Resumo Caderno IV

Leonardo Ornellas Pena
Leonardo Ornellas PenaProfessor de Inglês à EEPHP
LINGUAGENS
Etapa II – Caderno IV
Autores:
Prof. Dr. Adair Bonini
Profa. Dra. Claudia Hilsdorf Rocha
Prof. Dr. Fernando Jaime Gonzalez
Prof. Dra. Magali Kleber
Prof. Dr. Paulo Evaldo Fensterseifer
Prof. Dr. Ruberval Franco Maciel
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA
PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO
Quem integra a área de Linguagens?
• Língua Portuguesa
• Língua Materna (populações indígenas)
• Línguas Estrangeiras
• Artes (Artes Visuais, Dança, Música e Teatro)
• Educação Física
DCNEM (BRASIL, 2012),
Como a área se define?
A área ganha um núcleo definidor à medida que
todos os seus componentes se voltam para os
conhecimentos e saberes relativos às interações
e às expressões do sujeito em práticas
socioculturais [...] como área, todos os
componentes curriculares arrolados acima, de
algum modo,enfocam as representações de
mundo, as formas de ação e as manifestações de
linguagens, entendendo-as como constitutivas
das práticas sociais e, ao mesmo tempo, por elas
constituídas.
Linguagens
As linguagens são aqui compreendidas
como formas sócio-historicamente
definidas de produção de sentidos, sendo
que elas configuram mundos e o que
denominamos realidade. São, desse
modo, discursivamente orientadas.
Natureza situada da linguagem
A natureza situada das práticas de linguagens
advém, ainda, do reconhecimento de que os
sentidos não são preestabelecidos ou
estáticos, mas que são construídos de forma
dinâmica nas relações sociais, e são marcados
por posicionamentos éticos, estéticos,
políticos, entre outros.
A área de Linguagens abarca, por conseguinte,
práticas sociais diversas, as quais envolvem,
em toda sua pluralidade, representações,
formas de ação e de manifestações de
linguagens culturalmente organizadas e
historicamente determinadas. Em seu núcleo,
as linguagens abarcam os mais diversos modos
de expressões e performances artísticas e
literárias, manifestações de movimento
corporal e gestual e vivências de
interpretação e construção de sentidos
DIREITOS DE APRENDIZAGEM
[...] DIZEM RESPEITO ÀS EXPERIÊNCIAS A QUE OS ESTUDANTES TERÃO ACESSO E AOS
TIPOS DE SABERES QUE CONSTITUIRÃO. NESSE TEXTO, ESTAMOS
ENTENDENDO QUE OS ESTUDANTES TÊM DIREITO
1. à pluralidade de práticas e valores socioculturais;
2. à consideração de seus saberes na relação com a
experiência escolar;
3. à compreensão, apropriação e uso de várias formas de
linguagem;
4. ao acesso crítico a patrimônios;
5. à reflexão sobre as relações de poder e sobre as
instituições políticas;
6. à problematização das relações entre cultura, ciência,
tecnologia, sociedade e ambiente;
7. à construção e apropriação de ferramentas conceituais e
procedimentais de diversas tradições do conhecimento humano;
8. à historicidade como forma de desnaturalização das condições de
produção e validação dos conhecimentos;
9. ao pensamento emancipador;
10. ao desenvolvimento de práticas refletidas orientadas ao cuidado de
si;
11. à apropriação de estratégias de tratamento de dados que viabilizem
pensar a produção e a transformação do conhecimento e da realidade;
12. à atuação consciente no que concerne aos dilemas da
contemporaneidade que afetam a dignidade humana;
13. à vivência no espaço escolar de experiências intencionalmente
organizadas que considerem os seus interesses específicos;
14. à reflexão sobre o trabalho humano e seu papel na construção das
relações entre pessoas e destas com as instituições.
Os conhecimentos da área de linguagem que podem ser
mobilizados nas práticas educativas, sendo que e eles dizem
respeito
• à organização e o uso crítico das diferentes
linguagens;
• à cultura patrimonializada local, nacional e
internacional;
• à diversidade das linguagens;
• à naturalização/desnaturalização das linguagens nas
práticas sociais;
• à autoria e ao posicionamento na realização da
própria prática;
• ao mundo globalizado, transcultural e digital e as
práticas de linguagem.
Quando esses conhecimentos ganham espaço
nas atividades de ensino e aprendizagem
desencadeadas na escola, eles, ao mesmo
tempo, remetem a direitos que neles se
manifestam como potencialidades. Nesse
sentido é que, quando trabalhamos o
conhecimento “d”, em práticas como um debate
sobre o eurocentrismo na arte, sobre a
idealização do falante nativo de uma língua
estrangeira, ou uma pesquisa sobre as condições
de classe, gênero, etnia nos esportes, estamos
criando condições para a efetivação dos direitos
de aprendizagem 5, 6, 8 e 9.
Possibilidades de abordagens pedagógico-curriculares
na área de Linguagens
PRÁTICA /TÉCNICA
PEDAGOGIA/MÉTODO
FILOSOFIA/ABORDAGEM
(Monte Mór, 2011; Ono, 2013; Maciel, 2014)
1 sur 11

