Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Gestação e Espiritismo

Plus De Contenu Connexe

Livres associés

Gratuit avec un essai de 30 jours de Scribd

Tout voir

Livres audio associés

Gratuit avec un essai de 30 jours de Scribd

Tout voir

Gestação e Espiritismo

  1. 1. GESTAÇÃO E ESPIRITISMO 21/08/2015
  2. 2. 2  "Ó espíritas! compreendei hoje o grande papel da Humanidade; compreendei que quando produzis um corpo, a alma que nele se encarna vem do espaço para progredir; sabei vossos deveres e colocai todo o vosso amor em aproximar essa alma de Deus" (O Evangelho Segundo o Espiritismo - cap.XIV.9) IMPORTÂNCIA DA MATERNIDADE/PATERNIDADE
  3. 3. 3  Albert Einstein, ao analisar que a fecundação e o desenvolvimento do ovo violavam todas as regras daTermodinâmica, assim se pronunciou: "Posso afirmar que o Universo não explica o Universo e a matéria não se explica a si mesma.Fora do Universo e independente dele,existe um poder pensante e atuante,que é responsável pela aglutinação das moléculas,no campo da energia material", e conclui: "A ciência sem religião é manca e a religião sem ciência é cega" FRANCO, Divaldo. Encontro com médicos. S. José do Rio Preto, S.Paulo. 1992. CIÊNCIA E RELIGIÃO
  4. 4. 4  O Espiritismo nos mostra a grandeza desse elo entre a genética e a reencarnação, entre a Ciência e a Religião. CIÊNCIA E RELIGIÃO
  5. 5. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: REENCARNAÇÃO 5  O seio maternal é um vaso anímico de elevado poder magnético destinado à fundição e refundição das formas sob o sopro criador da Bondade Divina. Esse vaso atrai a alma sequiosa de renascimento e que lhe é afim, reproduzindo-lhe o corpo denso. Ministro Clarêncio André Luiz/Xavier,FC.Entre aTerra e o Céu.Cap 28.1954  Quando chega a ocasião de reencarnar, o Espírito sente-se arrastado por uma força irresistível, por uma misteriosa afinidade, para o meio que lhe convém.  Na reencarnação, basta o magnetismo dos pais aliado ao forte desejo daquele que regressa ao campo das formas físicas.
  6. 6. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: REENCARNAÇÃO 6  De modo geral, a maioria das almas que reencarnam satisfazem à fome inquietante de recomeço.  É um momento terrível, de angústia, mais pavoroso que o da morte, pois esta não passa de libertação dos laços carnais, de uma entrada em vida mais livre, mais intensa, enquanto a reencarnação, pelo contrário, é a perda dessa vida de liberdade.  Por isso é mais penoso, mais doloroso renascer que morrer.  Tudo isto demonstra a imensa responsabilidade dos pais frente à alma que reencarna sob sua égide.
  7. 7. 7  Particularidades da reencarnação: “Perguntar-se-á, razoavelmente, se existe uma técnica invariável no serviço reencarnatório. Seria o mesmo que indagar se a morte naTerra é única em seus processos para todas as criaturas.” André Luiz/Xavier, FC. Evolução em dois mundos.Cap.19.1958  Os processos de reencarnação, tanto quanto os da morte física, diferem ao infinito, não existindo, segundo cremos, dois absolutamente iguais. Missionários da Luz – Chico Xavier PONTO DE VISTA ESPÍRITA: REENCARNAÇÃO
  8. 8. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 8  No processo da reencarnação, há uma programação que inicia-se no plano espiritual, onde há a preparação emocional dos pais e do filho, o planeamento familiar e conscientização das provas que terão que passar no mundo físico.  Sendo assim, podemos considerar que os limites da gestação se estendem desde a conceção até ao parto, que se considera completo após a 1ª hora depois do nascimento.
