Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Abordagem Humanista na Educação

38 799 vues

Publié le

Seminário apresentado para a disciplina Teorias Pedagógicas Aplicadas à Educação Especial.

Publié dans : Formation
  • Identifiez-vous pour voir les commentaires

Abordagem Humanista na Educação

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Disciplina: Teorias Pedagógicas Aplicadas à Educação Especial Docente: Prof. Dra. Rosimeire Maria Orlando
  2. 2. ANTECEDENTES HISTÓRICOS:  No sentido amplo da palavra, humanismo significa valorizar o ser humano e sua condição acima de tudo.  Está relacionado a generosidade e tem a ânsia de estimar os preceitos humanos  O humanismo foi um movimento que teve inicio no século XIV, ele tinha como enfoque o homem como o centro do interesse.  Com esse movimento, a igreja que tinha forte poder de influencia e que ditava rumo das coisas baseado no teocentrismo (Deus como centro de tudo), deu lugar ao antropocentrismo (homem com centro de tudo).  O humanismo marcou a transição da Idade Média para a Idade Moderna com a arte, filosofia, ciência, literatura e psicologia.  A psicologia Humanista surgiu na década de 60 nos Estados Unidos, no qual já estava acontecendo vários movimentos e revoluções de pensamentos e ideais.  Surgiu para substituir a escola tradicional, a psicanálise e o comportamentalismo.
  3. 3.  O aluno é visto como o sujeito do processo de aprendizagem.  O sujeito se autoconhece e o professor é um guia para auxilia-lo.  Os princípios fundamentais estão refletidos na aprendizagem contínua.  Totalmente focada na oposição da pedagogia tradicional.  Metodologia diferenciada e ao mesmo tempo conservadora.  Politica pedagógica que defende a ideologia das classes sociais
  4. 4. TÓPICOS DO TRABALHO:  Método de Paulo Freire  Rogers  Escola de Summerhill  Neill  Abraham Maslow  Homem  Mundo  Sociedade-cultura  Conhecimento  Educação  Escola  Ensino-aprendizagem  Professor-aluno  Metodologia  Avaliação
  5. 5. Paulo Freire, humanista, defende uma nova concepção do saber, a chamada epistemologia, que tem como enfoque ir além do modelo tradicional, focando em uma nova abordagem que vise o conhecimento no processo ensino-aprendizagem, o que por sua vez tira do ponto de vista educacional a pedagogia do oprimido.
  6. 6.  Rogers deixa claro sua inquietação devido a metodologia das escolas tradicionais e suas regras impostas, na qual o aluno é um ser passivo diante da aprendizagem. A teoria é considerada irrealizável e utópica por alguns críticos, todavia é também vista como revolucionária e instigadora. É necessário que tenha uma alteração no campo educacional para que a teoria seja colocada em prática, e que o aluno e suas emoções, sentimentos e interesse seja respeitado e priorizado.
  7. 7.  Summerhill foi a primeira escola democrática do mundo, criada por Neill, que trouxe um novo olhar pedagógico para a educação, atendendo crianças para o ensino fundamental e médio de vários lugares.  As crianças moram na escola, em liberdade, mas obedecendo as leis do país e quando estas forem rompidas, eles respondem por seus atos. Os alunos não são obrigados a assistirem às aulas, eles tem o poder de escolher as disciplinas que querem e quando querem ter, tendo total liberdade de decidir o que aprender.
  8. 8.  Neill acreditava que o ser humano é curioso por natureza e em busca do conhecimento para saciar essa curiosidade ele procura as respostas de suas dúvidas corriqueiras, e a partir disso aprendem através das suas experiências. Era totalmente contrario às ideias de ensino sob pressão.  Ele tinha a concepção de que a criança é livre assim como seu intelecto, suas emoções e seu artístico.
  9. 9.  Maslow era considerado o pai do movimento humanista, ele pensava que para uma pessoa se tornar capaz de realizar suas capacidades e habilidades era necessário a tendência individual, sendo assim o grau mais elevado da existência humana, ele teve um papel fundamental na psicologia humanista, sendo um dos principais teóricos.
  10. 10.  Concepção de homem: • O homem nesse contexto é visto como um projeto constante e inacabado. O homem é visto como alguém situado no mundo que está sempre em processo contínuo de mudança, de descoberta do próprio ser.  Concepção de Mundo: • A definição de mundo na concepção humanista é relativa, diz que cada sujeito vê o mundo de determinada forma, com base em suas próprias experiências.