Recommandé

Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI par
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINICaderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINISalete Perini
43.1K vues42 diapositives
Resumo revisado dos cadernos do PACTO DO ENSINO MEDIO segunda etapa par
Resumo revisado dos cadernos do PACTO DO ENSINO MEDIO segunda etapaResumo revisado dos cadernos do PACTO DO ENSINO MEDIO segunda etapa
Resumo revisado dos cadernos do PACTO DO ENSINO MEDIO segunda etapaSoraya Tolentino
42K vues37 diapositives
Pnaic caderno 9 par
Pnaic caderno 9Pnaic caderno 9
Pnaic caderno 9Daniela Menezes
6K vues106 diapositives
Unidade 6 alfabetização e as áreas do conhecimento (1) par
Unidade 6 alfabetização e as áreas do conhecimento (1)Unidade 6 alfabetização e as áreas do conhecimento (1)
Unidade 6 alfabetização e as áreas do conhecimento (1)Naysa Taboada
48.5K vues41 diapositives
PNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo par
PNAIC 2015 - Caderno 1 CurrículoPNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
PNAIC 2015 - Caderno 1 CurrículoElieneDias
127.8K vues97 diapositives
Pnaic caderno 4 par
Pnaic caderno 4Pnaic caderno 4
Pnaic caderno 4Daniela Menezes
12.5K vues116 diapositives

Contenu connexe

Tendances

PNAIC - Direitos de aprendizagem em história par
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história ElieneDias
33.8K vues37 diapositives
Caderno 4 2ª etapa pacto par
Caderno 4   2ª etapa pactoCaderno 4   2ª etapa pacto
Caderno 4 2ª etapa pactoAdri Ruas
6.6K vues49 diapositives
Atividades módulo ii progestãoleôncio par
Atividades módulo ii progestãoleôncioAtividades módulo ii progestãoleôncio
Atividades módulo ii progestãoleôncioprogestaoanguera
2.3K vues12 diapositives
PNAIC - Ano 01 unidade 7 par
PNAIC - Ano 01 unidade 7PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7ElieneDias
15.8K vues69 diapositives
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade par
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidadePNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidadeElieneDias
42.6K vues31 diapositives
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren... par
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...crisdelshine
820 vues65 diapositives

Tendances(20)

