Ce diaporama a bien été signalé.
Le téléchargement de votre SlideShare est en cours. ×

Aula Mobile Marketing Completa

Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Publicité
Chargement dans…3
×

Consultez-les par la suite

1 sur 334 Publicité

Plus De Contenu Connexe

Diaporamas pour vous (20)

Similaire à Aula Mobile Marketing Completa (20)

Publicité

Plus récents (20)

Aula Mobile Marketing Completa

  1. 1. MOBILE MARKETING AULA 1
  2. 2. PATRICK SILVEIRA patrickds@contextbrazil.com Consultor e agente de mudança criativa, fundador da Context Brazil Consultoria Estratégica Experiência em design, web design, planejamento estratégico, marketing digital e vendas Câmara SMB Triunfo Alemã Propaganda Santa Clara Motorola Outorm US www.contextbrazil.com
  3. 3. Me contem sobre vocês! Nome Idade Profissão e cargo Fatos que considerem relevantes? Qual sua experiência com mobile marketing? Qual é a sua expectativa para as aulas? Primeiro Smartphone? http://bit.ly/mobileMKTsjc 5 min - responder questionário 1min - apresentação
  4. 4. ESTRUTURA DAS AULAS TECNOLOGIAS MOBILE EXEMPLOS MARKETING PROJETO MOBILE PROJETO FINAL CENÁRIO MOBILE no BRASIL AULA 1 AULA 2 COMPORTAMENTO USUÁRIO MOBILE MARKETING MIX e CASES
  5. 5. PROJETO FINAL MONTAR UM PROJETO DE MOBILE MARKETING PARA SUA EMPRESA GRUPO DE 3 A 6 PESSOAS - GRUPOS MISTURADOS DIVIDIDO EM ETAPAS AO LONGO DAS AULAS INÍCIO NA SEGUNDA AULA
  6. 6. Algumas fontes Dados: http://www.teleco.com.br/ http://think.withgoogle.com/mobileplanet/en/ http://www.nielsen.com/br/pt/search.html?q=Mobile&sortbyScore=false Novidades: http://www.mmaglobal.com http://mobilemarketingmagazine.com http://www.mobilize.org.br http://mashable.com/category/mobile-marketing/ http://www.mobiletime.com.br/ EVERNOTE - Notebook compartilhado https://www.evernote.com/pub/patricksilveira/dbmobilemkt conteúdo das aulas
  7. 7. http://think.withgoogle.com/mobileplanet/pt-br/
  8. 8. O QUE É MOBILE? Mobile Toda a forma de acesso digital que você leva consigo. Smartphones, tablets, gadgets e tudo que não é acessado através do desktop notebook.
  9. 9. Vamos considerar Smartphones Tablets Featurephones
  10. 10. A banda larga móvel ultrapassou a banda larga fixa em 2010… BANDA LARGA FIXA 1T14 21 milhões BANDA LARGA MÓVEL 1T14 114 milhões X Smartphones têm uma penetração de 23% no Brasil Crescimento de vendas de smartphones de 144% em 2013 Tablets devem corresponder a 45% do mercado de informática em 2014 Eram 19 milhões de usuários de aplicativos no Brasil em 2013
  11. 11. No Brasil há mais celulares do que pessoas. 273 milhões em Abril http://veja.abril.com.br/noticia/economia/brasil-registra-2736-milhoes-de-linhas-de-celulares-em-abril
  12. 12. Ticket médio Tablet: R$500 Ticket médio computador: R$600 Smartphone equivalente (ao tablet): R$800 + Planos internet 3g pré pagos Crescimento da oferta de Wifi público
  13. 13. Crescimento (ainda que lento) da disponibilidade de wifi público
  14. 14. Para muitos brasileiros o mobile passa a ser o primeiro ponto de entrada na internet .
  15. 15. O smartphone é a principal forma de acesso à internet para 25% dos usuários (brasileiros). Levantamento da Mobile Marketing Association de Dez/2013
  16. 16. QUAL O IMPACTO DO MOBILE NA VIDA DAS PESSOAS?
  17. 17. Em grupo, discuta e descreva situações nas quais o smartphone ou tablet mudou a sua vida. Pense: - Praticidade - Consumo de mídia / conteúdo - Entretenimento - etc 10 minutos
  18. 18. Os smartphones estão sempre com você… 73% dos brasileiros não saem de casa sem o seu smartphone 30% preferiria deixar de utilizar a televisão do que o smartphone Apenas 16% usam ligações como principal função em smartphones 63% dizem que a principal função do seu smartphone é acessar redes sociais
  19. 19. OS TRÊS MODOS DE EXPERIÊNCIA MOBILE
  20. 20. REPETITIVO Usuários acessando informação e ferramentas em tempo real.
  21. 21. REPETITIVO Usuários acessando informação e ferramentas em tempo real.
  22. 22. ENTEDIADO Usuários buscando distração, entretenimento ou se conectar/ comunicar com outras pessoas.
  23. 23. ENTEDIADO Usuários buscando distração, entretenimento ou se conectar/ comunicar com outras pessoas.
  24. 24. URGENTE AGORA Usuários buscando informação urgente, frequentemente relacionado ao local de acesso ou atividade. Normalmente é o uso de pesquisas e site de recomendação.
  25. 25. URGENTE AGORA Usuários buscando informação urgente, frequentemente relacionado ao local de acesso ou atividade. Normalmente é o uso de pesquisas e site de recomendação.
  26. 26. URGENTE AGORA YELP FOURSQUARE GOOGLE SEARCH WHATSAPP TWITTER - SAC 2.0 ENTEDIADO REDES SOCIAIS SMS SNAPCHAT VÍDEO JOGOS REPETITIVO BOLSA DE VALORES DADOS DE JOGOS UTILIDADES / NEGÓCIOS TICKET PASSAGENS SWARM
  27. 27. LOCAL DE USO DE SMARTPHONES
  28. 28. Sozinho, liste os 5 últimos aplicativos que você usou, os locais onde usou e classifique de acordo com os tipos de experiência. Em grupo, identifique o tipo de experiência mais frequente e discuta quais oportunidades esse tipo de experiência pode trazer para o seu negócio.
  29. 29. Diante desses 3 tipos de experiência, o que define a forma em que utilizamos os dispositivos mobile?
  30. 30. As marcas e usuários são os mesmos, mas o contexto de uso muda, e com isso DESKTOP & NOTEBOOK SMARTPHONES & TABLETS a experiência e forma na qual o usuário interage.
  31. 31. Smartphones com maior tempo de uso do que TV! MOBILE passa a ser a PRIMEIRA TELA
  32. 32. Segundo pesquisa do Google, os contextos definem o uso e escolha do aparelho: Quanto tempo temos ou precisamos O objetivo que queremos alcançar A localidade A nossa atitude e estado de espírito
  33. 33. Computadores nos mantém produtivos e informados
  34. 34. Smartphones nos mantém conectados
  35. 35. Tablets nos mantém entretidos
  36. 36. COMPORTAMENTO MULTI-TELAS
  37. 37. Há 2 tipos de comportamento Multi-Tela
  38. 38. No Brasil o uso simultâneo é mais forte 39% 61%
  39. 39. A briga pelo tempo do consumidor Vivemos em um tempo de abundância de alternativas (apps, conteúdo, produtos). Mas o tempo continua escasso, e um dia só tem 24h. O desafio é pelo tempo de atenção das pessoas! TODOS estão brigando pelos mesmos poucos minutos (ou segundos) de atenção.
