Modelo relatório individual

Observação:
A avaliação do aluno que se encontra em pleno desenvolvimento global em que a sua
evolução é diretamente dependente da plasticidade neuronal, que ocorre tanto no
desenvolvimento normal quanto nos casos de lesão, na tentativa de restauração
funcional, deve, portanto ser considerada como um momento de desenvolvimento
neuropsicomotor capaz de sofrer alterações. Essa observação deve ser colocada no
relatório e ser respeitada dentro do processo de investigação pedagógica, psicológica e
neurológica, evitando, dessa forma, um resultado conclusivo errôneo.
Anamnese – Importância na Investigação de Dificuldades de Aprendizagem – todos os
aspectos que devem ser abordados , detalhados e assinalados quanto à sua importância e
as condições exigidas para que se possa colher informações relevantes ao processo de
investigação pedagógica do aluno.
Os principais aspectos são:
• queixa principal,
• história do desempenho escolar,
• história familiar,
• hábitos diários,
• vida familiar, antecedentes maternos,
• antecedentes gestacionais,
• parto e período neonatal,
• desenvolvimento neuropsicomotor,
• interações sociais.
Relatório de Avaliação Pedagógica com fins de avaliação psicodiagnóstico.
RELATÓRIO PEDAGÓGICO
(Cabeçalho)
1 – Identificação
Nome da Instituição, aluno (dados pessoais), professor, ano/série em curso, local e
data).
2 – Recomendações gerais:
• Recomenda-se zelo em relação aos dados da vida do aluno, no sentido de evitar que os
mesmos sejam divulgados a pessoas não envolvidas no processo ensino-aprendizagem,
preservando dessa forma a individualidade do aluno;
• Solicita-se zelo em relação aos dados da avaliação que possam gerar dúvidas ou má
interpretação. Sugerimos que neste caso, seja procurada imediatamente a equipe
responsável pelo trabalho;
• As informações contidas neste relatório foram colhidas no período..._.
3 – Identificação da Equipe:
(dados dos profissionais que compõem a equipe multidisciplinar)
4 – Motivo do Encaminhamento
(principal queixa e origem da solicitação: escola, família, profissionais da saúde).
5 – Síntese da investigação:
A Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem observou o aluno em sala de aula e
em outros ambientes da escola, entrevistou o professor analisou o material da criança e
realizou entrevista com a mãe (anamnese).
O aluno após se sentir acolhido e familiarizado com o ambiente e com a Equipe
participou de vários encontros lúdicos, significativos com fins avaliativos.
“L” de conformação física frágil evidencia estatura um pouco abaixo do normal para
sua idade, apresentou-se com os cabelos bem cortados à moda atual dos garotos da sua
idade, uniforme limpo demonstrando cultivar bons hábitos e cuidados com a higiene.
O aluno com 9 anos, cursando o 3º ano, duas repetências, apresentou-se nos diversos
momentos da avaliação com tranquilidade, humor estável, comunicação através de
poucas frases e uma postura sugerindo afetivo triste. Interagiu bem, com naturalidade,
através do contato de olhos inconstante sugerindo, em alguns momentos de seus relatos
da vida diária, um pouco de tensão e ansiedade.
Durante a entrevista “L” manteve uma atividade motora com poucos movimentos
físicos, pouca gesticulação, expressão facial triste, pouca alteração na expressividade, a
mesma entonação de voz: baixa de vez em quando uma leve gagueira, com resposta
breve sem muitos detalhes, usando constantemente a expressão “às vezes”.
De acordo com o relato da mãe, o aluno nasceu de parto induzido, cesariana, sem
necessitar permanecer em incubadora. Nos primeiros anos de sua infância não
apresentou grandes problemas de saúde; a mãe relatou lembrar-se apenas de que era um
bebê que chorava muito, nervoso e não dormia bem, demorou em falar as primeiras
palavras com significado; o desenvolvimento motor foi um pouco tardio em relação aos
irmãos, realizou o controle dos esfíncteres aos quatro anos.
Atualmente tem bronquite asmática, é, portanto, alérgico, alimenta-se mal, está com o
peso abaixo do normal, queixa às vezes dores de cabeça. Percebe que o filho é
“desligado”, sendo necessário receber comandos para realizar as atividades da vida
diária, desde o início da atividade até a finalização, caso contrário, começa e não
termina; quando acha que ele tem uma espécie de “apagão” é necessário ser chamado, e
aí se assusta. Não gosta de ir à escola. Às vezes não tem interesse em estar com outras
crianças preferindo se isolar, em outros momentos interage bem e faz amigos. Fez uso
da linguagem oral com significado aos 5 anos de idade, tem um pouco de gagueira,
troca fonemas na fala. Tem um irmão mais velho que estuda também nesta Unidade
Escolar que se encontra em dificuldades de aprendizagem, tem epilepsia e faz uso de
medicamentos fortes para conter as convulsões.
Os pontos mais relevantes do relato da mãe foram: parto induzido, choro prolongado e
intermitente, sono intranquilo até os 6 anos, demora em desenvolver a comunicação
verbal (aos 6 anos) e os episódios de ausências- “apagões”, somando ás dificuldades de
aprendizagem na idade escolar, observados na escola.
Foram observados e avaliados, na sala de aula (em grupo), individualmente na sala da
Equipe e em outros ambientes da escola: sala de leitura, sala de artes, laboratório de
informática, recreação: atenção e concentração, esquema corporal, a estruturação
espaço-temporal, lateralidade, orientação espacial através de análise e síntese visual e
