Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Fonética e fonologia

84 506 vues

Publié le

  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ACCESS WEBSITE for All Ebooks ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ACCESS WEBSITE for All Ebooks ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • pena que está com erros na parte de exemplos etc...quando explica melhor a parte do R na fonologia.
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • Maravilhoso! e ainda tem exemplos bem humorados em francês, simplesmente amei.
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • MUITO BOM !
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici

Fonética e fonologia

  1. 1. Fonética e Fonologia [email_address]
  2. 4. Por que estudar fonética e fonologia? <ul><li>Ensino de L2 </li></ul><ul><li>Ensino de L1 – AL (aquisição fonológica) </li></ul><ul><li>Atividades clínicas – fonoaudiologia (sem esses conhecimentos, as terapias seriam muito longas e sem grandes resultados) </li></ul><ul><li>Conhecimentos sobre o desenvolvimento da escrita e concepções de ‘erro’ </li></ul><ul><li>Conhecimentos dialetais – amenizar o preconceito lingüístico. </li></ul><ul><li>Análises históricas  mudança sonora </li></ul><ul><li>Tecnologias de reconhecimento de fala (ASR) </li></ul><ul><li>Perícia </li></ul><ul><li>... </li></ul>
  3. 6. <ul><li>Fonética e Fonologia </li></ul><ul><li>SONS </li></ul>
  4. 7. Estudo dos sons <ul><li>PRODUÇÃO  articulação </li></ul><ul><li>COMPOSIÇÃO  formação </li></ul><ul><li>DISTRIBUIÇÃO  lugar na palavra </li></ul><ul><li>FUNÇÃO  vogal ou consoante </li></ul>
  5. 8. Fon ética <ul><li>Propriedades (físicas) dos sons da fala  percepção e produção. </li></ul><ul><li>Plano concreto/físico/tangível/motor da fala – performance. </li></ul><ul><li>Identifica, descreve e classifica os sons articulados. </li></ul><ul><li>Unidade mínima = [fone] </li></ul>
  6. 9. Fonologia <ul><li>Plano abstrato, subjacência (inconscientes, mentais) – competência . </li></ul><ul><li>Organização dos sistemas de sons das línguas através da representação e formalização de modelos/processos sonoros. </li></ul><ul><li>Dá conta do conhecimento (implícito) que os falantes têm das unidades mínimas sonoras da sua própria língua. </li></ul><ul><li>Explica o funcionamento dos sistemas de sons das línguas </li></ul><ul><li>Unidade mínima  /fonema/ </li></ul>
  7. 10. Fonética vs. Fonologia <ul><li>Fala </li></ul><ul><li>Descritiva </li></ul><ul><li>Fisiológico </li></ul><ul><li>FONES </li></ul><ul><li>Performance ou desempenho </li></ul><ul><li>Geral </li></ul><ul><li>Língua </li></ul><ul><li>Explicativa </li></ul><ul><li>Valor distintivo </li></ul><ul><li>FONEMAS </li></ul><ul><li>Competência </li></ul><ul><li>Particular </li></ul>
  8. 11. Fonologia Fon ética
  9. 12. FONÉTICA
  10. 13. <ul><li>Fonética articulatória  descreve e classifica os sons da fala a partir de como são produzidos; </li></ul><ul><li>Fonética acústica  o estudo das propriedades físicas dos sons e do percurso que as ondas trilham; </li></ul><ul><li>Fonética auditiva  como os sons são captados pelo aparelho auditivo e interpretados pelo cérebro humano. </li></ul>
  11. 14. SISTEMA FONATÓRIO SISTEMA ARTICULATÓRIO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  12. 15. <ul><li>Alfabeto Fonético Internacional (IPA)  Associação internacional de Fonética, em Paris-1886. </li></ul><ul><li>Notação padrão - representação fonética. </li></ul>
  13. 18. <ul><li>Após completa oclusão –sons oclusivos que saem como uma explosão, de uma só vez: [p, b]; [t, d]; [k, g] </li></ul><ul><li>Com oclusão parcial –sons fricativos, emitidos enquanto há ar nos pulmões [ θ , ð]; [f, v]; [s,z]; [  ,  ]; [X,  ]; [h,  ], [  ,  ] </li></ul><ul><li>Com passagem até pelo nariz: provoca sons nasais: [m, n,  ] </li></ul><ul><li>Com oclusão evoluindo para soltura do ar: provoca sons africados [  ] </li></ul><ul><li>Após a batida da língua no palato: tepe alveolar [  ], retroflexo [  ] </li></ul><ul><li>Com passagem de ar pelas laterais da língua: [l,  ,  ] </li></ul>Articulação da fala. Qual é o modo de saída do ar?