  40. 40. Share of Mind Share of Time
  41. 41. IMPACTOS DO MOBILE FUNIL DE COMPRA MULTI-TELAS MULTI-TASKING & MULTI-TELAS USO DITADO PELO CONTEXTO DISPONIBILIDADE 24/7 CONSUMO DE CONTEÚDO E INFORMAÇÃO 24/7
  42. 42. Resumindo: O novo ambiente mobile, com smartphones e tablets em crescimento, cria uma vasta gama de possibilidades para as marcas, produtos e serviços se conectem diretamente com seu público alvo, em qualquer lugar, a qualquer hora.
  43. 43. Mobile Toda a forma de acesso digital que você leva consigo, gadgets, aparelhos, tudo que não é acessado através do desktop/ notebook. Marketing Prática estratégica que administra todos os contatos com o consumidor com sua marca, produto ou serviço
  44. 44. Mobile Marketing É a disciplina de desenvolver estratégias de marketing para consumidores conectados com suas marcas, produtos ou serviços através de dispositivos móveis.
  45. 45. Mobile marketing não é adaptar o marketing tradicional (ou digital) para dispositivos móveis.
  46. 46. Em grupo, discuta e descreva situações nas quais o smartphone ou tablet influenciaram ou mudaram o seu negócio, ou o negócio de seu cliente. Escreva 3 situações que vocês consideram, ou percebem, que o mobile mudou ou influenciou o negócio no qual vocês trabalham ou que pode vir a influenciar no futuro. 10 Min!
  47. 47. INTERVALO :)
  48. 48. TECNOLOGIAS
  49. 49. Tecnologias Quais são e para que servem Dados / redes Comunicação Plataformas Periféricos Mobile Advertising
  50. 50. Mobile Advertising Banners sites Banners apps SMS e MSM Plataformas Aplicativos Sites responsivos Sites mobile WAP Aplicativos Java Vídeo Comunicação NFC Bluetooth Som Geoposionamento SMS Códigos de barra (QR) Geo-posicionamento Dados / redes 2G - EDGE 3G - HSPC 4G - LTE Wifi Tecnologias Quais são e para que servem Periféricos Acessórios NFC Leitores cartão Biometria Câmeras Etc...
  51. 51. Redes de Celular / Telefonia 2G - GSM / CDMA 1 mega 3G - HSPC 5 a 10 megas Dados / redes Velocidade média BR: 1,4megas 118 milhões acessos 4G - LTE Entre 100 megas e 1 Giga 2,5 milhões acessos Wifi 2,5G - EDGE / GPRS 500kbps Banda Larga Brasil
  52. 52. Comunicação
  53. 53. Bluetooth Rede de comunicação sem fio, via rádio • Constituído de vários protocolos distintos (de áudio, interface, dados) • Tem versões como Bluetooth 2.0 (mais comum) e 4.0 (mais nova) • Demanda fonte de energia e dados no emissor e receptor • Bluetooth 2.0 tem consumo expressivo de energia X iBeacons (BLE) é menor • Adoção baixa no marketing e alta para áudio e periféricos • O receptor precisa ter um dispositivo com Bluetooth • Custoso para o anunciante / emissor
  54. 54. Possibilidades Marketing - Oferta de conteúdo - Sampling - Location Tracking - Pagamento - Internet - Sincronizar dados - Compartilhamento - Proximity Marketing
  55. 55. NFC - Near field communication Tecnologia de comunicação sem fio • Baixo consumo de energia no celular • Só o receptor precisa de fonte de energia. • Mais novo do que o Bluetooth • Destaque para sistemas de pagamento, cartões de acesso, periféricos • O receptor precisa ter um dispositivo com NFC • Chips armazenam pouca informação - menos possibilidades de troca de dados • Pode ser utilizado para parear 2 dispositivos via Bluetooth…
  56. 56. Possibilidades - Pagamento móvel - Cartões de acesso - Distribuição de conteúdo (precisa de internet) - Transferência de dados (m2m) http://nfcbrasil.wordpress.com
  57. 57. Cartões de acesso Tags de localização disparam ações no celular
  58. 58. Cartões de acesso
  59. 59. Cartões de acesso
  60. 60. Transferência de conteúdo http://nfcbrasil.wordpress.com/2013/06/06/revista-billboard-brasil-nfc-musica/
  61. 61. Som Protocolo de comunicação sem fio por emissão de sons • Tecnologia mais moderna • Baixa adoção (ainda) • Mais barata para o receptor (não precisa de aparelho com decodificados especial como Bluetooth) • Permite uma série de aplicações, de pagamento a transmissão de códigos • Só necessita de um smartphone/tablet com um aplicativo especial e internet
  62. 62. Som Possibilidades - Pagamento móvel - Troca de informações entre dispositivos - Ações promocionais
  63. 63. http://www.verifone.com/industries/taxi/way2ride/ http://www.cnet.com/news/naratte-mobile-payments-using-sound-waves/
  64. 64. Geoposicionamento Protocolo de comunicação com satélites • Posicionamento por satélite: GPS / GLONASS • Wifi e redes celulares também são utilizadas para localizar dispositivos • Alta adoção e utilização em ações e aplicativos • Precisa de tecnologia (GPS/Glonass) no dispositivo receptor • Não necessariamente precisa de 3G (depende do aplicativo) • Grande potencial de utilização para marketing
  65. 65. Geoposicionamento Protocolo de comunicação com satélites Possibilidades - Mobile Advertising - Dentro de apps - Localização de lojas - Marketing “local”
  66. 66. Geoposicionamento MOBILE ADVERTISING + GEOPOSICIONAMENTO
  67. 67. Case Fiat
  68. 68. Geoposicionamento SEARCH + GEOPOSICIONAMENTO Google Places / http://www.google.com.br/business/placesforbusiness/
  69. 69. Geoposicionamento PROMO/BRAND EXPERIENCE + GEOPOSICIONAMENTO
  70. 70. SMS e MMS • Alta taxa de resposta (em até 90 segundos) • Custo baixo (por envio) e bom custo benefício • Alto poder de segmentação • Grandes possibilidades de criatividade, ou utilidade • Alta segmentação (CEP no pós pago, idade, sexo, tipo de aparelho, etc)
  71. 71. SMS e MMS - 96 % dos SMS são lidos instantaneamente - A forma mais rápida da mensagem chegar ao cliente - Ampliação do relacionamento através de uma mídia moderna e de alto alcance. - Comunicação mais personalizada, dirigida àquele cliente. - Não intrusiva como telemarketing - Retorno rápido devido a característica de segmentação dessa mídia.
  72. 72. SMS e MMS Protocolo de comunicação com satélites Possibilidades - Interação marca x usuário - Prestação de serviço (utilitário) - Ação promocional - Advertising - Lead Generation
  73. 73. CASE ESSER: LANÇAMENTO BELA AUGUSTA (BROADCAST SMS) A Esser, uma empresa tradicional do setor imobiliário, investiu no serviço de broadcast SMS para promover seu novo empreendimento comercial. Os usuários cadastrados na base da operadora receberam a mensagem: ”Antecipe-se ao lançamento: Belaugusta: salas comerciais a 800m da Av. paulista. R. augusta 890. Visite www.belaugusta.mobi Trafego tarifado” Aproveitando-se da segmentação por CEP, foram atingidos por esta ação usuários da operadora Claro com planos pós-pagos nas regiões de Higienópolis e Jardim Paulista.
