Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Cais do Porto Maué

568 vues

Publié le

Publié dans : Marketing
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Cais do Porto Maué

  1. 1. Revitalização Porto Cais Mauá Porto Alegre – RS - Brasil
  2. 2. Revitalização do Porto Cais Mauá Um antigo sonho de Porto Alegre está prestes a sair do papel. Trata-se da revitalização do Porto Cais Mauá – um projeto que desde 1991 é debatido pela cidade. A construção deve revitalizar o antigo cais, restabelecendo a relação entre o rio Guaíba e a cidade e criando um novo ícone urbano. O empreendimento terá o modelo de concessão de 25 anos para a empresa Cais Mauá Brasil S.A. A concepção é uma fusão das revitalizações já empreendidas em Barcelona, na Espanha, e no Puerto Madero, em Buenos Aires /Argentina, respeitando conceitos regionais. “A utilização de portos não operacionais em áreas de lazer já acontece no mundo todo há muito tempo. Aqui no Brasil ainda estamos atrasados. Aproveitamos várias ideias e criamos um conceito próprio para a revitalização do Cais Mauá. O gaúcho tem seu jeito de ser, que foi muito respeitado”, revela Edemar Tutikian, assessor da prefeitura de Porto Alegre para grandes projetos.
  3. 3. O empreendimento é visto como um impacto positivo na reurbanização do centro histórico da cidade, fortalecendo os setores do turismo e do comércio porto-alegrense. O trecho a ser revitalizado vai da Usina do Gasômetro até as proximidades da estação rodoviária. Trata-se de uma área linear de 3.300m, com 181.000m². O investimento para a revitalização do Porto Cais Mauá está estimado em R$ 500 milhões. A expectativa é de que sejam gerados 8 mil empregos (3 mil diretos e 5 mil indiretos). O Consórcio Porto Cais Mauá pagará ao Estado R$ 2,5 milhões por ano pelo arrendamento e se responsabilizará pela manutenção das obras sociais e de eventos, como Feira do Livro, Museu de Arte Contemporânea e Bienal do Mercosul, além de sustentar os investimentos na área ao longo do período do arrendamento. A estimativa é que o empreendimento atraia um milhão de pessoas por mês ao Porto Cais Mauá.
  4. 4. Objetivos do Projeto • Revitalizar o antigo cais do porto, restabelecendo a relação entre o rio Guaíba e a cidade e criando um novo ícone urbano; • Disponibilizar um equipamento moderno, com infra-estrutura necessária para realização de atividades, unindo no mesmo espaço atividades de cultura, esporte, lazer e qualificação profissional, visando melhorar a qualidade de vida dos moradores de Porto Alegre e região e, em conseqüência, do conjunto da sociedade.
  5. 5. Setores da Proposta Setor 1 – GASÔMETRO Setor 2 – ARMAZÉNS Setor 3 - DOCAS
  6. 6. O projeto é baseado em três setores: armazéns, gasômetro e docas. Neles, serão instalados novos bares, restaurantes, teatros e lojas. A primeira fase, que terá suas obras iniciadas em 2012, prevê melhoria dos armazéns, acessos, estacionamento, iluminação, comércio, restaurantes e bares. No setor de armazéns, as estruturas de 1920 serão reformadas para se tornarem espaços públicos. Para o setor do Gasômetro, será construído um novo edifício com telhado verde, que se tornará o pólo comercial do cais. Já no setor das docas serão construídos um palácio de congressos, escritórios, locais comerciais e um hotel. Nas duas pontas do cais, haverá grandes espaços de estacionamentos, que são muito escassos na região. Desse modo, valoriza-se também a circulação a pé pelos 2,5 km do cais.
  7. 7. Zoneamento
  8. 8. Conceitos do Projeto Conectividade Reabilitação e Otimização do Patrimônio Histórico Criação de um novo Ícone Urbano Princípios de Sustentabilidade Ambiental Valorização dos Espaços Públicos
