Zé Gustavo
participa do Programa
“Roda Viva” do
Grupo Acontece de
Jornais e Revista
Na manhã de terça-feira (05), o Grupo
...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 2
JJJAAAJAJJJAJAJAJJJAJ PPPAAAPAPPPAPAPAPPPAP UTOUTOUTOUTOUTOUTO
www.japauto.com.br
ITAIM P...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 3
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 4
Quando sua empresa diz
não ao trabalho infantil,
muita gente pode dizer
sim para sua marc...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 5
Roda VivaRoda Viva
Na manhã de terça-feira
(05), o Grupo Acontece de Jor-
nais e Revista ...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 6
EntrevistaEntrevista
Entrevista com o
secretário Jurandir
Fernandes
(Secretaria dos
Trans...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 7
Se antes os cabelos crespos
e cacheados eram sinônimos de
muito trabalho e até rejeição,
...
1a semaNA de agosto DE 2014Pág 8
Libra
O Sol começa sua
caminhada através
de do signo de Pei-
xes e você começa
uma nova f...
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

Ermelino188net

312 vues

Publié le

Ermelino 188

Publié dans : Design
0 commentaire
0 j’aime
Statistiques
Remarques
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Aucun téléchargement
Vues
Nombre de vues
312
Sur SlideShare
0
Issues des intégrations
0
Intégrations
6
Actions
Partages
0
Téléchargements
2
Commentaires
0
J’aime
0
Intégrations 0
Aucune incorporation

Aucune remarque pour cette diapositive

Ermelino188net

  1. 1. Zé Gustavo participa do Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece de Jornais e Revista Na manhã de terça-feira (05), o Grupo Acontece de Jornais e Revista recebeu a vi- sita do jovem candidato a deputado federal pelo PSB-Rede Sustentabilidade, José Gusta- vo Fávaro, juntamente com o médico e ex- -deputado federal Walter Feldman. MP investiga se terra do Templo de Salomão foi utilizada na USP Leste raleste@gmail.com - Tel. 2031-2364 1a semana de agostO DE 2014Ano X - N.o 188 PÁG. 2 PÁG. 3 PÁG. 6 PÁG. 4 PÁG. 4 PÁG. 4 Com 200 telas sobre periferia, filha de artista cobra espaço cultural Quadros registram história de Ermelino Matarazzo desde década de 1960. Distrito de SP tem apenas um ponto de cultura, segundo a Prefeitura. Moradora do distrito de Ermelino Matarazzo, na Zona Leste de São Pau- lo (SP), a assistente de ges- tão de políticas públicas Sa- rita Goes dos Santos sonha com a possibilidade de ter um espaço adequado para expor os quadros pintados pelo pai. O acervo conta a história da região desde 1962. As telas do artista Mateus Santos, que adotou o bairro após mudar de Es- tância (SE) para a capital paulista, estão guardadas no ateliê dele, mas a filha quer que as obras inspirem a produção artística da po- pulação local. Saiba mais sobre o Ebola, vírus que vem assustando A epidemia de ebola que atinge Guiné, Serra Leoa e Libéria, na África Ocidental, já é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a maior desde que o vírus foi descoberto, em 1976. O vírus ebola dá nome à enfermidade, também conhecida como “febre hemorrágica do ebola”. Obras duplicam extensão em quilômetros de linhas do Metrô PÁG. 6 Confira a programação do “Dia do Super Pai” nos Centros Esportivos PÁG. 4 A moda é enrolar: cabelos afro estão em destaque no mercado de beleza PÁG. 7 Se antes os cabelos crespos e cacheados eram sinônimos de muito trabalho e até rejeição, hoje eles ganham cada vez mais adeptas de sua valorização. Com o fim da ditadura dos lisos, o Black Power e os cachos definidos têm ganhado as ruas. PÁG. 5
  2. 2. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 2 JJJAAAJAJJJAJAJAJJJAJ PPPAAAPAPPPAPAPAPPPAP UTOUTOUTOUTOUTOUTO www.japauto.com.br ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA CG Fan ESDI 150 14/14 a/v 8.020, ou entr. 2.700,+48x199, (t.prazo 12.252,). CB 300R 14/14 (Standard) a/v 13.600, ou entr.5.250,+48x300, (t. prazo 19.650,). BROS 150 ES 13/14, Branca, somente 4 unidades, chassi nº 9C2KDO550ER207544/ER207541/ER207548/ER309603 a/v 9.831, ou entr.3.900,+48x240, (t. prazo 15.420,), Grátis documentação com lacração no Detran e a 1ª parcela do IPVA. NX 400 Falcon 14/14 a/v 18.157, ou entr. 11803,+18x399, (t.prazo 18.985, com TC incluso) com juros 0%. Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Juros 2.75% a.m. (38,48% a.m.).Banco Honda (TC R$ 496,).CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos. Bauleto e capacete grátis somente para a Bros 150 ES. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada). Ofertas não cumulativas com outras. Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. O MELHOR NEGÓCIO É AQUI!!! RODAS LARANJA EXCLUSIVADE DA JAPAUTO CB 300R MENSAIS R$ 300,+ ENTRADA FAN 150 ESDI MENSAIS 199,00 + ENTRADA O MELHOR NEGÓCIO É AQUI!!! O MELHOR NEGÓCIO É AQUI!!! O MELHOR NEGÓCIO RODAS LARANJA EXCLUSIVADE DA JAPAUTO CB 300R MENSAIS R$ + ENTRADA NX 400 FALCON 14/15 MENSAIS 399,00 + ENTRADA NX 400 FALCON 39 TAXA ZERO Todos juntos fazem um trânsito melhor. MENSAIS 19191 9,00 9,00 9+ ENTRADA MENSAIS 9,9,9 00 + ENTRADA BROS 150 ES COM PARTIDA ELÉTRICA MENSAIS 240,00 + ENTRADA Grátis BAULETO CAPACETE E DOCUMENTAÇÃO JJJ ZERO 0 ES COM PARTIDA ELÉTRICA 00 Grátis BAULETO CAPACETE E is Tiragem: 25.000 exemplares Circulação: Ermelino Matarazzo, Ponte Rasa, Vila Cisper, Vila União, A.E Carvalho, Jardim Pedro Nunes, GUARUlHOS, PENHA e Cangaiba Diretor Geral: Geraldo Malta Diretor de Redação: Divaldo Rosa - MTb: 42448 As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos diretores, colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO/publicidade: 2031-2364 / 2513-0928 Revisora: Suseli Corumba dos Santos Diagramador: Sergio Avante Avenida dos Guachos, 166 - Cep: 08030-360 - São Paulo – SP - raleste@gmail.com O jornal de Ermelino & Ponte Rasa é Filiado à AJORLESTE Associação dos Jornais da Zona Leste Acontece Agora Empresa Jornalística Ltda. CNPJ: 03.115.443/0001-16 Jornalista: Silmara Galvão Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira SUBPREFEITURA DE ERMELINO Av. São Miguel, 5550 Ermelino Matarazzo-SP BANCA RDS Av. Aguia de Haia, 4085 Jardim Cotinha-SP A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo prorrogou, até o dia 30 de agosto, as ins- crições para mais uma etapa do Programa Vence, que oferece aos alunos do Ensino Médio formação em 60 diferentes cursos técnicos. A procura fez a Pasta postergar o período de inscrições. Mais de 46 mil alunos já se inscreveram. No total, são 659 turmas e os estudantes po- derão economizar de R$ 3.174 a R$ 8.695 na formação para o mercado de trabalho. No Vence, ao mesmo tempo em que frequenta o Ensino Médio nas unidades de ensino da rede, o participante faz – no horário oposto – o curso técnico voltado ao mercado de traba- lho em uma das instituições parceiras. Os dez cursos mais popula- Nesse mês, a partir do dia 25, será liberada a primeira par- cela do 13º salário