auditiva, coordenação visomotora, equilíbrio, desenvolvimento intelectual afetivo-
social. Conceitos básicos de psicomotricidade: em cima /embaixo, dentro/fora,
perto/longe, atrás/na frente, cores primárias e secundárias, formas geométricas, leitura e
a interpretação, a produção de textos, análise linguística e sistematização para o domínio
do código, (teste da psicogenética da escrita), Linguagem oral (constituição da fala:
troca, omissão ou não de fonemas), do raciocínio lógico, de acordo com a proposta
pedagógica.
“L” após se sentir acolhido e estimulado pela Equipe de Apoio Pedagógico realizou
todas as atividades propostas com atenção, concentração (sendo que em sala de aula
mantem-se disperso; evidenciando atender comandos e compreensão de enunciados,
respondendo através de pouca gesticulação, comunicação limitada a algumas frases).
Em relação à estruturação espaço-temporal, apresenta conhecimento em
desenvolvimento, com algumas falhas na compreensão de si mesmo e de situar-se no
tempo (horas; ontem, hoje e amanhã; dias da semana, meses do ano), mas já identifica o
bairro onde mora, o estado; o país somente através de intervenção; domina dos
conceitos em cima /embaixo, dentro/fora, perto/longe, atrás/na frente, equilíbrio,
locomoção e lateralidade definida.
A memória lógica, auditiva e visual evidencia algumas dificuldades em verbalizar
respostas que possam ser avaliadas.
Quanto à inteligência demonstrou capacidade, em desenvolvimento abaixo ao esperado
pela sua idade e ano cursado, de assimilar conhecimentos e compreender as relações
entre eles, integrando-os aos conhecimentos já adquiridos anteriormente; de raciocinar
logicamente e de forma abstrata, manipulando conceitos, números e palavras.
Foram avaliadas a leitura e a interpretação, a produção de textos, análise linguística e
sistematização para o domínio do código, do raciocínio lógico.
Na sistematização para o domínio do código, o aluno encontra-se em processo, no nível
intermediário da psicogênese silábico/alfabético, em que para algumas sílabas usa só
uma letra, escrevendo as demais alfabeticamente; as capacidades, no campo da leitura
estão em desenvolvimento: lê algumas palavras de estrutura simples, e produz pequenas
frases.
A análise linguística demonstra que os aspectos textuais como: construção de frases e
períodos, coesão e coerência, vocabulário, parágrafo, gênero assim como os aspectos
gramaticais, ortografia, acentuação, pontuação, concordância, forma, legibilidade e
estética são conceitos e práticas que ainda não estão estruturados, evidenciando
defasagem de conteúdos para o ano cursado.
As noções prévias do pensamento lógico matemático encontram-se no nível operatório-
concreto, em que classificação, seriação, conservação, inclusão de classe se encontram
em desenvolvimento aquém ao esperado para sua idade/ano. Realiza contagem de 1 em
1 até 80, com alguns números espelhados e quantifica até 70.
Reconhece e relaciona quantidades: maior que, menor que. Realiza cálculo mental
utilizando os dedos como suporte, lê, interpreta (com ajuda) e resolve situações-
problemas de estrutura simples com suporte de estímulos (gravuras), operacionaliza
adição e subtração até 50, não domina ainda os fatos da multiplicação.
6 - Conclusão
Aluno com 09 anos, com duas repetências, vem de um ambiente familiar inseguro pela
ausência da mãe que trabalha fora do lar, cuja interação social se encontra em
desenvolvimento, dificuldades na aquisição de conhecimentos acadêmicos; linguagem
oral comprometida com troca e omissões de fonemas; sem autonomia e independência
nas atividades da vida diária, desatento e disperso em sala de aula, em todos os aspectos
avaliados encontra-se em defasagem idade/ano cursado, em relação aos conteúdos e
dentro do aspecto cognitivo encontra-se em um desenvolvimento, porém aquém ao
esperado. Apresentando algumas dificuldades específicas na escrita, em grau menor no
raciocínio lógico matemático.
7_ Orientação á Família e ao Professor:
O aluno necessita ser melhor acompanhado e estimulado em suas atividades da vida
diária e nos deveres de casa, pela família, procurando elevar sua autoestima através da
atenção e afetividade.
Em sala de aula e nas demais atividades como sala de leitura, laboratório de informática
e recreação, o professor deverá manter o aluno sob sua atenção, incentivando-o no
desempenho de todas as atividades propostas, procurando despertar sua curiosidade e
vontade de aprender através de atividades significativas voltadas para os interesses do
aluno. Fazer uso de material concreto e lúdico. Atividades específicas de escrita e
leitura que promovam o avanço na hipótese silábica. Estimular a interação social através
de trabalhos em grupo, em sala de aula, e posições de liderança nas recreações.
O aluno deverá ser atendido pela Equipe Multidisciplinar (Apoio á Aprendizagem)
participando de oficinas de psicomotricidade e autoestima, em grupos de alunos.
*Estas orientações preliminares devem ser desenvolvidas até que haja novas orientações
após avaliações fonoaudiológica e psicológica com provável indicação neurológica.
8- Encaminhamentos:
Avaliação da acuidade visual, auditiva; avaliação e acompanhamento fonoaudiólgicos,
psicológicos, caso seja necessário avaliação neurológica, para que melhor seja atendido
em suas necessidades educacionais.
Equipe Multidisciplinar
Assinaturas:
Local e data.

