Contenu connexe

Gerir o stress

  1. F O R M A S E F Ó R M U L A S P R O F E S S O R A D O U T O R A T E R E S A A N D R A D E Gerir o Stress
  2. Stress  Traduz literalmente um excesso de pressão e implica  Uma reacção que pode ser de natureza: física, comportamental, emocional, mental ou relacional que advém de estímulos percebidos como excessivamente desequilibrantes para a pessoa  Uma reacção adaptativa a circunstâncias de vida percebidas como difíceis e complexas para a pessoa que a elas está sujeita.
  3. Centros cerebrais associados às reacções imediatas ao stress
  4. Fases de resposta ao stress  O stress é uma resposta do organismo a qualquer estimulo ou exigência percebidos como excessivos sobre o mesmo  Normalmente perante o elemento stressor o organismo reage com uma fase inicial de choque, seguida de resistência ou adaptação e finalmente de exaustão  Em níveis moderados o stress contribui para a adaptação e motivação sendo denominado de Eustress (bom stress)
  5. Stress Ocupacional
  6. Conceito de Stress Ocupacional  “ Um problema de natureza perceptiva , resultante da incapacidade de lidar com as fontes de pressão no trabalho, tendo como consequências problemas na saúde física, mental e na satisfação com o trabalho, afectando o indivíduo e as organizações” Cooper (1993)  “ O stress ocupacional ocorre quando há percepção por parte do trabalhador , da sua incapacidade para realizar as tarefas solicitadas, o que provoca sofrimento, mal- estar e um sentimento de incapacidade crescente para enfrentá-las “ (Guimarães, 2000)
  7. Sintomas
  8. Alterações mais comuns no stress  Dores de cabeça  Fadiga  Perturbações no sono  Flutuações de peso  Alterações na pele  Infecções recorrentes  Dores de estômago  Taquicardia  Aumento do consumo de café, tabaco, chocolate e açucares e alcóol  Hipertensão  Ansiedade  Frustração  Flutuações de humor  Mau humor e negativismo  Queixas persistentes  Pesadelos  Ataques de choro  Irritabilidade  Depressão  Excesso de preocupação  Pouca alegria de viver  Pouco cuidado com a imagem
  9. Mais Sintomas  Sensação de cabeça vazia  Dificuldade em tomar decisões  Dificuldade em perdoar e esquecer  Apatia  Esquecimentos  Falta de concentração  Fraca produtividade  Cabeça confusa  Falta de ideias  Aborrecimento  Adiar permanentemente  Negativismo acerca de si próprio  Não gostar de si próprio  Isolamento  Intolerância  Resentimento  Perda da líbido e da intimidade  Dificuldade em confiar nos outros
  10. O stress na vida quotidiana  Para além da esfera profissional cada pessoa vive mudanças na sua esfera pessoal e intima que são passíveis por si só de gerar um excesso de sobrecarga  Transições de vida como casamentos, nascimentos, adolescência, percursos académicos, divórcios doenças e morte de entes queridos…são alguns dos momentos de vida que mais pressão exercem sobre as pessoas e que devemos sempre ter em conta quando se avalia o stress pelo qual se está a passar
  11. A percepção do que é stressante  Pensem…  Numa situação em que o stress vos conduziu a uma circunstância melhor…  Numa época da vossa vida em que sentiram demasiado stress…  Em como costumam sentir-se quando estão com mais stress…  No que costumam fazer sozinhos para lidar e ultrapassar essas épocas…
  12. Fórmulas mais comuns para lidar com o stress
  13. Algumas das fórmulas  Escrever preocupações e soluções  Desenhar futuro  Relaxamento e Visualização  Reformulação Positiva (Positivês)  Grupos de suporte  Exercício físico  Alimentação especifica  Gestão do tempo com qualidade