  74. 74. CASE SONHO DE VALSA: 100 MILMENSAGENS DE AMOR Para o bombom Sonho de Valsa, que tem forte associação com momentos e gestos românticos, foi criada uma campanha interativa para o Dia dos Namorados. A ação incentivou a troca de mensagens SMS entre casais apaixonados. Durante todo o dia 12 de junho, os fãs da marca enviaram gratuitamente um SMS para seus namorados por meio de uma aba na página da marca no Facebook para que os namorados pudessem surpreender com recadinhos diferentes
  75. 75. QR CODES Códigos 2D • Imagem 2D, fácil de gerar • Baixo custo (print da imagem + conteúdo) • Adesão baixa/media no brasil (30% dos usuários de smartphone) • http://e-lemento.com/pt/gerador-qr-code Desafios • Custo elevado • Alto poder de segmentação
  76. 76. Plataformas
  77. 77. APLICATIVOS • iOS // Android // Windows // WebApps • Opções infinitas • Experiência controlada da marca • Gratuitos // Pagos // compras no aplicativo Desafios • Usabilidade • Atualizações constantes • Adaptações de plataforma • Desenvolvimento de experiências exclusivas • Exigência alta com aplicativos pagos • Promoção do aplicativo
  78. 78. APLICATIVOS Sistema operacional iOS - Menor segmentação de versões - Menor variação de tamanhos de tela - App store mais rígida com aprovações - Sistema menos maleável - Hardware e software mais fechado - Ecosistema Apple bem fechado - Mac + Smartphone + Ipod + Ipad + TV - Alto custo de troca de plataforma - Serviços exclusivos (iCloud, keychan, etc)
  79. 79. APLICATIVOS Sistema operacional Android - Grande segmentação de versões e tamanhos - App store menos rígida para aprovações - Plataforma com maior número de usuários - Aplicativos com qualidade mais inconsistente - Ecosistema mais aberto (multi-plafatorma) - PC + Smartphone + Tablet + TVs + outros
  80. 80. 11,868 aparelhos diferentes - 07/2013… http://visual.ly/android-fragmentation-visualized
  81. 81. Resolução de telas Android iOS
  82. 82. APLICATIVOS Sistema operacional Windows - Plataforma mais nova, ainda em fase de consolidação - Menor segmentação de versões - Menor base de aplicativos e desenvolvedores - Ecossistema da Microsoft - PC + Smartphone
  83. 83. APLICATIVOS Sistema operacional Multi-plataforma / Híbridos - Aplicativos desenvolvidos com em uma linguagem ou estrutura (framework) e “exportados” para as outras plataformas através de sistemas como Titanium, Unity, etc - Menor custo de adaptação entre plataformas - Mais agilidade e facilidade para atualizações em múltiplas plataformas - Mais lentos do que os aplicativos nativos - Aproveitam menos as funções exclusivas de um ou outro sistema
  84. 84. APLICATIVOS Sistema operacional Webapps - Sites desenvolvidos com frameworks e kits preparados para o mobile - Cross-plataforma - Usuário “salva” o um acesso rápido ao site no smartphone (ex: google notícias, site terra mobile) - Menor custo - Menor aproveito das funções do smartphones (sensores, gestos complexos, nfc, bluetooth) - Necessita dispositivo conectado - Bom para testar ideias
  85. 85. ANDROID
  86. 86. APLICATIVOS Considerações 1 - Descobrir qual plataforma seu público alvo utiliza 2 - Definir a função do aplicativo (time saver / time killer) 3 - Definir modelo de rentabilidade / modelização - Modelo de negócio? 4 - Preparado para atualização constante? - Correção de bugs, novidades, versões de OS. 5 - Preparado para dar suporte?
  87. 87. APLICATIVOS Funções UTILIDADE ENTRETENIMENTO Time Saver Time Killer
  88. 88. APLICATIVOS Considerações 78% dos donos de smartphones não usam apps pagos
  89. 89. APLICATIVOS
  90. 90. APLICATIVOS
  91. 91. SITES RESPONSIVOS Sites para desktop que se adaptam em acessórios mobile • Sites com código que identifica plataforma e adapta o layout e algumas funções • É uma boa prática que todos os sites sejam responsivos • Diferente de site mobile • Um Código inserido no site pode redirecionar para um site mobile quando reconhecer acesso via mobile • Porta de entrada para o mundo mobile Desafios • Usabilidade • Garantir experiência mobile adequada • Adaptações do conteúdo • Deixá-lo Rápido
  92. 92. SITES RESPONSIVOS Sites para desktop que se adaptam em acessórios mobile
  93. 93. http://bahia.com.br
  94. 94. http://bahia.com.br
  95. 95. SITES RESPONSIVOS Ferramentas de teste • http://emulator.mobilewebsitesubmit.com/ Responsivo Não Responsivo
  96. 96. http://viverdeblog.com/mobile-marketing/
  97. 97. SITES MOBILE Sites exclusivos para dispositivos mobile • Pode apresentar conteúdo e funções exclusivas para mobile ( localização, promoções, …) • Conteúdo pensando para o momento do acesso mobile ( diferente do momento de desktop) ex: pesquisar informações sobre produto ou localização de lojas próximas • Custo médio baixo • Multi plataforma Desafios • Custo adicional ao site da empresa • Seleção e administração do conteúdo e site • Deixá-lo Rápido
  98. 98. SITES WAP Sites exclusivos para dispositivos mais antigos (plataformas Java) • Para um público sem acesso a smartphones • Mais simples • Baixo consumo de dados Desafios • Entender o usuário • Decisão de plataforma • Passado vs. Futuro
  99. 99. APLICATIVOS JAVA Aplicativos para dispositivos mais antigos (plataformas Java) • Para um público sem acesso a smartphones • Mais simples • Baixo consumo de dados • Com poucas possibilidades Desafios • Entender o usuário • Decisão de plataforma • Passado vs. Futuro
  100. 100. Periféricos
  101. 101. ACESSÓRIOS NFC Gadgets com NFC de uso variado • Podem funcionar conjuntamente ou separado o aparelho Mobile • Aplicações modernas e variadas • Tags, cartões, fechaduras, totens, pagamento, cartazes
  102. 102. LEITORES DE CARTÃO CREDITO Dispositivo para sistema de pagamento mobile • Pequenos acessórios para leitura de cartões de crédito • Permite o uso de serviços de pagamento em qualquer lugar, sem máquina tipo "Cielo" • Ex:square, pagseguro • Baixo custo de aquisição, e de uso
  103. 103. BIOMETRIA Leitores biométricos para segurança ou área de saúde • Tendência de desenvolvimento no futuro Permite leitura de dados biológicos (BPM, temperatura, digitais, íris, glicemia) • Se ligam a aplicativos ou internet para entender possibilidades de uso / funções • Permitem o monitoramento de funções básicas e repetitivas, para melhorar adesão de tratamentos
  104. 104. SENSORES SMARTPHONES • Permitem diversos usos como contar passos, batimentos, temperatura, etc. • Podem ser usados para games, utilitários ou funções de emergência • Ou dispositivo sente que vc teve um acidente e envia uma chamada de emergência
  105. 105. SENSORES SMARTPHONES • Sensor acelerômetro • Bússola • Giroscópio • Sensor de iluminação • Barômetro (alguns Galaxy) • Sensor de luz ambiente • Sensor de GPS • Sensor de proximidade
  106. 106. CÂMERAS • Funções além da fotografia • Software com sistemas de identificação de imagem (OCR, OC) • Point and shoot Shopping • Realidade Aumentada
  107. 107. Asap54
  108. 108. MOBILE MARKETING AULA 2
  109. 109. INTEGRAÇÃO! O MARKETING DIGITAL sozinho não faz maravilhas! Muito menos o MOBILE MARKETING! INTEGRAÇÃO entre as áreas da empresa é essencial para desenvolver ações que funcionem.
