Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.
INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS
I - ÁGUA FRIA
II - ÁGUA QUENTE
III- INCÊNDIO
IV - ESG. SANITÁRIOS
V- ÁGUAS PLUVIAIS
VI - GÁS
...
Bibliografia
Hélio Creder, Instalações Hidráulicas e Sanitárias.Rio de
Janeiro.Editora LTC. 5a Edição.
Macintyre, Archibal...
I - INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA
ENG. SIMON BOLIVAR M. MENDES
INTRODUÇÃO
• O que é uma instalação predial de água fria?
• É um conjunto de tubulações, equipamentos,
reservatórios e dis...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS
• Coluna de Distribuição
Leva ao apartamento a água proveniente da caixa d’água.
• Coluna de Águas...
• Coluna de Águas Pluviais
Coluna que recebe toda as águas provenientes de chuvas.
• Como a coluna de águas servidas, nos ...
Válvulas Redutoras de Pressão
Têm como finalidade diminuir a pressão da água dentro da
tubulação, tornando mais fácil o ma...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
• Ligações da caixa d’água
• Além da tubulação de alimentação, que termina na torneira
de bóia, existem na caixa d’água ma...
Em geral, nas residências se usa tubo de 25 mm na alimentação
e de 32 mm no ladrão e na tubulação de lavagem. Esta última
...
BARRILETE
O barrilete coleta a água pelo menos 10 cm acima do fundo da
caixa, para evitar que se use água contaminada pelo...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Res em fibra de vidro, tubos partem da lateral, evitam os apoios
• Ramais de distribuição
• Dos barriletes saem as colunas de distribuição e daí para os
ramais de distribuição. Os ramais ...
Em pequenas obras, costuma-se sair com um tubo de 50 mm
para alimentar o banheiro (com válvula de descarga) e outra de
25 ...
Caso o banheiro utilize caixa acoplada ao invés de válvula de
descarga, pode ser alimentado com um único tubo de 25 ou 32
...
As medidas de tubo que indicamos acima são genéricas, mas são
também as mais usadas, tanto que acabaram virando padrão
par...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
ELABORAÇÃO DE PROJETO
1. Planta baixa, cortes, detalhes e vistas isométricas c/ o traçado
dos condutos.
2. Memória descrit...
TERMINOLOGIA
• Aparelho sanitário, barrilete, caixa de descarga, conjunto
elevatório, instalação elevatória, consumo diári...
1.0 – DADOS PARA PROJETO
1.1 TIPOS DE SISTEMA
1. Sistema direto de distribuição
2. Sistema indireto de distribuição, sem b...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
FIG. 1.1 – SISTEMA DIRETO
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
FIG 1.2 – SIST INDIRETO (descendente)
Engº Simon Bolivar M. Mendes
SIST INDIRETO (com bombeamento)
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
ESQUEMA DE UM SIST. PREDIAL DE
ÁGUA FRIA
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Engº Simon Bolivar M. Mendes
ÁGUA FRIA
Engº Simon Bolivar M. Mendes
ÁGUA FRIA E ÁGUA QUENTE
ISOMÉTRICA
1.1 – TAXA DE OCUPAÇÃO
Para calcular o consumo residencial diário, considera-se a
seguinte taxa de ocupação: cada quarto s...
Para efeitos didáticos, para prédios públicos ou comerciais, pode-se considerar
as taxas de ocupação apresentadas a seguir...
1.2 – CONSUMO DE ÁGUA
Tipo de edificação Consumo (litros/ dia)
Alojamentos provisórios
Ambulatórios
Apartamentos de padrão médio
apartamento de ...
1.3 – DIMENSIONAMENTO DO ALIMENTADOR PREDIAL
1.3 - Dimensionamento do alimentador predial (ramal predial
interno)
No sistema indireto admite-se abastecimento continuo ...
Uma outra forma de calcular o diâmetro do alimentador predial é através
do Ábaco de Fair-Whipple-Hsiao. Entra-se com o val...
TUBOS COBRE E PVC
TUBO AÇO GALV. E FeFo
1.4 – CAPACIDADE DOS RESERVATÓRIOS
Prever reservatórios com capacidade suficiente para dois dias de
consumo e mais a reser...
UMA OUTRA FORMA SERIA:
Exercício 01: Um edifício de 10 pavimentos com 4 apartamentos
por pavimento, sendo cada apartamento com 3 quartos sociais ...
Taxa “per capita”de água 200 l/hab.dia (tab. 1.2)
Consumo diário 200x284 = 56800 l
Consumo p/ dois dias 2x56800 = 113600 l...
Exercício 02: Um prédio de apartamentos tem 48 apartamentos
de sala, 3 quartos e 1 quarto de empregada mais o apartamento
...
Consumo para dois dias 2x70400 = 140800 l
Taxa para incêndio (20% consumo diario): 0,2x70400 = 14080 l
Vol total = 140800 ...
1.5 - VAZÃO DAS PEÇAS DE UTILIZAÇÃO
• VER TAB. 1.3
Engº Simon Bolivar M. Mendes
AULA 03
Engº Simon Bolivar M. Mendes
1.6 - CONSUMO MÁXIMO PROVÁVEL
NUNCA HÁ A POSSIBILIDADE DE USO SIMULTÂNEO DE TODAS
AS PEÇAS ( ver tab 1.4)
PELA NORMA: Q = ...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
TAB. 1.4
Com o peso das peças de utilização pode-se determinar o
diâmetro e a vazão das canalizações, veja a fig. 1.5 a
Engº Simon Bolivar M. Mendes
Exercício: Dimensionar um encanamento (ramal) que alimenta
um banheiro, com as seguintes peças: um vaso sanitário, um
lava...
Entrando no ábaco 1.5 a, ∑Pesos = 42,1, então, encontro a vazão =
1,9 l/s e o diâmetro do tubo de 1 ¼” (32 mm).
Obs.: usan...
2.0 – DIMENSIONAMENTO DOS ENCANAMENTOS
2.1 – DIÂMETRO DOS SUB-RAMAIS
2.2 - RAMAIS
Engº Simon Bolivar M. Mendes
TAB. 1.9 – SEÇÕES EQUIVALENTES (MÉTODO DO CONSUMO
MÁXIMO POSSÍVEL)
Pelo consumo ...
Exercício 01: Dimensionar um ramal para atender as seguintes
peças de uso simultâneo em uma residência:
Sub-ramal 1: pia d...
Resp.:
Dimensionamento dos sub-ramais, ver tab. 1.8
Pia de cozinha: DN- 15 (1/2”)
Vaso Sanitário: DN-32 (11/4”)
Lavatório:...
Com o total de 15.8, pela tabela 1.9 (seção equiv.) constata-se
que um ramal de 1 ½” satisfaz.
Exercício 02: Dimensionar u...