  9. 9. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 9  No Ministério da Regeneração faz-se a preparação para o renascimento.  A “maternidade” do mundo espiritual. André Luiz/Xavier,FC.Nosso Lar,cap.47.
  10. 10. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 10  Neste cuidadoso planeamento elaborado e conduzido pelos Espíritos Superiores, na própria fecundação, há a seleção do espermatozoide mais apropriado para as experiências daquele Espírito que retorna à matéria, fruto desse projeto.
  11. 11. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 11  Hoje, a moderna ciência confirma que não é o gameta masculino mais rápido, nem o mais qualificado, nem o primeiro que chega ao óvulo feminino que rompe a sua membrana e o fertiliza, mas aquele que é "energeticamente compatível".
  12. 12. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 12  Isto ocorre porque é neste momento que são determinadas as características genéticas e hereditárias necessárias ao aprendizado do ser que renasce.  Se a determinação era para pianista ou cirurgião, o corpo físico não deverá apresentar defeito genético nas mãos, por exemplo.  Sempre que possível, o Espírito reencarnante colabora em ação conjunta nessa iniciativa.
  13. 13. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: PROGRAMAÇÃO 13  Solicitada a natureza das provas pelo reencarnante, ou estabelecidas as expiações, os Espíritos Superiores a tudo estão atentos, na execução do projeto de recorporificação.  Até mesmo nas reencarnações compulsórias, o Espírito reencarnante, mesmo não colaborando no processo, tem conhecimento do programa estabelecido, por mais relutante que esteja.  "Missionários da Luz”- O grau de comando dos Espíritos Superiores,neste processo reencarnatório,é inversamente proporcional ao estágio evolutivo do Espírito.
  14. 14. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: APROXIMAÇÃO DO ESPÍRITO 14  É comum que o espírito que vai reencarnar seja aproximado da futura mãe antes de ocorrer a ligação final.  Frequentando seu futuro lar e entrando em contacto com os pais, ele vai semeando os futuros laços de confiança e amor, que perdurarão por toda a vida.
  15. 15. PONTO DE VISTA ESPÍRITA: APROXIMAÇÃO DO ESPÍRITO 15  Os pais também são informados e/ou consultados sobre o novo filho que receberão.  Os casais que não têm compromisso com o espírito reencarnante podem rejeitar o pedido, mas isso geralmente não ocorre. É por esse motivo que muitas mães e pais não sabem explicar porque mas sentem que em breve receberão uma grata surpresa.
  16. 16. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 16  A mulher grávida, além da prestação de serviço orgânico à entidade que se reencarna, é igualmente constrangida a suportar-lhe o contacto espiritual, que sempre constitui um sacrifício quando se trata de alguém com escuros débitos de consciência.  A organização feminina, durante a gestação, sofre verdadeira enxertia mental. Os pensamentos do ser que se acolhe ao santuário íntimo, envolvem-na totalmente, determinando significativas alterações em seu cosmo biológico. Pelo Espírito André Luiz,Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 2
  17. 17. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 17  Se o filho é senhor de larga evolução e dono de elogiáveis qualidades morais, consegue auxiliar o campo materno, prodigalizando-lhe sublimadas emoções e convertendo a maternidade, habitualmente dolorosa, em estação de esperanças e alegrias intraduzíveis. Pelo Espírito André Luiz, Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 2
  18. 18. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 18  A corrente de troca entre mãe e filho não se circunscreve à alimentação de natureza material; estende-se ao intercâmbio constante das sensações diversas.  As mentes de um e de outro como que se justapõem, mantendo-se em plena comunhão, até que a Natureza complete o serviço que lhe cabe no tempo. Pelo Espírito André Luiz,Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 3
