!quot;   #   $%




quot;               " ' quot; ( &' quot;
    '           )       *




                          ...
0       1                                     2
                 1               !
0                        2   3         ...
8                        7
        5                    6:
    2                2
        2   ;)                4         ...
8                :       )
;                1
        !                    5
            6:
1   :                1   :
   ...
1
    $           1
                        <
=
            ;
    $
=>  $                       $   1
=02 $   9
35
 ?          6: 5                   6:
5?                  6: 5       ?
   6                       !

'               :
...
0 -0 &quot;       %0     8 'quot; 3    @ 8 0 (0
                      quot; %quot; ' & @ quot;

    quot;                 ...
:2
5                         7       :
        :             7       )
                                      :2
    )
    ...
0
                .       !
        .       :           :
1                       1
                                :
    ...
quot;               $           9    :
    4                        !   9

                4:
        :        1
         ...
quot;
=                           3   2   2
            3           1
=9
   1;   :                           B
 2

=      ...
5quot;        9                6: 4
     :5            2   7
              6!

2
              !
5                63       4
    !0       :                :

                                  !
    2    :


            ...
quot;                            2
                 <
=                            7
=


                     :   2
      ...
D)                             :
2$
              3                    9
         !quot;
                           $     ...
'
        :   2
                        4
    )           9
     :              :   2
    4       !
:           9   :

         :
                         4   !
D ;:
 9   :           .               :
                     ...
'quot;             quot;%                   quot; %quot; 0       0 '0
        @        )                              ?   ...
9
          2                              1   ?
quot;                 1           <
=$                    2            E ...
@   $
 quot;            $

 quot;                <            $             $                   4
                        ...
@
@)                                            E $ !K ( &
K ( &&I<    )2                                31

             ...
&        8M                          $:
    9            $        K ( &&          ?
     M           !(                   ...
P       4       9   2.           :
        ?
                         1               C        :
            9            ...
0                   ?
                                             3
E       $ ! K ( &&&   $ ! K &K I            *
       ...
=        1
        7                                 4           3
                          9           ?           !
   ...
Q
='                         4
              4
=    4                     5       4               6
     1$
              ...
=quot;                ?           4           :
              :               :
                                          ...
$    K &K
      1
                  :                   9
      1       :       2
 2.               .
  1                 ...
1                     E                 I
                                                  +         :
                 !...
+

(
0


=(       3            :
          .
 *       2.       .
=0   .        3           $
                  4
&.              $        KK
=0   1                     .
     1                 $               quot;               :Q    ...
D       3
            4

%

quot;   1
                7
-M       D            E           I



         3O           E           ;   I
                  ;
                       ...
*                   :                               2   $
                                :               2
    $       1 ...
quot;        $       1                       .
 ;                   *   4
                                     9          ...
.    2?
=quot;                                   2

                  2             .         2    1

=8       $          ...
0
    9         .
                      !

8   $   LH:
                          4
                  4
        !
quot;                                    1
        C                                            .        1
            $  ...
0 % &quot;           &   J@ & quot;

           $                             9        <
R! @                             ...
=8
             9   :
                         !
=quot;   9               2
 2   2


         !
quot;   9       9           2

                            )   !quot;

                .   :

        !
'                                9        $
         5               6C :            42

                         )
      ...
S! quot;
           7
               !        5
       6
               4:           1$

                    .   !
T! 0

           )             7                         *
                                     1;
       .       !8      ...
0                   2
            3
                    3
                .
    B           !
0       $                   ...
8       1                         9
            )                             :
                )
            2           ...
+                    *
5               6:
    ,       E             I: 2
        4                59      6!
0   1;            +
                  59
        4    6!
        4              5
        7                          9   6...
quot;                                    $
    9                   5           6: 2       $

        :       1            ...
=           B*
    .            9
        4
            .    1   !
2
;            !
                 9           :
    9                        :

