade de seu código fonte. E como isso se aplica ao WordPress? Bom, ele é software livre no sentido de que seu uso não só é gratuito, mas também é livre pra uso como, onde, e quando o usuário quiser. Por exemplo, poder escolher o serviço de hospedagem a usar. Ele também é de código aberto porque é feito em comunidade, seu código está disponível pra consulta, exame, ou modificação. Por exemplo, os trocentos plugins disponíveis, os temas, e a comunidade que o mantém e melhora. Free Open Source Software ou Software Livre e de Código Aberto
  23. 23. WORDPRESS.COM Essa é a versão pronta pra uso, ou seja, um serviço de hospedagem que te dá o WP pronto. Tu faz uma conta – gratuita – e, a partir daí, faz quantos sites tu quiser, com um domínio nomedoblog.wordpress.com – também gratuito. Os temas disponíveis são aqueles oferecidos no menu Aparência, sendo que existem opções gratuitas e pagas. E, existem outras limitações, como quantia de dados que tu pode armazenar, o nível de autonomia que tu tem, e outras cositas mas. Basicamente, usar o WordPress.com é aconselhável se tu não quiser dor de cabeça, e não se importar de não ter controle total sobre o teu site. WORDPRESS.ORG Então, o WordPress.org é o QG do projeto, onde tu pode baixar o software, temas, plugins, etc. Também, é aqui que se encontra documentação, fórum de suporte, a comunidade, e o blog – tem também a versão brasileira. Quando o software é baixado daqui, tu precisa contratar um domínio e um serviço de hospedagem, e fazer a instalação. Por isso down’n’dirty. Não é difícil, mas é um pouco complicado pra iniciantes. A vantagem de fazer teu site dessa maneira é que tu tem controle absoluto sobre ele.
  24. 24. Mas, antes... ● Qual o assunto do blog? ● Quais serão os assuntos? E as categorias? ● O blog terá muito conteúdo multimídia? ● Haverá conteúdo com apresentação diferenciada? Comece a planejar seu blog pelo conteúdo que será apresentado ao visitante, não pelos recursos ou visual que ele deverá ter.
  25. 25. Vamos praticar?
  26. 26. NÃO SE PREOCUPE!
  27. 27. ● Acessar https://br.wordpress.com ● Criar uma conta ● Explorar a interface ● Customizar
  28. 28. ● Acessar https://br.wordpress.org ● Fazer download (arquivo .zip) ● Crie uma base de dados para o WP no seu servidor, assim como um usuário MySQL com todos os privilégios sobre ela ● Coloque os arquivos do WP no local desejado ● Execute o script de instalação entrando na página principal do seu site. A FAMOSA INSTALAÇÃO DE 5 MINUTOS
  29. 29. https://www.youtube.com/watch?v=sxK_LVfdF2w
  30. 30. Para oficina já temos WP instalado para praticar.
  31. 31. Temas ● Facilita a customização do blog ● Conheça o tema que você está instalando ● Não é porque ele fica bonito no seu site que ele é o ideal para o projeto ● É possível inserir novos temas pela administração do WP ● Há um editor (básico) de temas dentro da administração ● Busque sempre temas que podem ser customizados ● Bom temas responsivos
  32. 32. Vamos pesquisar temas.
  33. 33. Plugins ● Somente instale plugins se for extremamente necessário ● Plugins mal escritos ou já ultrapassados podem conter falhas de segurança ou deixar o seu blog mais pesado ● Ou até mesmo tirá-lo do ar
  34. 34. Vamos explorar plugins.
  35. 35. Widgets ● Facilita a customização do blog ● Não está preso ao conceito de sidebar: você pode inserir onde quiser dentro do tema
  36. 36. Vamos explorar widgets.
  37. 37. SEO (Search Engine Optimization) ● Monitora o seu site e indica tendências ● Não ceda às tentações ● O melhor SEO é o seu conteúdo ● (mas é claro que existem plugins para facilitar) Conjunto de técnicas utilizadas que tendem a buscar um melhor posicionamento diante dos principais motores de busca.
  38. 38. 10 dicas de SEO para WP
  39. 39. 1. Títulos Tenha <title> únicas para cada página.
  40. 40. É um dos fatores mais importantes para rankear. Escolha muito bem os seus títulos.
  41. 41. Você entende isso? www.alinecorso.com.br/?=p123 E isso? www.alinecorso.com.br/oficina-wordpress-na-vereda Faça URLs amigáveis aproveitando sua palavra-chave. Isso é bom para o usuário e o Google agradece. 2. URLs
  42. 42. Escolha ESTRUTURA PERSONALIZADA nos links permanentes do WP.
  43. 43. Deixe o nome das imagens descritivas e informativas. PÉSSIMO: <img src="dsc00128.jpg" alt="Dicas de SEO" /> ÓTIMO: <img src="dicas-de-seo.jpg" alt="Dicas de SEO" /> 3. Imagens
  44. 44. Procure deixar a imagem junto ao contexto do assunto da página.
  45. 45. 4. Plugins https://wordpress.org/plugins/wordpress-seo Mostra como a sua página vai aparecer na SERP do Google.
  46. 46. Bibliografia http://www.slideshare.net/nubiasouza/oficina-de-wordpress?qid=76a9d6d3-f418-4902-b40c-6527effa4f55&v=&b=&from_search=12 http://www.slideshare.net/graveheart/wordpress-basico?qid=76a9d6d3-f418-4902-b40c-6527effa4f55&v=&b=&from_search=2 http://www.slideshare.net/lcrafael/apresentao-wordpress?qid=76a9d6d3-f418-4902-b40c-6527effa4f55&v=&b=&from_search=5 http://www.slideshare.net/lufreitas/wordpress-blog-8748441 http://www.slideshare.net/renatovieira/wordpress-guiamanual-do-publicador http://www.slideshare.net/gabrielaenathy/apostila-wordpress-13899554 http://www.slideshare.net/agenciapomar/agncia-pomar-manuelomar-manual-wordpress http://www.slideshare.net/viniroger/curso-de-wordpress-45632389 http://www.slideshare.net/betotercette/como-criar-um-blog-usando-o-wordpress-no-seu-prprio-domnio * http://www.bergamotadesign.com.br/wordpress-org-vs-wordpress-com-explicando-diferenca
  47. 47. Bibliografia https://www.youtube.com/watch?v=nPurYFEwHvo&list=PL7E62F1EAD224DE20 http://www.slideshare.net/rodrigosimoni1/10-dicas-de-seo-para-wordpress-16426387
  48. 48. Perguntas?
  49. 49. Muito obrigada! :)

×