dos aposen- tados e pensionistas, de acordo com o calendário divulgado pelo Ministério da Previdência Social. Essa injeção de dinheiro feita pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aquece a economia e, por isso, é preciso saber se os beneficiados sabem a melhor forma de utilizar essa quantia Dinheiro extra, no geral, não deve ser utilizado para quitar dívidas e nem fazer novas compras, mas sim ser poupado, destinando-o para a realização dos sonhos; afinal de contas, o correto é conseguir pagar as contas com o próprio orçamen- to e não depender de valores extras. No entanto, boa parte da população não é educada financeiramente e, sendo assim, o melhor a fazer é ter ciência da situação financeira para saber como agir É preciso, então, fazer um diagnóstico financeiro, ou seja, anotar todos os gastos ao longo de um mês, separando-os em categorias (alimentação, com- bustível, vestuário, etc.). Dessa forma, verá exatamente com o que está gastando cada centavo A epidemia de ebola que atinge Guiné, Serra Leoa e Libéria, na África Ocidental, já é considerada pela Organiza- ção Mundial da Saúde (OMS) a maior desde que o vírus foi descoberto, em 1976. O vírus ebola dá nome à enfermida- de, também conhecida como “febre hemorrágica do ebola”. Dr. Marcus Cardoso, infec- tologista do Hospital Norte D’Or, explica que “a doença tem uma evolução drástica, com taxa de letalidade que chega a 90%, e pode atingir qualquer pessoa, independen- temente da idade e gênero”. O contágio é realizado por secreções corporais, como o suor, a saliva, o sêmen, além do sangue e até das fezes. O contato com os órgãos do indivíduo contaminado e até Saiba mais sobre o Ebola, vírus que vem assustando Doença tem causado centenas de vítimas no continente Africano com vítimas fatais também pode transmitir a doença. Por este motivo, as pessoas mais infectadas são profissionais de saúde e familiares.  “Por não ter saneamento básico adequado, o contágio nesses países ocorre ainda mais rapidamente. E como não há vacina nem tratamento espe- cífico contra o vírus, apenas contra os sintomas, a transmis- sibilidade da doença é muito alta”, afirma o especialista. Os sinais da enfermidade costumam surgir entre 3 a 7 dias após o contágio. Os sintomas são febre súbita, de- bilidade intensa, dores muscu- lares, de cabeça e de garganta, seguidas de vômito, diarreia e erupções na pele. A ocorrên- cia de hemorragias internas (em órgãos, por exemplo) e externas (em feridas na pele), é o que causa a maior parte das mortes. Para prevenir a doença, recomenda-se isolar os casos suspeitos, cozinhar bem os alimentos, não tocar em animais selvagens, além evitar visitar os locais onde ocorre o surto. Os profissionais de saúde devem lavar as mãos regular- mente, usar máscaras, luvas e jaleco de manga longa.  O vírus ebola é transmitido ao ser humano por animais silvestres.  Acredita-se que os hospedeiros naturais são os morcegos frutíferos. Entre- tanto, chimpanzés e gorilas já foram registrados como hóspe- des acidentais.  Apesar de perigoso, o Mi- nistério da Saúde afirma que o risco do ebola chegar ao Brasil é muito baixo. Educação prorroga até 30 de agosto inscrições para o “Vence” Programa de ensino técnico da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo oferece 20 mil vagas de 60 diferentes cursos para alunos do Ensino Médio; valor dos cursos chega a R$ 8.695 res do Vence oferecem, juntos, 12 mil vagas. Destes, o que concentra mais oportunidades em todo o Estado é o de en- fermagem, com 2.807 delas. O Vence representa aos estudan- tes desta área uma economia de R$ 8.695 (confira lista com dez principais cursos e valores abaixo). Os cursos serão sediados em 95 municípios. São 13 no- vas cidades-sede em relação à última edição. Alunos de todos os 645 municípios do Estado podem se inscrever. Os alunos interessados na “formação dupla” podem se inscrever até o dia 30 de agosto por meio do Portal da Secreta- ria, que disponibiliza um link para as inscrições. Podem par- ticipar jovens matriculados na 2ª ou 3ª série do Ensino Médio regular. Quem estiver matricu- lado nos 1º, 2º ou 3º termo da Educação de Jovens e Adultos também pode se cadastrar para a formação dupla. Após o fim das inscrições, os estudantes serão selecionados por meio de sorteio regionalizado.         “Por meio do Programa Vence, a Educação oferece aos nossos alunos a oportunidade de formação de qualidade para o mercado de trabalho e também a economia do que pa- Aposentados receberão primeira parcela do 13º, o que fazer? do dinheiro e onde está ha- vendo excessos, para diminui- -los ou até cortá-los, se for o caso. Sabendo se é endividado, equilibrado ou investidor, é mais fácil descobrir o que fazer com o 13º. Se estiver endividado, o pri- meiro passo é saber exatamente o que se deve e para quem, dando prioridade às dívidas que possuem os maiores juros, como cheque especial e cartão de crédito, por exemplo. Mas, antes de sair usando o 13º para pagar, converse com o credor e tente renegociar, para con- seguir descontos e/ou melhores condições de pagamento. As taxas de jutos não devem passar de 2,5% ao mês. Os que estão equilibrados são aqueles que não possuem dívidas, mas também não con- seguem poupar. Parece que está controlado, mas, na verda- de, a situação é preocupante, pois, em um primeiro imprevis- to, o status poderá passar para endividado, da noite para o dia. Explico melhor no nono volu- me da Coleção Dinheiro sem segredo (Editora DSOP): Como se preparar para imprevistos. Por isso, é de extrema im- portância que se tenha uma reserva financeira, para onde deve ser destinado ao menos uma parcela do 13º salário. O mais importante para este pú- blico, contudo, é criar o hábito de poupar para se conquistar algo que realmente deseja, seja uma casa, um carro, uma viagem, um curso de especia- lização, dentre diversas outras coisas. Para os investidores, mesmo que ainda iniciantes, a opção mais indicada para utilizar o 13º é continuar investindo, ten- do sempre um objetivo. Caso isso não ocorra, esses valores investidos serão alvos fáceis para exposições publicitárias, já que dinheiro sem objetivo é dinheiro perdido, causando o descontrole das finanças. A conclusão que podemos tirar é que o dinheiro extra na economia, sem dúvida nenhu- ma, é muito positivo, desde que utilizado de maneira conscien- te, com educação financeira. gariam nos cursos. Com as novas 20 mil vagas oferecidas nesta etapa, chegaremos à marca de 84 mil alunos do Ensino Médio matriculados no Vence”, afirma o secretário da Educação, pro- fessor Herman Voorwald. Quer ver a sua marca em destaque? Então anuncie no melhor da Zona Leste
  3. 3. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 3