:        :
        )                      ...
A LÓGICA DA MENTE

• Enquanto Bertalanffy trabalhava em cima
  de sua teoria geral dos sistemas, tentativas
  para desenvo...
A LÓGICA DA MENTE

• CIBERNÉTICA (do grego kybernetes –
  timoneiro)
• Norbert Wiener, John von Neumann e
  outros
• Ciênc...
A LÓGICA DA MENTE

• Ciberneticistas:
  – Matemáticos, neurocientistas, cientistas sociais
    e engenheiros
  – Wiener, v...
A LÓGICA DA MENTE

• Intenção: criar uma ciência exata da mente
• Apesar de uma abordagem inicial
  mecanicista, a ciberné...
A LÓGICA DA MENTE

• Conferências MACY (iniciadas em 1946) –
  dois grupos distintos:
  – Ciberneticistas (matemáticos, en...
A LÓGICA DA MENTE

• Norbert Wiener              • John von Neumann
  – Matemático e filósofo       – Matemático
  – Afast...
A LÓGICA DA MENTE

• REALIMENTAÇÃO (Wiener):
  – Diferença fundamental entre o mecanicismo
    cartesiano (relojoaria) e a...
A LÓGICA DA MENTE


• É certamente verdade que o sistema social
  é uma organização semelhante ao
  indivíduo, que é manti...
A LÓGICA DA MENTE


• Teoria da informação (Shannon)
  – Resolver o problema da obtenção de uma
    mensagem enviada em um...
A LÓGICA DA MENTE


• Cibernética do cérebro
  – Ross Ashby (neurologista)
  – Funcionamento do cérebro de forma
    mecan...
A LÓGICA DA MENTE


• O computador e a cognição
  – Ciberneticistas: entender a lógica da mente e
    expressá-la em lingu...
A LÓGICA DA MENTE


• Recentes desenvolvimentos da ciência
  cognitiva tornaram claro o fato de que a
  inteligência human...
A LÓGICA DA MENTE


• Deve-se traçar uma linha divisória entre
  inteligência humana e inteligência de
  máquina. ... A pr...
A LÓGICA DA MENTE


• Impactos na sociedade:
  – “Aqueles de nós que contribuíram para a nova
    ciência da cibernética ....
A LÓGICA DA MENTE


• AUTO-ORGANIZAÇÃO
 – Conceito nascido na cibernética (Ashby)
 – Busca do equilíbrio em sistemas instá...
TODO E PARTES
• DO TODO PARA AS PARTES         • DAS PARTES PARA O TODO

• Aristóteles
                                 • ...
TODO E PARTES

• DO TODO PARA AS PARTES          • DAS PARTES PARA O TODO

• Tectologia (Bogdanov) (XX)
• Teoria Geral dos...
NATIONAL GEOGRAPHIC

• Assim como não precisamos de palavras
  distintas para escrever livros diferentes,
  também não faz...
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

A T E I A D A V I D A Resumo 1

1 220 vues

Publié le

Publié dans : Technologie, Business
0 commentaire
2 j’aime
Statistiques
Remarques
  • Soyez le premier à commenter

Aucun téléchargement
Vues
Nombre de vues
1 220
Sur SlideShare
0
Issues des intégrations
0
Intégrations
7
Actions
Partages
0
Téléchargements
0
Commentaires
0
J’aime
2
Intégrations 0
Aucune incorporation

