Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

Ensino de línguas na era digital

1 106 vues

Publié le

Palestra apresentada na Jornada de Tradução e Línguas da Universidade Gama Filho (Rio de Janeiro), Abril de 2012.

Publié dans : Formation
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

Ensino de línguas na era digital

  1. 1. Ensino de Línguas na Era Digital Cíntia Rabello Universidade Federal do Rio de Janeiro Universidade Gama FilhoCíntia Rabello – Abril, 2012.
  2. 2. Era digital?
  3. 3. Era digitalEra da informaçãoEra do conhecimento
  4. 4. Não podemos pensar em eradigital sem falarmos em:- Conflito de gerações- Práxis- Possibilidades e desafios
  5. 5. Nativos digitais? Marc Prensky, 2001
  6. 6. « (...) falantes nativos datecnologia, fluentes na linguagem digital dos computadores, videogames e da
  7. 7. Fonte: Gaia Creative
  8. 8. Tecnologia na sala de aula?
  9. 9. A tecnologia mudou Os alunos estãomudando também E o professor?
  10. 10. “O arranjo social da escola é do século 18. Osprofessores são do século 20 e os alunos, doséculo 21. Eles são nativos digitais. Temos quechegar no aluno. Começando pelo professor, agente chega mais seguro.” Aloizio Mercadante
  11. 11. “Nossos alunos mudaram radicalmente, assim comosuas ferramentas. (…) Nesta época de grande fluxometodológico e curricular, nós educadores nos vemosperante uma oportunidade única, porém desafiadora.Nós podemos começar a ensinar nossos alunos na suaprópria lingua, nas suas próprias ferramentas, combinando suas necessidades com nossa expertise.Se formos inteligentes, e fizermos isso bem, todos sebeneficiarão.” Marc Prensky, 2004
  12. 12. http://www.youtube.com/watch?v=IJY-NIhdw_4
  13. 13. “Não se trata de usarcomputadores para ensinar damesma maneira que temosfeito nos últimos 100 anos.Nós estamos apenas usandouma nova tecnologia com ummétodo antigo.Tecnologia não é tudo.Pedagogia é mais importante.”Michael G. Moore – PennstateUniversity
  14. 14. “Professores podem ser substituídos por umamáquina. E o que pode ser substituído por uma máquina deve ser substituído“. Sugatra Mitra Campus Party, 2012
  15. 15. Velha X Nova pedagogiaPedagogia de parceriaMudanças nos papéis de professores e alunos Prensky, 2010
  16. 16. Professor --não mais apresentador; - questionador, - instigador, -guia
  17. 17. Fonte: 21st century/Web 2.0 tools
  18. 18. Aluno:- pesquisador,- usuário especializado na tecnologia
  19. 19. Reprodução de conhecimento
  20. 20. Construção colaborativa de conhecimento com a tecnologiaDe consumidores a produtores de conteúdo
  21. 21. Muito além doPowerpoint
  22. 22. “Teachers make PowerPoints and think we’re so excited to see them, but it’s like writing on the blackboard.”Aluna ensino médioEmPrensky, 2007
  23. 23. « Minha aula foi dinâmica. Euusei computador a aula toda! »
  24. 24. Algumas ferramentas úteis no ensino de línguas
  25. 25. Fonte: https://www.institutoclaro.org.br/banco_arquivos/Cartilha
  26. 26. “A internet éapenas a pontade um enorme iceberg depossibilidades.”
  27. 27. The new technologies are among the factors that we need to change and they are among the factors that will make the change possible. They make available now tremendous opportunitiesto personalise education. They are not the whole answer. I believe it is true of all technology thattechnology on its own doesnt do much; its what you do with it. You know, a camera doesn’t produce great photographs but a great photographer might. A piano in itself doesnt produce great music but a great musician could. And the technologies we have available in the schools dont make for great education, but great educators can make something great of them. (ROBINSON, 2011)
  28. 28. Algumas possibilidades: - Presencial & virtual - EAD - Inclusão social & digital- Aprendizagem significativa - Trabalho colaborativo - Discussões online - Interação social - Variedade de mídias - Criatividade - Autonomia - e-learning & m-learning
  29. 29. Alguns desafios: -Uso crítico das TICs;- Cultura Copy & Paste; -Novas pedagogias; -Velocidade; -Segurança; -Tecnologia é falível!
