Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

It 004 exame pratico lp

316 vues

Publié le

Instrução tecnica para liquido penetrante

Publié dans : Ingénierie
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

It 004 exame pratico lp

  1. 1. Manual: S-LP Página: 1 de 3 LÍQUIDO PENETRANTE EXAME PRÁTICO N1 e N2 INSTRUÇÕES AO CANDIDATO IT-004 Revisão: 7 (Jul/2006) 1. OBJETIVO Esta instrução tem por objetivo, fornecer ao candidato as instruções necessárias para a execução do exame prático no ensaio não destrutivo por líquido penetrante, de acordo com o Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Pessoal em END - SNQC/END. 2. DOCUMENTOS APLICÁVEIS - ABENDE - NA-001 - Qualificação e Certificação de Pessoal em Ensaios Não Destrutivos. - ABENDE - DC-001 - Qualificação e Certificação de Pessoal em Ensaios Não Destrutivos. - LV -002 - Lista de Verificação Exame Prático N1 e N2– Candidato - PR-001 – Procedimento de END – Líquido Penetrante - IT-114 – Instruções ao Candidato – Geral 3. MODALIDADES O exame prático será aplicado na seguinte modalidade: - LP-N1-G - Líquido Penetrante - profissional nível 1 - LP-N2-G - Líquido Penetrante - profissional nível 2 4. REGRAS GERAIS a. Para a realização do exame prático é necessário que o candidato apresente-se munido de todo o material necessário para o ensaio. O candidato poderá fazer opção pelo uso do material do CEQ no ato de sua inscrição. b. Durante o exame o candidato somente deve fazer uso da cópia do procedimento e das Instruções ao Candidato entregues pelo examinador. c. Os relatórios deverão ser escritos com caneta azul ou preta. Os relatórios não deverão conter rasuras ou emendas, que possam causar dúvidas no resultado do candidato. d. O exame será interrompido durante o horário de almoço. 5. EXECUÇÃO DO EXAME PRÁTICO 5.1 Divisão e Seqüência de Aplicação do Exame O exame prático consta de 3(três) etapas: Etapa 1 O candidato deve realizar a identificação, rastreabilidade e o teste de sensibilidade do conjunto fornecido, de acordo com o procedimento de inspeção e a checagem das condições de iluminação. Nesta etapa o candidato que deve registrar a data de validade da calibração dos equipamentos e condições dos mesmos. Obs.: Este item deve ser executado independentemente de estar ou não em conformidade quanto a data de fabricação, prazo de validade, número de lote ou corrida de fabricação, entretanto em condições normais de avaliação esta prática não é aceitável, estando aqui com o objetivo único de simular situações diversas quanto à habilidade do inspetor em executar e avaliar o teste. Etapa 2 Durante a realização do ensaio nos corpos de prova o candidato será avaliado quando aos requisitos de execução do método de END (limpeza inicial, remoção do excesso, etc.)
  2. 2. Manual: S-LP Página: 2 de 3 LÍQUIDO PENETRANTE EXAME PRÁTICO N1 e N2 INSTRUÇÕES AO CANDIDATO IT-004 Revisão: 7 (Jul/2006) Inspeção de corpos-de-prova, conforme definido na tabela 1, com emissão de relatórios de avaliação e registro de resultados. A ordem de execução do ensaio é a critério do candidato, podendo, caso seja de seu interesse, serem inspecionados mais de um corpo-de-prova ao mesmo tempo. Tabela 1 –Quantidade, tipo de CP e método de remoção QUANTIDADE TIPO DE CP MÉTODO OBSERVAÇÃO 1 Chapa soldas IIC Colorido remoção-solvente 1 Junta de ângulo em T IIA Colorido remoção-água 1 Junta de raiz (Obs. 1) IIC Colorido remoção-solvente Obs.: (1) Inspeção de solda de topo apenas com o passe de raiz. Etapa 3 Elaboração de uma Instrução de END de um corpo de prova fornecido. 5.2 Tempo Disponível O tempo disponível para a execução do exame é de: • Etapa 1: 1 hora • Etapa 2 : 3 horas • Etapa 3 : 1,0 horas Obs.: (1) Tempo disponível para o ensaio de todos os CP’s, emissão de laudo e preenchimento dos relatórios. 