  14. 19. Vogais e consoantes <ul><li>Consoante - movimento de cerramento- abrimento, com um máximo articulatório, enquanto </li></ul><ul><li>Vogal - movimento de abrimento-cerramento, com um mínimo articulatório, sem esforços. </li></ul>
  15. 20. Escala de estreitamento <ul><li>Oclusiva Nasal Vibrante Fricativa Lateral Aproximante Vogal </li></ul><ul><li>+ - </li></ul>
  16. 21. SISTEMA CONSONANTAL <ul><li>Modo de articulação </li></ul><ul><li>Oclusivas –  </li></ul><ul><li>Fricativas –  ,  </li></ul><ul><li> Africadas -  </li></ul><ul><li>Líquidas –  </li></ul><ul><li>Nasais –  </li></ul><ul><li>Ponto de articulação </li></ul><ul><li>Bilabiais – p, b, m,  ,  </li></ul><ul><li>Labiodentais – f, v </li></ul><ul><li>Alveolares – t, d, n, s, z, l,  </li></ul><ul><li>Alveolopalatais -  </li></ul><ul><li>Palatais -  </li></ul><ul><li>Velares – k, g  </li></ul><ul><li>Glotal -  </li></ul>
  17. 22. Pontos ou zonas de articulação <ul><li>Pontos móveis + estacionários </li></ul><ul><li>Determinados a partir dos movimentos dos órgãos móveis em relação aos estacionários </li></ul>
  18. 23. Articuladores ativos e passivos <ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: lábio inferior </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: lábio superior </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: lábio inferior </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: dentes incisivos superiores </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: lâmina da língua </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: alvéolos </li></ul></ul></ul></ul></ul>Bilabiais Labiodentais Alveolares
  19. 24. Articuladores ativos e passivos <ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: língua </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: palato duro </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: parte posterior da língua </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: véu palatino </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ativo: músculos ligamentais da glote </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Passivo: músculos ligamentais da glote </li></ul></ul></ul></ul></ul>Palatais e Alveolopalatais Velares Glotal
  20. 25. Fases das plosivas (oclusivas) <ul><li>Oclusão </li></ul><ul><li>Manutenção ou hold </li></ul><ul><li>Soltura ou release </li></ul><ul><li>Ex.: [b], [p  ] ~ [  t  ] </li></ul><ul><li>* Não temos consoantes nasais finais, como em ‘ spin’. Essas nasalizam as vogais, mas não são articuladas com manutenção, como em “canto”. </li></ul>
  21. 26. Exemplos de diferentes articulações <ul><li>Fricativas bilabiais </li></ul><ul><li> -  </li></ul><ul><li>b -  </li></ul><ul><li>Como ocorrem no PE e no espanhol. </li></ul>
  22. 27. <ul><li>/t/ e /d/ = alveolares (PB). </li></ul><ul><li>Inglês  /t/ e /d/ = retroflexos ( d ark) </li></ul><ul><li>Assim como o /p/ pode ser aspirado ( p  )  p ot </li></ul><ul><li>Possibilidade de  alveolar em línguas germânicas, como esquilo em alemão. </li></ul><ul><li>Eichhörnchen </li></ul>
  23. 28. <ul><li>Fonética  possibilidades articulatórias  FALA </li></ul><ul><li>Fonologia  sistema contrastivo  </li></ul><ul><li>LÍNGUA </li></ul>
  24. 29. <ul><li>Representação subjacente </li></ul><ul><li>x </li></ul><ul><li>forma fonética </li></ul><ul><li>/bolo/ </li></ul><ul><li>‘ bolo </li></ul><ul><li>‘ bolu </li></ul><ul><li>[‘bolu] </li></ul>
  25. 30. FONOLOGIA
  26. 31. Evid ências para a existência do nível subjacente (fonológico) <ul><li>Diferentes produç ões para /s/ em diferentes contextos: asas pretas, asas brancas, asas amarelas. </li></ul><ul><li>Implica que se considere a existência de um nível que reconhece semelhanças entre os vários ‘s’ e que modifica a sua produção, conforme o contexto. </li></ul><ul><li>Fonologia: processo de abstracção das regularidades comuns a determinados sons co-ocorrentes e mas em variação </li></ul>