2.3 – DIÂMETRO DAS COLUNAS DE DISTRIBUIÇÃO
• Método de Hunter
É bom lembrar que deve-se evitar ramais longos, é preferível...
2.3 – COLUNAS (MÉTODO DE HUNTER)
COL TRE P.U P AC Q D VEL L REAL L EQ Lt P DISP J Hf P JUS OBS
l/s mm m/s m m m mca m/m m ...
DESCRIÇÃO DA PLANILHA
a) Numerar a coluna;
b) Marcar com letras os trechos em que haverá; derivações
para os ramais;
c) So...
g) Obter V em m/s e J em m/m (fig. 1.8; 1.9 ou 1.11.
OBS.: Se V>3,0 m/s, escolher um D maior;
Obs. Não considerar a tab. 1...
FIG 1.8 - TUBO AÇO GALV. E FeFo
FIG 1.9 -TUBOS COBRE E PVC
Exercício 01: Dimensionar as colunas 1,2 e 3 de um edifício
residencial de quatro pavimentos, que atendam as seguintes
peç...
• Pé direito: 3,0 m
• Tubulação em ferro galvanizado
• Pressão disponível na derivação do 4o pav = 5,5 m
• Comprimento rea...
DIMENSIONAMENTO DAS COLUNAS (MÉTODO DE HUNTER)
COL TRE PESO
UNIT
PESO
AC.
Q D VEL L REAL L EQ Lt P DISP J Hf P JUS OBS
l/s...
COLUNA
(a)
TRECHO
(b)
PESO
UNIT
©
TAB 1.3
PESO
ACUMUL
ADO
(d)
Q(L/S)
FIG 1.5a
(e)
D(mm)
FIG 1.5a
(f)
V(m/s)
FIG 1.8
(g)
L ...
RESP.:
I - COLUNA 1
Pesos unitários no 2o, 3o e 4o pav.(tab 1.3)
B CH L BD
AQ = 1 + 0.5 + 0.5 + 0.1 = 2,1
AQ = 2.1
B = 1.0...
Pesos unitários no 1o pav.
VS c/ cx. descarga = 0.3
B = 1.0
L = 0.5
CH = 0.5
BD = 0.1
TOTAL = 2.4
Total da coluna 01= (pav...
Na fig. 1.5a: com o peso acumulado de 15.0 encontra-se:
Q = 1,17 l/s e D = 1 ¼” (32 mm)
Velocidade (fig 1.8) … V = 1,5 m/s...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
FIG 1.8 - TUBO AÇO GALV. E FeFo
Perdas de carga localizadas transformadas em comprimento eq.
Fig. 1.13a e Fig. 1.13b
Trecho A-B:
Reg. gaveta 2 ½” (63 mm) ...
• TRECHO B-C
Tê de 1” (25mm) 1,66 m
• TRECHO C-D
Tê de 1” 1,66 m
• TRECHO D-E
Curva de ¾”(20mm) 0,48 m
PERDA DE CARGA UNITÁRIA (J) – [m/m]
Fig 1.8
Trecho A-B
Com Q = 1,17 l/s e D = 32 mm (1 ¼”), tem-se V=1,5 m/s e J=0.13m/m
h...
Trecho C-D
Com Q=0,78 l/s e D=25mm, tem-se V=1,5 m/s e J=0,18 m/m
hf = 0,18 x 4,66 = 0,84 m
Trecho D-E
Com Q=0,47 l/s e D=...
PRESSÃO DISPONIVEL
Trecho A-B = 5,5 m (dado)
Pressão a jusante do trecho A-B = 5,5 – 2,33 = 3,17 m
Pressão disponível do t...
II – COLUNA 2
Trecho A-F
Peso unitário = 40
Peso acumulado = 4 x 40 = 160
Vazão: (fig 1.5a)……com o peso ac = 160, tem-se Q...
Perdas localizadas:
Registro de gaveta de 2 ½” (63 mm) 0,4 m
Tê de 2 ½” 2 x 4,16 = 8,32 m
Tê de 2” (50 mm) 3,33 m
Total 12...
Obs.: SEGUE O MESMO PROCEDIMENTO PARA OS DEMAIS
TRECHOS
Trechos F-G e G-H:
Perda de carga localizada (comprimento equivale...
III – COLUNA 3
Pesos unitários (Tab 1.3)
VS (c/ VD) 40
P 0.7
F 0.1
T 1.0
CH 0.5
Total 42.3
Peso acumulado
Trecho A-J: 4 x 42,3 = 169,2
Na fig 1.5a com o peso ac. encontro Q e D
Vel, na fig 1.8 com Q e D encontro J...
Trecho J-L
Tê de 2” 3,3 m
Trecho L-M
Tê de 1 ½” 2,50 m
Trecho M-N
Curva de raio longo 1 ½” 0,95 m
VERIFICAÇÃO:
Pressão estática em E
5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m
∑Perdas de carga até E: 2,33+1,26+0,84+1,02 = 5,45 m
Pressão e...
VERIFICAÇÃO:
Pressão estática em I
5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m
∑Perdas de carga até I = 5,07 m
Pressão a jus. de H-I = 9,43 m...
VERIFICAÇÃO:
Pressão estática em N
5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m
∑Perdas de carga até N = 3,12+0,57+0,99+0,43 = 5,11 m
Pressão ...
Engº Simon Bolivar M. Mendes
3.0 – DIÂMETRO DO BARRILETE
3.1 – DEFINIÇÃO
É o cano que interliga as duas metades da caixa d’água e de onde
partem as col...
a) Método de Hunter
 Fixa-se a perda de carga em 8% (perda de carga unitária)
 Calcula-se a vazão como se cada metade da...
b) Método das Seções Equivalentes
 Usa-se a tab. 1.9 – Seções Equivalentes
 Considera-se que metade da caixa atenda à me...
Exercício: Dimensionar o barrilete da figura
Dados:
Tubos de ferro fundido
Vazões:
Col 1 = 4,0 l/s
Col 2 = 3,5 l/s
Col 3 =...
Resp.:
1o Método – Hunter
Barrilete A-B, atende as colunas 1 e 2
Barrilete C-D, atende as colunas 3 e 4
Vazão em A-B = Vaz...
2o Método – Seções Equivalentes
Barrilete A-B:
A col 1 tem D=2 ½” logo, pela tab 1.9 tem-se 65,5
A col 2 tem D=2”logo, pel...
4.0 – DIÂMETRO DAS TUBULAÇÕES DE RECALQUE E SUCÇÃO
4.1 – DEFINIÇÃO
Recalque: É o encanamento que vai da bomba ao reservató...
4.0 – DIÂMETRO DAS TUBULAÇÕES DE RECALQUE E SUCÇÃO
4.1 – DEFINIÇÃO
Recalque: É o encanamento que vai da bomba ao res. Supe...
4.2 – DIÂMETRO DE RECALQUE
• Fórmula de Bresse: D = 1.3(X1/4).Q1/2
D = diâmetro em metros
Q = vazão em m3/s
X = número de ...