5.3 Materiais a serem utilizados nos ensaio No caso de material próprio, é de responsabilidade do candidato a seleção e utilização de materiais penetrante e equipamentos medição com qualidade assegurada. Os materiais penetrantes devem ser checados através de teste de recebimento do produto e os equipamentos de medição devem possuir certificados de calibração dentro do prazo de validade, quando aplicável. Os seguintes equipamentos deverão ser providenciados pelo candidato ou fornecido pelo CEQ : Equipamentos e produtos obrigatórios • 01 trena • 01 caneta azul ou preta • 01 avental • 01 aplicador de água • 01 escova de aço manual • 01 Kg de retalhos de panos (preferencialmente branco) • 01 rolo de fita crepe de 25 mm de largura • 01 lata de revelador em suspensão não-aquoso (aerossol) • 01 lata de penetrante vermelho lavável a água • 01 lata de penetrante fluorescente removível a água • 01 lata de líquido penetrante removível com solvente • 01 litro de thinner Equipamentos e materiais desejáveis (não obrigatórios) • Pirômetro de contato • Luxímetro • Medidor de luz ultravioleta • Padrão JIS de 20 e 30 µm • Bloco comparador tipo Petrobrás • 01 prancheta escolar
  3. 3. Manual: S-LP Página: 3 de 3 LÍQUIDO PENETRANTE EXAME PRÁTICO N1 e N2 INSTRUÇÕES AO CANDIDATO IT-004 Revisão: 7 (Jul/2006) 5.4 Execução da Etapa 1 Na execução da Etapa 1 o candidato deve efetuar o teste de sensibilidade e dar o parecer sobre o conjunto de inspeção fornecido (nesta fase solicitar a presença do examinador). Após efetuar o ensaio no padrão, fazer a limpeza nos materiais e equipamentos fornecidos. O ensaio deve ser efetuado a temperatura ambiente e o valor da temperatura registrada. Para penetrantes coloridos é recomendado o padrão JIS de 30 ou 50 µm e para penetrantes fluorescentes, o padrão de 10 ou 20 µm. 5.5 Ensaio de Corpos-de-prova (Etapa 2) O examinador determinará a relação dos corpos-de-prova a serem inspecionados. Todos os corpos de prova estão numerados e com a indicação do referencial "zero" para determinação da posição das descontinuidades. Todas as etapas do ensaio serão acompanhadas pelo examinador. Para tanto é necessário que o examinador seja avisado quando: a) a limpeza inicial estiver concluída b) o excesso de penetrante será removido c) será feita a aplicação de revelador d) o laudo final está concluído Durante a fase de revelação, os corpos de prova tipo chapa e junta de ângulo devem permanecer na posição plana, sobre a bancada. São permitidos retoques na camada de revelador durante os sete minutos iniciais. A limpeza final deve ser feita em todas as peças utilizadas, e as mesmas devem ser recolocadas em seus lugares de origem após liberação pelo examinador. O local de realização do ensaio deve ser mantido limpo e organizado. 5.6 Critério de Registro e de Avaliação das Descontinuidades Todas as descontinuidades relevantes reveladas (exceto mordeduras e respingos) devem ser registradas. As descontinuidades registradas devem ser avaliadas de acordo com o critério estabelecido no procedimento de inspeção. Para cada corpo de prova deverá ser emitido um relatório, bem como preenchido um Mapa de Localização de Descontinuidades, este fornecido pelo examinador. 5.7 Elaboração da Instrução de END – Etapa 3 Deverá ser elaborada uma Instrução de END de um corpo-de-prova ou situação fornecida. Esta instrução deverá ser elaborada levando-se em conta que esta deverá ser lida, entendida e utilizada por um profissional nível 1 e/ou nível 2. A instrução deverá ser elaborada conforme o formulário (ficha técnica) fornecida. 6. REEXAME Caso ocorra a reprovação, no reexame o candidato deverá refazer apenas as Etapas que não obteve resultado satisfatório.

×