PNAIC - Direitos de aprendizagem em história par ElieneDias
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
PNAIC - Direitos de aprendizagem em história
ElieneDias33.8K vues
Caderno 4 2ª etapa pacto par Adri Ruas
Caderno 4   2ª etapa pactoCaderno 4   2ª etapa pacto
Caderno 4 2ª etapa pacto
Adri Ruas6.6K vues
Atividades módulo ii progestãoleôncio par progestaoanguera
Atividades módulo ii progestãoleôncioAtividades módulo ii progestãoleôncio
Atividades módulo ii progestãoleôncio
progestaoanguera2.3K vues
PNAIC - Ano 01 unidade 7 par ElieneDias
PNAIC - Ano 01 unidade 7PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7
ElieneDias15.8K vues
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade par ElieneDias
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidadePNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
ElieneDias42.6K vues
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren... par crisdelshine
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...
Elementos conceituais e metodológicos para a construção dos direitos de apren...
crisdelshine820 vues
Curriculo inclusivo par Isa ...
Curriculo inclusivo   Curriculo inclusivo
Curriculo inclusivo
Isa ...3.2K vues
Unidade 01 ano 01 - Currículo no ciclo de alfabetização par PNAICMESQUITA
Unidade 01 ano 01 - Currículo no ciclo de alfabetizaçãoUnidade 01 ano 01 - Currículo no ciclo de alfabetização
Unidade 01 ano 01 - Currículo no ciclo de alfabetização
PNAICMESQUITA8.9K vues
Pnaic unidade 8 sintesep par tlfleite
Pnaic unidade 8 sintesepPnaic unidade 8 sintesep
Pnaic unidade 8 sintesep
tlfleite5K vues
Unidade 6 projetos e sequências didáticas final par Naysa Taboada
Unidade 6 projetos e sequências didáticas finalUnidade 6 projetos e sequências didáticas final
Unidade 6 projetos e sequências didáticas final
Naysa Taboada57.2K vues
Pnaic unidade 5 sintese dos cadernos anos 1, 2 e 3 com alterações par tlfleite
Pnaic unidade 5 sintese dos cadernos anos 1, 2 e 3 com alteraçõesPnaic unidade 5 sintese dos cadernos anos 1, 2 e 3 com alterações
Pnaic unidade 5 sintese dos cadernos anos 1, 2 e 3 com alterações
tlfleite10.8K vues
PNAIC 2015 - Educação do campo par ElieneDias
PNAIC 2015 - Educação do campoPNAIC 2015 - Educação do campo
PNAIC 2015 - Educação do campo
ElieneDias25K vues
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1 par Bete Feliciano
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Bete Feliciano1.1K vues
Formação - caderno 3 pnaic 2015 par Everaldo Gomes
Formação - caderno 3 pnaic  2015Formação - caderno 3 pnaic  2015
Formação - caderno 3 pnaic 2015
Everaldo Gomes12.2K vues

En vedette

Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico par
Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógicoConselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico
Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógicoUBIRAJARA COUTO LIMA
4.8K vues14 diapositives
Pnaic 26 de outubro par
Pnaic 26 de outubroPnaic 26 de outubro
Pnaic 26 de outubroNaysa Taboada
22.4K vues46 diapositives
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado par
Abrindo caminho-de-ana-maria-machadoAbrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machadoNaysa Taboada
29.3K vues13 diapositives
PNAIC - Sintese unidade 6 par
PNAIC - Sintese  unidade 6PNAIC - Sintese  unidade 6
PNAIC - Sintese unidade 6ElieneDias
36.8K vues73 diapositives
24 de novembro par
24 de novembro24 de novembro
24 de novembroNaysa Taboada
17.7K vues10 diapositives
Pnaic 17 novembro par
Pnaic 17 novembroPnaic 17 novembro
Pnaic 17 novembroNaysa Taboada
23.4K vues25 diapositives

En vedette(20)

Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico par UBIRAJARA COUTO LIMA
Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógicoConselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico
Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado par Naysa Taboada
Abrindo caminho-de-ana-maria-machadoAbrindo caminho-de-ana-maria-machado
Abrindo caminho-de-ana-maria-machado
Naysa Taboada29.3K vues
PNAIC - Sintese unidade 6 par ElieneDias
PNAIC - Sintese  unidade 6PNAIC - Sintese  unidade 6
PNAIC - Sintese unidade 6
ElieneDias36.8K vues
Síntese caderno4 pnaic par Fatima Lima
Síntese caderno4 pnaicSíntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaic
Fatima Lima12K vues
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA par Claudio Pessoa
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
Claudio Pessoa30.3K vues
Unidade 8 avaliação e organização do trabalho docente par Naysa Taboada
Unidade 8   avaliação e organização do trabalho docenteUnidade 8   avaliação e organização do trabalho docente
Unidade 8 avaliação e organização do trabalho docente
Naysa Taboada36.8K vues
Pnaic 2016 ii encontro planejamento par Claudio Pessoa
Pnaic 2016 ii encontro planejamento Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Claudio Pessoa2.1K vues
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2) par Naysa Taboada
Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)Unidade 7   planejando o ensino para todos (2)
Unidade 7 planejando o ensino para todos (2)
Naysa Taboada39.9K vues

Similaire à Resumo Caderno IV

Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de Linguagens par
Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de LinguagensOrientações Curricular de Mato Grosso- Área de Linguagens
Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de LinguagensIRACI SARTORI
1.5K vues38 diapositives
Planejamento anual 2023 - para publicação.pdf par
Planejamento anual 2023 - para publicação.pdfPlanejamento anual 2023 - para publicação.pdf
Planejamento anual 2023 - para publicação.pdfflaviaelisaschmittda
668 vues26 diapositives
3 circulación de saberes sobre enseñanza en propuestas curriculares par
3 circulación de saberes sobre enseñanza en propuestas curriculares3 circulación de saberes sobre enseñanza en propuestas curriculares
3 circulación de saberes sobre enseñanza en propuestas curricularesMartha Lucía Salamanca Solis
607 vues18 diapositives
CULINARIA AFETIVA POWERPOINT.pptx par
CULINARIA AFETIVA POWERPOINT.pptxCULINARIA AFETIVA POWERPOINT.pptx
CULINARIA AFETIVA POWERPOINT.pptxAvaliaeseatividadesV
65 vues103 diapositives
BNCC Linguagens e suas Tecnologias.pdf par
BNCC Linguagens e suas Tecnologias.pdfBNCC Linguagens e suas Tecnologias.pdf
BNCC Linguagens e suas Tecnologias.pdfNágela Mila De Mesquita Melo
158 vues47 diapositives
Pcn em par
Pcn emPcn em
Pcn emJorge Junior
456 vues71 diapositives

Similaire à Resumo Caderno IV(20)

Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de Linguagens par IRACI SARTORI
Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de LinguagensOrientações Curricular de Mato Grosso- Área de Linguagens
Orientações Curricular de Mato Grosso- Área de Linguagens
IRACI SARTORI1.5K vues
Considerando cultura em pesquisa call par heloisaliberto
Considerando cultura em pesquisa callConsiderando cultura em pesquisa call
Considerando cultura em pesquisa call
heloisaliberto282 vues
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia... par JaneNi5
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
JaneNi560 vues
Greciely cristina costa 05-08-12 par Samara Santos
Greciely cristina costa 05-08-12Greciely cristina costa 05-08-12
Greciely cristina costa 05-08-12
Samara Santos348 vues
ApresentaçãO Do Grupo B Para O SemináRio 25 11 par ivanizehonorato
ApresentaçãO Do Grupo B Para O SemináRio 25 11ApresentaçãO Do Grupo B Para O SemináRio 25 11
ApresentaçãO Do Grupo B Para O SemináRio 25 11
ivanizehonorato1.7K vues
Universidade do estado do rio de janeiro par marta santos
Universidade do estado do rio de janeiroUniversidade do estado do rio de janeiro
Universidade do estado do rio de janeiro
marta santos1.4K vues