Aucune remarque pour cette diapositive

A T E I A D A V I D A Resumo 1

  1. 1. !quot; # $% quot; &quot; ' quot; ( &' quot; ' ) * + , # - + . / /
  2. 2. 0 1 2 1 ! 0 2 3 1 2 2 4 3 5 6 2 7 58 9 6!
  3. 3. 8 7 5 6: 2 2 2 ;) 4 : 5 6 ;) $ !
  4. 4. 8 : ) ; 1 ! 5 6: 1 : 1 : : !
  5. 5. 1 $ 1 < = ; $ => $ $ 1 =02 $ 9
  6. 6. 35 ? 6: 5 6: 5? 6: 5 ? 6 ! ' : 2 $ 2 !
  7. 7. 0 -0 &quot; %0 8 'quot; 3 @ 8 0 (0 quot; %quot; ' & @ quot; quot; 9 : A 7 ) 7 5 ) 6! 5 ) $2 2 4 7 ! 6
  8. 8. :2 5 7 : : 7 ) :2 ) :2 1 4 6!
  9. 9. 0 . ! . : : 1 1 : : 9 ! 1 : 1 ) 1 !
  10. 10. quot; $ 9 : 4 ! 9 4: : 1 : 5 6: * 4!
  11. 11. quot; = 3 2 2 3 1 =9 1; : B 2 = . 1
  12. 12. 5quot; 9 6: 4 :5 2 7 6! 2 !
  13. 13. 5 63 4 !0 : : ! 2 : !
  14. 14. quot; 2 < = 7 = : 2 !8 $: :1 )! 0 2 $ 1 : ) :$ 2. 1 ? C2 $ : 1 :$ 2. 1!
  15. 15. D) : 2$ 3 9 !quot; $ 2 :2 : :$ 1$ ) ! quot; : : 4 : 2 !
  16. 16. ' : 2 4 ) 9 : : 2 4 !
  17. 17. : 9 : : 4 ! D ;: 9 : . : . 9 !
  18. 18. 'quot; quot;% quot; %quot; 0 0 '0 @ ) ? < 9 : EF , : GHI 1) < J < : . J < . : . 8 $ KK E $ LH 3 1 !! ! !! !I< . 5 9 6C 2 < 5 9 6
  19. 19. 9 2 1 ? quot; 1 < =$ 2 E I: 2 ) E) . $ $ I = ) 1 *
  20. 20. @ $ quot; $ quot; < $ $ 4 : ! : 9 ! 0 4 9 B $2 =$ quot; E5 6IC =$ * 4 3 2 $ ) 1
  21. 21. @ @) E $ !K ( & K ( &&I< )2 31 : 2 : : 1 : ; 1 $ $ : :2 : : 9 : . ! % !' !- % $' . @$ . < 2 1 $ $ B . ! !
  22. 22. & 8M $: 9 $ K ( && ? M !( )2 ) N D O ' B . $ 7 2 2. !! ! - : $ ! K ( &&&: ? 2.
  23. 23. P 4 9 2. : ? 1 C : 9 1 < =0 )2 : 1 2 2. =0 2 1 4 * 2. * .
  24. 24. 0 ? 3 E $ ! K ( &&& $ ! K &K I * $ 3 4 ? ' A 8M N +,3 1 ? !
  25. 25. = 1 7 4 3 9 ? ! 5 $ 4 4 ! 6 = 2 ? Q 1$ ? C 9 !
  26. 26. Q =' 4 4 = 4 5 4 6 1$ 7 ? 8 )2 : C : 4 : : $ 4 4
  27. 27. =quot; ? 4 : : : : . @ =quot; $ : : . : = :' : !
  28. 28. $ K &K 1 : 9 1 : 2 2. . 1 7 . 2. ! = $ = 1 =quot; 1 =' 1
  29. 29. 1 E I + : ! + 1 1 C ) : 1 : 1 D EN : $ .1 LHI 2 7 2.
  30. 30. + ( 0 =( 3 : . * 2. . =0 . 3 $ 4
  31. 31. &. $ KK =0 1 . 1 $ quot; :Q : :! !! =% D E I 4 2 1 =quot; 4 9
  32. 32. D 3 4 % quot; 1 7
  33. 33. -M D E I 3O E ; I ; 7 9 3 B
  34. 34. * : 2 $ : 2 $ 1 : : C : 4: ! 3 1 2 4 4 3 1 9
  35. 35. quot; $ 1 . ; * 4 9 3 : 7 : ! 0 9 $ : 7 .
  36. 36. . 2? =quot; 2 2 . 2 1 =8 $ LH: 2? 2 1; . ) : . 1 B : 7 11 ! =8 2? : 7
  37. 37. 0 9 . ! 8 $ LH: 4 4 !
  38. 38. quot; 1 C . 1 $ K &K C 4 7 < , 3 E I9 7 4 3 7 1 . 31 9 + 3 2 $ : )
  39. 39. 0 % &quot; & J@ & quot; $ 9 < R! @ !0 ; 4 * C L! . 9 C
  40. 40. =8 9 : ! =quot; 9 2 2 2 !
  41. 41. quot; 9 9 2 ) !quot; . : !
  42. 42. ' 9 $ 5 6C : 42 ) 1 : 1$ 4 2 9 $ 1 !
  43. 43. S! quot; 7 ! 5 6 4: 1$ . !
  44. 44. T! 0 ) 7 * 1; . !8 . : 2 7 1; 3 $: 1 !
  45. 45. 0 2 3 3 . B ! 0 $ 9 !
  46. 46. 8 1 9 ) : ) 2 : !8 9 9 $ 1; ! 0 9 $ !
  47. 47. + * 5 6: , E I: 2 4 59 6!
  48. 48. 0 1; + 59 4 6! 4 5 7 9 6: 2 $ 9 * ? 4 !