  27. 32. <ul><li>Noção de fonema como unidade contrastiva </li></ul><ul><li>zelo / selo </li></ul><ul><li>pato / gato </li></ul>
  28. 33. <ul><li>Arquifonema e Alofonia </li></ul><ul><li>/ga R fo/ - [‘ga r fu] </li></ul><ul><li>Arquifonemas do PB </li></ul><ul><li>/S/ </li></ul><ul><li>/R/ </li></ul><ul><li>/L/ </li></ul><ul><li>/N/ </li></ul>
  29. 34. <ul><li>Arquifonema /R/ - sofre alofonia, manifestando-se, foneticamente, como: </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul>
  30. 35. <ul><ul><li>Alofones: diferentes realizações do mesmo fonema – como é que se sabe que é o mesmo fonema? -> sempre que for possível extrair uma regra que dê conta dos vários contextos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Arquifonema: neutralização de fonemas. </li></ul></ul>
  31. 36. <ul><ul><li>Distribuição complementar (ou variantes contextuais) – os alofones dependem da posição do fonema na palavra – é necessário determinar uma regra que descreva o contexto de um fone ou de outro. </li></ul></ul><ul><li>Ex.: tia – ‘t  ia (depende de contexto interno) </li></ul><ul><li>pa  ta ~ de  di </li></ul><ul><ul><li>Variantes livres – variantes dialetais – não há qualquer regra que determine o seu uso (o seu uso é generalizado). </li></ul></ul><ul><ul><li> Ex.: ‘vezgu x ‘ve  gu ~ /veSgo/ </li></ul></ul>
  32. 37. <ul><li> /S/ Arquifonema </li></ul><ul><li>Alofones [  ] [  ] [z] </li></ul><ul><li> asa s p retas asa s b rancas asa s a marelas </li></ul><ul><li> Variaç ão </li></ul>
  33. 38. O sistema vocálico <ul><li>As vogais do PB caracterizam-se, fonologicamente, por ocuparem a posição de núcleo silábico, necessariamente. </li></ul><ul><li>Não é permitido, na LP, haver uma consoante ocupando o núcleo, como ocorre no inglês, como no caso da palavra /botl/ ( bottle ). </li></ul><ul><li>Só essa restrição de natureza fonológica já estabelece uma diferenciação, em termos de sistema, entre vogais e consoantes. </li></ul><ul><li>A LP constitui um sistema que reputa ideal para a aplicação do critério distribucional, uma vez que suas consoantes não exercem função silábica, pois o núcleo da sílaba sempre é uma vogal. </li></ul><ul><li>Isso quer dizer que, na língua portuguesa, o conceito de vogal, fonologicamente, coincide com o de “silábico”. </li></ul>
  34. 39. O sistema vocálico <ul><li>Câmara Jr. (1970) </li></ul><ul><li>Classificou quanto à articulação (altura da língua): </li></ul><ul><ul><li>vogal baixa (a) </li></ul></ul><ul><ul><li>vogais médias de primeiro grau (  ,  ) </li></ul></ul><ul><ul><li>vogais médias de segundo grau (e, o) </li></ul></ul><ul><ul><li>vogais altas (i, u) </li></ul></ul>
  35. 41. <ul><li>Leva-se também em consideração o movimento da língua em relação às porções da cavidade bucal. A vogal mais posterior e mais arredondada é a /u/ e a mais anterior e menos arredondada é a vogal /i/. </li></ul><ul><li>A vogal /a/ fica em uma posição central, e as médias ficam em uma posição intermediária, tanto em termos de altura, quanto em relação à anterioridade  alvos comuns de processos e regras fonológicas. </li></ul>
  36. 42. <ul><li>Em sílaba tônica, encontram-se oposições entre os sons vocálicos /a/, /  /, /i/, /  / e /u/: </li></ul><ul><li> s[a]co, s[e]co, s[  ]co, s[o]co, s[  ]co, s[u]co </li></ul><ul><li>Quando a sílaba tônica é seguida de consoante nasal, ocorrem as médias de segundo grau e as de primeiro grau não se aplicam . </li></ul>
  37. 43. <ul><li>O quadro de vogais na posição pretônica se reduz a cinco fonemas. ??? </li></ul>
  38. 44. <ul><li>Em sílaba tônica, encontram-se oposições: </li></ul><ul><li> s[a]co, s[e]co, s[  ]co, s[o]co, s[  ]co, s[u]co </li></ul><ul><li>Em posição pretônica  neutralização </li></ul>
  39. 45. <ul><li>Neutralização vocálica  o traço distintivo é perdido na posição pretônica. </li></ul><ul><li>Não há mais divisão entre /e/ e /  / e entre /e/ e /  / enquanto unidades fonológicas distintas, visto que, em posição pretônica, não há oposições entre esses fonemas. </li></ul>