  19. 19. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 19  De semelhante associação, procedem os chamados sinais de nascença.  Certos estados íntimos da mulher alcançam, de algum modo, o princípio fetal, marcando-o para a existência inteira.  É que o trabalho da maternidade assemelha-se a delicado processo de modelagem, requisitando, por isso mesmo, muita cautela e harmonia para que a tarefa seja perfeita. Pelo Espírito André Luiz,Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 3
  20. 20. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 20  É comum a verificação de exagerada sensibilidade na mulher que engravida.A transformação do sistema nervoso, nessas circunstâncias, é indiscutível.  A explicação é muito clara.A gestante é uma criatura hipnotizada a longo prazo. Tem o campo psíquico invadido pelas impressões e vibrações do Espírito que lhe ocupa as possibilidades para o serviço de reincorporação no mundo. Pelo Espírito André Luiz,Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 4
  21. 21. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO 21  Quando o futuro filho não se encontra suficientemente equilibrado diante da Lei, e isso acontece quase sempre, a mente maternal é suscetível de registrar os mais estranhos desequilíbrios, porque, à maneira de um médium, estará transmitindo opiniões e sensações da entidade que a empolga. Pelo Espírito André Luiz,Entre aTerra e o Céu,Cap.30,item 4
  22. 22. 22  Podemos citar como exemplo a aversão repentina que algumas gestantes passam a ter de seus maridos, especialmente no início da gravidez: em alguns casos, justifica-se essa atitude pela vinda de um Espírito antagónico ao próprio pai e que vem justamente para o reajustamento das animosidades.  Finda a gestação ou até antes disso, quando se equilibram as emoções, os sentimentos do casal retornam ao nível normal. ESTADO DA MULHER DURANTE A GESTAÇÃO
  23. 23. COMPROMISSO ENTRE PAIS E ESPÍRITO 23  Estabelecem-se fortíssimos compromissos, talvez os maiores que possam assumir os Espíritos, entre os pais e o Espírito reencarnante e vice-versa, cujo cumprimento é fundamental para que se concretize a reencarnação, revigorando-se assim laços preexistentes, estabelecendo-se novos ou reparando-se outros.  A quebra deste protocolo, terá repercussões importantíssimas sobre os compromissados Espíritos envolvidos no processo.
  24. 24. VIDA INTRAUTERINA E ESPÍRITO 24  No momento da fecundação, o Espírito que já se aproximava fluidicamente da futura mãe, agora começa seu processo físico reencarnatório.  Após o envolvimento dos participantes da nova “trama”, o espírito reencarnante entra em um processo de desligamento das energias astrais para que possa novamente mergulhar no mundo físico.
  25. 25. VIDA INTRAUTERINA E ESPÍRITO 25  É um processo desgastante, que culmina com a ajuda de técnicos espirituais, diminuindo a forma espiritual para que ele se ligue magneticamente à mãe.
  26. 26. VIDA INTRAUTERINA E ESPÍRITO 26  A energia vital do Espírito vai-se acoplando a cada célula multiplicada a partir do zigoto, dando-lhe vida e direcionamento no desenvolvimento do corpo físico do feto.  O pleno êxito da gestação depende, além da condição biológica favorável, mais especialmente do perfeito acoplamento e aceitação do Espírito ao processo. Se alguma dessas condições não está a contento, poderá ocorrer o abortamento espontâneo.
  27. 27. ESTADO DA ALMA DURANTE A GESTAÇÃO 27  Na vida embrionária (intrauterina) enquanto ocorre o desenvolvimento do corpo físico, o Espírito, ser pré-existente que começa o processo de ligação ao corpo em desenvolvimento, não tem plena consciência da situação, porque o órgão de manifestação dessa consciência - o cérebro - está em processo de formação.
  28. 28. ESTADO DA ALMA DURANTE A GESTAÇÃO 28  Neste período, o estado do encarnante assemelha-se ao do Espírito encarnado durante o sono.  Os Espíritos mais evoluídos gozam de maior liberdade, mas desde o momento da concepção, o Espírito sente as consequências de sua nova condição e começa a sentir-se perturbado.  Esta perturbação cresce continuamente até o parto.