Ex.: Sabendo-se que o consumo diário de um prédio é 68160 l,
dimensione o diâmetro da tubulação de recalque.
Resp.:
No de ...
5.0 – ESCOLHA DA BOMBA DE RECALQUE
Com os valores de altura manômetrica e vazão, escolhe-se a
bomba adequada.
• Potência d...
BOMBAS
Potência instalada
Admitir, na prática, uma certa folga para os motores elétricos.
Acréscimos:
50% para as bombas a...
Potência dos motores elétricos fabricados no Brasil;
CV ¼, 1/3, ½, ¾, 1, 11/2, 2, 3, 5, 6, 71/2, 10, 12, 15, 20, 25,
30, 3...
Dimensionar um conjunto motor-bomba centrífuga para recalcar
a água do reservatório inferior para o res superior de um edi...
Resp.:
a) Cálculo dos diâmetros de recalque e sucção
No de horas de funcionamento da bomba = 5
Vazão horária: 60000/5 = 12...
b) Cálculo do comprimento equivalente na sucção
Fig 1.13a e Fig 1.13b
1 válvula de pé 17,0 m
1 curva de 90o 1,68 m
2 joelh...
c) Cálculo da perda de carga unitária na sucção (J)
Com D=21/2” e Q=3,33 l/s, entro no ábaco de Fair Whipple (fig
1.8) e e...
Comprimento do recalque 62,0 m
TOTAL: 15,1 + 62 = 77,1 m
f) Cálculo de J no recalque (fig 1.8)
Com D=2” e Q=3,33 l/s entro...
i) Potência
P =
Ɣ.𝐴𝑀𝑇.𝑄
75.η
=
1000𝑥49,85𝑥0,0033
75𝑥0,5
= 4,39 CV
P = 1,3 x 4,39 = 5,7
Padotada = 6 CV
Obs.: Para a escolha definitiva da bomba, entramos na curva da
bomba com os valores de AMT x Q (m3/h) e escolhemos o tipo
...
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Aula de instalacoes prediais de água fria
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Aula de instalacoes prediais de água fria

62 258 vues

Publié le

Aula de instalações prediais

Publié dans : Ingénierie
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/qURD } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Répondre 
    Voulez-vous vraiment ?  Oui  Non
    Votre message apparaîtra ici

Aula de instalacoes prediais de água fria

  1. 1. INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS I - ÁGUA FRIA II - ÁGUA QUENTE III- INCÊNDIO IV - ESG. SANITÁRIOS V- ÁGUAS PLUVIAIS VI - GÁS Engº Simon Bolivar M. Mendes
  2. 2. Bibliografia Hélio Creder, Instalações Hidráulicas e Sanitárias.Rio de Janeiro.Editora LTC. 5a Edição. Macintyre, Archibald Joseph. Instalações Hidráulicas Prediais e Industriais.Rio de Janeiro.Editora LTC. 3a Edição. Botelho, Manoel Henrique/Ribeiro Jr, Geraldo Andrade.São Paulo.Editora Blucher.3a Edição Bibliografia Complementar Azevedo Neto, José M. de. São Paulo.Editora Blucher. 2a Edição. Porto, Roberto de Melo.Hidráulica Básica. São Paulo. Editora USP.3a Edição Silvestre, Paschoal. Hidráulica Geral. Editora LTC. 1a Edição
  3. 3. I - INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA ENG. SIMON BOLIVAR M. MENDES
  4. 4. INTRODUÇÃO • O que é uma instalação predial de água fria? • É um conjunto de tubulações, equipamentos, reservatórios e dispositivos existentes a partir do ramal predial, destinado ao abastecimento dos pontos de utilização de água do prédio, em quantidade suficiente e mantendo a qualidade da água fornecida pelo sistema de abastecimento. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  5. 5. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  6. 6. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS • Coluna de Distribuição Leva ao apartamento a água proveniente da caixa d’água. • Coluna de Águas Servidas É a coluna que recebe toda a água utilizada no apartamento, como esgoto, tanque e banheiros. • Nos prédios mais antigos , são confeccionadas em ferro fundido e nos atuais em tubos de p.v.c. . Quando necessário, serão substituídas em tubos de p.v.c. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  7. 7. • Coluna de Águas Pluviais Coluna que recebe toda as águas provenientes de chuvas. • Como a coluna de águas servidas, nos prédios mais antigos , são confeccionadas em ferro fundido e nos atuais em tubos de p.v.c. . Quando necessário, serão substituídas em tubos de p.v.c. • Barriletes Centrais de distribuição de água, que estão localizadas logo abaixo das caixas d’água superiores, e que possuem a função de distribuir água limpa pelas tubulações. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  8. 8. Válvulas Redutoras de Pressão Têm como finalidade diminuir a pressão da água dentro da tubulação, tornando mais fácil o manuseio de torneiras, chuveiros, máquinas de lavar, filtros em geral encontrados dentro dos apartamentos. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  9. 9. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  10. 10. • Ligações da caixa d’água • Além da tubulação de alimentação, que termina na torneira de bóia, existem na caixa d’água mais três tipos de ligação: ladrão, lavagem e barriletes. • O ladrão fica localizado na parte superior da caixa d’água, próximo à borda. Sua função é evitar que água transborde, caso a torneira de bóia falhar. Justamente para isto, o diâmetro do ladrão tem que ser maior do que a tubulação de entrada. Engº Simon Bolivar M. Mendes AULA 02
  11. 11. Em geral, nas residências se usa tubo de 25 mm na alimentação e de 32 mm no ladrão e na tubulação de lavagem. Esta última fica exatamente no fundo, bem rente à borda, e sua função é esvaziar totalmente a caixa para limpeza ou manutenção. Para tanto a tubulação de lavagem tem um registro, para ser aberto única e exclusivamente nesta ocasião.
  12. 12. BARRILETE O barrilete coleta a água pelo menos 10 cm acima do fundo da caixa, para evitar que se use água contaminada pelos depósitos que vão sedimentando no fundo da caixa. A saída para lavagem coleta a água o mais próximo possível ao fundo, justamente para retirar as partículas sedimentadas Engº Simon Bolivar M. Mendes
  13. 13. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  14. 14. Res em fibra de vidro, tubos partem da lateral, evitam os apoios
  15. 15. • Ramais de distribuição • Dos barriletes saem as colunas de distribuição e daí para os ramais de distribuição. Os ramais de distribuição, por sua vez, levam a água fria através do imóvel conduzindo-a até os sub- ramais e daí para os pontos de consumo, constituídos pelos chuveiros, torneiras, etc. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  16. 16. Em pequenas obras, costuma-se sair com um tubo de 50 mm para alimentar o banheiro (com válvula de descarga) e outra de 25 ou 32 mm para alimentar cozinha, área de serviço e banheiros com bacia de caixa acoplada. Em obras maiores, com mais cômodos, é conveniente fazer uma saída para cada banheiro, outra para a cozinha e outra para a área de serviço. Com isto, um ambiente não interfere no funcionamento do outro, pois ficam totalmente independentes.
