Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Categorias Narrativa

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 8 Publicité

Plus De Contenu Connexe

Diaporamas pour vous (20)

Publicité

Plus par Susana (20)

Categorias Narrativa

  1. 1. “Mestre Finezas”<br />Manuel da Fonseca<br />Conto em Análise<br />
  2. 2. Ideias Principais<br />Expressões essenciais para a compreensão do conto:<br /><ul><li>“Agora entro” (l. 1)  indicação temporal no início do conto e marca do narrador de 1.ª pessoa.
  3. 3. “mestre Ilídio Finezas” (l. 4) personagem principal.
  4. 4. “Lembro-me muito bem de como tudo se passava.” (l. 5) frase-chave para o recuo no tempo (analepse).
  5. 5. “Medo e admiração” (l. 19) – os dois sentimentos que o narrador, na infância, experimenta em relação à personagem principal.
  6. 6. “récitas dos amadores dramáticos” (l. 20) e “Era o violino.” (l. 48) os dois motivos de admiração.
  7. 7. “Passaram anos...” (l. 53) regresso ao presente da narração.
  8. 8. “Mestre Finezas passa necessidades.” (l. 64) situação actual do Mestre.
  9. 9. “É a minha última recordação...” (l. 102) o papel do violino no final do conto.
  10. 10. “De súbito” (l. 121) articulador do discurso que marca o clímax, ponto culminante da acção.</li></li></ul><li>Acção<br />
  11. 11. Personagens<br />
  12. 12. Personagens<br />
  13. 13. Espaço<br />
  14. 14. Tempo<br /><ul><li>ANACRONIA (a ordem temporal dos acontecimentos não coincide com a ordem textual)</li></li></ul><li>Narrador<br /><ul><li> O narrador deste texto pode ser classificado, quanto à presença, como participante homodiegético, uma vez que se trata de uma personagem da história, enunciando, por isso, o discurso na 1.ª pessoa (“Agora, entro, sento-me...”; “Minha mãe tinha de fingir-se zangada. Eu saía de casa...”).
  15. 15. Quanto à ciência, o narrador é omnisciente, pois sabe tudo acerca da interioridade das personagens (“Compreende as minhas mentiras...”; “Sei o que vai dizer-me.”).
  16. 16. Quanto à posição, é subjectivo, pois emite a sua opinião em relação aos factos narrados (“Uma onda de ternura por aquele velho amolece-me.”; “O que magoa é ver a presença da morte...”).</li>

×