  29. 29. ESTADO DA ALMA DURANTE A GESTAÇÃO 29  Uma espécie de torpor, agonia e abatimento o envolvem gradualmente, intensificando-se até o término da vida intrauterina.  Suas faculdades vão-se velando uma após a outra, a memória desaparece, a consciência fica adormecida, e o Espírito como que é sepultado em opressiva crisálida.  Esse fenómeno deve-se à constrição do perispírito e à sua limitação pelo corpo, que fazem com que a existência no Plano Espiritual e a consciência das vidas pregressas volvam ao inconsciente.
  30. 30. ESTADO DA ALMA DURANTE A GESTAÇÃO 30  O esquecimento do passado não é, contudo, absoluto. Durante o sono, liberado parcialmente dos laços corporais, o Espírito pode ter a consciência do passado, que se manifesta, em muitas pessoas, sob a forma de impressões e em algumas poucas sob a forma de recordações, umas nítidas, outras vagas e imprecisas.  As reminiscências do passado podem manifestar-se com tendências instintivas, simpatias inexplicáveis e súbitas, idéias inatas etc.
  31. 31. EXPERIÊNCIAS DURANTE A GESTAÇÃO 31  As experiências que se passam nesse período ficam marcadas e são importantes na vida futura.  Ou seja, os factos que ocorrem, as situações familiares, o estado psicológico da mãe, os stresses, as preocupações, tanto quanto as alegrias e o bem-estar provocam profundas repercussões no Espírito, podendo afetá-lo durante toda a sua vida.
  32. 32. EXPERIÊNCIAS DURANTE A GESTAÇÃO 32  Uma gestação emocionalmente tranquila, as conversas serenas dos pais com o bebé ainda no ventre, a manutenção de uma vida saudável à gestante, com uma alimentação equilibrada e sem substâncias nocivas, bem como a presença amorosa do pai, proporcionando uma atmosfera harmónica ao lar, são factores de profunda importância para o desenvolvimento físico, mental e emocional do bebé e, consequentemente, uma vida mais equilibrada e feliz ao ser que retorna àTerra com propósitos evolutivos.
  33. 33. UNIÃO ALMA - CORPO 33  EM QUE MOMENTOA ALMA SE UNE CORPO?  “A união começa na conceção, mas só é completa por ocasião do nascimento. Desde o instante da conceção, o Espírito designado para habitar certo corpo a este se liga por um laço fluídico, que cada vez mais se vai apertando até o instante que a criança vê a luz. O grito que o recém-nascido solta anuncia que ela se conta no número dos vivos e dos servos de Deus” Kardec,A.O Livro dos Espíritos,344
  34. 34. ABORTOS (aparentemente) ESPONTÂNEOS 34  Causados mentalmente pela mãe, que expulsa a entidade reencarnante nas primeiras semanas. André Luiz/Xavier,FC.Evolução em dois mundos.Segunda parte,Cap.13.1958.  O Espírito pode recuar tomar o corpo na última hora, diante da prova. Como os laços que prendem o Espírito ao corpo são fracos, eles podem se romper por vontade do Espírito. Kardec,A.O Livro dos Espíritos
  35. 35. O DESEJO DA MATERNIDADE 35  Decorre da aproximação do Espírito que tem planos de reencarnar pelo casal.  A mulher capta emanações do Espírito, corresponde com o seu desejo e assim forma-se um campo psíquico que envolve todo a família.  Quando ocorre a fecundação, as cargas energéticas biopsíquicas dos gâmetas funcionam como um forte elemento atrativo, prendendo o reencarnante ao zigoto, tão logo seja ele formado. Camilo/Teixeira,JA.Desafios da Educação.Educação e gestação.1996
  36. 36. O DESEJO DA MATERINIDADE 36  “A gestante tem uma contínua produção de dopamina e ocitocina, experimentando felicidade e bem-estar, excetuando-se os casos de vivências provacionais e expiatórias.  Na gestação, a mulher torna-se uma com o ser em processo de renascimento, mental e emocionalmente, experimentando as mesmas sensações de bem ou mal-estar.” Joana de Ângelis/Franco,DP.Sexo,saúde e vida.1999.