Recommandé

Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais. par
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.SimoneHelenDrumond
363.4K vues12 diapositives
Relatório descritivo de mateus amarante de aguiar. par
Relatório descritivo de mateus amarante de aguiar.Relatório descritivo de mateus amarante de aguiar.
Relatório descritivo de mateus amarante de aguiar.Erkv
20.8K vues1 diapositive
Modelo relatório pedagogico aluno especial par
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialstraraposa
441.2K vues3 diapositives
Planejamento 1º periodo par
Planejamento 1º periodoPlanejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodoSimoneHelenDrumond
421.8K vues6 diapositives
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond par
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondSimoneHelenDrumond
541.1K vues17 diapositives
Pareceres do 1º ano 2º semestre par
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestreAraceli Kleemann
461.9K vues24 diapositives

Contenu connexe

Tendances

Modelo de parecer descritivo par
Modelo de parecer descritivoModelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivoSimoneHelenDrumond
356.1K vues15 diapositives
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond par
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondModelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondSimoneHelenDrumond
311.6K vues10 diapositives
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1 par
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1SimoneHelenDrumond
297.3K vues21 diapositives
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca... par
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Alexandre Bandoch
31.5K vues18 diapositives
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1 par
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1Kelry Carvalho
165.3K vues10 diapositives
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular par
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
669.3K vues4 diapositives

Tendances(20)

Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond par SimoneHelenDrumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondModelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
SimoneHelenDrumond311.6K vues
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1 par SimoneHelenDrumond
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
SimoneHelenDrumond297.3K vues
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca... par Alexandre Bandoch
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Alexandre Bandoch31.5K vues
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1 par Kelry Carvalho
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Kelry Carvalho165.3K vues
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular par Nethy Marques
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Nethy Marques669.3K vues
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado par SimoneHelenDrumond
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoParecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
SimoneHelenDrumond208.1K vues
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd par Lucinaldo Tenório
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgdPlano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Lucinaldo Tenório94.7K vues
260 adaptacçoes curriculares para autistas. par SimoneHelenDrumond
260 adaptacçoes curriculares para autistas.260 adaptacçoes curriculares para autistas.
260 adaptacçoes curriculares para autistas.
SimoneHelenDrumond70.8K vues
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites par SimoneHelenDrumond
Parecer de um bom aluno porém  que precisa de limitesParecer de um bom aluno porém  que precisa de limites
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites
SimoneHelenDrumond568.5K vues
Avaliação inicial na educação infantil par Meire Moura
Avaliação inicial na educação infantilAvaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantil
Meire Moura66.3K vues
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios par ELIANE GARCIA
Sugestões de palavras e expressões para o uso   em relatóriosSugestões de palavras e expressões para o uso   em relatórios
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios
ELIANE GARCIA39.1K vues
Relatório de acompanhamento do professor de aee par Augusto Bertotto
Relatório de acompanhamento do professor de aeeRelatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Augusto Bertotto29.3K vues
Ficha avaliação educação infantil par keillacr
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
keillacr249.1K vues
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre par Naysa Taboada
Ficha descritiva 1 ano   1 trimestreFicha descritiva 1 ano   1 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre
Naysa Taboada286.8K vues