  4. 4. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 4 Quando sua empresa diz não ao trabalho infantil, muita gente pode dizer sim para sua marca. Invista nas crianças e adolescentes do Brasil e tenha o selo de reconhecimento da Fundação Abrinq. Seja uma Empresa Amiga da Criança. Saiba mais pelo site www.fundabrinq.org.br/peac ou pelo telefone 11 3848 4870 Uma iniciativa: C M Y CM MY CY CMY K Anuncio_PEAC_14-08-2013.pdf 1 02/09/2013 17:23:19 Fonte GI Moradora do distrito de Ermelino Matarazzo, na Zona Leste de São Paulo (SP), a as- sistente de gestão de políticas públicas Sarita Goes dos Santos sonha com a possibilidade de ter um espaço adequado para expor os quadros pintados pelo pai. O acervo conta a história da região desde 1962. As telas do artista Mateus Santos, que adotou o bairro após mudar de Estância (SE) para a capital paulista, estão guardadas no ateliê dele, mas a filha quer que as obras ins- pirem a produção artística da população local. “Meu pai faleceu há cinco anos e desde então eu luto por um espaço aqui em Er- melino para dar continuidade ao trabalho dele. Os morado- res pedem muito uma Casa de Cultura. Aqui tem gente muito boa, como artistas e cantores”, afirma. As manifes- tações artísticas na região são fáceis de serem encontradas. Em uma rápida visita pelo bairro, já é possível observar muros de casas e comércios, além de praças, decorados com grafites. Um levantamento feito com base nos dados da Prefeitura O Ministério Público de São Paulo investiga se parte terra utilizada na terraplanagem do campus da USP Leste é proveniente da área onde foi construído o Templo de Sa- lomão, inaugurado na noite desta quinta-feira (31) pela Igreja Universal, no Brás, região central da capital. A Justiça paulista liberou na semana passada a volta das aulas no campus em Ermelino Matarazzo. A decisão veio de- pois de um parecer técnico da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Ce- tesb) que recomendou a libera- O Dia do Super Pai, promo- vido pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SEME), será realizado no sába- do, 9 de agosto, com o intuito de reunir as famílias para cele- brarem o dia dos pais.  Fique por dentro das ativi- dades oferecidas nos Centros Esportivos da região da Penha: C.E.L. José de Anchieta Rua José Balangio, 188 9h às 10h – Atividades Lúdicas com Pais e Filhos 9h às 12h – Futsal (amistoso – Pais e Filhos) Apresentação para os Pais 10h às 11h – Taekwondo 10h às 12h – Capoeira 11h às 12h – Karatê 12h às 16h – M.M.A. 15h às 16h – Judô *Será servido Lanche  Centro Esportivo Luiz Martinez (Tiquatira) - Av. Gov. Carvalho Pinto, 2 8h às 9h – karatê 9h às 10h – Musculação 10h às 11h30 – Tai Chi Chuan 10h às 11h – Judô 13h às 16h - Torneio de Bocha com times do Tiquatira  Jogo de Tranca, Dominó e Tru- co com os Pais Mexa-se Vale ressaltar que todas as quintas-feiras é realizada, gra- Com 200 telas sobre periferia, filha de artista cobra espaço cultural Quadros registram história de Ermelino Matarazzo desde década de 1960. Distrito de SP tem apenas um ponto de cultura, segundo a Prefeitura. de São Paulo mostra, no entan- to, que algumas áreas periféri- cas da cidade praticamente não contam com equipamentos de cultura. Em Ermelino Matara- zzo, há apenas um ponto lista- do: a biblioteca pública Rubens Borba Morais, onde Satira Goes trabalha. As regiões da Sé e de Pinheiros concentram mais da metade dos 1.570 pontos de cultura listados pela adminis- tração municipal. O Ateliê Majosan, do artista Mateus Santos, está fechado, mas abriga cerca de 200 qua- dros pintados na técnica óleo sobre tela, sendo 32 específicos sobre a evolução do bairro. O acervo tem atraído es- colas públicas que procuram material sobre a história de Er- melino Matarazzo, mas Sarita tem recusado os convites por não ter estrutura para trans- portar o material e também pelo medo de danificá-lo. “Eu comecei a ‘segurar’. Mas não é isso o que eu quero e o que meu pai queria. Ele era um homem do povo”, lamenta. A Subprefeitura de Ermelino Matarazzo, por meio da asses- soria de imprensa, admite a ca- rência de opções de cultura na região e informa que a maior parte dos eventos é organizada por coletivos, como encontros de poesia, música e saraus. Sobre a criação da Casa de Cultura, a Secretaria Municipal de Cultura diz que o espaço será instalado na Avenida Pa- ranaguá, onde funcionava a antiga sede da Subprefeitura e que estava fechado desde 1995. A previsão para o início das obras é a partir do segun- do semestre de 2015, mas sem prazo de inauguração. Confira a programação do “Dia do Super Pai” nos Centros Esportivos tuitamente, no Centro Esportivo Tiquatira a prática de exercícios físicos, monitorados por edu- cadores de Educação Física. As atividades podem ser realizadas por qualquer pessoa, indepen- dente de faixa etária, de forma descontraída e divertida. Não é necessária a inscrição prévia, bas- ta comparecer no salão 2 às 20h.   MP investiga se terra do Templo de Salomão foi utilizada na USP Leste ção. O local estava interditado desde 9 de janeiro em razão de contaminação no solo. A área em que foi erguida a USP Leste funcionava anterior- mente como um aterro de lixo orgânico. Com o tempo, o ma- terial se decompõe e começa a emitir gás metano, que é tóxico e explosivo. Em 2013, alunos, professo- res e funcionários chegaram a fazer uma greve contra a conta- minação do solo. A paralisação durou 50 dias e foi encerrada no dia 29 de outubro. Na ação civil pública movida contra a USP, professores e pres- tadores de serviço relataram aos promotores a utilização da terra retirada do templo, depois de negociação feita diretamen- te com o diretor do campus à época, o professor José Jorge Boueri. Segundo o executor do ser- viço de terraplanagem, foram feitas cerca de 100 viagens de caminhão para levar a terra do templo para o campus, em um total aproximadamente 600 metros cúbicos de terra. Ao MP, o declarante relatou que o serviço foi pago pela empresa responsável pela construção do templo. Peixonauta é um peixe den- tro de um traje similar a um astronauta que o permite voar e respirar fora d’água. Ele é detetive profissional que junto a seus amigos (Marina e Zico) desvendam os mistérios ocor- rentes através da POP, uma bola mágica e colorida que sempre envia pistas para os protagonis- tas resolverem algum problema, quando conseguem, envia uma Espetáculo “Peixonauta” é diversão garantida para a garotada recompensa. O personagem é um dos maiores sucessos entre as crianças brasileiras e o diretor Will Gama teve um cuidado todo especial para surpreender esse público cada vez mais exigente. Serviço: Texto adaptado: Beto Moreno. Direção: Will Gama. Elenco: Layane Urban, Vitor Tironi , Gabriel Cersosimo, Wagner Lima. Figurino: Will Gama. Sonoplastia: Raquel Rosa Rouge. Produção: Cia FazArte de Teatro. Produção Executiva: Will Gama, Paulo Cardoso e Raquel Rosa Rouge. Teatro Eva Vilma. Rua Antonio de Lucena, 146 – Tatuapé - SP. Telefone da bilheteria: 2090-1650 / 2293- 8766. Estacionamento – conve- niado ao lado. Dias e horários da peça – somente aos sábados às 16h - Dias 02, 09, 16 e 23 de agosto de 2014.