  110. 110. INTEGRAÇÃO! Envolva todas as áreas! Marketing Marketing Digital Varejo / Canais Vendas Branding SAC Logistica ETC
  111. 111. MOBILE MARKETING MIX Lugar (Praça) Loja Canal Vendas Internet Search Preço Monitoramento Penetração Precificação Promoção Publicidade Sampling “Mailing” Competição Parcerias Branding Pesquisa Pessoas Social Media Comunicação CRM Colaboradores Produto/Serviço Design Tecnologia Utilidade Conveniência Valor Qualidade Packaging 4P’s Como os dispositivos Mobile se encaixam no Marketing Mix?
  112. 112. Pessoas Dispositivos mobile permitem estender a capacidade de comunicação com consumidores, colaboradores e outros stakeholders. - Facilita o relacionamento e comunicação - Permite uma comunicação rápida e no momento adequado - Abre um canal de comunicação rápido com clientes e parceiros - Facilita um atendimento personalizado, exclusivo
  113. 113. Pessoas O Waze permite a participação do consumidor a todo momento, tornando o parte do serviço prestado. O usuário constrói o próprio mapa. Existe quase um laço emocional entre seus usuários e o serviço.
  114. 114. Pessoas A Hellmans oferece um serviço de comunicação direta com seus consumidores, aproximando as pessoas em um atendimento exclusivo.
  115. 115. A Educadora tem um número de Whatsapp para que os usuários se comuniquem com os locutores, peçam músicas e muito mais. Isso intensifica o relacionamento e aproxima as pessoas da empresa. Pessoas
  116. 116. Pessoas
  117. 117. Pessoas A Salesforce estendeu seus serviços para smartphones e tablets, permitindo que seus clientes se comuniquem com seus colaborares mais facilmente. Além disso isso facilita o networking, feedbacks, gestão de pessoas e processos, etc.
  118. 118. Pessoas A Ambev implanta novas tecnologias para aprimorar a sua logística. A fabricante de bebidas forneceu 1.100 celulares para caminhoneiros e projeta atingir o total de 3.500 motoristas que trabalham para a empresa até o final de 2015. O objetivo é facilitar os processos de frete, monitoramento e comunicação.
  119. 119. Em grupo, discuta algumas ideias de como o P de Pessoas pode ser utilizado no seu negócio. Ou, discuta cases nos quais o Mobile foi utilizado para facilitar a comunicação entre os stakeholders
  120. 120. 10 Minutos
  121. 121. Lugar (Praça) O impacto do mobile na estratégia de canais é imenso. Os dispositivos se tornam uma nova forma de acessar e utilizar seus canais tradicionais (loja, site) e criar novos canais.(aplicativos, m-commerce, redes sociais) - Acesso e conectividade 24/7 - Desenvolvimento de tecnologias (hardware e software) que facilitam a compra - Facilidade de utilização - Ampliação da oferta em contextos diferentes do primário
  122. 122. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search - Extensão da loja física - Novas formas de encontrar seu negócio - Novas formas de pagametno - M-Commerce - F-Commerce
  123. 123. VITRINE VIRTUAL PÃO DE AÇUCAR
  124. 124. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Vitrine Virtual Pão de Açucar A extensão da loja física para o mundo mobile através de vitrines virtuais colocadas no shopping Cidade Jardim, seguindo a ação da TESCO, terceira maior varejista do mundo. Você seleciona o produto com um aplicativo e um QR code, e a compra é entregue na sua casa. Como isso pode ser “adaptado” para outros negócios e serviços?
  125. 125. https://www.youtube.com/watch?v=aFYs9zqYpdM
  126. 126. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Informações da loja Fornecer a localização da sua loja no site mobile / responsivo, google places, foursquare, tripadvisor para quando as pessoas estiverem buscando sua loja.
  127. 127. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Google Meu Negócio / http://www.google.com.br/business/placesforbusiness/
  128. 128. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Foursquare Business / http://pt.business.foursquare.com/
  129. 129. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  130. 130. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  131. 131. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Recomendações / Reviews Checkins / Relacionamento
  132. 132. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  133. 133. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  134. 134. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  135. 135. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Novos Canais O mobile se transforma em novo canal para seu produto ou serviço, podendo ser “mobile only” ou uma parte da sua rede de canais de venda. - Aplicativos como canal de vendas alternativa / extra / exclusivo - Aplicativos com compras internas - Mobile M-commerce
  136. 136. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search O EasyTaxi é um novo canal de vendas para os taxis, com uma série de facilidades tanto para o taxista quanto para o usuário. - Pagamento via celular - Conforto / segurança (prever tarifa / taxistas credenciados) - Rapidez e conveniência (não precisa saber o número, endereço)
  137. 137. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Mobile Commerce, ou m-commerce é toda e qualquer operação que envolva a transferência de propriedade ou de direitos de utilização de bens e serviços, que é iniciado e / ou concluído com a utilização de dispositivos móveis - Aplicativos - Compras dentro de aplicativos - Lojas on-line - Lojas em redes sociais (F-Commerce) - Compras via SMS - Pagamento Móvel Já Corresponde a 4,8% das vendas do varejo eletrônico
  138. 138. NOVO COMPORTAMENTO DEMANDA UMA ATENÇÃO COM O A USABILIDADE do seu E-commerce 30% de compradores mobile abandonam uma transação se a experiência não é otimizada para mobile (Fonte: MoPowered); Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  139. 139. Lugar (Place) Canal Vendas
  140. 140. Lugar (Place) Experiência Loja
  141. 141. NOVO CANAL DE VENDAS Aplicativo brasileiro que funciona como uma rede social e grade de programação dos canais de TV aberta e fechada, passou a incluir como nova funcionalidade um botão com o desenho de um carrinho de compras. Clicando nele, é exibida uma lista com todos os produtos à venda relacionados ao programa que se está assistindo.
  142. 142. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Mobile Payment Novas formas de pagamento digital surgem com o mobile, permitindo levar a loja com junto com o consumidor e dando novas alternativas de pagamento. Conveniência, rapidez e praticidade. - SMS - NFC - Bluetooth (iBeacon, etc) - Aplicativos de intermediadores Paypal / PagSeguro - SmartWatches
  143. 143. Adotado em 16 locais… Pagamento móvel Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  144. 144. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  145. 145. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  146. 146. http://www.verifone.com/industries/taxi/way2ride/ Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  147. 147. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search
  148. 148. Em grupo, discuta algumas ideias de como o P de Praça pode ser utilizado no seu negócio. Ou identifique cases de Mobile sendo utilizado como nova Local.