  49. 49. quot; $ 9 5 6: 2 $ : 1 ! 1 : ) : ) * ) 9 . !
  50. 50. = B* . 9 4 . 1 !
  51. 51. 2 ; ! 9 : 9 : : : ) 2 !
  52. 52. A LÓGICA DA MENTE • Enquanto Bertalanffy trabalhava em cima de sua teoria geral dos sistemas, tentativas para desenvolver máquinas autodirigíveis e auto-reguladoras levaram a um campo inteiramente novo de investigação: a CIBERNÉTICA
  53. 53. A LÓGICA DA MENTE • CIBERNÉTICA (do grego kybernetes – timoneiro) • Norbert Wiener, John von Neumann e outros • Ciência do controle e da comunicação no animal e na máquina • Se desenvolveu de forma independente da biologia organísmica e da teoria geral dos sistemas
  54. 54. A LÓGICA DA MENTE • Ciberneticistas: – Matemáticos, neurocientistas, cientistas sociais e engenheiros – Wiener, von Neumann, Shannon, McCulloch – Movimento iniciado na segunda guerra mundial com interesses militares – Padrões de organização explicito na cibernética
  55. 55. A LÓGICA DA MENTE • Intenção: criar uma ciência exata da mente • Apesar de uma abordagem inicial mecanicista, a cibernética envolvia muitas idéias novas, que influenciaram sobremaneira a CIÊNCIA CONTEMPORÂNEA DA COGNIÇÃO
  56. 56. A LÓGICA DA MENTE • Conferências MACY (iniciadas em 1946) – dois grupos distintos: – Ciberneticistas (matemáticos, engenheiros, neurocientistas) – Ciências humanas (Gregory BATESON e Margaret MEAD)
  57. 57. A LÓGICA DA MENTE • Norbert Wiener • John von Neumann – Matemático e filósofo – Matemático – Afastado do poder – Próximo ao poder (manteve-se consultor – Apreciava a riqueza dos militar) padrões naturais – Procurava por controle, – Influenciou muito por um programa Gregory Bateson (mente como um – Mentor do computador fenômeno sistêmico) digital
  58. 58. A LÓGICA DA MENTE • REALIMENTAÇÃO (Wiener): – Diferença fundamental entre o mecanicismo cartesiano (relojoaria) e a cibernética – É um arranjo circular de elementos ligados por vínculos causais, sendo que o último elemento realimenta o efeito sobre o primeiro – Exemplos do timoneiro e da bicicleta – Efeito de AUTO-REGULAÇÃO – Auto-equilíbrio (-) e auto-reforço (+)
  59. 59. A LÓGICA DA MENTE • É certamente verdade que o sistema social é uma organização semelhante ao indivíduo, que é mantido coeso por meio de um sistema de comunicação, e que tem uma dinâmica na qual processos circulares com natureza de realimentação desempenham um papel importante.
  60. 60. A LÓGICA DA MENTE • Teoria da informação (Shannon) – Resolver o problema da obtenção de uma mensagem enviada em um canal cheio de ruídos – uma mensagem codificada também é um padrão de organização (Wiener) – Aplicações em ciências sociais e biologia (padrões de informação) – Criou o sistema binário
