Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Formas sacras, por Marcos Filho

Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 8 Publicité
1 sur 8 Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Les utilisateurs ont également aimé (20)

Publicité

Formas sacras, por Marcos Filho

  1. 1. FORMAS SACRAS MARCOS FILHO Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  2. 2. P R O F. M A R C O S F I L H O horas canônicas missa mistérios Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  3. 3. P R O F. M A R C O S F I L H O horas canônicas Os sete tempos ou horas em que se divide o ofício divino, a cuja recitação todos os sacerdotes são diariamente obrigados: matinas e laudes, prima, tércia, sexta, noa, vésperas e completas. Algumas, se não todas, são, conforme as solenidades, freqüentemente cantadas por música ou canto gregoriano. Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  4. 4. P R O F. M A R C O S F I L H O missa Musicalmente, a missa é uma obra litúrgica em várias partes. A forma e seqüência das diversas partes da missa não têm sido sempre idênticas nem são as mesmas em toda a parte. A comparticipação dos fiéis na celebração do culto religioso, rezando ou cantando, é tradicional. Isto, porém, tem sido regulado por sucessivas disposições das autoridades eclesiásticas. O canto gregoriano e a música polifônica têm direitos legítimos de execução nas partes da missa que lhes são naturalmente distribuídas. O canto gregoriano pode, todavia, executar tudo, a polifonia não. Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  5. 5. P R O F. M A R C O S F I L H O À polifonia compete, em princípio, a execução musical das cinco partes consideradas invariáveis, que são: Kyries, Glória, Credo, Sanctus e Agnus Dei. O resto é naturalmente relegado ao canto gregoriano. Nas missas de requiem, missas pro defunctis, o dispositivo é outro. Não têm Glória nem Credo e todo o coro gregoriano pode ser substituído por polifonia. O dispositivo das partes musicáveis das missas de defunto é o seguinte: Intróito, Kyries, Gradual e Tracto, com a inerente Seqüência, Ofertório, Sanctus e Benedictus, Agnus Dei e Comunio. Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  6. 6. P R O F. M A R C O S F I L H O mistério Os mistérios são, como forma musical, representações cênicas de ações dramáticas da vida de Jesus, da Virgem ou dos santos, que, organizadas dentro das igrejas pelo clero, passaram depois para as praças públicas, sob a sua direção ou intervenção, tomando nelas parte os homens bons da paróquia, irmandades e confrarias religiosas. Os mistérios sobre a Paixão do Senhor devem ter começado a executar-se talvez no século XII e os dos santos já no fim da Idade Média. Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  7. 7. P R O F. M A R C O S F I L H O Missa * “A missa é o serviço principal da Igreja Católica. A palavra missa se origina da frase final do serviço: Ite missa est (Ide, a missa está terminada). Missa = missão. Também conhecida como a eucaristia, a liturgia, a santa comunhão entre outros. O ponto principal da missa é a comemoração ou representação da Última Ceia e da consagração do pão e do vinho. Missal = é o livro onde está descrito os diversos rituais da missa seguindo o calendário anual de celebrações da Igreja. (1570  Pio V). Algumas partes da missa são variáveis (Próprio da missa – Proprium Missae) e segue determinadas comemorações e festividades. Outras são invariáveis (Ordinário da missa – Ordinarium Missae) Universidade Federal de São João del-Rei Departamento de Música
  8. 8. P R O F. M A R C O S F I L H O Divisão tradicional da missa Próprio Ordinário Introdução Introito Kyrie Gloria Coleta Liturgia da palavra Epístola Gradual Aleluia/tracto Seqüencia Evangelho (Sermão) Credo Liturgia da eucaristia Ofertório Prefácio Sanctus Agnus Dei Comunhão Pós-comunhão Ite missa est

×