  9. 9. O empreendimento tem o objetivo de valorizar a região atraindo a população para o centro, e incentivando o uso dos terminais de trem e de ônibus. O coração do projeto será na região do Mercado Público, onde já existem um terminal de ônibus e outro de trem. "Naquele ponto haverá uma rampa que dará acesso direto ao trem, ao mercado e ao cais, integrando a área com o resto da cidade", diz Paulo Kawahara, um dos arquitetos responsável pela proposta, explicando o conceito de conectividade do projeto. O conceito de conectividade foi criado, em parte, pela separação histórica e física do Cais Mauá com o resto da cidade criada pelo muro existente na Avenida Mauá. Segundo os arquitetos, não foi possível derrubá-lo, pelo temor de cheias, mas foram criados mecanismos de integração com a implantação de uma cortina de água, para amenizar a sensação de separação. Outro princípio importante é o de que a intervenção deveria ser útil para revitalizar não apenas o cais, mas todo o centro da cidade.
  10. 10. Tempo
  11. 11. Números
  12. 12. CASE - EUA BALTIMORE Um dos principais portos dos Estados Unidos no passado, o Inner Harbor de Baltimore se transformou em símbolo da cidade. Sua revitalização é considerada modelo mundial de renascimento de áreas degradadas e ganhou inúmeros prêmios. A zona portuária hoje inclui parques e praças cercados por edifícios de escritórios, hotéis, museus e espaços de lazer. Iniciada há meio século, de forma pioneira, a iniciativa influenciou mais de cem cidades no mundo a fazer o mesmo.
  13. 13. CASE - ESPANHA BARCELONA Duas décadas atrás, o Port Vell era uma zona portuária decadente e abandonada, onde pouca gente circulava. Hoje, recebe mais de 16 milhões de visitantes ao ano. Em uma área perfeita para passeios, os visitantes encontram lojas, cinemas, bares, restaurantes, aquário e uma infinidade de outras atrações. A remodelação foi realizada como parte dos preparativos de Barcelona para os Jogos Olímpicos de 1992 e colaborou para transformar toda a cidade.
  14. 14. CASE -ARGENTINA BUENOS AIRES Construído no final do século 19, o Puerto Madero estava obsoleto uma década depois, por causa do aumento do tamanho dos navios. O renascimento da área demorou quase um século. Veio nos anos 90, quando os armazéns foram recuperados. Hoje, a área reúne restaurantes, moradias, escritórios, galerias de arte, universidade e outros serviços. Arranha-céus e prédios assinados por arquitetos famosos transformaram a área em atração turística.
  15. 15. CASE NACIONAL BELÉM DO PARÁ O Estação das Docas, em Belém, é uma prova de que a tendência de remodelar zonas portuárias decadentes pode ser transplantada com sucesso para o Brasil. Três armazéns, totalizando 32 mil metros quadrados, foram recuperados ao longo de 500 metros de orla. Desde a inauguração, em 2000, o local virou sinônimo de comércio, cultura e lazer. Cada um dos três armazéns ganhou destinação específica. O complexo conta ainda com teatro e anfiteatro.
  16. 16. CASE - PORTUGAL LISBOA Como Porto Alegre, a capital portuguesa se via divorciada do rio, o Tejo. A solução foi transformar galpões em bares, boates e restaurantes, hoje locais da moda. O ponto de partida foi a Expo 98, sediada por Lisboa. Como parte dos preparativos para a exposição internacional, iniciou-se a remodelação da antiga zona portuária. Uma das atrações é o oceanário, com 8 mil animais marinhos.
  17. 17. Armazéns Ambev Vista geral da proposta Centro comercial
  18. 18. Armazéns hoje desativados… …terão suas fachadas restauradas.
  19. 19. Os guindastes… ...farão parte da identidade do projeto
  20. 20. Como é hoje… …e como ficará.
  21. 21. Os armazés recuperarão suas características originais.
  22. 22. A região do Cais Mauá será entregue à iniciativa privada para que transforme a área em um novo centro de referência na capital dos gaúchos.