  17. 17. Caso o banheiro utilize caixa acoplada ao invés de válvula de descarga, pode ser alimentado com um único tubo de 25 ou 32 mm, que servirá também para o chuveiro e pia. Se o projeto estiver prevendo aproveitamento de água de chuva, de cisterna ou de reuso, deverá haver uma caixa d’água e uma tubulação especificamente para o vaso sanitário, pois não se deve utilizar água reciclada no chuveiro, nas pias, na cozinha e na área de serviço. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  18. 18. As medidas de tubo que indicamos acima são genéricas, mas são também as mais usadas, tanto que acabaram virando padrão para os dispositivos encontrados no comércio. Atendem realmente à maioria dos casos de pequenas obras, mas se você tiver um projeto diferente, como um comércio ou indústria, ou até mesmo uma residência um pouco mais sofisticada precisará dimensionar a tubulação. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  19. 19. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  20. 20. ELABORAÇÃO DE PROJETO 1. Planta baixa, cortes, detalhes e vistas isométricas c/ o traçado dos condutos. 2. Memória descritiva, justificativa e de cálculo; 3. Especificações do material e normas para a sua aplicação (opcional) 4. Orçamento (opcional) • Deve constar na planta de arquitetura a localização das caixas d’água e dos diversos pontos de consumo; • Escala de projeto: 1:50; 1:100 • Detalhes: 1:20; 1:25 Engº Simon Bolivar M. Mendes
  21. 21. TERMINOLOGIA • Aparelho sanitário, barrilete, caixa de descarga, conjunto elevatório, instalação elevatória, consumo diário, extravasor, coluna de distribuição, ramal, sub-ramal, ramal predial, vávula de retenção e vazão Engº Simon Bolivar M. Mendes
  22. 22. 1.0 – DADOS PARA PROJETO 1.1 TIPOS DE SISTEMA 1. Sistema direto de distribuição 2. Sistema indireto de distribuição, sem bombeamento 3. Sistema indireto de distribuição, com bombeamento Engº Simon Bolivar M. Mendes
  23. 23. Engº Simon Bolivar M. Mendes FIG. 1.1 – SISTEMA DIRETO
  24. 24. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  25. 25. Engº Simon Bolivar M. Mendes FIG 1.2 – SIST INDIRETO (descendente)
  26. 26. Engº Simon Bolivar M. Mendes SIST INDIRETO (com bombeamento)
  27. 27. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  28. 28. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  29. 29. ESQUEMA DE UM SIST. PREDIAL DE ÁGUA FRIA
  30. 30. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  31. 31. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  32. 32. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  33. 33. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  34. 34. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  35. 35. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  36. 36. Engº Simon Bolivar M. Mendes ÁGUA FRIA
  37. 37. Engº Simon Bolivar M. Mendes ÁGUA FRIA E ÁGUA QUENTE
  38. 38. ISOMÉTRICA
  39. 39. 1.1 – TAXA DE OCUPAÇÃO Para calcular o consumo residencial diário, considera-se a seguinte taxa de ocupação: cada quarto social ocupado por duas pessoas e cada quarto de serviço, por uma. Na falta de dados para outros casos, pode-se considerar a tabela 1.1
  40. 40. Para efeitos didáticos, para prédios públicos ou comerciais, pode-se considerar as taxas de ocupação apresentadas a seguir: Local Taxa de ocupação Bancos Uma pessoa por 5,00 m2 de área Escritórios Uma pessoa por 6,00 m2 de área Pavimentos térreos Uma pessoa por 2,50 m2 de área Lojas (pavimentos superiores) Uma pessoa por 5,00 m2 de área Museus e bibliotecas Uma pessoa por 5,50 m2 de área Salas de hotéis Uma pessoa por 5,50 m2 de área Restaurantes Uma pessoa por 1,40 m2 de área Salas de operação (hospital) Oito pessoas Teatros, cinemas e auditórios Uma cadeira para cada 0,70 m2 de área Fonte: Creder (1995) TAB. 1.1
  41. 41. 1.2 – CONSUMO DE ÁGUA
  42. 42. Tipo de edificação Consumo (litros/ dia) Alojamentos provisórios Ambulatórios Apartamentos de padrão médio apartamento de padrão luxo Cavalariças Cinemas e teatros Creches Edifícios públicos ou comerciais Escolas- externatos Escolas- internatos Escolas- semi-internatos Escritórios Garagens e postos de serviços Garagens e postos de serviços Hotéis (sem cozinha e sem lavanderia) Hotéis (com cozinha e com lavanderia) Hospitais Industrias- uso pessoal Indústrias- com restaurante Jardins (rega) Lavanderias Mercados Orfanatos, asilos e berçários Postos de serviço para automóveis Piscinas- lâmina de água Residência popular Residência de padrão médio Residência padrão luxo Restaurantes e similares Templos 80 - per capita 25 - per capita 250- per capita 300- per capita 100- por cavalo 2- por lugar 50- per capita 80- per capita 50- per capita 150- per capita 100- per capita 50- per capita 150- por automóvel 200- por caminhão 120- por hóspede 250- por hóspede 250- por leito 80- por operário 100- por operário 1.5- por m2 30- por kg de roupa seca 5-por m2 de área 150-per capita 150-por veículo 2.5-cm por dia 150-per capita 250-per capita 300-per capita 25-por refeição 2-por lugar CONSUMO DIÁRIO
  43. 43. 1.3 – DIMENSIONAMENTO DO ALIMENTADOR PREDIAL
  44. 44. 1.3 - Dimensionamento do alimentador predial (ramal predial interno) No sistema indireto admite-se abastecimento continuo durante 24 horas e que a vazão atende o consumo de água. • Qap (m3/s) = CD / 86.400 ou Qap (m) = (4 Q / 3,1416 V)1/2 onde: Qap= Vazão do alimentador predial em m3/s CD= Consumo diário em m3 V= Velocidade da água – 0,6 a 1,0 m/s
