MEIO SÉCULO DE CRÔNICA EM BLUMENAU Cristiane Roveda Gonçalves  (Apresentadora) Olivo Pedron  (Orientador)
Esta pesquisa buscou resgatar a  história da crônica literária  produzida em Blumenau,  seus autores e os periódicos  que ...
levantar a produção cronística de língua portuguesa produzida em Blumenau no período de 1950 a 2000.   Objetivo geral
1.identificar todos os grandes e pequenos periódicos que veicularam crônicas; 2.identificar os escritores que a praticaram...
3.classificá-las por assunto; 4.identificar o papel que desempenharam no percurso cultural-literário de Blumenau; 5.arrola...
1. Periódicos mais representativos da imprensa de Blumenau, no período de1950 a 2000: A Nação, A Cidade de Blumenau e Jorn...
2.Outras publicações editadas  pelas principais indústrias têxteis da cidade, como:   o Radar Sul Fabril  da empresa Sulfa...
1. Horácio Antônio Braun, 2. Alexandre Gomes  ‘Barão de Sacujit’ , 3. Gervásio  ‘Tessaleno’  Luz, 4. Altair Carlos Pimpão,...
Publicações por autor
Horácio Antônio Braun
Alexandre Gomes, o ‘Barão de Sacujit’
Gervásio ‘Tessaleno’ Luz
Altair Carlos Pimpão
Luiz Antônio Soares
João Vieira, o ‘Mano Jango’
Bibliografia da Crônica Blumenauense 1.LUZ, Gervásio.  Rio que passa em nossas vidas . Crônicas e apontamentos  Blumenau: ...
Conclusões 1. A crônica literária blumenauense marcou a cultura e o cotidiano da cidade.  2. Os periódicos mais importante...
3. Falta registro dos textos cronísticos, e pouco interesse em publicar livros de crônicas. 4. Não existe uma política de ...
5.Torna-se urgente despertar o interesse pela consulta a esses periódicos locais, pois guardam a história de Blumenau, atr...
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Meio século de crônica em Blumenau

578 vues

Publié le

  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Meio século de crônica em Blumenau

  1. 1. MEIO SÉCULO DE CRÔNICA EM BLUMENAU Cristiane Roveda Gonçalves (Apresentadora) Olivo Pedron (Orientador)
  2. 2. Esta pesquisa buscou resgatar a história da crônica literária produzida em Blumenau, seus autores e os periódicos que lhe abriram espaço. É, portanto, uma pesquisa de campo, de caráter quantitativo, aberta.
  3. 3. levantar a produção cronística de língua portuguesa produzida em Blumenau no período de 1950 a 2000. Objetivo geral
  4. 4. 1.identificar todos os grandes e pequenos periódicos que veicularam crônicas; 2.identificar os escritores que a praticaram (origem, formação, produção); Objetivos Específicos
  5. 5. 3.classificá-las por assunto; 4.identificar o papel que desempenharam no percurso cultural-literário de Blumenau; 5.arrolar uma bibliografia da crônica aqui produzida.
  6. 6. 1. Periódicos mais representativos da imprensa de Blumenau, no período de1950 a 2000: A Nação, A Cidade de Blumenau e Jornal de Santa Catarina ; Metodologia
  7. 7. 2.Outras publicações editadas pelas principais indústrias têxteis da cidade, como: o Radar Sul Fabril da empresa Sulfaril S. A. e o Informativo Hering da Hering Têxtil.
  8. 8. 1. Horácio Antônio Braun, 2. Alexandre Gomes ‘Barão de Sacujit’ , 3. Gervásio ‘Tessaleno’ Luz, 4. Altair Carlos Pimpão, 5. Luiz Antônio Soares e 6. João Vieira ‘Mano Jango’ . Resultados
  9. 9. Publicações por autor
  10. 10. Horácio Antônio Braun
  11. 11. Alexandre Gomes, o ‘Barão de Sacujit’
  12. 12. Gervásio ‘Tessaleno’ Luz
  13. 13. Altair Carlos Pimpão
  14. 14. Luiz Antônio Soares
  15. 15. João Vieira, o ‘Mano Jango’
  16. 16. Bibliografia da Crônica Blumenauense 1.LUZ, Gervásio. Rio que passa em nossas vidas . Crônicas e apontamentos Blumenau: Cultura e Movimento, 2001. 2.PIMPÃO. Altair Carlos. Crônicas de Blumenau . Blumenau: Letra Viva, 1996. 3.SACUJIT, Barão de. A Mulher do Zé das bombas etc. Prosa e Verso. Blumenau: Edição do Autor. 4.BRAUN, Horácio. Alles Blau em Blumenau I. Coletânea . Blumenau: Paralelo 27, 1992.
  17. 17. Conclusões 1. A crônica literária blumenauense marcou a cultura e o cotidiano da cidade. 2. Os periódicos mais importantes abriram espaço para os cronistas que, por seu contato com grande parte da população, mantiveram viva a história da cidade, ilustrando a imigração, a colonização, a indústria, o comércio, o lazer, a cultura, com flagrantes representativos do dia-a-dia dos blumenauenses.
  18. 18. 3. Falta registro dos textos cronísticos, e pouco interesse em publicar livros de crônicas. 4. Não existe uma política de resgate cultural e a dificuldade acesso aos textos é imensa.
  19. 19. 5.Torna-se urgente despertar o interesse pela consulta a esses periódicos locais, pois guardam a história de Blumenau, através de textos escritos em diversos gêneros e espécies, que possibilitam o aprofundamento no contexto histórico em que os fatos marcantes de nossa cidade ocorreram, mantendo viva a memória da cidade.

×