  11. 11.  Sociedade-cultura • Aqui, diz que a única autoridade responsável dos sujeitos é de instalar a qualidade de um relacionamento interpessoal.  Conhecimento • A própria experiência subjetiva é o fundamento sob o qual o conhecimento é constituído. O homem obtém conhecimento quando experimenta, ele busca seu próprio saber.
  12. 12.  Educação • A educação tem como enfoque a construção de ideias e condições que promovem a aprendizagem do aluno, fazendo com que este libere sua capacidade de ensino-aprendizagem. Dessa maneira será possível seu desenvolvimento intelectual e emocional. • Crescimento pessoal ou interpessoal é educação, e tem como objetivo um processo de aprendizagem que envolva experiências e conhecimentos do próprio aluno.
  13. 13.  Escola e Ensino- Aprendizagem • Esta deve oferecer condições para que a criança se desenvolva, para que tenha sua autonomia, sempre respeitando-a. Tendo um princípio básico de não pressionar e não intervir no crescimento do aluno. O ensino-aprendizagem busca sempre utilizar procedimentos para que o aluno administrar seu próprio conhecimento.
  14. 14.  Professor-Aluno  O professor é o responsável por facilitar a aprendizagem do aluno, ele não transmite os conhecimentos, uma vez que os próprios alunos aprendem a partir de suas experiências e conhecimentos. O educador ajuda os educandos nos processos de transformações.  Para que essa ação funcione, e que ele seja um bom orientador é necessário que desenvolva qualificações fundamentais que ocasiona quando o professor deixa de lado seus pré-conceitos e passa a entender as necessidades do aluno, qualificações que podemos definir como: autencidade, aceitação a empatia e compreensão, conceitos que geram uma aprendizagem mais significativa.
  15. 15.  Metodologia e Avaliação • Na metodologia a importância é secundaria, que independente de qual seja o método que o professor usa para ensinar um determinado contexto, o aluno aprendera porque aquilo lhe é interessante. Um exemplo usado no texto é que, quando você quer aprender a dividir independente do método usado pelo professor para te ensinar, você irá aprender porque você quer aprender, esta foi uma escolha feita pelo próprio indivíduo. • Esta abordagem defende a auto-avaliação, pois o fato de que só o indivíduo pode conhecer realmente a sua experiência, esta só pode ser julgada a partir de critérios internos do organismo; critérios externos ao organismo podem propiciar o seu desajustamento.
  16. 16.  A abordagem humanista na educação traz novos aspectos para a pedagogia e para a educação. Foi a partir dessa abordagem que a educação começou a ser vista com outros olhos, de uma maneira menos rígida, punitiva, com foco na aprendizagem do aluno e em seus saberes. A pedagogia humanista torna possível que haja uma harmonia no ambiente escolar, entre professores e alunos. E que também faz os estudantes trazerem seus conhecimentos e curiosidades para dentro da sala de aula, sem que tenham medo de fazer perguntas, ou expor seus conhecimentos.
  17. 17.  A respeito da educação especial, a escola inclusiva por exemplo é um desafio, uma vez que os sistemas não fazem nada ou fazem muito pouco. Para se ter a inclusão é preciso ter modificações profundas, que pedem ousadia, prudência, uma política efetiva que ofereça às crianças com deficiência educação de qualidade, para que assim seja uma escola democrática e única. (BUENO, 2001, p.27).  Para isso é necessário que haja novas estruturas das políticas e práticas que são vivenciadas nas escolas, de uma forma que esteja aberta às diversidades dos alunos. Tendo essa abordagem humanista e democrática, olhando o indivíduo e suas singularidades, com o objetivo de crescimento e inserção social de todos.
  18. 18.  Mizukami, M. d. (1986). Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU.  ROGERS, C. R. (2001). Torna-se Pessoa. São Paulo: Martins Fontes.  Soares, G. d. (02 de 2013). Fonte: Portfólio - Psicologia da Educação: http://psicologiadaeducacao-portfolio.blogspot.com.br/2013/03/a aprendizagem-na- perspectiva-humanista.html  (Junho, 2009). Fonte: Psicologia Humanista: http://psiquehumanista.blogspot.com.br
  19. 19. https://www.youtube.com/watch?v=wrwlL0QxWig
  20. 20.  Analisar a frase abaixo e com base no seminário apresentado, explica-la em no mínimo 5 linhas.  O que mais chamou atenção da abordagem apresentada?

×