  45. 45. Uma outra forma de calcular o diâmetro do alimentador predial é através do Ábaco de Fair-Whipple-Hsiao. Entra-se com o valor do consumo diário e a velocidade fixada em 1 m/s. Obs.: O diâmetro mínimo é de ¾”(20 mm) Ex.: Dimensionar o ramal predial para o consumo diário de 68.160 l Resp.: Usando a tabela: Para Q = 68,16 m3/dia e V=1,0 m/s, pela tab. Encontro DN=32 Usando o Ábaco: Q = 68160/86400 = 0,79 l/s e V= 1 m/s, entro no Ábaco e encontro D = 1 ¼” (32 mm)
  46. 46. TUBOS COBRE E PVC
  47. 47. TUBO AÇO GALV. E FeFo
  48. 48. 1.4 – CAPACIDADE DOS RESERVATÓRIOS Prever reservatórios com capacidade suficiente para dois dias de consumo e mais a reserva de incêndio que é de 15% a 20% do consumo diário.(segundo a NBR-5626/98) • Res. Superior = 2/5 da capacidade de reservação • Res. Inferior = 3/5 da capacidade de reservação
  49. 49. UMA OUTRA FORMA SERIA:
  50. 50. Exercício 01: Um edifício de 10 pavimentos com 4 apartamentos por pavimento, sendo cada apartamento com 3 quartos sociais e um de empregada mais o apartamento do zelador. Determinar a capacidade dos reservatórios Resp.: Cada apto 7 pessoas Cada pav `4x7 = 28 pessoas 10 pav 10x28 = 280 pessoas Apto do zelador 4 pessoas Total: 284 pessoas
  51. 51. Taxa “per capita”de água 200 l/hab.dia (tab. 1.2) Consumo diário 200x284 = 56800 l Consumo p/ dois dias 2x56800 = 113600 l Reserva de incêndio (20%) 0,2x56800 = 11360 l Vol total = 113600 + 11360 = 124960 l Cap do res inferior = (3/5) 124960 = 74976 = 75000 l = 75 m3 Cap do res sup = (2/5) 124960 = 49984 l = 50000 l = 50 m3
  52. 52. Exercício 02: Um prédio de apartamentos tem 48 apartamentos de sala, 3 quartos e 1 quarto de empregada mais o apartamento do zelador e 48 vagas de garagem onde é permitida a lavagem de carro. Determinar a capacidade do res inferior e superior. Resp.: 48 aptos(3qtosx 2 pessoas+1qto empx 1 pessoa)x200l/hab.dia = 67200 l Apartamento do zelador: 4 x 200 = 800 l Garagem (lavagem de carro): 48 x 50 l/carro (tab 1.2): 2400 l Consumo diário total: 70400 l
  53. 53. Consumo para dois dias 2x70400 = 140800 l Taxa para incêndio (20% consumo diario): 0,2x70400 = 14080 l Vol total = 140800 + 14080 = 154880 l Res inf = 3x154880/5 = 92928 l = 93 m3 Res sup = 2x154880/5 = 61952 l = 62 m3
  54. 54. 1.5 - VAZÃO DAS PEÇAS DE UTILIZAÇÃO • VER TAB. 1.3 Engº Simon Bolivar M. Mendes AULA 03
  55. 55. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  56. 56. 1.6 - CONSUMO MÁXIMO PROVÁVEL NUNCA HÁ A POSSIBILIDADE DE USO SIMULTÂNEO DE TODAS AS PEÇAS ( ver tab 1.4) PELA NORMA: Q = C. ∑𝑃 Q = vazão provável em l/s C = coef. de descarga = 0,30 l/s ΣP = soma dos pesos de todas as peças de utilização do trecho considerado
  57. 57. Engº Simon Bolivar M. Mendes TAB. 1.4
  58. 58. Com o peso das peças de utilização pode-se determinar o diâmetro e a vazão das canalizações, veja a fig. 1.5 a
  59. 59. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  60. 60. Exercício: Dimensionar um encanamento (ramal) que alimenta um banheiro, com as seguintes peças: um vaso sanitário, um lavatório, um bidê, uma banheira e um chuveiro. Resp.: Os pesos correspondentes às peças são: Vaso sanitário (com válvula) 40 Lavatório 0,5 Bidê 0,1 Banheira 1,0 Chuveiro 0,5 SOMA 42,1
  61. 61. Entrando no ábaco 1.5 a, ∑Pesos = 42,1, então, encontro a vazão = 1,9 l/s e o diâmetro do tubo de 1 ¼” (32 mm). Obs.: usando a fórmula de vazão: Q = C√.ΣP = 0,3 x 42,10,5 = 1,95l/s _______________________________________________________ Empregando-se a tab. 1.4 (Probabilidade de uso simultâneo), teríamos: - Aparelhos comuns = 4, logo 68% - Aparelhos com válvula = 1, logo 100% - Soma dos pesos aparelhos comuns: 0,68 x (0,5+0,1+1+0,5) = 1,4 - Soma dos pesos aparelho com válv.: 1 x 40 = 40 - Total dos pesos = 1,4 + 40 = 41,4 - Usando o ábaco 1.5 a, tem-se D = 32 mm
  62. 62. 2.0 – DIMENSIONAMENTO DOS ENCANAMENTOS 2.1 – DIÂMETRO DOS SUB-RAMAIS
  63. 63. 2.2 - RAMAIS Engº Simon Bolivar M. Mendes TAB. 1.9 – SEÇÕES EQUIVALENTES (MÉTODO DO CONSUMO MÁXIMO POSSÍVEL) Pelo consumo máx. Possível, usamos o método das seções equivalentes, em que todos os diâmetros são expressos em função da vazão obtida com ½ polegada. Obs.: Há também o método do consumo máximo provável, usa-se a fig 1.5 b. Não será utilizado nesse curso. 15 20 3225 40 50 60 75 100
  64. 64. Exercício 01: Dimensionar um ramal para atender as seguintes peças de uso simultâneo em uma residência: Sub-ramal 1: pia de cozinha Sub-ramal 2: vaso sanitário com válvula de descarga Sub-ramal 3: Lavatório Sub-ramal 4: Tanque de lavar P VS LV T
  65. 65. Resp.: Dimensionamento dos sub-ramais, ver tab. 1.8 Pia de cozinha: DN- 15 (1/2”) Vaso Sanitário: DN-32 (11/4”) Lavatório: DN- 15 (1/2”) Tanque: DN-20 (3/4”) Seção equivalente: 1+ 10,9 + 1 + 2,9 = 15,8 (Tab 1.9) P VS LV T
  66. 66. Com o total de 15.8, pela tabela 1.9 (seção equiv.) constata-se que um ramal de 1 ½” satisfaz. Exercício 02: Dimensionar um ramal, alimentando simultaneamente 3 ch e 3 LV de um colégio. Seção Eq:1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 = 6 (Tab 1.9……..diâmetro do ramal = 1” (DN-25)) CH CH CH LV LV LV 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 P VS LV T 1 ½”(40)
  67. 67. 2.3 – DIÂMETRO DAS COLUNAS DE DISTRIBUIÇÃO • Método de Hunter É bom lembrar que deve-se evitar ramais longos, é preferível criar novas colunas de distribuição. É conveniente projetar uma coluna só para os vasos sanitários e outra para atender as demais peças.