En vedette

Relatorio final pronto! par
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Silvio Medeiros
647.3K vues6 diapositives
Modelo relatorio par
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatoriorsaloes
734.6K vues9 diapositives
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática par
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaSimoneHelenDrumond
120K vues4 diapositives
PNAIC - Ano 3 unidade 8 par
PNAIC - Ano 3 unidade 8 PNAIC - Ano 3 unidade 8
PNAIC - Ano 3 unidade 8 ElieneDias
36.3K vues45 diapositives
Fichas de Avaliação Ed. Infantil par
Fichas de Avaliação  Ed. InfantilFichas de Avaliação  Ed. Infantil
Fichas de Avaliação Ed. InfantilAlinemmoliveira
225K vues19 diapositives
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃO par
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃOCLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃO
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃOcarlademorais
172K vues19 diapositives

En vedette(16)

Modelo relatorio par rsaloes
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatorio
rsaloes734.6K vues
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática par SimoneHelenDrumond
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
SimoneHelenDrumond120K vues
PNAIC - Ano 3 unidade 8 par ElieneDias
PNAIC - Ano 3 unidade 8 PNAIC - Ano 3 unidade 8
PNAIC - Ano 3 unidade 8
ElieneDias36.3K vues
Fichas de Avaliação Ed. Infantil par Alinemmoliveira
Fichas de Avaliação  Ed. InfantilFichas de Avaliação  Ed. Infantil
Fichas de Avaliação Ed. Infantil
Alinemmoliveira225K vues
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃO par carlademorais
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃOCLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃO
CLASSIFICAÇÃO E RECLASSIFICAÇÃO
carlademorais172K vues
Proposta do infantil ll educação infantil par Rosemary Batista
Proposta do infantil ll   educação infantilProposta do infantil ll   educação infantil
Proposta do infantil ll educação infantil
Rosemary Batista8.3K vues
Matriz de referência – língua portuguesa par weleslima
Matriz de referência – língua portuguesaMatriz de referência – língua portuguesa
Matriz de referência – língua portuguesa
weleslima2.2K vues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues par Kamilla Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Kamilla Rodrigues299.5K vues
Relatório de Estagio Engenharia Civil Unip par Andrei Santos
Relatório de Estagio Engenharia Civil UnipRelatório de Estagio Engenharia Civil Unip
Relatório de Estagio Engenharia Civil Unip
Andrei Santos41.6K vues

Similaire à Modelo relatório individual

Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri... par
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...EFIGÊNIA NERES
50K vues58 diapositives
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri... par
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...EFIGÊNIA NERES
4.5K vues58 diapositives
Como interagir com o aluno 2006 par
Como interagir com o aluno 2006Como interagir com o aluno 2006
Como interagir com o aluno 2006Maria Masarela Passos
881 vues12 diapositives
Dificuldades de aprend. par
Dificuldades de aprend.Dificuldades de aprend.
Dificuldades de aprend.Marlene Campos
214 vues58 diapositives
Curso II - Dislexia par
Curso II - DislexiaCurso II - Dislexia
Curso II - DislexiaAntónio Santos
16.1K vues84 diapositives
Dificuldades de aprendizagem par
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemLeandra Teixeira Falcão
7.3K vues50 diapositives

Similaire à Modelo relatório individual(20)

Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri... par EFIGÊNIA NERES
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
EFIGÊNIA NERES50K vues
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri... par EFIGÊNIA NERES
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
Estrategias de suporte para os transtornos ou dificuldades de leitura e escri...
EFIGÊNIA NERES4.5K vues
Distúrbios de aprendizagem na escola par marleneevang
Distúrbios de aprendizagem na escolaDistúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escola
marleneevang85.1K vues
Manual de dislexia par Joao Sousa
Manual de dislexiaManual de dislexia
Manual de dislexia
Joao Sousa146 vues
A criança em idade pré escolar par EU O Escutismo
A criança em idade pré escolarA criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolar
EU O Escutismo7.1K vues
Crianças com dificuldade de aprendizagem par Janison Correia
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Janison Correia404 vues
1378772483147 (1) par TonnyFix
1378772483147 (1)1378772483147 (1)
1378772483147 (1)
TonnyFix611 vues
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01 par ERILENE OLIVEIRA
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01
ERILENE OLIVEIRA138 vues
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01 par ERILENE OLIVEIRA
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01
Processodeaquisiodaleituraeescrita 120809091716-phpapp01
ERILENE OLIVEIRA249 vues