  149. 149. Preço O Smartphone está promovendo uma mudança significativa na forma das empresas lidarem com preços, principalmente no varejo. Com o acesso ininterrupto à informação o consumidor está muito mais “price aware”, ou consciente do preço, tornando a briga por preço muito mais acirrada, e gerando necessidade de desenvolver outras formas de agregar valor para o consumidor.
  150. 150. Um em cada três usuários de smartphone ou tablet já realizou compras usando seus dispositivos móveis 93% dos entrevistados disseram buscar informações e indicações sobre produtos e serviços via dispositivos móveis. 87% dos entrevistados já desistiram de uma compra dentro de uma loja física por causa de uma informação buscada via dispositivo. NA HORA DA COMPRA Preço Estratégia Penetração Precificação Do total, 72% são homens, divididos em classe A (28%), classe B (60%) e classe C (28%). A maioria mora na região Sudeste (60%) e tem entre 30 e 39 anos (34%) http://www.slideshare.net/Hi-Midia/pesquisa-analisa-o-mercado-de-mobile-e-de-mcommerce-no-brasil
  151. 151. Surge o “ShowRomming”. Acesso a comparação de preços possibilita que consumidores visitem uma loja para conhecer um produto e experimentá-lo, mas concluindo a compra on-line em casa em outra loja com preço menor. Isso impacta a estratégia do varejo (retail marketing), precificação, experiência de compra e promoção. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Preço Monitoramento Penetração Precificação
  152. 152. SHOWROMMING Como lidar com o Showromming? - Oferecer garantia de menor preço (se você for o wallmart…) - Price Matching (Equivalência de preço) - Ofertas e promoções pré-visita para estimular visita e compra na loja (coupons, check-in com promo, etc) - Oferecer facilidades de compra e pagamento - Ex: Se não tiver o modelo/tamanho faça a entrega em casa sem custo - Ex: Ofereça um cartão de fidelidade com desconto para a próxima compra - Refina a sua proposta de valor - Adapte seu modelo de negócios - Crie uma experiência de compra/visita única e exclusiva para sua marca ou produto - Opção “Compre na web e retire na loja” e ofereça alguma promoção SHOWROMMING
  153. 153. Solução MPact da Motorola Sistema de “suporte” ao consumidor, em tempo real, via BLE e WiFi. Baseado em localização para oferecer promoções, atendimento, conteúdo, e ofertas, em tempo real. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Preço Monitoramento Penetração Precificação
  154. 154. Preço Monitoramento Penetração Precificação O Consumidor está muito mais consciente, e o smartphone é uma ferramenta na busca pelo preço mais baixo. - Precificação inteligente - Precificação Online x Offline - Aproveitar comportamento compra na loja física (pressa, pagto em dinheiro, hábito)
  155. 155. FUNIL DE COMPRAS MULTI TELAS A atenção do consumidor está dispersa, com um processo de compra que passa por mais de uma tela. Esse comportamento também está relacionado a um consumo consciente (preço) e a uma sensação de eficiência de uso do tempo. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Preço Monitoramento Penetração Precificação
  156. 156. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search O desenvolvimento dos canais de vendas deve levar em consideração as diferenças entre dispositivos e essa troca entre telas - Confiável - Rápido - Fácil de Navegar - Carrinho unificado entre aparelhos - Processos rápidos e ágeis de compra e pagamento - Otimização do tamanho do site p/ acesso mobile
  157. 157. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Exemplo de processo otimizado para o mobile (essa função já existia antes)
  158. 158. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Qual tem mais chances de fechar uma compra?
  159. 159. Lugar (Place) Loja Canal Vendas Internet Search Preço Estratégia Penetração Precificação O uso sequencial normalmente é para completar uma tarefa, normalmente iniciada no smartphone, e finalizada no tablet ou computador
  160. 160. COMPORTAMENTO A escolha do aparelho é guiada pelo contexto A TV é um dos aparelhos mais frequentes no uso simultâneo A Pesquisa (Search) é o elo mais comum entre aparelhos O uso de multi-telas simultâneo dá a sensação de sermos mais eficientes Multi-telas SEQUENCIAL X SIMULTÂNEO
  161. 161. COMPORTAMENTO O uso sequencial normalmente é para completar uma tarefa, normalmente iniciada no smartphone, e finalizada no tablet ou computador As ações mais executadas quando acontece o uso sequencial de aparelhos
  162. 162. COMPORTAMENTO Smartphones são o dispositivos mais comuns para se iniciarem algumas atividades
  163. 163. COMPORTAMENTO PCs / Desktops são normalmente o ponto de início para atividades mais complexas
  164. 164. COMPORTAMENTO Tablets são o dispositivo mais comum para se iniciar uma compra ou planejar uma viagem
  165. 165. COMPORTAMENTO E a busca (Search) é o ponto comum utilizado para “passar” de um dispositivo ao outro.
  166. 166. Em grupo, discuta algumas ideias de como o P de Preço e o comportamento de compra multi-telas pode impactar o seu negócio.
  167. 167. Produto/Serviço As empresas podem também adaptar e desenvolver suas ofertas tradicionais levando em consideração os usuários de mobile A tecnologia do mobile funciona como uma nova plataforma para a oferta de novos produtos, seja para complementar sua oferta atual ou até desenvolver uma nova linha de negócios. Essa nova oferta mobile pode ser um aplicativo, serviços exclusivos ou até uma nova forma de atender seu cliente
  168. 168. Produto/Serviço Informação Qualidade Usuários social e digitalmente conectados 24/7? É (bem) possível que já exista um review do seu produto ou serviço (B2C) na web. Use o ambiente mobile para ajudar no processo de decisão de compra do seu consumidor. COMO? - Site responsivo - Área de reviews - Mantenha informações atualizadas e acessíveis sobre seus produtos e serviços - Permita o compartilhamento dessas informações (e-mail e redes sociais) - Monitore o que está sendo falado sobre seu site / serviço / produto e gerencie as crises rapidamente - Trabalhe para corrigir eventuais problemas e implementar sugestões apontadas
  169. 169. Produto/Serviço Packaging Embalagens pensadas para a interação com o usuário de mobile Utilize a embalagem do produto de forma criativa para promover uma experiência positiva para o consumidor através dos dispositivos mobile. Facilite a busca de informações do produto através da embalagem. - NFC, QR codes ou links para vídeos sobre o produto - Ofereça um manual acessível via smartphone
  170. 170. A Diageo lançou uma campanha para aumentar a venda de seus uísques no Dia dos Pais. Embalagens especiais de Johnnie Walker, Old Parr e White Horse para a data vinham estampadas com um QR Code que levava ao site seupaimereceumwhisky.com. No site era possível criar um filme com fotos e mensagens para o presenteado que é acessado com o código impresso no cartucho de papel cartão. Produto/Serviço Packaging + Promocional
  171. 171. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência Manual MINI
  172. 172. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência Serviço de Home Control através do Celular.