  68. 68. 2.3 – COLUNAS (MÉTODO DE HUNTER) COL TRE P.U P AC Q D VEL L REAL L EQ Lt P DISP J Hf P JUS OBS l/s mm m/s m m m mca m/m m mca (a) (b) © (d) (e) (f) (g) (h) (i) (j) (l) (m) (n) (o) Engº Simon Bolivar M. Mendes
  69. 69. DESCRIÇÃO DA PLANILHA a) Numerar a coluna; b) Marcar com letras os trechos em que haverá; derivações para os ramais; c) Somar os pesos de todas as peças de utilização (tab. 1.3); d) Juntar os pesos acumulados no trecho; e) Determinar a vazão, em l/s, usando a fig. 1.5 a; f) Arbitrar um diâmetro D em polegada ou mm Engº Simon Bolivar M. Mendes
  70. 70. g) Obter V em m/s e J em m/m (fig. 1.8; 1.9 ou 1.11. OBS.: Se V>3,0 m/s, escolher um D maior; Obs. Não considerar a tab. 1.7 de vel. máx do livro do Hélio Creder h) Comprimento real ( medido em planta) i) Comprimento equivalente (Leq) – devido a perdas localizadas; j) Comprimento total- Lt = L+Leq; l) Pressão disponível no ponto considerado: diferença de nível entre NA do res e este ponto; m) Perda de carga unitária (ver item g); n) Perda de carga total – h = Lt x J; Engº Simon Bolivar M. Mendes
  71. 71. FIG 1.8 - TUBO AÇO GALV. E FeFo
  72. 72. FIG 1.9 -TUBOS COBRE E PVC
  73. 73. Exercício 01: Dimensionar as colunas 1,2 e 3 de um edifício residencial de quatro pavimentos, que atendam as seguintes peças por pavimento: • Coluna 1: aquecedor, banheira, chuveiro, lavatório e bidê nos 2o, 3o e 4o pav. e vaso sanitário com caixa de descarga, banheira, chuveiro, lavatório e bidê no 1o pavimento. Obs.: o aquecedor irá atender, B+CH+L+BD • Coluna 02: Vaso sanitário com válvula de descarga • Coluna 03: Vaso sanitário com válvula de descarga, pia, filtro, tanque e chuveiro AULA 04
  74. 74. • Pé direito: 3,0 m • Tubulação em ferro galvanizado • Pressão disponível na derivação do 4o pav = 5,5 m • Comprimento real da tubulação até a derivação no 4o pav.: A-B = 10,5 m A-F =7,5 m A-J = 8,5 m Diâmetro do barrilete = 2 ½”(63 mm) AQ = aquecedor; VS = vaso sanitario; BD = bidê; CH = chuveiro; B = banheira; L = lavatório; P = pia; F = filtro; T = tanque
  75. 75. DIMENSIONAMENTO DAS COLUNAS (MÉTODO DE HUNTER) COL TRE PESO UNIT PESO AC. Q D VEL L REAL L EQ Lt P DISP J Hf P JUS OBS l/s mm m/s m m m mca m/m m mca (a) (b) © (d) (e) (f) (g) (h) (i) (j) (l) (m) (n) (o) Engº Simon Bolivar M. Mendes TAB 1.3 FIG 1.5 a FIG 1.5 a FIG 1.8 FIG 1.13 a FIG 1.8
  76. 76. COLUNA (a) TRECHO (b) PESO UNIT © TAB 1.3 PESO ACUMUL ADO (d) Q(L/S) FIG 1.5a (e) D(mm) FIG 1.5a (f) V(m/s) FIG 1.8 (g) L REAL (m) (h) Leq (m) FIG 1.13 (i) L TOTAL (m) (j) P DISP(m) (l) PERDA CARGA UNIT FIG 1.8 (m) PERDA CARGA TOTAL (n) PRESSÃO A JUS (o) 1 A-B B-C C-D D-E 4,2 4,2 4,2 2,4 15 10,8 6,6 2,4 1,17 0,98 0,78 0,47 32 25 25 20 1,5 1,8 1,5 1,6 10,5 3,0 3,0 3,0 7,43 1,66 1,66 1,25 17,93 4,66 4,26 4,25 5,50 6,17 7,91 10,07 0,13 0,27 0,18 0,24 2,33 1,26 0,84 1,02 3,17 4,91 7,07 8,82 2 A-F F-G G-H H-I 40 40 40 40 160 120 80 40 3,8 3,3 2,7 1,9 50 40 40 40 1,9 2,4 2,0 1,5 7,5 3,0 3,0 3,0 12,05 2,5 2,5 0,95 19,55 5,5 5,5 3,95 5,5 6,15 7,77 9,83 0,12 0,25 0,17 0,1 2,35 1,38 0,94 0,40 3,15 4,77 6,83 9,43 3 A-J J-L L-M M-N 42,3 42,3 42,3 42,3 169,2 126,9 84,6 42,3 3,9 3,4 2,8 1,95 50 50 40 40 1,8 1,6 2,0 1,6 8,5 3,0 3,0 3,0 17,48 3,30 2,50 0,95 25,98 6,30 5,50 3,95 5,50 5,38 7,81 9,82 0,12 0,09 0,18 0,11 3,12 0,57 0,99 0,43 2,32 4,81 6,82 9,39 OBS.01: CONFERIR A PRESSÃO A JUS COM A PRESSÃO DE SERVIÇO – TAB 1.6 OBS.02: Por construção: A-B = 10,5 m; A-J = 8,5 m; A-F = 7,5 m
  77. 77. RESP.: I - COLUNA 1 Pesos unitários no 2o, 3o e 4o pav.(tab 1.3) B CH L BD AQ = 1 + 0.5 + 0.5 + 0.1 = 2,1 AQ = 2.1 B = 1.0 CH = 0.5 L = 0.5 BD = 0.1 TOTAL = 4,2
  78. 78. Pesos unitários no 1o pav. VS c/ cx. descarga = 0.3 B = 1.0 L = 0.5 CH = 0.5 BD = 0.1 TOTAL = 2.4 Total da coluna 01= (pav. 2,3 e 4) + pav. 1 = 3 x 4.2 + 2.4 = 15.0
  79. 79. Na fig. 1.5a: com o peso acumulado de 15.0 encontra-se: Q = 1,17 l/s e D = 1 ¼” (32 mm) Velocidade (fig 1.8) … V = 1,5 m/s Obs 01. Pode-se usar a eq da continuidade Obs. 02: Se a velocidade for maior que 3,0 m/s escolher um Diâmetro maior
  80. 80. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  81. 81. FIG 1.8 - TUBO AÇO GALV. E FeFo