  37. 37. A GESTANTE PERCEBE O ESPÍRITO REENCARNANTE? 37  Durante a gestação existe uma interpenetração de fluidos entre a gestante e o Espírito reencarnante ligado ao feto.  Sonhos  Intuição  Meditação Emmanuel/Xavier,FC.O Consolador P32.1940
  38. 38. O FETO PERCEBE ESTÍMULOS EXTERNOS? 38  A vida psíquica e comportamental da gestante influencia muito o feto.Aí começa a educação. Camilo/Teixeira,JA.Desafios da Educação.P39,41 e 42.1996.  A cada dia de gestação o reencarnante aprofunda sua inconsciência e a gestante avança sua influência mental sobre o espírito prisioneiro no novo corpo que se forma.
  39. 39. AS VIVÊNCIAS FETAIS REPERCUTEM APÓS O NASCIMENTO? 39  O feto é dotado de sentimentos, lembranças e consciência.  Pode ver, ouvir, degustar, entender, aprender de forma rudimentar, manifestar sentimentos.  Pode acionar tendências conforme as influências.  A principal fonte de estímulos é a mãe – pensamentos, sentimentos e sensações.  O pai também influencia de maneira importante.  Tem necessidades intelectuais e afetivas – Ser amado e desejado; auto-confiança. Peres,JP & Peres,MJP.Regressão de memória e traumas da vida intrauterina in Saúde e Espiritismo.3ed.2004
  40. 40. AS VIVÊNCIAS FETAIS REPERCUTEM APÓS O NASCIMENTO? 40  O feto pode rejeitar a mãe, sua condição financeira, social ou cultura.  Os sentimentos predominantes da mãe na gestação podem predispor o feto aos mesmos.  O espírito recebe influência mesmo quando ainda não tem o desenvolvimento neurológico para processar os estímulos maternos e do meio externo Peres,JP & Peres,MJP.Regressão de memória e traumas da vida intrauterina in Saúde e Espiritismo.3ed.2004
  41. 41. NO MOMENTO DE REENCARNAR 41  “É solene para o Espírito o instante da sua encarnação? Pratica ele este ato considerando-o de grande importância? Procede como o viajante que embarca para uma travessia perigosa e que não sabe se encontrará ou não a morte nas ondas que se decide a afrontar.” Kardec,A.O Livro dos Espíritos.340
  42. 42. NO MOMENTO DE REENCARNAR 42  O Espírito pode estar acompanhado de seus amigos.  Se vive nas esferas em que reina a afeição, os Espíritos que lhe querem o acompanham até ao último momento, animam e mesmo lhe seguem, muitas vezes, os passos pela vida em fora”. Kardec,A.O Livro dos Espíritos,342
  43. 43. INTEGRAÇÃO DO ESPÍRITO AO PLANO FÍSICO 43  O período de adaptação do espírito ao plano físico vai do momento em que se liga à mãe até aos sete anos de idade.  Durante este período, ele necessita de maior proteção física e espiritual, pois seus corpos (físico, etérico e astral) estão em adaptação.