  173. 173. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência Integre o uso de aplicativos ao seu serviço ou produto, como forma de estender a utilidade, experiência, facilitar o uso ou economizar tempo. - Checkin cias Aéreas - Agendamento de serviços ou horários - Informações sobre funcionamento - Aplicativos ferramentas / complementares
  174. 174. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência
  175. 175. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência
  176. 176. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência http://porquenao.mobi/cases.html Aplicativo funciona como ferramenta na escolha das cores.
  177. 177. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência Uso da tecnologia NFC para facilitar acesso aos quartos (cade o cartão?), redução de custos (emissão de cartões), menos tempo de checkin, praticidade (informações ao entrar no quarto), etc…
  178. 178. Produto/Serviço Design Utilidade Conveniência Aplicativo Avon permite simular a aplicação da maquiagem na foto do usuário.
  179. 179. Em grupo, discuta algumas ideias de como o P de Produto pode ser utilizado no seu negócio.
  180. 180. Promoção Publicidade Sampling “Mailing” Parcerias Branding Pesquisa O P de Promoção é um dos pontos onde o Mobile pode brilhar, mas ainda há muita incerteza, do como e quanto fazer. Mas os dispositivos mobile funcionam como uma nova plataforma de promoção da sua marca, serviço ou produto. Podemos falar que o Mobile é o último ponto de contato com o consumidor, ele está sempre ali, um acesso quase contínuo ao seu público alvo.
  181. 181. Promoção Publicidade Mobile Advertising Mobile Advertising é a utilização de mídias digitais formatadas e pensadas para o ambiente mobile. O Objetivo aqui é ativar os consumidores no ambiente mobile para que iniciem uma ação que pode ou não finalizar naquele mesmo dispositivo. Podem utilizar mobile ad networks que cobrem grande parte dos espaços mobile, ou diretamente com o canal (ex:facebook) - Banners dentro de aplicativos e jogos (normalmente gratuítos) - Paid Search / SEM - Banners para sites mobiles (rich media)
  182. 182. Promoção Publicidade Mobile Advertising Mobile Advertising é a utilização de mídias digitais formatadas e pensadas para o ambiente mobile. Encontrar, entender e ativar consumidores conectados no ambiente móvel é um dos desafios da publicidade móvel.
  183. 183. Promoção Publicidade BANNERS MOBILE AD Diferentes ações Os banners e mídias mobile podem disparar uma série de ações distintas dentro do smartphone ou tablet. Normalmente são mais eficazes com ações simples como: - Click to Site - Click to Maps - Click to Call - Click to Facebook - Click to Youtube - Click to Download (app)
  184. 184. Promoção Publicidade MOBILE PERFORMANCE? COMO MEDIR Mobile Performance A medição de resultados no mobile se baseia nos meios tradicionais de mídias digitais. Diferentes redes oferecem ads por meio de: - CPC ( Custo por clique) - CPA (Custo por ação ) - Cadastro - Ligação - Download - CPD (custo por download)
  185. 185. Promoção Publicidade CASE UNILEVER: BANNER EXPANSÍVEL DE AXE (RICH MEDIA) A Axe investiu em mobile advertising para divulgar sua nova campanha Apollo Space Academy. Quando o usuário estivesse no jogo Angry Birds, encontraria a peça da campanha no formato de banner expansível que, quando clicado, exibia o site móvel da Axe Apollo Space Academy.
  186. 186. Promoção Publicidade CASE DELL: VENDA DIRETA (CLICK-TO-CALL) A Dell investiu na divulgação das ofertas semanais por meio de mobile advertising. Os banners, quando clicados, direcionavam o internauta para uma landing page com as ofertas da semana de Dell, as quais podiam ser adquiridas por meio da função click-to-call, ou seja, bastava clicar para ligar para o call-center da empresa. BANNER LANDING PAGE PROMO BOTÃO de CLICK TO CALL
  187. 187. Promoção Publicidade CASE VISA: VISA SAQUE (CLICK-TO-MAPS) Para divulgar o lançamento do serviço Visa Saque foi criada uma ação de mobile advertising integrada com geo-localização. Ao clicar na peça da campanha, era feita integração com o GPS do aparelho e exibidos os pontos em que o serviço estava disponível. BANNER MAPS DIREÇÕES P/ O ESTABELECIMENTO
  188. 188. Promoção Publicidade CASE DIAGEO: SMIRNOFFMIX (CLICK-TO -FACEBOOK) A Smirnoff veiculou banners no site móvel do Climatempo para divulgar seu novo produto, o Smirnoff Mix. Ao clicar na peça o usuário chegava ao Facebook da marca, onde poderia assistir ao vídeo da campanha e ver os comentários dos consumidores. BANNER BRAND PAGE FACEBOOK ENGAJAMENTO
  189. 189. Promoção Publicidade CASE CLARO: CAMPANHA INSTITUCIONAL (CLICK-TO-YOUTUBE) A Claro investiu em uma campanha de mídia mobile para promover sua marca e seu novo vídeo institucional. Ao clicar no banner ele se expande e exibe parte da campanha com vídeo integrado ao hotsite da campanha, que exibia a página da Claro no Youtube com o vídeo “Tudo que emociona não pode esperar”. BANNER BRAND PAGE YOUTUBE VíDEO MARCA
  190. 190. Promoção Publicidade Pesquisa Utilização de redes de links patrocinados Adwords do Google. Existe também o Yahoo. (também utilizado por sistemas de conteúdo) Formato de contratação padrão é o CPC - Cost per Click
  191. 191. Promoção Publicidade Pesquisa
  192. 192. Promoção Publicidade Pesquisa Google Mobile Adwords no Google Maps
  193. 193. Promoção Publicidade Pesquisa SMS e MMS Utilização de redes de links patrocinados Adwords do Google existem também o Yahoo (também utilizado por sistemas de conteúdo) Formato de contratação padrão é o CPC - Cost per Click
  194. 194. Promoção Publicidade BRAINSTORM COMO o Mobile advertising pode ser relevante promover os seguintes itens? - Mercado Imobiliário - Varejo - Serviços - Aplicativos - Venda de produtos
  195. 195. Promoção Publicidade
  196. 196. Promoção Brand Experience APP Marca americana de comida mexicana desenvolveu um game que ajuda a construir uma narrativa da proposta de valor da marca (alimentos saudáveis).
  197. 197. Promoção Promocional Branding
  198. 198. Celulares representam mais que 25% na abertura de emails, e tablets mais que 10%. Como melhorar seu e-mail marketing para o mobile? Chame a atenção: No ambiente Mobile os aparelhos são menores e mais suscetíveis a distrações de fora. O Título deve ser curto e impactante. Tenha uma primeira linha convincente: Programas de e-mail usam essa linha para mostrar uma chamada. Os usuários leêm essa linha para analisar se devem abrir ou deletar o email. Deixe claro de quem é o e-mail: Tenha certeza que está claro quem está enviando. Deixe grande e fácil de ler: Evite utilizar uma versão miniaturizada dos tamanhos antigos. Fontes devem ter no mínimo 12 px, e textos importantes ainda maiores. Promoção Email Marketing
  199. 199. Lembre-se dos dedos :) Os botões de click-to-action devem ser grandes e fáceis de visualizar. Otimizado para banda larga mobile: Os e-mails com grandes imagens que consomem muita banda estão no fim. Garanta que as imagens apareçam rapidamente, e em tamanhos adequados. Teste em vários dispositivos: Tente testar no maior número de dispositivos possíveis, principalmente em smartphones. Ou use serviços de teste (google: http://bit.ly/1o6Jgn1 ) Planeje o envio durante as horas certas: Busque entender seu público em relação as horas que abrem os e-mails. Evitem horas de trabalho. Utilize landing pages responsivas (e nunca use flash)… Promoção Email Marketing
  200. 200. Promoção Parcerias As vezes uma boa estratégia é buscar se associar com serviços ou marcas que já estejam presentes no mundo mobile Grubster Waze Ifood Paypal / Pagseguro
  201. 201. Promoção Parcerias Geolocalização Fiat se associou ao Waze para promover uma experiência com a marca dentro do aplicativo.