  30. 30. Como e por quê integrar as novastecnologias no contexto da sala de aula de LE?
  31. 31. Inclusão Práticas inovadorasConstrução de Colaboraçãoconhecimento
  32. 32. “Não se trata, portanto, deusar a tecnologia apenas comomodo de expandir as antigasformas de ensino-aprendizagem, ou ter a mídiana escola como meio paraamenizar o tédio doensino, mas trata-se de ummodo radicalmente novo deinserção da educação noscomplexos processos decomunicação da sociedadeatual.” (Martín-Barbero, 2000 apud Souza & Gamba Jr, 2002)
  33. 33. Obrigada cintia_rabello@hotmail.comhttp://www.slideshare.net/crlrabello/ http://pinterest.com/cintiarabello/
  34. 34. Referências:BORGES, Priscilla. « A valorização do professor começa pelo piso », diz Mercadante.Portal iG. 06/03/12 Disponível em: http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/a-valorizacao-do-professor-comeca-pelo-piso-diz-mercadante/n1597666059948.htmlGAIA CREATIVE. Infográfico: Geração C – “connected collective” 16/04/12. Disponívelem: http://www.gaiacreative.com.br/midias-sociais/infografico-geracao-c-connected-collectivePEREIRA, Rafael. Sugata Mitra: "Um professor pode ser substituído por umamáquina“ Revista Época. 08/02/12. Disponívelem:http://revistaepoca.globo.com/Ciencia-e-tecnologia/noticia/2012/02/sugata-mitra-um-professor-pode-ser-substituido-por-uma-maquina.htmlROBINSON, Ken. The Education Revolution. TEDx London. September 17, 2011.Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/78348517/Final-Remarks-Outro-by-Sir-Ken-Robinson-at-TEDx-London-The-Education-Revolution-September-17-2011
  35. 35. PRENSKY, Marc. Changing paradigms from « being taught » to « learning onyour own with guidance ». Educational Technology, July-Aug, 2007a. Disponível em: <http://www.marcprensky.com/writing/Prensky-ChangingParadigms-01-EdTech.pdf> Acesso em : 15 jul. 2011.______. Digital Natives, Digital Immigrants. On the Horizon , MCB UniversityPress, Vol. 9 No. 5, October 2001. Disponível em:<http://www.marcprensky.com/writing/prensky%20-%20digital%20natives,%20digital%20immigrants%20-%20part1.pdf> Acessoem : 15 jul. 2011.______. Listen to the natives. Learning in the digital age. Volume 63, Number4. December 2005/January 2006. Disponível em:<http://www.siprep.org/prodev/documents/Prensky.pdf> Acesso em : 15 jul.2011.______. How to teach with technology : keeping both teachers and studentscomfortable in an era of exponential change. BECTA’S Emerging Tecnologiesfor Learning. Vol. 2, 2007b. Disponível em:<http://partners.becta.org.uk/page_documents/research/emerging_technologies07_chapter4.pdf> Acesso em : 15 jul. 2011.
  36. 36. ______. O aluno virou o especialista. Revista Época. 08/07/10. Disponívelem: <http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI153918-15224,00-MARC+PRENSKY+O+ALUNO+VIROU+O+ESPECIALISTA.html>Acesso em : 15 jul. 2011.______. The emerging online life of the digital native : What they dodifferently because of technology and how they do it. 2004a. Disponívelem: <http://www.marcprensky.com/writing/Prensky-The_Emerging_online_life_of_the_digital_native-03.pdf> Acesso em : 15jul. 2011.______. Use their tools! Speak their language! If we are smart, the mobilephones and games that our students are so comfortable with will soonbecome their learning tools. 2004b Disponível em:<http://www.marcprensky.com/writing/Prensky-Use_Their_Tools_Speak_Their_Language.pdf> Acesso em : 15 jul. 2011.
  37. 37. SEABRA, Carlos. Tecnologias na escola. Porto Alegre: Telos EmpreendimentosCulturais, 2010. Disponível em:https://www.institutoclaro.org.br/banco_arquivos/CartilhaSOUZA, Solange & GAMBA JR., Nilton. Novos suportes, antigos temores:tecnologia e confronto de gerações nas práticas de leitura e escrita. RevistaBrasileira de Educação. n 21, Set-Dez, 2002.The New York Times. The learning machines - A graphic history of classroomtechnology, from the writing slate to the electronic tablet. 15/09/10.Disponível em:http://www.nytimes.com/interactive/2010/09/19/magazine/classroom-technology.html

×