  44. 44. PROPOSTA ESPÍRITA PARA OS PAIS NA GESTAÇÃO 44  Uma ligação intra-uterina sólida constitui a melhor proteção para a criança contra os perigos do mundo externo. Peres,JP & Peres,MJP.Regressão de memória e traumas da vida intrauterina in Saúde e Espiritismo.3ed.2004
  45. 45. PROPOSTA ESPÍRITA PARA OS PAIS NA GESTAÇÃO 45  A gestação é momento da mãe: – acolher o filho e educá-lo – dar um passe que dura 40 semanas em seu bebé. Di Bernanrdi,R.Gestação:sublime intercâmbio.Cap.12.2010
  46. 46. PROPOSTA ESPÍRITA PARA OS PAIS NA GESTAÇÃO 46  Emissões de ternura como mensagens de boas-vindas •Auto-educação • Oração Camilo/Teixeira,JA.Desafios da Educação. P41,42 e 44 1996
  47. 47. A GESTANTE PODE TRABALHAR COM SUA MEDIUNIDADE? 47  O exercício muito prolongado de qualquer faculdade pode causar fadiga.  Há casos em que é prudente, necessária mesmo, a abstenção ou pelo menos moderação no exercício da mediunidade, dependendo do estado físico ou moral do médium.  O médium o sente e, desde que sinta fadiga, deve abster-se.  Há pessoas que devem evitar toda causa de sobreexcitação e o exercício da mediunidade é uma delas. Kardec,A.O Livro dos Médiuns,cap XVIII.221
  48. 48. A GESTANTE PODE TRABALHAR COM SUA MEDIUNIDADE? 48  “Desde que a gravidez se apresente sem problemas, nada há que o impeça. Se a pessoa é merecedora de toda boa assistência, por parte do Criador, no seu viver diário, então que assistência não terá na sua fase de gestação?  Tanto no trabalho a passividade mediúnica, quanto as demais atividades da reunião serão muito bem desenvolvidas pela gestante, até o período em que demonstre cansaço pelo tempo que passará sentada, quando o bom senso mostrar que se lhe está tornando sacrificial a atividade.Aí então poderá ser dispensada da lida, uma vez que a gravidez é fenómeno perfeitamente natural. Camilo/Teixeira,JR.Desafios da Mediunidade
  49. 49. A MEDICINA (OBSTETRÍCIA) DO FUTURO 49  “A medicina do futuro terá de ser eminentemente espiritual, posição difícil de ser atualmente alcançada, em razão da febre maldita do ouro; mas os apóstolos destas realidades grandiosas não tardarão a surgir nos horizontes acadêmicos do mundo”. Emmanuel/Xavier,FC.Emmanuel.Cap.23.1938  “Quando o homem espiritual dominar o homem físico, os elementos medicamentosos daTerra estarão transformados na excelência dos recursos psíquicos e essa grande oficina achar- se-á elevada a santuário de forças e possibilidades espirituais junto das almas. Emmanuel/Xavier,FC.O Consolador,1940
  50. 50. 50 G E ST A Ç Ã O Toda criança ao nascer Vem envolta em muita luz Pra que seus pais a eduquem No doce amor de Jesus Encaminhemo-la à escola Para o Saber aprimorar Mas o amor, com certeza Será sempre ensinado No doce aconchego do Lar Por isso mãezinha, reflita NoTesouro que trazes no ventre É benção que Deus lhe concede Pra que o ame e oriente. ( Autor desconhecido )
  51. 51. Ref. Bibliográficas 51  O Consolador -Ano 1 - N° 24 - 28 de Setembro de 2007 - Objetivo da encarnação. União da alma ao corpo (www.oconsolador.com.br/24/esde.html)  O Consolador -Ano 5 - N° 221 - 7 deAgosto de 2011 -A vida intrauterina e o Espírito (www.oconsolador.com.br/ano5/221/luis_scholl.html)  Revista Internacional de Espiritismo - março de 2000 - REENCARNAÇÃO E GENÉTICA (www.aeradoespirito.net/ArtigosFM/REENCARN_E_GEN ETICA.html)
  52. 52. Ref. Bibliográficas 52  Reencarnação,Gravidez e Aborto – (www.grupopas.com.br/cadastroColuna/mostraArtigoColun a.do?id=163)  Retorno à vida corporal:união da alma ao corpo – (bibliadocaminho.com/ocaminho/Tematica/EE/Estudos/EsdeP fM6R4.htm#RB15)
  53. 53. FIM

×