  40. 46. <ul><li>Além da neutralização, são alvo de harmonia vocálica </li></ul><ul><li>pepino > pipinu, coruja > curuja </li></ul><ul><li>“ Mas esse fenômeno não possui o caráter fonológico da neutralização. Trata-se de variação, que não provoca alteração no sistema ” (BATTISTI E VIEIRA, 2005, p. 173). </li></ul><ul><li>Regra de elevação ou alçamento: </li></ul>
  41. 47. Leis fonéticas <ul><li>Força mecânica que rege a produção de sons  leis que não admitem exceção. </li></ul><ul><li>Lei do menor esforço  assimilação, facilitação articulatória, saliência fônica. </li></ul><ul><li>Ex.: tia ~ t  </li></ul><ul><li> tambor ~ dente </li></ul><ul><li> [ ‘  ] ~ [ ‘  ] </li></ul><ul><li> [‘  ] ~ [‘ahdo] / [‘  ] </li></ul>
  42. 48. Saliência fônica <ul><li>Lemle & Naro (1977): quanto menor a distinção, maior a tendência em neutralizar a oposição e prevalecer o uso de apenas uma das formas. </li></ul><ul><li> ]     ,  </li></ul><ul><li>   ]   </li></ul><ul><li>acabou x acabei ~ meio x meia </li></ul>
  43. 49. <ul><li>Em sílabas átonas finais - neutralização entre médias e altas, restando apenas 3 vogais, como em tir[u], tir[i], tir[a]. </li></ul>
  44. 50. <ul><li>Vogais em posição postônica não-final  neutralização entre as posteriores. </li></ul><ul><li>Câmara Jr. (1970): a oposição entre /o/ e /u/ é uma convenção da escrita, pois, na oralidade, em posição postônica, a média /o/ ocorre como /u/, sistematicamente. </li></ul>
  45. 51. <ul><li>Em posição de sílabas átonas finais, ocorre neutralização entre as médias e as altas, restando apenas 3 vogais, como em tir[u], tir[i], tir[a]. </li></ul>
  46. 52. <ul><li>Em português, o arredondamento não é distintivo, é redundante. </li></ul><ul><li>Toda vogal posterior é arredondada, ao contrário do francês. </li></ul>
  47. 53. Sistema vocálico da língua francesa
  48. 54. VOGAIS SECUNDÁRIAS: MESMO PONTO COM INVERSÃO DO TRAÇO DE ARREDONDAMENTO
  49. 57. <ul><li>Parte do nível fonológico para o fonético </li></ul><ul><li>  /  [‘  ]  [‘  ] </li></ul><ul><li>Regras fonológicas – ambiente, contexto </li></ul><ul><li>Classes naturais </li></ul>
  50. 58. Premissas da fonêmica <ul><ul><li>Os sons tendem a ser modificados pelo ambiente em que se encontram (sons vizinhos ou precedentes, fronteiras de sílabas, morfemas, palavras e frases, posição do som em relação ao acento). </li></ul></ul><ul><ul><li>V___V - ba r ata </li></ul></ul><ul><ul><li>#____ - s uco </li></ul></ul><ul><ul><li>____# - bol u </li></ul></ul><ul><ul><li>____+__ - mes m u </li></ul></ul><ul><ul><li>____$__ - tran s porte </li></ul></ul>
  51. 59. A SÍLABA ONSET (Ataque, cabeça ou margem inicial) NÚCLEO CODA (margem final) (N) (C) (G) V (G) (C) (C)
  52. 60. A sílaba
  53. 61. Exercício <ul><li>Imagine que você sorteou as seguintes letras: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>R, B, A, F, O, L , C, I, D </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Quantas palavras podem ser formadas? </li></ul>
  54. 62. Restrições combinatórias <ul><li>Intervocálica  19 segmentos </li></ul><ul><li>Absoluta  16 segmentos </li></ul><ul><li>(  ,  e  não se aplicam, com exceção de lhama, por exemplo) </li></ul>
  55. 63. Onset complexo <ul><li>C1 – plosiva ou fricativa </li></ul><ul><li>C2 – [l] ou [r] </li></ul><ul><li>fr uta, pr ato, pl anta, ... </li></ul><ul><li>Exceção: </li></ul><ul><li>Vl – Vladimir (empréstimos) </li></ul><ul><li>Tl – atlas (derivados do latim) </li></ul><ul><li>Vr – vridu (interna à palavra é possível  livro) </li></ul>
  56. 64. Coda <ul><li>/S/ - /pa S ta/ </li></ul><ul><li>/R/- /to R to/ </li></ul><ul><li>/L/ - /bo L sa/ </li></ul><ul><li>/N/- /ka N to/ </li></ul>
  57. 65. <ul><li>‘ sali’ </li></ul><ul><li>‘ spali’ </li></ul><ul><li>As línguas variam quanto aos seus inventários fonéticos e quanto à organização da estrutura silábica. </li></ul>
  58. 66. <ul><li>Só mais tarde a criança alcança a coda que trava a sílaba </li></ul><ul><li>Carne, marmelada, porta </li></ul>

×