  5. 5. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 5 Roda VivaRoda Viva Na manhã de terça-feira (05), o Grupo Acontece de Jor- nais e Revista recebeu a visita do jovem candidato a deputado federal pelo PSB-Rede Sustenta- bilidade, José Gustavo Fávaro, juntamente com o médico e ex-deputado federal Walter Feldman. Vindo do interior, Zé Gustavo é formado em adminis- tração pública e, se eleito, não quer levar apenas propostas de lei para a Câmara Federal, mas reinventar a forma como os parlamentares atuam. Único candidato da Rede a deputado federal em São Paulo, Zé Gus- tavo foi quem lançou o mani- festo #OcupeaPolítica, em que defende fazer a política não só nas ruas, mas também ocupar a política institucional. Jornal de Ermelino: Você poderia nos falar sobre como decidiu ingressar na po- lítica? Zé Gustavo: Estou em São Paulo há pouco tempo e vim de- bruçado neste trabalho com a política institucional. Em 2010, estava fora do país, ganhei uma bolsa de estudo, mas quando olhei para cá (Brasil), eu pensei ‘tem algo acontecendo ali... ’. Foi ai que voltei ao Brasil depois das eleições e me filiei ao PV, mas a primeira reunião que fui do PV era uma desfiliação co- letiva (risos), foi então que nós fundamos o Movimento Nova Política, onde discutíamos uma nova fórmula de fazer política. Passamos 2011 e 2012 inteiros discutindo sobre o tema e foi então que em 2013 resolvemos criar um partido diferente que é o Partido Rede Sustentabili- dade. Ajudei a criar o processo das coletas de assinaturas para a criação do partido, nós coleta- mos mais de 240 mil assinaturas. Foi um processo de guerra, um trabalho incansável e acredito que sofremos um golpe do sistema naquele julgamento de 03 de outubro e no pós julga- mento. Walter e eu discutimos muito porque eu acredito que nós não devíamos ir para parti- do nenhum. Minha crença era ter uma anticandidatura, foi ai que a Marina achou um cami- nho, mesmo porque ela nunca se colocou como uma candidata a Presidente da República, mas sim a serviço de um projeto de país. Fui convencido de que o Zé Gustavo participa do Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece de Jornais e Revista melhor caminho era ir para o PSB, inclusive de me filiar e, possivelmente, sair candidato. A princípio entrei em crise, pois a figura do candidato é a figura da velha política, e isso é tudo o que eu combato. Como eu poderia ser candidato? Foram pessoas como Walter Feldman, Marina Silva e Ricardo Young que me ajudaram a ver o ca- minho, cujo processo me levou a construir uma candidatura a deputado, mas sempre pensan- do em novos modelos. Jornal de Ermelino: O que é esse movimento “Ocupe a política”? Zé Gustavo: Estamos pro- pondo esse movimento para as pessoas se ocuparem da políti- ca, porque a política, de certa forma, é a busca da felicidade do coletivo, no nosso dia a dia. As pessoas não se veem mais como fazedoras de política. Pensam que política só se faz dentro do congresso, dos par- tidos. O jornal quando faz uma matéria também está fazendo política, pois está fazendo as pessoas pensarem, então esse é o Movimento Ocupe a Políti- ca. O estado democrático está em formação ainda, estamos aprendendo como fazer, acho que essa é uma busca, mui- ta gente está desiludida, nós temos que tentar inspirar as pessoas a fazerem de fato a política de outra maneira, essa é a nossa proposta. Jornal de Ermelino: o que seria esta inovação social, e o que serão os co-deputados? Zé Gustavo: Pensando em uma candidatura diferente em novos modelos, nós criamos um conceito que é o co-deputado. Acreditamos que apenas um deputado federal para repre- sentar 660 mil pessoas é pouco, ou seja, nós vamos fazer um conselho de co-deputados que vão ajudar em nosso mandato. Serão entre 60 a 70 pessoas que com suas lideranças vão compor as decisões do mandato. Isto é uma inovação e uma tenta- tiva de fazer diferente. Estas pessoas não serão assessores políticos nem cabos eleitorais e também não receberão para fazer isso. Dentro da minha perspectiva de vida, eu acho que nós precisamos renovar. O congresso nacional é um espaço em que os deputados do jeito que estão se sentem mal, é um lugar depressivo, só que não saem de cima do poder, não deixam a inovação vir. Queremos construir uma política onde todos participem, todos possam opinar e ajudar a melhorar. Este será o papel dos co-deputados dentro da proposta de ocupar a política, uma das metas é construir um mandato colaborativo. O siste- ma atual está saturado. Por isso, estamos criando um processo de candidatura colaborativa e de mandato colaborativo, para pôr em prática o novo jeito de legislar. Jornal de Ermelino: Você já tem quantos co-deputados? Zé Gustavo: Teoricamente nós queremos ter de 60 a 70, mas hoje já temos mais de 120 pessoas fazendo trabalho em diversas cidades no estado intei- ro. Nós vamos ampliar, a ques- tão é a governança, porque se a gente perder o controle e não conseguirmos tomar decisões, pode ser que dê errado e não é este o objetivo. Jornal de Ermelino: Como o partido Rede visa incluir o jovem na política brasileira? Zé Gustavo: Para você ter uma ideia, mais de 50% da composição do diretório da cidade é de jovens. Nós temos uma concepção de ter a «ala da juventude». A rede tem uma tentativa de trazer o jovem para dentro de todas as deci- sões do partido. E isso é muito difícil porque o jovem é chato, só que os mais velhos também são, (risos), então temos que ter uma paciência que não é convencional nos partidos políticos. Eles são órgãos total- mente hierarquizados e, muitas vezes, autoritários. Eles detêm o monopólio da representação política do estado democrático, olha que contradição! É difícil atrair o jovem pra isso, o que nós queremos fazer é resigni- ficar o partido político. A Rede veio para ser um novo partido, então tem várias inovações, o que é fantástico, dentro do processo histórico nós estamos dando essa contribuição para a vida política dos nossos jovens. Grupo Acontece: Você participou das manifestações de rua que aconteceram antes da Copa? E mais, você aprova o movimento dos Black Bloc? Zé Gustavo: Eu estive nas ruas sim, acho um movimento autoral, e todo mundo foi para as ruas protestar por alguma coisa, inclusive anarquistas como os Black Bloc, mas contra- riando o estado e eu acredito que é por dentro do estado que temos que fazer as coisas. O que estou fazendo aqui, estou me assumindo como deputado, e assim nós vamos tentar ajudar a melhorar o estado. Nós estamos buscando formas de sermos democráticos. Esse movimento é interessante. Jornal de Ermelino: Há muitos projetos que precisam ser encaminhados, você já pen- sou em alguma coisa pra Zona Leste? Zé Gustavo: Sou morador da zona leste e não pretendo me mudar, é incrível que cada vez que ando mais pela região eu vejo a quantidade de gente, o adensamento urbano que nós temos aqui e as dificuldades de chegar alguns equipamentos do estado na periferia num estado como São Paulo. Nós temos que entender que São Paulo é uma cidade e a Zona Leste tem uma característica que talvez não tenha no Brasil. Temos muitas questões específicas de trans- porte público, de atendimento do estado que não tem no res- tante do Brasil. Como deputado federal, nós estamos olhando o Brasil todo, mas estamos com o olhar voltado para a cidade e o estado de São Paulo. Como deputado federal nós não po- demos executar nada especi- ficamente na região, mas nós podemos trazer as propostas, as bandeiras e os debates para o plano nacional. Não posso pro- meter trazer coisas pra cá como um executivo poderia fazer, o que eu posso fazer é trazer a voz da região da zona leste para o Congresso Nacional. Esse trabalho específico que dá mais voz e visibilidade às coisas que acontecem aqui. Para finalizar, o diretor do Grupo Acontece, Divaldo Rosa, agradeceu a presença de todos e, na ocasião, direcionou uma pergunta para seu amigo Wal- ter Feldman: O que fez você desistir da reeleição e apoiar um candidato jovem como o Zé Gustavo? Walter Feldman: Há muito tempo, eu tenho a opinião de que o político não pode ficar na mesma instituição mais de dois mandatos. Convivi com outros políticos como Brasil Vita, Toninho Sampaio, Au- relino de Andrade que eram vereadores de até 10 mandatos. Eu não consigo entender isto, na minha avaliação, isto perde a força do político que fica um longo período na mesma instituição, porque ele não se renova, ele retém estruturas de poder que impedem a entrada dos novos que estão chegando, eu vi isso na Câmera Municipal, na Assembléia Legislativa e no Congresso Nacional. Hoje o pre- sidente da Câmara Federal tem 11 mandatos, é claro que ele tem vigor para dirigir o processo de mudança que é uma questão natural, a Marina Silva diz isso com muita sabedoria: “Nós mesmos temos que nos fiscalizar o tempo todo, porque nós já estamos começando a adotar velhas práticas na política”. En- tão eu decidi em 2010 em não ser candidato para cumprir essa tese de apenas 02 mandatos. Eu já fiz esse último mandato com a certeza de que não seria mais candidato. A Rede é o primeiro partido do Brasil que tem no seu estatuto a regra de que quem for parlamentar terá direito a apenas uma reeleição, não terá direito a uma terceira. E o Zé Gustavo é o que nós da Rede defendemos como a cara da nova política, não por ser jovem apenas, mas por ter exatamente um perfil que representa a voz das ruas, mas com essa ideia dos co-deputados, que é uma ideia revolucionária da política de representação.