Plus de straraposa

Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCC par
Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCCModelo de Plano de aula de acordo com a BNCC
Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCCstraraposa
2.3K vues2 diapositives
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCC par
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCCDimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCC
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCCstraraposa
437 vues73 diapositives
Material digital de apoio ao professor - A cor de Coraline par
Material digital de apoio ao professor -  A cor de CoralineMaterial digital de apoio ao professor -  A cor de Coraline
Material digital de apoio ao professor - A cor de Coralinestraraposa
5.1K vues5 diapositives
BNCC - Material para o professor par
BNCC - Material para o professorBNCC - Material para o professor
BNCC - Material para o professorstraraposa
2.2K vues36 diapositives
Guia pratico - Autismo par
Guia pratico - AutismoGuia pratico - Autismo
Guia pratico - Autismostraraposa
199 vues69 diapositives
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254 par
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254straraposa
113 vues5 diapositives

Plus de straraposa(17)

Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCC par straraposa
Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCCModelo de Plano de aula de acordo com a BNCC
Modelo de Plano de aula de acordo com a BNCC
straraposa2.3K vues
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCC par straraposa
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCCDimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCC
Dimensões e Desenvolvimento das Competências Gerais da BNCC
straraposa437 vues
Material digital de apoio ao professor - A cor de Coraline par straraposa
Material digital de apoio ao professor -  A cor de CoralineMaterial digital de apoio ao professor -  A cor de Coraline
Material digital de apoio ao professor - A cor de Coraline
straraposa5.1K vues
BNCC - Material para o professor par straraposa
BNCC - Material para o professorBNCC - Material para o professor
BNCC - Material para o professor
straraposa2.2K vues
Guia pratico - Autismo par straraposa
Guia pratico - AutismoGuia pratico - Autismo
Guia pratico - Autismo
straraposa199 vues
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254 par straraposa
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254
Anateberosky aprenderalereaescrever-3745436254
straraposa113 vues
Números colecaojovemcientista par straraposa
Números colecaojovemcientistaNúmeros colecaojovemcientista
Números colecaojovemcientista
straraposa328 vues
Movimento colecaojovemcientista par straraposa
Movimento colecaojovemcientistaMovimento colecaojovemcientista
Movimento colecaojovemcientista
straraposa409 vues
Ar colecaojovemcientista par straraposa
Ar colecaojovemcientistaAr colecaojovemcientista
Ar colecaojovemcientista
straraposa1.7K vues
Agua colecaojovemcientista par straraposa
Agua colecaojovemcientistaAgua colecaojovemcientista
Agua colecaojovemcientista
straraposa354 vues
Estela kaufman simposio 2006 argentina 16 05 06 par straraposa
Estela kaufman   simposio 2006 argentina 16 05 06Estela kaufman   simposio 2006 argentina 16 05 06
Estela kaufman simposio 2006 argentina 16 05 06
straraposa640 vues
Norma eca projeto eca par straraposa
Norma eca   projeto ecaNorma eca   projeto eca
Norma eca projeto eca
straraposa4.2K vues
Planejamento pedagogico par straraposa
Planejamento pedagogicoPlanejamento pedagogico
Planejamento pedagogico
straraposa34.4K vues
Como fazer fichamento de texto par straraposa
Como fazer fichamento de textoComo fazer fichamento de texto
Como fazer fichamento de texto
straraposa7.5K vues
Artes plásticas par straraposa
Artes plásticasArtes plásticas
Artes plásticas
straraposa14.3K vues

Dernier

Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen... par
Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...
Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...IntegrareAcademy2
32 vues2 diapositives
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023 par
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023IntegrareAcademy2
62 vues2 diapositives
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva... par
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...azulassessoriaacadem3
25 vues3 diapositives
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ... par
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...azulassessoriaacadem3
61 vues5 diapositives
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ... par
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...azulassessoriaacadem3
75 vues4 diapositives
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres... par
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...IntegrareAcademy2
30 vues3 diapositives

Dernier(20)

Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen... par IntegrareAcademy2
Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...
Para compreendermos e valorizarmos as ações dos assistentes sociais no presen...
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023 par IntegrareAcademy2
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva... par azulassessoriaacadem3
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...
Com seu entendimento sobre os processos, faça como Capote sugeriu, e descreva...
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ... par azulassessoriaacadem3
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...
a) Elenque de forma sucinta as dificuldades apresentadas no relato do caso e ...
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ... par azulassessoriaacadem3
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...
3- Levando em consideração suas respostas anteriores, qual o pré-diagnóstico ...
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres... par IntegrareAcademy2
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...
4. No vídeo “Cadela aprende libras para entender comando dos donos” foi apres...
4- Sobre o paciente do caso 2, EXPLIQUE quais os mecanismos fisiológicos da ... par azulassessoriaacadem3
4- Sobre o paciente do caso 2,  EXPLIQUE quais os mecanismos fisiológicos da ...4- Sobre o paciente do caso 2,  EXPLIQUE quais os mecanismos fisiológicos da ...
4- Sobre o paciente do caso 2, EXPLIQUE quais os mecanismos fisiológicos da ...
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt par IvoPereira42
Comunicação e Relações Interpessoais.pptComunicação e Relações Interpessoais.ppt
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt
IvoPereira42127 vues
2 - Você estudou as principais teorias pedagógicas para prática de educação. ... par azulassessoriaacadem3
2 - Você estudou as principais teorias pedagógicas para prática de educação. ...2 - Você estudou as principais teorias pedagógicas para prática de educação. ...
2 - Você estudou as principais teorias pedagógicas para prática de educação. ...
a) Estruturar o Balancete de Verificação da empresa Estilo Chic Ltda. ordenan... par HelpEducacional
a) Estruturar o Balancete de Verificação da empresa Estilo Chic Ltda. ordenan...a) Estruturar o Balancete de Verificação da empresa Estilo Chic Ltda. ordenan...
a) Estruturar o Balancete de Verificação da empresa Estilo Chic Ltda. ordenan...
HelpEducacional366 vues
4) Explique a diferença dos coxibes em relação aos AINEs convencionais, consi... par HelpEducacional
4) Explique a diferença dos coxibes em relação aos AINEs convencionais, consi...4) Explique a diferença dos coxibes em relação aos AINEs convencionais, consi...
4) Explique a diferença dos coxibes em relação aos AINEs convencionais, consi...
HelpEducacional38 vues
Etapa 2: a segunda etapa da seleção consiste em definir a forma de pagamento ... par azulassessoriaacadem3
Etapa 2: a segunda etapa da seleção consiste em definir a forma de pagamento ...Etapa 2: a segunda etapa da seleção consiste em definir a forma de pagamento ...
Etapa 2: a segunda etapa da seleção consiste em definir a forma de pagamento ...
Um negócio que está no mercado por décadas e mesmo assim continua relevante n... par azulassessoriaacadem3
Um negócio que está no mercado por décadas e mesmo assim continua relevante n...Um negócio que está no mercado por décadas e mesmo assim continua relevante n...
Um negócio que está no mercado por décadas e mesmo assim continua relevante n...
Etapa 3: agora chegou o momento de você sugerir a aquisição ou não do equipam... par azulassessoriaacadem3
Etapa 3: agora chegou o momento de você sugerir a aquisição ou não do equipam...Etapa 3: agora chegou o momento de você sugerir a aquisição ou não do equipam...
Etapa 3: agora chegou o momento de você sugerir a aquisição ou não do equipam...
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des... par azulassessoriaacadem3
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx par LuizHenriquedeAlmeid6
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptxSlides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx
Slides Lição 12, CPAD, O Modelo de Missões da Igreja de Antioquia.pptx

