Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Provas da cesgranrio resolvidas e comentadas, petrobrás, 2012, superior

2 043 vues

Publié le

Cesgranrio, Petrobrás, Provas de concurso público resolvidas e comentadas, Provas da Cesgranrio resolvidas e comentadas, Manoel Neves

Publié dans : Formation
  • Soyez le premier à commenter

Provas da cesgranrio resolvidas e comentadas, petrobrás, 2012, superior

  1. 1. provas da cesgranrio resolvidas e comentadas Língua Portuguesa: Petrobrás-2012, Superior Manoel Neves
  2. 2. QUESTÃO 01 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  3. 3. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Os dois textos, ao falarem da língua, defendem a tese segundo a qual ela é múl7pla: existe uma prevista nos livros de gramá7ca e outra usada co7dianamente pelo povo e pelos escritores. Marque-­‐se, pois, a letra “b”. teorias que subjazem à construção da questão compreensão global, pressuposição, acarretamento
  4. 4. QUESTÃO 02 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  5. 5. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada No texto 01, o locutor, ao ser procurado para falar sobre a língua, pensa que o professor de português queria revelar problemas no domínio do idioma. No texto 02, o sujeito poé7co fala que o professor “é quem sabe”. Sendo assim, é correto afirmar que, nos dois textos, os professores são vistos como aqueles que dominam as regras do padrão formal e, por isso, são considerados “superiores”. Marque-­‐se a letra “b”. teorias que subjazem à construção da questão relação entre textos, como textos diferentes trabalham um mesmo tema
  6. 6. QUESTÃO 03 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  7. 7. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Tanto no 7tulo da crônica quanto no final do penúl7mo parágrafo, entrevê-­‐se que o locutor assume uma a7tude de comando em relação ao idioma. Ele a submete e a manipula para que ela expresse o que ele quer da maneira que ele deseja. Posto isso, e considerando que ele infringe as regras grama7cais, pode-­‐se afirmar que sua postura é subversiva. Assinale-­‐se, portanto, a letra “d”. teorias que subjazem à construção da questão compreensão global, sinonímia
  8. 8. QUESTÃO 04 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  9. 9. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada “Paralisação” deriva de “paralisia”, por isso deve ser grafada com “s”. O evento [referido na frase] está situado no passado. Sendo assim, deve-­‐se usar “há”. Marque-­‐se, portanto, a alterna7va “d”. teorias que subjazem à construção da questão ortografia
  10. 10. QUESTÃO 05 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  11. 11. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Apenas na frase transcrita na alterna7va “a” foram respeitadas as regras de regência verbal. Nas demais, encontramos os seguintes erros: b) “avisar” é VTDI, c) “obedecer” é VTI [pede preposição “a”], d) “assis7r” é VTI [pede preposição “a”] no sen7do de “ver”, “presenciar”, e e) “aspirar” é VTI [pede preposição “a”] no sen7do de “desejar”, “almejar”. teorias que subjazem à construção da questão regência verbal
  12. 12. QUESTÃO 06 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  13. 13. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada A voz passiva sinté7ca [pronominal] apresenta a seguinte estrutura: VTD + SE + SUJEITO PACIENTE e aparece na frase transcrita na alterna7va “e”. Em todas as demais alterna7vas, a frase está na voz a7va. teorias que subjazem à construção da questão vozes verbais, funções do “se”
  14. 14. QUESTÃO 07 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  15. 15. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Não há erro de concordância verbal na frase transcrita na alterna7va “c”. Nas demais, encontram-­‐se os seguintes erros: a) “haver” é impessoal [não varia] quando empregado no sen7do de “exis7r”, “acontecer”, “realizar-­‐se” ou indicando tempo; b) o sujeito de “exis7r” é “poucos alunos”; d) verbo “haver”, impessoal; e) o verbo “fazer” é impessoal quando empregado indicando tempo [cronológico ou meteorológico]. teorias que subjazem à construção da questão verbos impessoais, concordância verbal
  16. 16. QUESTÃO 08 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  17. 17. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada O verbo “pôr”, bem como seus derivados [“dispor”, “compor”, “antepor”, entre outros], deve ser grafado com “s” no subjun7vo. Sendo assim, teremos: “puser”, “dispuser”, “compuser” e “antepuser”. Marque-­‐se a letra “c”. teorias que subjazem à construção da questão conjugação verbal, subjunBvo
  18. 18. QUESTÃO 09 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  19. 19. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Na frase dada, o primeiro “porque” deveria ser grafado junto e com acento, pois se trata de um substan7vo [“o porquê”]. O segundo, por sua vez, deveria ser grafado separado e sem acento [“por que”], pois equivale a “mo7vo pelo qual” ou “razão pela qual”. Marque-­‐se, portanto, a letra “c”. teorias que subjazem à construção da questão ortografia
  20. 20. QUESTÃO 10 prova da língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada
  21. 21. SOLUÇÃO COMENTADA prova de língua portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada Não há erro de concordância verbal na frase transcrita na alterna7va “e”. Nas demais, os erros são: a) a) “haver” é impessoal [não varia] quando empregado no sen7do de “exis7r”, “acontecer”, “realizar-­‐se” ou indicando tempo; b) o sujeito de “estranhou-­‐se” é “as mudanças”; c) o verbo “fazer” é impessoal quando empregado indicando tempo [cronológico ou meteorológico]; d) VTI+SE ou VI+SE não deve variar, pois não tem sujeito. teorias que subjazem à construção da questão concordância verbal

×