  6. 6. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 6 EntrevistaEntrevista Entrevista com o secretário Jurandir Fernandes (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) à Ajorleste tem por objetivo informar à população o que está sendo realizado e os investimentos previstos para o setor de transporte sobre trilhos nos próximos anos. Jornal de Ermelino: Na gestão do governador José Serra havia um projeto da Linha Branca, ligando o Tamanduateí à região do Tiquatira, quase que conti- nuação da Linha Verde. Um projeto do Expresso ABC que correria simultaneamente à linha do trem existente, ligando o ABC ao centro de São Paulo, com paradas em quatro estações. Por que com a mudança de governo mudaram os projetos e as prioridades do transporte sobre trilhos? Jurandir:A Linha Branca é a atual Linha 2, continua- ção da Verde. Porque havia uma complicação, pois era assim: saindo do Tamandu- ateí indo lá para Tiquatira chamava-se Linha 15 Branca e o Monotrilho tinha o nome de Linha 2 Verde. Isso iria confundir as pessoas. Resol- vemos manter o nome da ex- tensão até o Tiquatira com a Linha 2 Verde e o Monotrilho ficou com a denominação de Linha 15 Prata, que está em obras em toda a Anhaia Mello, Sapopemba, com des- tino à Cidade Tiradentes. A Linha 2 Verde que pararia em Tiquatira agora vai ga- nhar mais seis quilômetros e chegar a Guarulhos, próximo ao Shopping Internacional. Não houve mudança de tra- çado. Aumentou a extensão da linha. Sobre o Expresso ABC, recebemos proposta, que se chama: Manifestação de In- teresse da Iniciativa Privada de fazer o Trem Regional até a Baixada Santista. Teremos o Trem que vai para a Bai- xada, o Trem que vai para Campinas e o Trem que vai para Sorocaba. Esse Trem da Baixada ficou mais interes- sante do que o Expresso. Ele vai para a Baixada Santista, com paradas no ABC, em Santo André, provavelmente Mauá indo para Santos. Ele será o Trem Expresso, só que prolongado até a Baixada. A Linha 10, que teve uma melhora significativa com a integração no Metrô Taman- duateí, a Linha da Paulista, atingiu conceito Bom e Óti- mo pelos usuários. Jornal de Ermelino: Se- gurança no Metrô e CTTM. O que está sendo feito para aumentar a segurança dos usuários e prevenir atos de vandalismo, como o de des- ligar energia? Jurandir: Mesmo com o aumento de usuários, hoje chegando à casa dos 8 mi- lhões de pessoas por dia, os problemas foram reduzidos, pois instalamos uma série de equipamentos e fizemos in- vestimentos. Os trens novos, tanto do Metrô quanto da CPTM, já vêm com câmeras instaladas dentro, somadas às câmeras das estações. Por isso, qualquer ato de vandalismo poderá ser com- provado, inclusive, foram reduzidos drasticamente os atos de vandalismo, de assé- dio, roubos, furtos e outros. Acontece Agora: Como anda a Linha 15 que ligará a Vila Prudente à Cidade Tiradentes? Jurandir: As visitas pro- gramadas começarão agora no final de julho e início de agosto. Entre as estações de Vila Prudente e Oratório. Agora estamos em fase final Obras duplicam extensão em quilômetros de linhas do Metrô de testes para simular a car- ga. A população vai poder conhecer, não somente o Monotrilho, como as es- tações, com viagens entre Oratório e Vila Prudente. Até setembro, visitas programa- das aos sábados e domingos. Depois, operação comercial. Jornal de Ermelino: Qual a diferença da tecno- logia dos dois monotrilhos? Jurandir: O monotrilho ainda não está padronizado mundialmente. A exemplo das ferrovias que tinham várias bitolas, o monotrilho ainda não está padronizado. Agora que o mundo inteiro padronizou as bitolas de fer- rovias, com 1435 mm. Temos 3 grandes fabricantes no mundo com engates diferen- tes. O fabricado pela Bom- bardier, que é o da Linha 15 Prata, o fabricado pela Scome, Linha 17 Ouro. Cada um com tecnologia diferen- te, embora semelhante. Não teremos problema, pois os sistemas não se interligarão. Os monotrilhos vão alimen- tar os metrôs. O Metrô faz a rede mais pesada, sendo alimentado por monotrilho e ônibus. Jornal de Ermelino: Corredor São Mateus - Gua- rulhos. Quando começam as obras? Jurandir: Está prevista a contratação do projeto básico executivo para o ano de 2015. Esse corredor vai ligar o ABC via São Mateus, utilizando a Jacu Pêssego, unindo aos corredores já existentes em Guarulhos, o Terminal Cecap. Jornal de Ermelino: Quantas estações do sistema de transportes sobre trilhos o Governo Alckmin ainda vai inaugurar nessa gestão? Jurandir: Nós já entre- gamos 4 estações da Linha 4 (Amarela) do Metrô: Bu- tantã, Pinheiros, República e Luz. Em setembro, será a estação Fradique Coutinho. As estações de Vila Prudente e Oratório do Monotrilho, além da Estação Adolfo Pi- nheiro, da Linha 5. Ao todo 8 estações. Mas o importante é o que vamos deixar de vo- lume, em extensão e número de estações. Hoje o Metrô tem 75,4 km de linhas. O governo Alckmin está cons- truindo novas linhas, num total de seis obras simultâ- neas com 73,5 km de Metrô e 16,7 km de CPTM, sendo 51 estações de metrô e 62 de CPTM. O maior plano em execução da América Latina. Além disso, o Governo do Estado vai deixar um legado em expansão. Vai deixar contratadas obras num total de mais de 104 km de metrô, com 92 estações, com prazo para término. Portanto, são 73,5 km em obras e 31 km para começar. Quando fica- rem prontas, teremos 180 km de Metrô e 300 km de CPTM. Jornal de Ermelino: Como está indo a moderni- zação da linha da CPTM que liga Guaianases a Mogi? Jurandir: Nesta linha estamos reconstruindo três estações: Poá, Ferraz e Su- zano. A nova estação de Suzano será inaugurada ainda este ano e com isso o Expresso Leste vai até Suzano, não vai mais parar em Guaianases. Para quem vem de Mogi, Estudantes, Jundiapeba, quando chega em Guaianases é um sufoco para fazer integração. O pessoal de Mogi vai fazer a mudança em Suzano. Um dia o Expresso Leste vai direto até Mogi. Hoje já existem 24 horários que vem direto de Mogi, fora do horário de pico. Vai ter uma melhoria muito grande. Jornal de Ermelino: A partir de quando estará fun- cionando a linha-13, Jade, que ligará a estação Enge- nheiro Goulart ao Aeroporto de Cumbica? Jurandir:O prazo é para o final de 2015. Ela é uma linha bastante complicada com 12 quilômetros, sendo 8 km elevados e 4 km na su- perfície, em plano. A demora para início da obra se deu pela legislação e necessida- de de autorização de vários órgãos municipais, estaduais e federais, para se conseguir uma série de licenças am- bientais e outras. A estação do Aeroporto ficou em