  202. 202. Promoção Parcerias
  203. 203. Promoção Parcerias
  204. 204. Em grupo, discuta algumas ideias de como o P de Promoção pode ser utilizado no seu negócio.
  205. 205. PLANEJAMENTO MOBILE MARKETING
  206. 206. POR ONDE COMEÇAR? - BABY STEPS para o PME
  207. 207. PRESENÇA - Desenvolver um site responsivo / mobile - Desenvolver ou adaptar o conteúdo p/ mobile
  208. 208. OTIMIZAÇÃO - Entender o contexto de utilização (rua, casa, trabalho, etc) - Entender as necessidades do seu público alvo? - Como melhorar a experiência de uso? De compra?
  209. 209. APLICATIVOS ou SUPER OTIMIZAÇÃO - Entender o contexto de utilização (rua, casa, trabalho, etc) - Entender as necessidades do seu público alvo? - Como melhorar a experiência de uso? De compra?
  210. 210. MOBILE COMO PLATAFORMA DE NEGÓCIOS vs MOBILE MARKETING
  211. 211. MOBILE como MODELO DE NEGÓCIO CLIENTE PROBLEMA EMPRESA SOLUÇÃO MOBILE CLIENTE Identificando um problema de negócio, pode-se utilizar soluções mobile como plataforma para a resolver o problema do cliente.
  212. 212. QUAL É O DESAFIO/PROBLEMA PARA ESTE CASE? - Ter mais facilidade para chamar um taxi - Simplificar o processo - Aumentar a segurança - Facilitar o pagamento
  213. 213. SOLUÇÃO - Modelo de negócio baseado na plataforma mobile
  214. 214. MOBILE como MODELO DE NEGÓCIO
  215. 215. MOBILE como MODELO DE NEGÓCIO PROBLEMAS???
  216. 216. MOBILE como PLATAFORMA de MARKETING EMPRESA SOLUÇÃO MOBILE CLIENTE MARKETING Identificando-se um problema de marketing, o mobile pode funcionar como plataforma para se comunicar, vender, promover ou se relacionar com o cliente.
  217. 217. 1 QUAL É O DESAFIO/PROBLEMA VITRINE VIRTUAL PÃO DE AÇUCAR PARA ESTE CASE?
  218. 218. 1 QUAL É O DESAFIO/PROBLEMA VITRINE VIRTUAL PÃO DE AÇUCAR PARA ESTE CASE? Vida corrida Muito trabalho ???? Falta de tempo dos consumidores
  219. 219. 1 Como levar o Pão de Açúcar até o VITRINE VIRTUAL PÃO DE AÇUCAR consumidor? Em quais locais podemos estar para estar mais próximos do consumidor? Quais ferramentas podemos utilizar para nos aproximarmos do consumidor?
  220. 220. MOBILE como PLATAFORMA de MARKETING
  221. 221. Recordando as últimas aulas…
  222. 222. COMPORTAMENTO MOBILE 5P’s
  223. 223. MOBILE ? COMPORTAMENTO
  224. 224. COMPORTAMENTO MOBILE • Crescimento do uso de smartphones e tablets • Primeiro acesso à internet por dispositivos mobile • Mobile como primeira tela • Comportamento Multi-telas •Consumo de conteúdo •Compras
  225. 225. COMPORTAMENTO MOBILE • Share of MIND -> Share of Time • Tipos de comportamento mobile • Urgente / Repetitivo / Entediado
  226. 226. 5P’s Lugar (Praça) Preço Pessoas Produto/ Serviço Promoção
  227. 227. Tecnologias Mobile Advertising
  228. 228. Tecnologias ?
  229. 229. Tecnologias •BLUETOOTH • QR code •NFC •Som • Sensores • Geo posicionamento
  230. 230. Tecnologias • Aplicativos • Sites Mobile • Sites responsivos •SMS • Mobile Advertising
  231. 231. •SMS • Site Banners • App Banners •Search Mobile Advertising
  232. 232. PRIMEIROS PASSOS 1.Presença 2.Otimização 3.Apps
  233. 233. JORNADA DO USUÁRIO
  234. 234. Começando seu Projeto Mobile
  235. 235. PROJETO FINAL OBJETIVO DESENVOLVER UMA SOLUÇÃO PARA UM PROBLEMA de MARKETING ou DE NEGÓCIO. PODE SER: APLICATIVO, SERVIÇO, PRODUTO, NOVO NEGÓCIO ou ESTRATÉGIA de NEGÓCIO
  236. 236. PROJETO FINAL PROJETO DEVE CONTER QUAL O PROBLEMA A SER RESOLVIDO? OU OPORTUNIDADE? QUAIS TECNOLOGIAS VAMOS UTILIZAR? E COMO? UTILIZAÇÃO DE UMA DAS FERRAMENTAS DE VISUALIZAÇÃO (Jornada do Usuário, Mapa de Empatia, Persona) COMO SERÁ UTILIZADO (exemplos) COMO VAMOS DIVULGAR ESSE SERVIÇO? EM QUAIS Ps (Marketing Mix) ESSA IDEIA SE ENCAIXA?
  237. 237. PROJETO FINAL FORMA DE APRESENTAÇÃO Tempo de apresentação: 15 minutos 1 - POWER POINT - 15 Slides Máx 2 - FOLHA A3 - 1 ou 2 folhas explicando a ideia
  238. 238. Vamos seguir um processo baseado em design thinking
  239. 239. 1Identifique seu desafio/oportunidade/problema e defina seu objetivo
  240. 240. MOBILE como MODELO DE NEGÓCIO CLIENTE PROBLEMA EMPRESA SOLUÇÃO MOBILE CLIENTE
  241. 241. MOBILE como PLATAFORMA de MARKETING SOLUÇÃO: MOBILE MARKETING EMPRESA PROBLEMA CLIENTE
  242. 242. Faça boas perguntas!
  243. 243. PROBLEMA! Produto: Maquiagens / Batons Problema: Baixa experimentação Desafio: Como aumentar a experimentação das minhas maquiagens? Como aproveitar o mobile para gerar experimentação? Como promover uma experiência positiva com minha marca? ou Como melhorar a associação da minha marca à tecnologia? Como modernizar a imagem da minha marca?
  244. 244. Hipoteses?
  245. 245. Hipoteses? Aplicativo? Mobile Advertising associado a ticket p/ sampling Dispositivo Bluetooth convida usuários p/ testar quando passam perto da loja? Produto com QR code e link para vídeo do uso do produto? ???
  246. 246. APLICATIVO de MAQUIAGEM AVON
  247. 247. Em grupo: Escreva o seu problema / desafio de marketing.