Plus de Leonardo Ornellas Pena

Apresentação Matemática par
Apresentação MatemáticaApresentação Matemática
Apresentação MatemáticaLeonardo Ornellas Pena
1K vues28 diapositives
Resumo Caderno III par
Resumo Caderno IIIResumo Caderno III
Resumo Caderno IIILeonardo Ornellas Pena
1.7K vues25 diapositives
Slide caderno 2 ciências humanas par
Slide   caderno 2 ciências humanasSlide   caderno 2 ciências humanas
Slide caderno 2 ciências humanasLeonardo Ornellas Pena
3.9K vues27 diapositives
Changing Course par
Changing CourseChanging Course
Changing CourseLeonardo Ornellas Pena
557 vues47 diapositives
Theflippedclassroom par
TheflippedclassroomTheflippedclassroom
TheflippedclassroomLeonardo Ornellas Pena
367 vues14 diapositives
2011 horizon-report par
2011 horizon-report2011 horizon-report
2011 horizon-reportLeonardo Ornellas Pena
596 vues40 diapositives

Dernier

Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade... par
Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...
Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...azulassessoriaacadem3
81 vues5 diapositives
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo... par
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...IntegrareAcademy2
51 vues3 diapositives
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co... par
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...azulassessoriaacadem3
27 vues2 diapositives
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf par
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdfRaulGomez822561
11 vues4 diapositives
Caça-palavras sobre BANDEIRAS NO BRASIL.docx par
Caça-palavras sobre BANDEIRAS NO BRASIL.docxCaça-palavras sobre BANDEIRAS NO BRASIL.docx
Caça-palavras sobre BANDEIRAS NO BRASIL.docxJean Carlos Nunes Paixão
68 vues2 diapositives
Poemas de Natal par
Poemas de Natal Poemas de Natal
Poemas de Natal Mary Alvarenga
65 vues2 diapositives

Dernier(20)

Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade... par azulassessoriaacadem3
Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...
Considerando os pontos elencados sobre a importância de desenvolver atividade...
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo... par IntegrareAcademy2
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...
Assim, considerando os vídeos que você assistiu e o estudo realizado ao longo...
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co... par azulassessoriaacadem3
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf par Vítor Santos
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
Vítor Santos71 vues
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ... par IntegrareAcademy2
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for... par IntegrareAcademy2
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf par Paulino Silva
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdfPaulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf
Paulino Silva35 vues
Sendo assim, proponho a você que explique de forma argumentativa como ocorre ... par azulassessoriaacadem3
Sendo assim, proponho a você que explique de forma argumentativa como ocorre ...Sendo assim, proponho a você que explique de forma argumentativa como ocorre ...
Sendo assim, proponho a você que explique de forma argumentativa como ocorre ...
Esse trabalho consiste em desenvolver um programa em linguagem. par IntegrareAcademy2
Esse trabalho consiste em desenvolver um programa em linguagem.Esse trabalho consiste em desenvolver um programa em linguagem.
Esse trabalho consiste em desenvolver um programa em linguagem.
ATIVIDADE 1 - EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA - 54/2023 par AaAssessoriadll
ATIVIDADE 1 - EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA - 54/2023ATIVIDADE 1 - EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA - 54/2023
ATIVIDADE 1 - EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA - 54/2023
AaAssessoriadll34 vues
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co... par azulassessoriaacadem3
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...
1. Como as teorias da Epistemologia Genética e a Teoria Histórico-Cultural co...
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for... par IntegrareAcademy2
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...
A Ciência Contábil desempenha um papel fundamental no mundo dos negócios, for...