Modelo relatório individual

  • 1. Observação: A avaliação do aluno que se encontra em pleno desenvolvimento global em que a sua evolução é diretamente dependente da plasticidade neuronal, que ocorre tanto no desenvolvimento normal quanto nos casos de lesão, na tentativa de restauração funcional, deve, portanto ser considerada como um momento de desenvolvimento neuropsicomotor capaz de sofrer alterações. Essa observação deve ser colocada no relatório e ser respeitada dentro do processo de investigação pedagógica, psicológica e neurológica, evitando, dessa forma, um resultado conclusivo errôneo. Anamnese – Importância na Investigação de Dificuldades de Aprendizagem – todos os aspectos que devem ser abordados , detalhados e assinalados quanto à sua importância e as condições exigidas para que se possa colher informações relevantes ao processo de investigação pedagógica do aluno. Os principais aspectos são: • queixa principal, • história do desempenho escolar, • história familiar, • hábitos diários, • vida familiar, antecedentes maternos, • antecedentes gestacionais, • parto e período neonatal, • desenvolvimento neuropsicomotor, • interações sociais. Relatório de Avaliação Pedagógica com fins de avaliação psicodiagnóstico. RELATÓRIO PEDAGÓGICO (Cabeçalho) 1 – Identificação
  • 2. Nome da Instituição, aluno (dados pessoais), professor, ano/série em curso, local e data). 2 – Recomendações gerais: • Recomenda-se zelo em relação aos dados da vida do aluno, no sentido de evitar que os mesmos sejam divulgados a pessoas não envolvidas no processo ensino-aprendizagem, preservando dessa forma a individualidade do aluno; • Solicita-se zelo em relação aos dados da avaliação que possam gerar dúvidas ou má interpretação. Sugerimos que neste caso, seja procurada imediatamente a equipe responsável pelo trabalho; • As informações contidas neste relatório foram colhidas no período..._. 3 – Identificação da Equipe: (dados dos profissionais que compõem a equipe multidisciplinar) 4 – Motivo do Encaminhamento (principal queixa e origem da solicitação: escola, família, profissionais da saúde). 5 – Síntese da investigação: A Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem observou o aluno em sala de aula e em outros ambientes da escola, entrevistou o professor analisou o material da criança e realizou entrevista com a mãe (anamnese). O aluno após se sentir acolhido e familiarizado com o ambiente e com a Equipe participou de vários encontros lúdicos, significativos com fins avaliativos. “L” de conformação física frágil evidencia estatura um pouco abaixo do normal para sua idade, apresentou-se com os cabelos bem cortados à moda atual dos garotos da sua idade, uniforme limpo demonstrando cultivar bons hábitos e cuidados com a higiene. O aluno com 9 anos, cursando o 3º ano, duas repetências, apresentou-se nos diversos momentos da avaliação com tranquilidade, humor estável, comunicação através de poucas frases e uma postura sugerindo afetivo triste. Interagiu bem, com naturalidade, através do contato de olhos inconstante sugerindo, em alguns momentos de seus relatos da vida diária, um pouco de tensão e ansiedade. Durante a entrevista “L” manteve uma atividade motora com poucos movimentos físicos, pouca gesticulação, expressão facial triste, pouca alteração na expressividade, a mesma entonação de voz: baixa de vez em quando uma leve gagueira, com resposta breve sem muitos detalhes, usando constantemente a expressão “às vezes”. De acordo com o relato da mãe, o aluno nasceu de parto induzido, cesariana, sem necessitar permanecer em incubadora. Nos primeiros anos de sua infância não
  • 3. apresentou grandes problemas de saúde; a mãe relatou lembrar-se apenas de que era um bebê que chorava muito, nervoso e não dormia bem, demorou em falar as primeiras palavras com significado; o desenvolvimento motor foi um pouco tardio em relação aos irmãos, realizou o controle dos esfíncteres aos quatro anos. Atualmente tem bronquite asmática, é, portanto, alérgico, alimenta-se mal, está com o peso abaixo do normal, queixa às vezes dores de cabeça. Percebe que o filho é “desligado”, sendo necessário receber comandos para realizar as atividades da vida diária, desde o início da atividade até a finalização, caso contrário, começa e não termina; quando acha que ele tem uma espécie de “apagão” é necessário ser chamado, e aí se assusta. Não gosta de ir à escola. Às vezes não tem interesse em estar com outras crianças preferindo se isolar, em outros momentos interage bem e faz amigos. Fez uso da linguagem oral com significado aos 5 anos de idade, tem um pouco de gagueira, troca fonemas na fala. Tem um irmão mais velho que estuda também nesta Unidade Escolar que se encontra em dificuldades de aprendizagem, tem epilepsia e faz uso de medicamentos fortes para conter as convulsões. Os pontos mais relevantes do relato da mãe foram: parto induzido, choro prolongado e intermitente, sono intranquilo até os 6 anos, demora em desenvolver a comunicação verbal (aos 6 anos) e os episódios de ausências- “apagões”, somando ás dificuldades de aprendizagem na idade escolar, observados na escola. Foram observados e avaliados, na sala de aula (em grupo), individualmente na sala da Equipe e em outros ambientes da escola: sala de leitura, sala de artes, laboratório de informática, recreação: atenção e concentração, esquema corporal, a estruturação espaço-temporal, lateralidade, orientação espacial