  23. 23. Pontos PDV Escolhidos 1. Seu Buteco - Franquia Ambev 2. Quiosque Chopp Brahma - Franquia Ambev 3. Bar do Futebol – Conceito Polar 4. La Barra – Cozinha Uruguaia 5. Bazkaria – Pizzaria 6. Bar do Beto – Buffet Variado 7. Z Café – Bebidas quentes e geladas 8. Pepsi – Lanches Rapidos e Sorveteria 9. Barranco - Churrascaria 10. Peppo Cocina – Gastronomia Italiana 11. Tirol Express – Grelhados 12. A confirmar
  24. 24. Seu Boteco Desde: Fraquia Ambev criada em 2009 Locais: São Paulo/SP Inspiração: bares da Lapa/RJ e Recife antigos. Tipo Gratronomia: petiscos tradicionais com toque diferenciado. Publico frequentador: Ticket Médio: Seu Boteco vista interna Seu Boteco vista externa
  25. 25. Temakeria Desde: 2008 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: restaurantes especializados em temakis. Tipo Gratronomia: comida japonesa. Publico frequentador: Ticket Médio: Sushi
  26. 26. Barranco Desde: 1969 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: Fogo sempre aceso, pratos quentes e frios à disposição e garçons sempre prontos a atender pedidos a qualquer hora. Tipo Gratronomia: carnes diversas, massas e saladas. Publico frequentador: Políticos, empresários, artistas, jornalistas e confrarias. Ticket Médio: Churrascaria
  27. 27. Peppo Cucina Desde: 2004 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: culinária italiana, com combinações inusitadas. Tipo Gratronomia: massas, risotos, carnes e frutos do mar. Publico frequentador: Ticket Médio: Restaurante Italiano
  28. 28. O Torcedor Desde: 2008 Locais: São Paulo/SP Inspiração: o futebol. Tipo Gratronomia: O cardápio vai de crepes, petiscos de bar, lanches especiais, doces, cafés e drinks, até pratos especiais para crianças. Publico frequentador: visitantes do Museu do Futebol no Pacaembu e da praça Charles Miller. Ticket Médio: Bar do Futebol
  29. 29. La Barra Desde: 2006 Locais: Caxias do Sul/RS Inspiração: La Barra, em Punta del Este. Tipo Gratronomia: gastronomia internacional, além de típicos pratos uruguaios chivitos, panchos, sanduíches e pizzas. Publico frequentador: Ticket Médio: Restaurante Uruguaio
  30. 30. Bazkaria Desde: 2001 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: país Basco. Tipo Gratronomia: pizzas, calzones e saladas. Publico frequentador: Ticket Médio: Pizzaria
  31. 31. Bar do Beto Desde: Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: Tipo Gratronomia: filés, petiscos, sanduiches, massas e saladas. Publico frequentador: jornalistas, artistas, profissionais liberais e estudantes Ticket Médio: Buffet vista interna externa
  32. 32. Quiosque Chopp Brahma Desde: 2003 (ano de início do Franchising) Locais: espalhados por todo o Brasil. Inspiração: O conceito proposto permite aliar mobilidade, conveniência e praticidade em diferentes ocasiões de consumo. Tipo Gratronomia: chopp, petiscos e snacks. Público frequentador: público que circula por corredores de shoppings, aeroportos, rodoviárias e galerias. Ticket Médio: Quiosque Chopp Brahma vista externa
  33. 33. Tirol Grelhados Desde: 1987 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: originalmente a inspiração era germânica, mas com o tempo novos pratos foram sendo adicionados ao cardápio. Tipo Gratronomia: filés, peixes, aves, suínos e saladas. Público frequentador: Ticket Médio: Grelhados
  34. 34. Z Café Desde: 2000 Locais: Porto Alegre/RS Inspiração: surgiu com objetivo de se tornar um local para adoradores de um bom café. Tipo Gratronomia: cafés , chás, sucos, drinks, petiscos, sanduíches, saladas e sobremesas. Público frequentador: Ticket Médio: Café e bilheteria
  35. 35. Lanchonete Pepsi
  36. 36. Atrium
  37. 37. Deck Maior
  38. 38. Deck Menor

×