Resumo Caderno IV

  • 1. LINGUAGENS Etapa II – Caderno IV Autores: Prof. Dr. Adair Bonini Profa. Dra. Claudia Hilsdorf Rocha Prof. Dr. Fernando Jaime Gonzalez Prof. Dra. Magali Kleber Prof. Dr. Paulo Evaldo Fensterseifer Prof. Dr. Ruberval Franco Maciel MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO
  • 2. Quem integra a área de Linguagens? • Língua Portuguesa • Língua Materna (populações indígenas) • Línguas Estrangeiras • Artes (Artes Visuais, Dança, Música e Teatro) • Educação Física DCNEM (BRASIL, 2012),
  • 3. Como a área se define? A área ganha um núcleo definidor à medida que todos os seus componentes se voltam para os conhecimentos e saberes relativos às interações e às expressões do sujeito em práticas socioculturais [...] como área, todos os componentes curriculares arrolados acima, de algum modo,enfocam as representações de mundo, as formas de ação e as manifestações de linguagens, entendendo-as como constitutivas das práticas sociais e, ao mesmo tempo, por elas constituídas.
  • 4. Linguagens As linguagens são aqui compreendidas como formas sócio-historicamente definidas de produção de sentidos, sendo que elas configuram mundos e o que denominamos realidade. São, desse modo, discursivamente orientadas.
  • 5. Natureza situada da linguagem A natureza situada das práticas de linguagens advém, ainda, do reconhecimento de que os sentidos não são preestabelecidos ou estáticos, mas que são construídos de forma dinâmica nas relações sociais, e são marcados por posicionamentos éticos, estéticos, políticos, entre outros.
  • 6. A área de Linguagens abarca, por conseguinte, práticas sociais diversas, as quais envolvem, em toda sua pluralidade, representações, formas de ação e de manifestações de linguagens culturalmente organizadas e historicamente determinadas. Em seu núcleo, as linguagens abarcam os mais diversos modos de expressões e performances artísticas e literárias, manifestações de movimento corporal e gestual e vivências de interpretação e construção de sentidos
  • 7. DIREITOS DE APRENDIZAGEM [...] DIZEM RESPEITO ÀS EXPERIÊNCIAS A QUE OS ESTUDANTES TERÃO ACESSO E AOS TIPOS DE SABERES QUE CONSTITUIRÃO. NESSE TEXTO, ESTAMOS ENTENDENDO QUE OS ESTUDANTES TÊM DIREITO 1. à pluralidade de práticas e valores socioculturais; 2. à consideração de seus saberes na relação com a experiência escolar; 3. à compreensão, apropriação e uso de várias formas de linguagem; 4. ao acesso crítico a patrimônios; 5. à reflexão sobre as relações de poder e sobre as instituições políticas; 6. à problematização das relações entre cultura, ciência, tecnologia, sociedade e ambiente;
  • 8. 7. à construção e apropriação de ferramentas conceituais e procedimentais de diversas tradições do conhecimento humano; 8. à historicidade como forma de desnaturalização das condições de produção e validação dos conhecimentos; 9. ao pensamento emancipador; 10. ao desenvolvimento de práticas refletidas orientadas ao cuidado de si; 11. à apropriação de estratégias de tratamento de dados que viabilizem pensar a produção e a transformação do conhecimento e da realidade; 12. à atuação consciente no que concerne aos dilemas da contemporaneidade que afetam a dignidade humana; 13. à vivência no espaço escolar de experiências intencionalmente organizadas que considerem os seus interesses específicos; 14. à reflexão sobre o trabalho humano e seu papel na construção das relações entre pessoas e destas com as instituições.
  • 9. Os conhecimentos da área de linguagem que podem ser mobilizados nas práticas educativas, sendo que e eles dizem respeito • à organização e o uso crítico das diferentes linguagens; • à cultura patrimonializada local, nacional e internacional; • à diversidade das linguagens; • à naturalização/desnaturalização das linguagens nas práticas sociais; • à autoria e ao posicionamento na realização da própria prática; • ao mundo globalizado, transcultural e digital e as práticas de linguagem.
  • 10. Quando esses conhecimentos ganham espaço nas atividades de ensino e aprendizagem desencadeadas na escola, eles, ao mesmo tempo, remetem a direitos que neles se manifestam como potencialidades. Nesse sentido é que, quando trabalhamos o conhecimento “d”, em práticas como um debate sobre o eurocentrismo na arte, sobre a idealização do falante nativo de uma língua estrangeira, ou uma pesquisa sobre as condições de classe, gênero, etnia nos esportes, estamos criando condições para a efetivação dos direitos de aprendizagem 5, 6, 8 e 9.
  • 11. Possibilidades de abordagens pedagógico-curriculares na área de Linguagens PRÁTICA /TÉCNICA PEDAGOGIA/MÉTODO FILOSOFIA/ABORDAGEM (Monte Mór, 2011; Ono, 2013; Maciel, 2014)