um local mais bem localizado para a população de Guaru- lhos. Não somente aos usuá- rios do aeroporto. Inclusive os novos terminais do aero- porto, com voos domésticos, ficarão mais próximos. Jornal de Ermelino: Falou-se da abertura da Estação de Arthur Alvim da CPTM para dividir o fluxo de pessoas para a arena. Vai ser feita? Jurandir: Não está pre- vista, até porque o Trem tem uma função específica de tra- zer pessoas de longe. O Trem é constituído de 8 carros e é muito pesado, e para frear aquela massa são necessários cerca de 600 metros. O indi- cado para distância mínima entre uma estação e outra é de 3 quilômetros. O certo é depois de Itaquera fazer as paradas no Tatuapé e no Brás. A gente está abrindo os portões de Itaquera e do Tatuapé depois das 22 horas. Jogos à noite no Itaquerão Jornal de Ermelino: Jogo às 22 horas no Itaque- rão. O que o Metrô e a CPTM vão fazer para atender aos torcedores no retorno? Jurandir: Isso vai ter que ser revisto. A manutenção do sistema é imprescindível e necessita de tempo para execução. Para usufruir do sistema de trem e do Metrô o horário limite dos jogos, deveria ter início às 21h15. O jogo terminaria às 23h15. Daí daria tempo para todos tor- cedores utilizarem o sistema com as interligações de Trem e de Metrô, até chegarem ao destino final. Não podemos mudar toda uma dinâmica de trabalho e operação para atender a interesse privado. O Metrô e a CPTM parando à meia noite, não significa que interrompeu a operação. Até desembarcar o último passageiro vai ser por volta de 00h45 ou 01h00. Atual- mente temos 140 trens da CPTM e 160 do Metrô ope- rando. Cada Trem da CPTM mede cerca de 170 metros. Multiplica isso por 140, ul- trapassa os 23 quilômetros de comprimento. Imagina limpar tudo isso toda noite, em alguns casos tem até mesmo de lavar, jogar jato de água. Isso sem contar a manutenção dos trilhos e dos outros equipamentos de segurança e funcionamento. Alguns trens são limpos e têm a manutenção durante o dia, mas a maioria é nesse período, de meia noite às 4 horas. Não temos condições de parar a operação à uma hora da madrugada e voltar a operar às 4 horas. O pessoal do Corinthians já sabe. Têm conhecimento dos detalhes da operação. Jornal de Ermelino: Na atual gestão do prefeito Fer- nando Haddad a prefeitura já investiu algum recurso no Metrô ou voltou à estaca zero? Jurandir: Os recursos de Operação Urbana estão sen- do honrados pelo prefeito, mas não estão colocando recursos novos. Não está entrando dinheiro novo. A Linha 17, a Operação Urba- na na Faria Lima está sendo cumprida. A prefeitura está com dificuldade de recursos financeiros. O que posso afir- mar é que as relações estão sendo muito amistosas e a colaboração é mútua. Vou dar um exemplo da Linha da Brasilândia: as áreas públicas estão sendo cedidas com bastante agilidade, dentro da burocracia existente, a Prefeitura está fazendo a sua parte a contento. Jornal de Ermelino: Quando começa a operação comercial do Monotrilho da Oratório e quando chega em São Mateus? Jurandir: Boa notícia! No final de setembro. Estamos correndo com as obras para dar todas as condições de operação. O que está ficando bonito é o trecho de ciclo- via e de urbanização entre Oratório e Vila Prudente. A população, além do Monotri- lho, fazendo integração sem pagar passagem no Metrô Vila Prudente, vai poder con- tar com bicicletário e uma ciclovia. Já foram instaladas as luminárias, os canteiros e estará pronto junto com as visitas programadas. A ciclovia e a urbanização é o Metrô que está fazendo. Em São Mateus, o início das operações é no final de 2015. Jornal de Ermelino: O que o secretário Jurandir Fer- nandes gostaria de enfatizar à população em geral e, em especial, da Zona Leste? Jurandir: Acho que é necessário desenvolver mais a Zona Leste. Criar empregos para não ter dependên- cia tão forte do transporte pendular, de ir e vir para o trabalho, para chegar ao centro. A Zona Leste está se desenvolvendo e isso não é por causa da Copa, mas já vem de 10 anos para cá. Os investimentos, o Poupatem- po, os Shoppings Centers, as FATECs, ETECs, a USP Leste, e agora o Itaquerão. Sem falar nos bares, restaurantes, pequenos serviços, pousadas, pequenos hotéis e diversas empresas se instalando na região. Tudo isso é uma nova Zona Leste. Eu acredito que vocês têm um papel impor- tantíssimo de ressaltar isso: a Zona Leste não é mais um dormitório. A Zona Leste é um local de geração de em- prego. Uma coisa fantástica: a Zona Leste está ligada ao ABC, à Baixada Santista e à Guarulhos, através do Ro- doanel e da Jacu Pêssego. Agora com trecho Leste do Rodoanel Mário Covas, 37 quilômetros, que foi recente- mente inaugurado, a região fica no centro do desenvol- vimento. A Zona Leste vai ter uma vida própria, independen- te. Se fosse um município seria o segundo maior em população do Brasil. Agora você pega o Shopping Ari- canduva, o Shopping Tatu- apé, tudo aquilo lá é um grande monstro econômico, independe do restante da cidade. Eu sou apaixonado pela Zona Leste. O PIB da Zona Leste é maior do que muitos países, inclusive da América Latina. E hoje não se pode pensar em indústrias poluindo. Pode-se ter fábri- cas em bairros, sem qualquer tipo de poluição. O que é importante divulgar é que se façam prédios comerciais e não somente moradias. A Zona Leste, a exemplo de to- das as regiões da cidade, não pode ter apenas empreendi- mentos e virar dormitório, conclui o secretário. secretário Jurandir Fernandes (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) entrevista exclusiva concedida à AJORLESTE-ASSOCIAÇÃO DE JORNAIS DA ZONA LESTE