  82. 82. Perdas de carga localizadas transformadas em comprimento eq. Fig. 1.13a e Fig. 1.13b Trecho A-B: Reg. gaveta 2 ½” (63 mm) 0.4 m Tê de 2 ½” 4.16 m Curva de raio longo de 1 ¼”(32mm) 0,79 m (macho e femea) T de 1 ¼” 2,08 m TOTAL 7,43 m Obs: A redução é desprezível a perda de carga
  83. 83. • TRECHO B-C Tê de 1” (25mm) 1,66 m • TRECHO C-D Tê de 1” 1,66 m • TRECHO D-E Curva de ¾”(20mm) 0,48 m
  84. 84. PERDA DE CARGA UNITÁRIA (J) – [m/m] Fig 1.8 Trecho A-B Com Q = 1,17 l/s e D = 32 mm (1 ¼”), tem-se V=1,5 m/s e J=0.13m/m hf = 0,13 x 17,93 = 2,33 m Trecho B-C Com Q = 0,98 l/s e D = 25 mm, tem-se V=1,8 m/s e J=0.27 m/m hf = 0,27 x 4,66 = 1,26 m
  85. 85. Trecho C-D Com Q=0,78 l/s e D=25mm, tem-se V=1,5 m/s e J=0,18 m/m hf = 0,18 x 4,66 = 0,84 m Trecho D-E Com Q=0,47 l/s e D= 20 mm, tem-se V=1,6 m/s e J=0,24 m/m hf = 0,24 x 4,23 = 1,02 m
  86. 86. PRESSÃO DISPONIVEL Trecho A-B = 5,5 m (dado) Pressão a jusante do trecho A-B = 5,5 – 2,33 = 3,17 m Pressão disponível do trecho B-C = (5,5 + 3.0) – perda de carga em A-B = 8,5 – 2,33 = 6,17 m Pressão a jus. de B-C: 6,17 – 1,26 = 4,91 m Pressão disp. de C-D = (5,5+3+3) – perda de carga em A-B - perda de carga em B-C = 11,5 – 2,33 – 1,26 = 7,91 m Pressão a jus. de C-D = 7,91-0,84 = 7,07 m Pressão disp. de D-E = (5,5+3+3+3) – 2,33 – 1,26 – 0,84 = 10,07 m Pressão a jus. de D-E = 10,07 – 1,02 = 8,82 m
  87. 87. II – COLUNA 2 Trecho A-F Peso unitário = 40 Peso acumulado = 4 x 40 = 160 Vazão: (fig 1.5a)……com o peso ac = 160, tem-se Q = 3,8 l/s e D = 50 mm ou 2” Vel. e perda de carga unitária(J): (fig 1.8) …com Q e D, tem-se V = 1,9 m/s e J = 0,12 m/m Comprimento real = 7,5 m (tirado da planta)
  88. 88. Perdas localizadas: Registro de gaveta de 2 ½” (63 mm) 0,4 m Tê de 2 ½” 2 x 4,16 = 8,32 m Tê de 2” (50 mm) 3,33 m Total 12,05 m Comprimento total = 7,5 + 12,05 = 19,55 m Pressão disponível = 5,5 m Perda de carga total = 0,12 x 19,55 = 2,35 m
  89. 89. Obs.: SEGUE O MESMO PROCEDIMENTO PARA OS DEMAIS TRECHOS Trechos F-G e G-H: Perda de carga localizada (comprimento equivalente) Tê de 1 ½” (40mm) 2,50 m Trecho H-I: Curva raio longo de 1 ½” 0,95 m Perda de carga unitária (J) Fig 1.8
  90. 90. III – COLUNA 3 Pesos unitários (Tab 1.3) VS (c/ VD) 40 P 0.7 F 0.1 T 1.0 CH 0.5 Total 42.3
  91. 91. Peso acumulado Trecho A-J: 4 x 42,3 = 169,2 Na fig 1.5a com o peso ac. encontro Q e D Vel, na fig 1.8 com Q e D encontro J e V Comprimento equivalente (perda localizada) Trecho A-J (fig 1.13a e fig 1.13b) Reg de gaveta de 2 ½” (63mm) 0,4 m Tê de 2 ½” 3 x 4,16 = 12,48 m Curva de raio longo de 2” 1,27 m Tê de saída de 2” 3,33 m Total 17,48 m
  92. 92. Trecho J-L Tê de 2” 3,3 m Trecho L-M Tê de 1 ½” 2,50 m Trecho M-N Curva de raio longo 1 ½” 0,95 m
  93. 93. VERIFICAÇÃO: Pressão estática em E 5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m ∑Perdas de carga até E: 2,33+1,26+0,84+1,02 = 5,45 m Pressão estática em em E: Pressão a jus de E + ∑perdas = 8,82+5,45 = 14,3 m OK!
  94. 94. VERIFICAÇÃO: Pressão estática em I 5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m ∑Perdas de carga até I = 5,07 m Pressão a jus. de H-I = 9,43 m Pressão estática em em I: 9,43+5,07 = 14,5 m OK!
  95. 95. VERIFICAÇÃO: Pressão estática em N 5,5 + 3 + 3 + 3 = 14,5 m ∑Perdas de carga até N = 3,12+0,57+0,99+0,43 = 5,11 m Pressão a jus. de M-N = 9,39 m Pressão estática em em N: 5,11+9,39 = 14,5 m OK!
  96. 96. Engº Simon Bolivar M. Mendes
  97. 97. 3.0 – DIÂMETRO DO BARRILETE 3.1 – DEFINIÇÃO É o cano que interliga as duas metades da caixa d’água e de onde partem as colunas de água. 3.2 – MÉTODO PARA O DIMENSIONAMENTO a) Método de Hunter b) Método das Seções Equivalentes
  98. 98. a) Método de Hunter  Fixa-se a perda de carga em 8% (perda de carga unitária)  Calcula-se a vazão como se cada metade da caixa atendesse à metade das colunas  Com J e Q entra-se no ábaco de Fair-White-Hsiao e encontra- se D.
  99. 99. b) Método das Seções Equivalentes  Usa-se a tab. 1.9 – Seções Equivalentes  Considera-se que metade da caixa atenda à metade das colunas. Obs.: Este método às vezes encontra diâmetros um pouco exagerados.