através de análise e síntese visual e auditiva, coordenação visomotora, equilíbrio, desenvolvimento intelectual afetivo- social. Conceitos básicos de psicomotricidade: em cima /embaixo, dentro/fora, perto/longe, atrás/na frente, cores primárias e secundárias, formas geométricas, leitura e a interpretação, a produção de textos, análise linguística e sistematização para o domínio do código, (teste da psicogenética da escrita), Linguagem oral (constituição da fala: troca, omissão ou não de fonemas), do raciocínio lógico, de acordo com a proposta pedagógica. “L” após se sentir acolhido e estimulado pela Equipe de Apoio Pedagógico realizou todas as atividades propostas com atenção, concentração (sendo que em sala de aula mantem-se disperso; evidenciando atender comandos e compreensão de enunciados, respondendo através de pouca gesticulação, comunicação limitada a algumas frases). Em relação à estruturação espaço-temporal, apresenta conhecimento em desenvolvimento, com algumas falhas na compreensão de si mesmo e de situar-se no tempo (horas; ontem, hoje e amanhã; dias da semana, meses do ano), mas já identifica o bairro onde mora, o estado; o país somente através de intervenção; domina dos conceitos em cima /embaixo, dentro/fora, perto/longe, atrás/na frente, equilíbrio, locomoção e lateralidade definida.
  • 4. A memória lógica, auditiva e visual evidencia algumas dificuldades em verbalizar respostas que possam ser avaliadas. Quanto à inteligência demonstrou capacidade, em desenvolvimento abaixo ao esperado pela sua idade e ano cursado, de assimilar conhecimentos e compreender as relações entre eles, integrando-os aos conhecimentos já adquiridos anteriormente; de raciocinar logicamente e de forma abstrata, manipulando conceitos, números e palavras. Foram avaliadas a leitura e a interpretação, a produção de textos, análise linguística e sistematização para o domínio do código, do raciocínio lógico. Na sistematização para o domínio do código, o aluno encontra-se em processo, no nível intermediário da psicogênese silábico/alfabético, em que para algumas sílabas usa só uma letra, escrevendo as demais alfabeticamente; as capacidades, no campo da leitura estão em desenvolvimento: lê algumas palavras de estrutura simples, e produz pequenas frases. A análise linguística demonstra que os aspectos textuais como: construção de frases e períodos, coesão e coerência, vocabulário, parágrafo, gênero assim como os aspectos gramaticais, ortografia, acentuação, pontuação, concordância, forma, legibilidade e estética são conceitos e práticas que ainda não estão estruturados, evidenciando defasagem de conteúdos para o ano cursado. As noções prévias do pensamento lógico matemático encontram-se no nível operatório- concreto, em que classificação, seriação, conservação, inclusão de classe se encontram em desenvolvimento aquém ao esperado para sua idade/ano. Realiza contagem de 1 em 1 até 80, com alguns números espelhados e quantifica até 70. Reconhece e relaciona quantidades: maior que, menor que. Realiza cálculo mental utilizando os dedos como suporte, lê, interpreta (com ajuda) e resolve situações- problemas de estrutura simples com suporte de estímulos (gravuras), operacionaliza adição e subtração até 50, não domina ainda os fatos da multiplicação. 6 - Conclusão Aluno com 09 anos, com duas repetências, vem de um ambiente familiar inseguro pela ausência da mãe que trabalha fora do lar, cuja interação social se encontra em desenvolvimento, dificuldades na aquisição de conhecimentos acadêmicos; linguagem oral comprometida com troca e omissões de fonemas; sem autonomia e independência nas atividades da vida diária, desatento e disperso em sala de aula, em todos os aspectos avaliados encontra-se em defasagem idade/ano cursado, em relação aos conteúdos e dentro do aspecto cognitivo encontra-se em um desenvolvimento, porém aquém ao esperado. Apresentando algumas dificuldades específicas na escrita, em grau menor no raciocínio lógico matemático. 7_ Orientação á Família e ao Professor:
  • 5. O aluno necessita ser melhor acompanhado e estimulado em suas atividades da vida diária e nos deveres de casa, pela família, procurando elevar sua autoestima através da atenção e afetividade. Em sala de aula e nas demais atividades como sala de leitura, laboratório de informática e recreação, o professor deverá manter o aluno sob sua atenção, incentivando-o no desempenho de todas as atividades propostas, procurando despertar sua curiosidade e vontade de aprender através de atividades significativas voltadas para os interesses do aluno. Fazer uso de material concreto e lúdico. Atividades específicas de escrita e leitura que promovam o avanço na hipótese silábica. Estimular a interação social através de trabalhos em grupo, em sala de aula, e posições de liderança nas recreações. O aluno deverá ser atendido pela Equipe Multidisciplinar (Apoio á Aprendizagem) participando de oficinas de psicomotricidade e autoestima, em grupos de alunos. *Estas orientações preliminares devem ser desenvolvidas até que haja novas orientações após avaliações fonoaudiológica e psicológica com provável indicação neurológica. 8- Encaminhamentos: Avaliação da acuidade visual, auditiva; avaliação e acompanhamento fonoaudiólgicos, psicológicos, caso seja necessário avaliação neurológica, para que melhor seja atendido em suas necessidades educacionais. Equipe Multidisciplinar Assinaturas: Local e data.