  7. 7. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 7 Se antes os cabelos crespos e cacheados eram sinônimos de muito trabalho e até rejeição, hoje eles ganham cada vez mais adeptas de sua valoriza- ção. Com o fim da ditadura dos lisos, o Black Power e os cachos definidos têm ganhado as ruas. Porém, para manter os fios saudáveis e com boa apa- rência é necessário investir em salões especializados capazes de desenvolver tratamentos e produtos que garantam re- sultados. Os cachos não devem ser penteados quando secos, pois os cachos são facilmente des- feitos, devendo então ser pen- teado ainda úmidos e com o auxílio de um pente ou escova de dente bem largos, além de utilizar posteriormente um leave-in para reduzir o volume e o frizz, além de deixar os cachos mais sedosos, macios e brilhosos. Os cabelos muito cacheados tem o fio ainda mais fino com probabilidade maior de resse- camento, portanto, a hidrata- ção constante é necessária, ou seja, a cada lavagem deve ser feita nova hidratação, porém, quem possui cachos mais lisos e distribuídos, pode se permitir a hidratação a cada quinze dias. Os profissionais indicam o frizz como um dos maiores vilões para os cabelos cachea- dos, e sugerem que ao dormir, as mulheres usem fronhas de cetim ou de seda, pois o atrito dos cachos com o travesseiro é menor, porém, nem todo mundo pode adquirir fronhas destes materiais, mas lenços Você se lembra de quando era solteira? Você podia ir às boates e fazer qualquer ho- mem que você quisesse babar por você. Sabia como piscar os olhos, fazer biquinho e sorrir de um jeito que prometia ar- timanhas que enlouqueceriam qualquer homem. Tudo isso funcionou. E aí, uma vez, fun- cionou bem até demais. Ou, devo dizer, funcionou com o cara certo. Agora você está casada. O casamento em si é bom. Mas as crianças, carreiras e a vida do lar não deixam muito tempo ou energia sobrando para manter aquela antiga brasa acesa e ardente. Não se preocupe. Nunca é tarde para aprender como seduzir o ma- rido e conseguir apimentar a relação que anda meio parada. Normalmente, as mulheres tendem a deixar que o homem tome as rédeas quando o assun- to é sedução e romance. Isso é ótimo se seu marido é um Don Juan. Todas as noites seriam cheias de rosas e poesia e você nunca teria de fazê-lo escutar sobre seu dia enquanto ele assiste ao jornal. No entanto, a maioria das mulheres não têm tanta sorte. Então, aqui vão algumas dicas de como seduzir o marido e apimentar a relação. Pronta para tirá-lo do sofá e colocá-lo em seus braços? Planeje-se e Apronte-se: há duas coisas principais para se lembrar sobre homens quando tentar seduzí-los. Primeiro de tudo, eles são criaturas visuais. Você pode falar com eles o quanto quiser, mas se você qui- ser mesmo segurar a atenção deles, mostre-os algo. Segundo, eles tendem a ser um pouco de- vagar para entender sutilezas. Com essas ideias em mente, vista-se de acordo. Não diga que você o quer, mostre que ele quer você. Provavelmente, faz muito tempo que ele não te vê arrumada sem motivo aparente. Pegue algo curto, um decote bem cavado e você vai deixá-lo sem fala. Se você deu essas roupas para suas amigas solteiras há muito tempo, tal- vez seja hora de comprar algo novo. Não precisa ser caro. Tem apenas que ter o estilo certo. Relaxe-o com uma Bela Massagem: a essa altura ele já pegou a ideia. Se não, ele está em coma. Quando chegarem no quarto, ajude-o a tirar as roupas. Já fez um striptease para seu marido? Se não, essa seria uma boa hora para ten- tar. É uma forma infalível de apimentar a relação e seduzir o marido. Traga uma loção ou óleo e faça uma boa massagem nele. Não se preocupe se você não é profissional. Até uma massagem ruim ainda é boa! Sem conversa nesse momento. Apenas deixe que ele relaxe e curta a sensação da sua mão no corpo dele. Faça devagar e sensualmente. Às vezes, roce seu corpo ao dele. Provoque-o até que ele não aguente mais. Outra vez, provavelmente você sabe como seduzir o marido, onde tocá-lo para causar o efeito que você quer. Se você seguir estes passos simples, verá uma melhora de- finitiva no seu relacionamento, que durará muito mais do que uma noite. E, nunca se sabe, ele pode querer devolver o favor para você no futuro! A moda é enrolar: cabelos afro estão em destaque no mercado de beleza Mulheres, aprendam a seduzir seu próprio marido de cabeça normalmente são baratos e são feitos de cetim, podendo ainda a cabeça rece- ber os diversos tipos de nós e amarrações disseminados na moda. Pintar cabelos cacheados é uma tarefa extremamente difícil, não por aplicar a tintura, mas pela fragilidade dos fios que podem se partir facilmente durante o processo, além de sofrerem com a química. O profissional que fizer o processo de pintura dos cabelos cacheados deve ser de confiança, para que sejam usados somente tonalizastes sem amônia ou tintura com baixa concentração de quími- ca, de modo que os fios não sejam agredidos, tornando-se quebradiços, ressecados e sem vida. Elas são avós e até bisavós. Mas esqueça aquela imagem da senhora tradicional, que se dedica apenas a cozinhar para os netos e cuidar do lar. As mulheres de 70 anos de hoje malham, vão ao cinema, frequentam restaurantes com os amigos, saem para dançar e têm vida sexual ativa. Sim, nunca as mulheres da terceira idade fizeram tanto sexo. De acordo com a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade (Pro- Sex), do Instituto de Psiquia- tria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, 50% a 60% das mulheres brasileiras de mais de 60 anos mantêm uma vida sexual ativa. Uma pesquisa americana revelou recentemente que o sexo só melhora ao longo da vida. Segundo Iris Krasnow, professora de Jornalismo e Es- tudos Femininos da American University, que entrevistou 150 mulheres entre 20 e 90 anos, mulheres com mais de 70, 80 ou até 90 anos desfrutam a melhor atividade sexual de suas vidas As conclusões estão no livro Sex After...: Women Share How Intimacy Changes as Life Chan- ges, ainda sem tradução para o português. “Tenho uma vida sexual sem grilos. É só acender um fósforo que tudo pega fogo”, garante a aposentada Ana Maria Vieira, de 64 anos, três filhos e cinco netas. Viúva há 11 anos, ela namora há quatro o também aposentado Nilvio Machado, de 75. “Pode até não ter tanta quantidade, mas a qualidade é muito maior”, afirma. Os dois se conheceram no Clube Carinhoso, tradicional salão de bailes da região do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, e continuam frequen- tando o clube toda quinta-feira à tarde. Mulheres elogiam vida sexual aos 70 anos
