Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Aula 1.pdf

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Prochain SlideShare
Chapter 4.pptx
Chapter 4.pptx
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 13 Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Plus récents (20)

Publicité

Aula 1.pdf

  1. 1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MI NISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ COORDENAÇÃODE TURISMO, HOSPITALIDADE E LAZER Técnicas de Recepção em Meios de Hospedagem Prof: Yngreth Moraes
  2. 2. Meio de hospedagem – História Desde a antiguidade o homem viaja por motivações comerciais. O comércio com outros povos e a descoberta de novos locais para comercialização antecedeu as viagens motivadas pelo lazer. Porém, algumas outras motivações fizeram parte do desenvolvimento do turismo, como viagens religiosas, de saúde e esportivas. As primeiras viagens esportivas foram registradas no deslocamento de pessoas para os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga. Mais tarde, na Idade Média, surgiram outras motivações aos viajantes, como as viagens culturais e de estudos, nas quais os filhos de famílias nobres podiam viajar para estudar Artes ou ainda conhecer a cultura local em países da Europa, como França e Itália. Idade Média: Período histórico entre os anos 476 e 1453d.C.. Ao chegar à Idade Moderna, o turismo começou a adquirir características mais atuais, e é nesse período que surgem as primeiras empresas turísticas. Idade Moderna: Período histórico entre os anos 1453 e 1789 d.C.. Segundo Ignarra (1998, p.18), em 1841, Thomas Cook organizou uma viagem de trem para 570 passageiros na Inglaterra. Sua primeira viagem obteve tanto sucesso que passou a organizar excursões para a parte continental da Europa e, posteriormente, excursões para os Estados Unidos, tornando-se um dos primeiros agentes de viagens do mundo. Por isso, os historiadores apontam Thomas Cook como um dos precursores do serviço de agenciamento turístico
  3. 3. Meio de hospedagem – História Os meios de hospedagem evoluíram juntamente com o crescimento do fenômeno turístico. Antigamente, em meados do século XVII, as rotas de viagens comerciais na Ásia, Europa e África originaram núcleos urbanos e centros de hospedagens para atender os viajantes, tais como hospedarias, mosteiros e abadias. Mas foi somente depois da Revolução Industrial, no século XVIII, após o surgimento organizado do turismo, que o serviço de hospedagem foi tratado como atividade econômica e passou a ser explorado comercialmente. O turismo no Brasil surgiu junto com seu descobrimento, no ano de 1500. Quando a corte portuguesa chegou ao Brasil, já trazia da Europa algum conhecimento sobre viagens. A atividade turística se desenvolveu muito no Brasil desde então, acompanhando o crescimento econômico e social do país até os dias de hoje. Apesar de a atividade turística ter iniciado há muito tempo, o turismo organizado, como vemos hoje, é mais recente. Os avanços tecnológicos nos transportes e nas comunicações facilitaram para que o turismo atual fosse totalmente globalizado.
  4. 4. Meio de hospedagem – Termos utilizados Turistas; Veranista: indivíduos que habitualmente passa o verão fora do local onde reside. Viajante: São os indivíduos que se deslocam entre dois ou mais lugares dentro ou fora do país. Visitante: São as pessoas que se deslocam para um lugar diferente de onde mora. Excursionista: todo o individuo que em sua viagem permanece um tempo inferior a 24 horas fora do local em que residência, mas sem pernoitar. Turistas: toda pessoa, sem discriminação de etnia, sexo ou religião entra em um território contratante diferente do local de residência, com um prazo superior a 24 horas e inferior a 12 meses com o objetivo de lazer, esporte, saúde, motivos familiares, estudos, peregrinação religiosa ou negócio Comunidade receptora, ou seja, que recebe os turistas; Empresas; Poder Público. Redes: Empresas hoteleiras que instalam os mesmos hotéis em diferentes localidades. Unidades Habitacionais - UH: Nome dado a cada apartamento de uma construção com fins hoteleiros.
  5. 5. Meio de hospedagem – Termos utilizados O turismo pode ser subdividido quanto à procedência do viajante, sendo: • Nacional ou Doméstico, quando o viajante visita locais dentro do próprio país. • Internacional, quando o viajante visita outros países que não seja o seu. Além da subdivisão quanto à procedência, o turismo pode ser subdividido em motivações específicas, que são segmentos com características comuns. Podendo ser: Turismo recreativo ou de lazer: é motivado pelo desejo de bem- estar, pela necessidade de relaxar do cansaço e das tensões do cotidiano. É geralmente feito em grupos, que são animados com brincadeiras que favorecem a descontração, o humor e o relaxamento durante toda a viagem. Ecoturismo: é o turismo praticado em contato direto com a natureza, praticado em áreas não urbanas, onde são adotadas práticas sustentáveis de mínimo impacto ambiental. . Turismo cultural: caracteriza-se pelo interesse em manter contato com outros povos, outras culturas, monumentos artísticos, visando ao enriquecimento cultural. Na maioria das vezes, os