  248. 248. 2Imersão no problema/desafio. Entender as necessidades do consumidor, comportamento, contextos.
  249. 249. Ferramentas - Pesquisas primária - Entrevistas com os consumidores - Entrevistas com colaboradores (vendas, trade, etc) - Entrevistas com especialistas - Observação em campo - etc - Captação e análise de dados - Pesquisa secundária - Google - Telco - Prototipação
  250. 250. Pesquisas primárias - Entrevistas com os consumidores - Entrevistas com especialistas - Observação em campo
  251. 251. Pesquisas internas - Entrevistas com os colaboradores
  252. 252. Dados Captação e análise de dados
  253. 253. Pesquisa secundária Think with Google
  254. 254. Em grupo: Quais dados / informações / comportamentos / tendências são relevantes e importantes para resolver o seu problema?
  255. 255. 3Síntese dos desafios
  256. 256. Ferramentas de Visualização - Jornada do usuário / consumidor - Criação de personas - Mapa de empatia
  257. 257. JORNADA DO USUÁRIO • Visualização dos pontos de contato do usuário com a marca / produto / serviço • Ajuda a identificar problemas e oportunidades • Ajuda a entender o uso nos diferentes contextos • Cada segmento de industria pode ter etapas diferentes/distintas • Faça perguntas (difíceis), sobre o POR QUE esses problemas ACONTECEM.
  258. 258. ETAPAS DESCOBERTA INVESTIGAÇÃO COMPRA USO FIDELIZAÇÃO CANAIS
  259. 259. JORNADA DO USUÁRIO • Qual é a expectativa do usuário em relação a função de um dos pontos de contato • Essa expectativa é / foi atendida? Satisfeito Insatisfeito
  260. 260. http://vimeo.com/91576603
  261. 261. PERSONAS • Construção de um personagem que representa um grupo de consumidores com comportamentos e interesses comuns • Ajuda no desenvolvimento das solução que devem ser criadas
  262. 262. http://www.caroli.org/atividade-identificando-personas/
  263. 263. MAPA DE EMPATIA • Ferramenta de ajuda no entendimento do consumidor • Foco no desenvolvimento de soluções a partir do usuário • Visualização • Contribui para a construção de personas
  264. 264. Em grupo: Utilize uma das ferramentas apresentadas e busque pelos desafios, gaps, oportunidades que devem ser atendidos.
  265. 265. 4Insights e descobertas
  266. 266. Insights - Gaps de atendimento / expectativa - Demandas por serviços - Oportunidades de novos negócios - Oportunidade de mais interação - Oportunidades de comunicação - etc
  267. 267. Em grupo: Liste as descobertas e porque elas são importantes para resolver o problema proposto.
  268. 268. 5Ideação de soluções
  269. 269. Em grupo: Brainstorm time :)
  270. 270. Ferramentas de Ideação - Brainstorm dirigido - E se… - SWOT - Técnica dos 6 chapéus - Co-criação
  271. 271. LEMBREM-SE PODE SER: APLICATIVO, SERVIÇO, PRODUTO, NOVO NEGÓCIO ou ESTRATÉGIA de NEGÓCIO
  272. 272. Brainstorm 1 - Defina uma problema por vez: - Como podemos resolver esse problema utilizando dispositivos mobile? - Quais tecnologias podem ser utilizadas? Como podemos combiná—las de forma inovadora? - Como posso utilizar um aplicativo (ou site, ou serviço) para gerar mais vendas? - Como posso utilizar um aplicativo para melhorar meu serviço?
  273. 273. Brainstorm 2 - Gere quantas ideias for possível… Foco em quantidade.
  274. 274. Brainstorm - REGRAS - ADIE O JULGAMENTO - ESTIMULE IDEIAS RADICAIS (não ligue se é possível tecnicamente, ou se faz sentido p/ negócio) - CONSTRUA EM CIMA DAS IDEIAS DOS OUTROS - MANTENHA O FOCO NO TEMA - SEJA VISUAL - SOMENTE UMA CONVERSA POR VEZ - ALMEJE QUANTIDADE, NÃO QUALIDADE
  275. 275. Brainstorm 3 - Escreva as ideias que tiverem. Seja breve (no máximo 1 parágrafo). Pode utilizar desenhos… Cada um escreve a sua ideia. EX: Utilizar um aplicativo para identificar aquele tênis legal que o seu amigo está utilizando. Podemos então ofertar aquele tênis, ou um similar, para que a pessoa compre ou adicione ao seu carrinho.
  276. 276. 6Seleção de ideias
  277. 277. Como selecionar? - Escolhas as soluções mais alinhadas com o que o consumidor deseja/busca, não com a tecnologia. - Como o MOBILE MARKETING pode ajudar a resolver os problemas encontrados? - Como o MOBILE pode melhorar a proposta de valor da empresa - Que tipos de EXPERIÊNCIAS queremos promover? - Em quais CONTEXTOS aquelas soluções vão ser aplicadas?
  278. 278. Como Inovar? - 1 - Classifique as idéias de acordo com os quadrantes no slide seguinte. - Disruptiva: Algo completamente novo (no segmento, na indústria, no país, em tecnologia, em serviços, etc) - Viável: Algo que é possível montar com o que existe hoje, tanto em relação a recursos (financeiros, logísticos, produtivos) quanto em relação à tecnologia existente.
  279. 279. Disruptivo e Viável Conservador e Viável Disruptivo e Não Viável Conservador e Não Viável
  280. 280. Disruptivo e Viável Conservador e Viável Disruptivo e Não Viável Conservador e Não Viável Elemine os quadrantes conservadores. Mesmo que a tecnologia não seja viável, ela deve ser considerada por ter alto potencial de diferenciação.
  281. 281. Em grupo: Selecione as ideias de acordo com as premissas apresentadas.
  282. 282. 7Testando e prototipando as ideias
  283. 283. Ferramentas de Prototipação - Jornada do Usuário - Teatro - Mobile Apps - Prototipação rápida - Mockups
  284. 284. Use a criatividade. Mockups , desenhos, teatros! Coloque o projeto em ação, antes de implementá-lo
  285. 285. http://youtu.be/-ao9BssNXHc
  286. 286. Em grupo: Desenvolva um mockup, protótipo, jornada ou história e teste sua ideia. Liste os problemas encontrados e como vocês vão resolvê-los.
  287. 287. 8Implementação
  288. 288. Implementação - Como vamos implementar essas soluções? - Quais parceiros são necessários? - Quais plataformas? iOS? Android? - Qual vai ser o plano de implementação? - Quais ferramentas e suporte precisamos dar?
  289. 289. Mentalidade Start-up: Quando você teve uma ideia, 10 outras pessoas tiveram a mesma ideia, ao mesmo tempo! Trabalhe com processos ágeis! Não espere a perfeição. Implemente e corrija ao longo do tempo. Teste/lance com uma base pequena, como beta, para testar.
  290. 290. Divulgação - Como vamos promover nossa solução? - Onde vamos comunicar e promover?
  291. 291. Mobile Advertising 5P’s Social Media
  292. 292. Em grupo: Planeje como deve será implementado o projeto e feita a divulgação da solução.
  293. 293. 9Processo cíclico
  294. 294. Não pare de observar o que precisa ser desenvolvido e melhorado!
  295. 295. Apresentação!
  296. 296. FIM :)

×