Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Tradução apresentação

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 12 Publicité
Publicité

Plus De Contenu Connexe

Diaporamas pour vous (20)

Publicité

Similaire à Tradução apresentação (19)

Tradução apresentação

  1. 1. Teorias, Práticas e Ref lexões Jessé de S. Mourão UVA Sobral - 2011
  2. 2.  O que é tradução?  Uma tradução é fiel ao texto original?  Qualquer texto em uma determinada língua pode ser traduzido para outra?
  3. 3. O verbo “traduzir” vem do verbo latino traducere, que significa “conduzir ou fazer passar de um lado para o outro”, algo como “atravessar”. A tradução, enquanto passagem de um texto de uma língua para outra, tem a ver ora com o léxico, ora com a sintaxe, ora com a morfologia, da língua da qual se traduz, língua-fonte, e da língua para a qual se traduz, língua-meta.
  4. 4. A definição mais objetiva é talvez a do ensaísta inglês John Cunnison Catford: “tradução é a substituição de material textual de uma língua por material textual equivalente em outra”; por “material textual” entendem-se tanto os elementos de forma quanto os de conteúdo.” E a definição menos objetiva talvez seja a da psicóloga norte-americana Keith Bosley: “tradução é uma língua fazendo amor com outra”.
  5. 5.  Tradução direta e indireta  Tradução literal e oblíqua
  6. 6. Tradução Literal  Empréstimo Linguístico: Ex.: foot-ball, goal, penalty etc.  Decalque: Ex.: Sky-scraper (arranha-céu)
  7. 7. Tradução Oblíqua  Transposição: Ex1.: She will be back soon. (Ela não tardará a voltar.) Ex2.: Without the lightest hesitation. (Sem hesitar nem um pouco.)  Transposição cruzada: Ex.: He smiled into her eyes. (Ele olhou-a nos olhos sorrindo” ou “Ele fitou-a sorrindo com os olhos).
  8. 8. Tradução Oblíqua  Modulação: Ex.: It is difficult to show. (Não é fácil mostrar).  Equivalência Ex1.: Dize-me com quem andas e te direis quem és. (Tell me who are your friends, and I tell you what you are.) Ex.: It’s raining cats and dogs. (Está chovendo a cântaros/ Está caindo um toró)
  9. 9.  Compensação: Ex.: “un point rose qu’on met sur l’i du verbe aimer.” (EDMOND ROSTAND, Cirano de Bergerac) “um ponto cor de rosa que se põe sobre o i do verbo amar”. “um ponto róseo no i do lábio que se adora”. (Carlos Porto Carrero)
  10. 10.  Equivalência Textual O que se quer dizer com “equivalência textual” é que o texto traduzido deve transmitir ao seu leitor uma informação semelhante à que o texto original transmitiu ao seu primeiro leitor, em sua língua de origem.  Correspondência Formal A “correspondência formal” quer dizer que a forma do texto original deve ser seguida pelo tradutor com a máxima fidelidade possível, muito embora em alguns casos essa fidelidade se reduza ao mínimo. Ex.: O “bom dia” e “boa-noite” português são “equivalentes textuais” do good morning, good evening e good night da língua inglesa.
  11. 11. “O melhor tradutor há de ser aquele que, em qualquer dos casos, realizar o seu trabalho com um mínimo de perdas, seja quanto ao conteúdo, seja quanto à forma: quanto menos perdas, melhor a tradução.” Geir Campos
  12. 12. A Linguistic Theory of Translation, John Cunnison Catford. Textbook of Translation, Peter Newmark. The Translation Studies Reader, Lawrence Venuti. Translation Studies, Susan Bassnett. A Tradução Vivida, Paulo Rónai. Escola de Tradutores, de Paulo Rónai. Coleção Primeiro Passos, Geir Campos.

×