  8. 8. 1a semaNA de agosto DE 2014Pág 8 Libra O Sol começa sua caminhada através de do signo de Pei- xes e você começa uma nova fase no seu dia a dia, especialmente no trabalho. Um projeto pode começar a dar os resultados esperados. Boa fase para sua saúde e relacionamentos. Escorpião O Sol começa sua caminhada através de Peixes e sua vida social e as amizades ganham um novo colorido. Um romance pode começar nesse período ou mesmo um namoro já existente ganhar mais força. Paixões. Sagitário O Sol começa a ca- minhar através de Peixes e sua vida doméstica e fami- liar entra em uma nova fase. Uma mudança de casa ou ao menos a venda ou compra de um imóvel pode acon- tecer nas próximas quatro semanas. Capricórnio O Sol começa a ca- minhar através de Peixes e seu mun- do mental passa a se movimentar ainda mais. O momento é ótimo para a comunicação, e tudo o que a envolve. Bom para reuniões de negócios e publicações. Aquário O Sol começa a ca- minhar em Peixes e o mundo material se torna mais presen- te. Finanças e investimentos são beneficiados nesta fase que dura aproximadamente quatro semanas. Bom para firmar novos negócios. Peixes O Sol começa a ca- minhar através de seu signo e um novo ano astral começa para você. O momento é ótimo para novos passos na direção de suas metas, tanto pessoais quanto profissionais. Cuidado com ilusões. Áries O Sol entra no signo de Peixes e se une a Netuno, aumen- tando ainda mais a sua necessidade de introspecção e reclusão e a consciência da necessidade de limpar questões relacionadas ao seu passado. Bom para cuidados com a saúde. Touro O Sol entra no signo de Peixes e movi- menta ainda mais as suas amizades e vida social. Um importante contato com uma grande empresa, clube ou instituição pode abrir espaço para um novo passo em sua carreira. Amor em alta. Gêmeos O Sol começa sua caminhada através de Peixes e aumenta sua chance de suces- so e maior visibilida- de profissional. Um projeto pode começar a dar certo e um grande passo pode ser dado na direção de suas metas profissionais. Câncer O Sol começa a cami- nhar através de Pei- xes e seus projetos e planos de viagens e estudos começam a dar certo. Nesta fase de otimismo renovado, sua espiritualidade se abre ao sagrado. Ótimo momento para projetos. Leão O Sol começa a ca- minhar através de Peixes e seu mundo emocional é ainda mais mobilizado. O momento pode vir acompa- nhado de uma pequena crise e provocar mudanças. Ótimo para negociações com sócios. Virgem O Sol começa a ca- minhar através de Peixes e seus relacio- namentos são ainda mais movimentados. O mo- mento é ótimo para firmar sociedades e amizades e até um namoro pode começar. Vida social mais agitada. A programação cultural da capital está com um pezinho no século XIX, com a presença de saraus pela cidade. O Sarau é um evento cultural e musical, que reúnem grupos de pessoas para se manifestarem artistica- mente, geralmente para recitar poemas e poesias.  Os pontos literários come- çam em São Miguel Paulista, na zona leste, com o “Sarau de- baixo d’árvore”, que acontece sempre aos últimos sábados do mês, às 15h. Um varal repleto de cantos, literatura e poesias ficam disponíveis para quem quiser participar.   A Casa de Cultura do Butan- tã terá um Sarau mais diversifi- cado, que,além dos tradicionais poemas, traz também esquetes de artistas renomados, como Monteiro Lobato, Vinícius de Moraes, Cazuza e Clementina de Jesus. O teatro mostra sua cara na programação com o espetáculo “Rir é o melhor remédio”, na Praça da Repú- A peça “Violeta, a Menina Leitora”, que estreou em abril desse ano na Mostra FRINGE do Festival de Curitiba, fará sua primeira apresentação na capital paulista. O espetáculo é um dos 7 infantis selecionados para a Mostra Competitiva da 5ª Edição do Festival de Teatro Ci- dade de São Paulo, o Teatrofest. A apresentação única acontece no dia 16 de agosto, sábado, às 16h, no Teatro União Cultural. Violeta, a protagonista da história, é uma menina conside- rada diferente pela mãe e pela escola: é muito quieta, não tem amigos e tem muitos medos. Através de um livro mágico – e dos personagens fantásticos que saem desse livro – a me- nina enfrentará seus medos e se tornará uma criança mais feliz, ao mesmo tempo em que descobre o universo encantado da literatura. “Acreditamos no Sarau literário agita a programação cultural deste final de semana Teatro e feiras de artesanato estão entre os destaques curadas e visitadas nos bairros de São Paulo. Geralmente, estão localizadas em praças e facilita o acesso dos moradores. Como a Feira do Largo do Rosá- rio, na Penha, que acontece de quinta a sábado, das 9h às 17h. Lá são encontradas barracas de artesanato, artes plásticas e comidas típicas. Serviços: Subprefeitura Penha - Feira de Artesanato do Largo do Rosário - Quando? De quinta a sábado. Horário: das 9h às 17h - Local: Largo do Rosário, s/n – centro da Penha.                    Subprefeitura São Miguel Pau- lista - Sarau debaixo D’Árvore. Quando? Todo último sábado do mês. Horário: às 15h. Lo- cal: Praça do Casarão. Endere- ço: Rua Conceição de Almeida, 170. Fone: 2586-2526. Subpre- feitura Cidade Tiradentes - Peça teatral “Era uma vez um rei” - Local: Instituto Pombas Ur- banas. Endereço: Avenida dos Metalúrgicos, 2100 – Cidade Tiradentes blica. Em Cidade Tiradentes, na zona leste, o Grupo Pombas Urbanas apresenta o espetáculo “Era uma vez um Rei”.  Para os admiradores da famosa ‘moda de viola’, a Casa de Cultura Manoel Cardoso de Mendonça, em Santo Amaro, realiza o “Mercado Sertanejo”. Feiras de Artesanato: em várias regiões da cidade, as Fei- ras de Artesanato são bem pro- Grupo Obinha! de Teatro faz apresentação em SP maio, e com “Violeta, a Menina Leitora”, primeira produção do Obinha!, a parte dedicada ao teatro infantil do grupo. Atualmente, busca patrocínio para a montagem de suas pró- ximas peças, adulta e infantil (já em fase de pré-produção) e para levar “Violeta” ao maior número de crianças possível. Ficha Técnica: Direção e Assistência de Produção: Lucas França. Dramaturgia, Produção e Assistência de Direção: Tally Mendonça. Colaboradoras: Raquel Zichelle e Flávia Mar- tinek. Músico: Alef Barros. Elenco: Alef Barros, Carolina Piai, José Nascimento, Letícia Junqueira, Lucas França, Lucas Riccardi, Marcia Okubo e Tally Mendonça. Duração: 55 minu- tos. Sábado, 16 de agosto, 16h. Apresentação única. Teatro União Cultural – Rua Mário Amaral, 209 SP poder do teatro e dos livros na formação de indivíduos melho- res. Nosso objetivo principal, com essa peça, é trabalhar o incentivo à leitura.”, diz Lucas França, diretor da peça. “Tenho participado dos Festivais de Teatro em Curitiba há alguns anos e a peça infantil que mais me empolgou foi Vio- leta, a Menina Leitora. Prendeu a atenção de todos - crianças e adultos -, de seu início ao fim, com mensagens de alto teor educativo quanto a leitura, éti- ca, posicionamento social, vida em família e muito mais....”, afirma a secretária executiva Valéria Martinek, que assistiu a peça em Curitiba. O Grupo Oba! de Teatro foi fundado em 2011 e já participou de duas edições do Teatrofest, sendo indicado ao prêmio de Melhor Produção em 2011, por “Uma Certa Carmen”. Em 2013, participou da Mostra FRINGE e do FESCETE (Festival de Cenas, de Santos). Em 2014 voltou ao Festival de Curitiba, com a peça “O Manual”, que também fez sua primeira temporada em

×