  100. 100. Exercício: Dimensionar o barrilete da figura Dados: Tubos de ferro fundido Vazões: Col 1 = 4,0 l/s Col 2 = 3,5 l/s Col 3 = 3,4 l/s Col 4 = 3,0 l/s
  101. 101. Resp.: 1o Método – Hunter Barrilete A-B, atende as colunas 1 e 2 Barrilete C-D, atende as colunas 3 e 4 Vazão em A-B = Vazão na col 1 + vazão na col 2 = 7,5 l/s Vazão em C-D = Vazão na col 3 + vazão na col 4 = 6,4 l/s Barrilete A-B: Com Q = 7,5 l/s e J = 0,08 m/m, entro no ábaco fig. 1.8 e encontro D = 3” Barrilete C-D: Com Q = 6,4 l/s e J = 0,08 m/m, entro no ábaco fig. 1.8 e encontro D = 3”
  102. 102. 2o Método – Seções Equivalentes Barrilete A-B: A col 1 tem D=2 ½” logo, pela tab 1.9 tem-se 65,5 A col 2 tem D=2”logo, pela tab. 1.9 tem-se 37,8 65,5 + 37,8 = 103,3 que pela tab. 1.9, tem-se D = 3” Barrilete C-D: A col 3 tem D=2” logo, pela tab 1.9 tem-se 37,8 A col 4 tem D=1 ½”logo, pela tab. 1.9 tem-se 17,4 37,8 + 17,4 = 55,2 que pela tab. 1.9, tem-se D = 2 ½” Obs.: Aconteceu do diâmetro encontrado do barrilete C-D ser menor que o diâmetro encontrado pelo Método de Hunter
  103. 103. 4.0 – DIÂMETRO DAS TUBULAÇÕES DE RECALQUE E SUCÇÃO 4.1 – DEFINIÇÃO Recalque: É o encanamento que vai da bomba ao reservatório superior. Sucção: É o encanamento que vai do NA min do res. até a bomba - Pela NB-92/80, NBR-5626 o Qmin da bomba é igual a 15% a 20% do consumo diário. - Admitindo 20%, a bomba deverá funcionar durante 5 horas para recalcar o consumo diário. - Exemplo: Se o consumo diário é 20 m3 a bomba terá que recalcar 4,0 m3/h (20/4 = 4 m3/h)
  104. 104. 4.0 – DIÂMETRO DAS TUBULAÇÕES DE RECALQUE E SUCÇÃO 4.1 – DEFINIÇÃO Recalque: É o encanamento que vai da bomba ao res. Superior Sucção: É o encanamento que vai do NA mín do reservatório inferior até a bomba • Pela NB-92/80 o Qmin da bomba é igual a 15% do consumo diário. Como dado prático, considerar 20%, logo a bomba deverá funcionar durante 5 horas para recalcar o consumo diário. Ex.: Se o consumo diário é 20 m3 a bomba terá que recalcar 4,0 m3/hora
  105. 105. 4.2 – DIÂMETRO DE RECALQUE • Fórmula de Bresse: D = 1.3(X1/4).Q1/2 D = diâmetro em metros Q = vazão em m3/s X = número de horas de funcionamento da bomba/24 horas 4.3 – DIÂMETRO DA SUCÇÃO Considera-se um diâmetro a mais
  106. 106. Ex.: Sabendo-se que o consumo diário de um prédio é 68160 l, dimensione o diâmetro da tubulação de recalque. Resp.: No de horas de funcionamento da bomba: 5 horas/dia Vazão = 68160/5 = 13632 l/hora = 0,0038 m3/s D = 1,3 x (5/24)1/4 x Q1/2 D = 0,052m = 52 mm Dadotado = 50 mm (2”) D sucção = 63 mm (21/2”)………75mm
  107. 107. 5.0 – ESCOLHA DA BOMBA DE RECALQUE Com os valores de altura manômetrica e vazão, escolhe-se a bomba adequada. • Potência do motor P = Ɣ.𝐴𝑀𝑇.𝑄 75.η P = potência em CV AMT = altura manômetrica total em metros Q = vazão em 𝑚3 /s η = rendimento do conj motor-bomba Ɣ= peso específico da água = 1000 kg/𝑚3
  108. 108. BOMBAS Potência instalada Admitir, na prática, uma certa folga para os motores elétricos. Acréscimos: 50% para as bombas até 2 CV 30% para as bombas até 2 a 5 CV 20% para as bombas até 5 a 10 CV 15% para as bombas até 10 a 20 CV 10% para as bombas de mais de 20 HP
  109. 109. Potência dos motores elétricos fabricados no Brasil; CV ¼, 1/3, ½, ¾, 1, 11/2, 2, 3, 5, 6, 71/2, 10, 12, 15, 20, 25, 30, 35, 40, 45, 50, 50, 80, 100, 125, 150, 200 e 250 Obs.: Para potências maiores os motores são fabricados sob encomenda.
  110. 110. Dimensionar um conjunto motor-bomba centrífuga para recalcar a água do reservatório inferior para o res superior de um edificio residencial de 10 pav com os seguintes dados. Consumo diário + incêndio: 60000 l Altura de sucção 2,0 m Altura de recalque 40,0 m Comprimento da sucção 3,0 m Comprimento do recalque 62,0 m • Usar tubos de ferro galvanizado • Rendimento do conj. motor-bomba: 50%
  111. 111. Resp.: a) Cálculo dos diâmetros de recalque e sucção No de horas de funcionamento da bomba = 5 Vazão horária: 60000/5 = 12000 l/h = 0,00333 m3/s D = 1,3. 5/244 . 0,00333 = 1,3 x 0,67 x 0,0577 = 0,05m =50mm Drecalque = 50 mm (2”) Dsucção = 63 mm (21/2”)
  112. 112. b) Cálculo do comprimento equivalente na sucção Fig 1.13a e Fig 1.13b 1 válvula de pé 17,0 m 1 curva de 90o 1,68 m 2 joelhos 2x2,35 4,7 m 2 registros de gaveta 2x0,4 0,8 m 1 tê de saída bilateral 4,16 m TOTAL 28,34 m Comprimento da sucção 3,00 m TOTAL 31,34 m
  113. 113. c) Cálculo da perda de carga unitária na sucção (J) Com D=21/2” e Q=3,33 l/s, entro no ábaco de Fair Whipple (fig 1.8) e encontro: J = 0.029 m/m e V = 1,0 m/s d) Perda de carga total na sucção (hs) Perda de carga total (hs) = 0,029 x 31,34 = 0,91 m e) Comprimento equivalente para o recalque – 2” (50 mm) 1 válvula de retenção (leve) 4,2 m 5 cotovelos curtos (5x1,88) 9,4 m 1 saída de canalização 1,5 m TOTAL 15,1 m
  114. 114. Comprimento do recalque 62,0 m TOTAL: 15,1 + 62 = 77,1 m f) Cálculo de J no recalque (fig 1.8) Com D=2” e Q=3,33 l/s entro no ábaco e encontro J=0,09 m/m e V = 1,5 m/s g) Perda de carga total no recalque (hr) hr = 0,09 x 77,1 m = 6,94 m h) Altura manômetrica total (AMT) AMT = Hs + Hr + ∑hs + ∑hr = 2,0 + 40,0 + 0,91 + 6,94 = 49,85 m
  115. 115. i) Potência P = Ɣ.𝐴𝑀𝑇.𝑄 75.η = 1000𝑥49,85𝑥0,0033 75𝑥0,5 = 4,39 CV P = 1,3 x 4,39 = 5,7 Padotada = 6 CV
  116. 116. Obs.: Para a escolha definitiva da bomba, entramos na curva da bomba com os valores de AMT x Q (m3/h) e escolhemos o tipo de bomba (ver fig). AMT = 49,85 m e Q = 12 m3/h, encontro uma bomba KSB ETABLOC ESCANEAR FIG PAG 67

×