Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Abel L Packer - Evolução da Rede SciELO

69 vues

Publié le

Em 2018, o Programa SciELO celebrará 20 anos de operação em pleno processo de alinhamento com os avanços da ciência aberta.

A Conferência SciELO 20 Anos abordará e debaterá – em três dias de programação – as principais questões conceituais, políticas, metodológicas e tecnológicas que definem o estado da arte da comunicação científica e as tendências e inovações que estão moldando o futuro da publicação científica aberta e as relações com os periódicos em Acesso Aberto de hoje, em especial os da Rede SciELO.

O programa da conferência está organizado em torno ao alinhamento dos periódicos e a operação do SciELO com as práticas da ciência aberta, como a publicação dos dados das pesquisas, o aceleramento dos processos editoriais e de comunicação por meio da publicação contínua dos artigos e adoção de preprints, maximização da transparência nos processos de avaliação e fluxos de comunicação, e a busca por sistemas mais abrangentes para a avaliação de pesquisas, artigos e periódicos.

Antes da Conferência, terá lugar a Reunião Rede SciELO, quando serão debatidos o desempenho dos periódicos e do Programa SciELO e o seu aperfeiçoamento segundo as linhas de ação que guiarão o seu desenvolvimento para os próximos cinco anos.

A celebração dos 20 anos do SciELO constitui um marco e um momento especial para promover o avanço da globalização da comunicação científica e do movimento de acesso aberto de modo inclusivo em relação às diversidades de áreas temáticas, geográficas e idiomas da pesquisa científica.

Publié dans : Sciences
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Abel L Packer - Evolução da Rede SciELO

  1. 1. www.SciELO20.org
  2. 2. Fonte: SciELO, agosto 2018 Abel L Packer, CC-BY Rede SciELO – evolução do número de periódicos indexados e ativos,1997 a 2018 9 38 53 81 107 174 216 270 329 428 531 611 696 825 927 1028 1148 1245 1332 1394 1478 1499 76 100 162 201 251 303 397 492 564 642 764 856 912 1017 1096 1165 1211 1240 1233 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 1 2 3 3 5 7 9 10 11 11 11 12 13 13 13 14 14 14 14 14 14 14 1 2 3 3 5 7 9 10 11 11 11 12 13 13 13 14 14 14 14 14 14 14 - 650 k artigos - 1.5 mi de downloads por dia - 1.1 mi de citações (artigos WoS ALL 2008-2017) - < 1.5 periódicos por publicador
  3. 3. 0 50 100 150 200 250 300 350 400 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 total acm total saido acm activo0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 0 20 40 60 80 100 120 140 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 total acm total saido acm activo 0 10 20 30 40 50 60 70 80 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 indexados saidas acumuladas ativos Rede SciELO Chile Brasil South Africa
  4. 4. Pais cit/art WOS ALL rank cit/art WOS ALL cit/art WOS SciELO rank cit/art WOS SciELO Var rank var Brazil 1.84 1 0.63 1 2.93 4 Chile 1.21 3 0.43 3 2.84 5 South Africa 0.92 4 0.27 6 3.43 1 Rede SciELO 1.17 0.41 2.82 Rede SciELO, artigos de 2015 por citas recebidas por doc no WoS até junho de 2018 Brasil, Chile e South Africa, Rede Fonte: SciELO, agosto 2018 Abel L Packer, CC-BY
  5. 5. n cits/doc n cits/doc Brazil 320 0.35 216 0.47 34% Chile 84 0.25 66 0.31 24% South Africa 64 0.40 36 0.44 10% Rede 1231 0.26 607 0.32 23% país todos SciELO periódicos var Scimago, 2018 Rede SciELO, Scopus, citações por doc. 2 anos, 2017, Brasil, Chile, South Africa e Rede
  6. 6. métrica Brasil Chile South Africa journals 289 103 64 max 109 146 120 Q1 39 44 53 median 25 29 33 Q3 17 15 18 min 2 5 3 SciELO, idade dos periódicos em 2016 SciELO 2018
  7. 7. 27% 27% 23% 8% 8% 6% 5% 5% 3% humanas saúde sociais aplicadas biológicias agricultura engenharias exatas e da terra linguiística, letrass e artes multidisciplinar Fonte: SciELO, agosto 2018 Abel L Packer, CC-BY Rede SciELO, Distribuição dos periódicos por área temática
  8. 8. Programa SciELO e Rede SciELO América Latina é a região do mundo que proporcionalmente mais publica em acesso aberto Raízes do SciELO • culturais: idioma, contexto, público e objetos de pesquisa • tradição de gestão de informação científica em rede promovida por agências das NU, fundações e organismos de apoio ao desenvolvimento – NLM, IDRC, Kellog Foundation, ... • resposta aos desafios de formulação e posta em prática de política públicas de apoio à periódicos
  9. 9. fatores do sucesso programa de cooperação técnica internacional conceitualizado e operado como um bem público global modus operandi de rede entre países – gestão, operação, custeio busca sistemática de alinhamento com o estado da arte seletividade centrada nas boas práticas editoriais e de ética parte integral dos sistemas nacionais de ciência e tecnologia arcabouço de política pública nacional de apoio a periódicos linhas prioritárias de ação
  10. 10. Linhas prioritárias de ação alinhamento da governança balançar as assimetrias entre países, áreas temáticas, periódicos linhas de ação – 2014-2016 • profissionalização • internacionalização • sustentabilidade operacional e financeira impacta as políticas de indexação e as editoriais dos periódicos linhas de ação – 2019-2023 • transição para a ciência aberta • atualiza as linhas de 2014-2016
  11. 11. SciELO 2018-2023: transição para a Ciência Aberta posicionamento dos periódicos no novo modus operandi ampliação do fluxo de comunicação das pesquisas publicação contínua citação e referenciamento de dados, códigos, ... abertura progressiva do processo de peer review preprints e a remodelação do fluxo de publicação novo tipo de literatura – artigo de dados
  12. 12. e o futuro? O que será bom para os periódicos SciELO? fluxo global de informação científica inclusivo não à dicotomia periódicos main stream e periódicos regionais não à divisão da Terra em “favorecidos” e o Global South predominância do acesso aberto índices bibliométricos mais transparentes sistemas nacionais de avaliação de pesquisa mais abrangentes opções para atuar globalmente – contribua aos periódicos SciELO ou ... • publique um artigo a cada 3 anos • seja editor de pelo menos um artigo por ano • arbitre pelos menos um artigo por ano • cite artigos • como peer reviewer questione ausência de citações de ppd
  13. 13. e o futuro ? O que o SciELO trará de bom? espaço de convergência de periódicos de qualidade editorial crescente melhor posicionamento, visibilidade e competividade espaço de convivência de periódicos com foco nacional e internacional capacidade nacional de produzir periódicos de qualidade alinhamento progressivo com a ciência aberta coexistência de assimetrias entre periódicos, áreas temáticas, países extensão e interoperação com livros acadêmicos selo de qualidade
  14. 14. “La utopía está en el horizonte. Camino dos pasos, ella se aleja dos pasos y el horizonte se corre diez pasos más allá. ¿Entonces para qué sirve la utopía? Para eso, sirve para caminar.” Eduardo Galeano

×