viajantes são itinerantes, deslocam-se de lugar em lugar, já que as atrações culturais nem sempre estão reunidas no mesmo local. . Turismo de saúde: é praticado por pessoas que visam conseguir benefícios para sua saúde. . Turismo religioso: é a viagem a locais conhecidos como místicos ou que envolvam a fé dos crentes ou pessoas vinculadas à religião. . Turismo esportivo: é motivado pelo prazer que a atividade esportiva proporciona. Pode ser praticado em qualquer local, desde que este esteja adequado à prática do esporte escolhido. . Turismo de eventos: é realizado em função do interesse em participar de reuniões como, por exemplo, congressos, seminários ou encontros profissionais como feiras e exposições. Aplica-se àqueles que viajam, exclusivamente, para participar de eventos.
  6. 6. Meio de hospedagem – Termos utilizados Hospitalidade Quando trabalhamos com pessoas, precisamos nos colocar no lugar do outro, e com os meios de hospedagem não são diferentes. Hóspede precisam de um local que ofereça bem-estar e conforto. É importante que ele seja bem recebido. E a palavra mais adequada para definir o ato de bem receber é hospitalidade. O que é hospitalidade? Hospitalidade, no que diz respeito ao turismo, é tudo que se faz para bem atender o cliente, visando sempre ao seu bem-estar. A hospitalidade pode estar tanto no serviço oferecido quanto no cuidado com o ambiente que recebe o turista. Oferecer uma boa hospitalidade é muito importante, pois quem viaja e fica um ou mais dias longe de sua residência precisa de acomodações que proporcionem proteção, repouso, higiene, alimentação e tranquilidade.
  7. 7. Meio de hospedagem - Mercado Independentemente do turistas e das suas motivações para viajar, o turismo transforma-se em uma importante fonte de renda nas localidades em que é desenvolvido, já que ele envolve a oferta de uma grande diversidade de produtos, serviços e de profissionais especializados. Sendo assim, a atividade turística gera impactos onde acontece. Segundo a Organização Mundial do Turismo, um dos mercados de trabalho mais dinâmicos e promissores é o turismo. Além de criar empregos diretamente ligados à atividade, como nos setores de hospedagem, alimentação e lazer, o turismo desenvolve, consequentemente, outros mercados. Portanto, quando o turismo se desenvolve em uma cidade, ele se torna rentável, ou seja, produz rendimentos, propiciando um crescimento econômico e investimentos no local. Esses investimentos em turismo, além de gerarem benefícios como emprego ou aumento de renda, podem possibilitar outros avanços, como na infraestrutura da localidade, por exemplo, trazendo melhoria na qualidade de vida dos moradores. Todos esses fatores tornam o turismo uma atividade altamente competitiva, fazendo com que governos e empresários criem estratégias para garantir o mercado turístico.
  8. 8. MARIA FORTALEZA TRABALHO/CASAMENTO NA FAMILIA AVIÃO TRABALHO HOTEL RESTAURANTE PASSEIOS – BEACH PARK ORLA - COMPRAR LEMBRANCINHAS CASAMENTO NA FAMÍLIA NA CASA DE PARENTE RESTAURANTE/ EM CASA PASSEIOS BEACH PARK ORLA - COMPRAR LEMBRANCINHAS MERCADO TURISTICO OFERTA TURISTICA DEMANDA TURISTICA
  9. 9. Meio de hospedagem - Mercado Para que o mercado turístico se desenvolva, é necessário que a demanda e a oferta turística estejam em equilíbrio, pois esse equilíbrio resultará em impactos positivos ou negativos para a atividade. Mercado turístico: É o conjunto de atividades econômicas em torno de produtos turísticos através dos quais diversos agentes buscam satisfazer suas necessidades e obter benefícios, transacionando tais produtos. (VAZ, 2002, p. 17) Oferta Turística: conjunto de produtos turísticos e serviços postos à disposição do usuário turístico num determinado destino, para seu desfrute e consumo (OMT, 2001). Demanda Turística: quantidade de pessoas que viajam ou desejam viajar para desfrutar das comodidades turísticas e dos serviços em lugares diferentes daqueles de trabalho e de residência habitual (Mathieson e Wall, 1982).
  10. 10. Meio de hospedagem – Impactos das atividades turísticas
  11. 11. Relação mercado turístico-meio de hospedagem Crescimento do turismo = necessidade de crescimento de meio de hospedagem Um estudo feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que o Brasil possui 31.299 meios de hospedagem, segundo o estudo publicado em 2016, o País está pronto para acomodar 2,4 milhões de pessoas simultaneamente nos quartos disponíveis. Desse número, 88% são formados por hotéis independentes e 12% por redes. Dos 88%, 59% configuram-se como pequenos meios de hospedagem com até 20 Unidades Habitacionais (UHs). Redes: Empresas hoteleiras que instalam os mesmos hotéis em diferentes localidades. Unidades Habitacionais: Nome dado a cada apartamento de uma construção com fins hoteleiros. Sendo assim, no Brasil, hoje, há predominância de meios de hospedagem independentes e de pequeno porte. Estes, em sua maioria, estão alojados fora dos grandes centros.
  12. 12. Conhecimentos adquiridos no dia A relação do turismo com os meios de hospedagens.
  13. 13. REFERÊNCIA Apostila: Recepcionista em Meios de Hospedagem UNIDADE CURRICULAR 1: Recepcionar e atender clientes no meio de hospedagem SENAC

×