  61. 61. A LÓGICA DA MENTE • Cibernética do cérebro – Ross Ashby (neurologista) – Funcionamento do cérebro de forma mecanicista e determinista (computador) – Sistemas abertos à energia (manutenção), porém, fechados à informação e ao controle – Apesar de mecanicista, contribuiu com as teorias atuais de cognição
  62. 62. A LÓGICA DA MENTE • O computador e a cognição – Ciberneticistas: entender a lógica da mente e expressá-la em linguagem matemática – Interação biologia, matemática e engenharia – Cérebro como circuito lógica x computador (quem veio primeiro?) – Mecanicistas: relojoaria – Ciberneticistas: computador
  63. 63. A LÓGICA DA MENTE • Recentes desenvolvimentos da ciência cognitiva tornaram claro o fato de que a inteligência humana é totalmente diferente da inteligência da máquina ou “inteligência artificial”. O sistema nervoso humano não processa nenhuma informação, mas interage com o meio ambiente modulando continuamente sua estrutura.
  64. 64. A LÓGICA DA MENTE • Deve-se traçar uma linha divisória entre inteligência humana e inteligência de máquina. ... A própria formulação da pergunta: “O que um juiz (ou psiquiatra) sabe que não podemos dizer a um computador?” é uma monstruosa obscenidade. Weizenbaum
  65. 65. A LÓGICA DA MENTE • Impactos na sociedade: – “Aqueles de nós que contribuíram para a nova ciência da cibernética ... permanecem numa posição moral que é, para dizer o mínimo, não muito confortável. Contribuímos para o começo de uma nova ciência que ... abrange desenvolvimento técnico com grandes possibilidades para o bem e para o mau.” Wiener
  66. 66. A LÓGICA DA MENTE • AUTO-ORGANIZAÇÃO – Conceito nascido na cibernética (Ashby) – Busca do equilíbrio em sistemas instáveis – As idéias sistêmicas que foram eclipsadas pela visão computacional que dominou após a cibernética, ressurgiram 30 anos depois com o aprimoramento do conceito de auto- organização (Prigogine e outros) – assunto para a próxima aula
  67. 67. TODO E PARTES • DO TODO PARA AS PARTES • DAS PARTES PARA O TODO • Aristóteles • Mecanicismo cartesiano (XVII) (Descartes, Galileu, Newton, • Movimento romântico Lavoisier) (XVIII)(Black, Goethe, Kant) • Organistas e vitalismo • Microbiologia (microscópio) • Física quântica (Heisenberg) (XIX) • Termodinâmica (Carnot) • Gestalt • Ecologia (Harkel) • Darwin
  68. 68. TODO E PARTES • DO TODO PARA AS PARTES • DAS PARTES PARA O TODO • Tectologia (Bogdanov) (XX) • Teoria Geral dos Sistemas (Bertalanffy) CIBERNÉTICA (segunda guerra) • Padrões naturais (Wiener, • Controle e programas (von Bateson) Neumann) • Realimentação • Cibernética do cérebro (Ashby) • Auto-regulação • Auto-organização (Prigogine)
  69. 69. NATIONAL GEOGRAPHIC • Assim como não precisamos de palavras distintas para escrever livros diferentes, também não faz falta genes novos para o surgimento de novas espécies: basta apenas mudar a ordem e o padrão em que são usados os genes. Darwins Modernos – Matt Ridley

×