Ce diaporama a bien été signalé.
Nous utilisons votre profil LinkedIn et vos données d’activité pour vous proposer des publicités personnalisées et pertinentes. Vous pouvez changer vos préférences de publicités à tout moment.

E o revenue managemen

22 vues

Publié le

Cursos de capacitação em Revenue Management a ciência econômica de gestão que nos permite não ter inventários anuais negativos cada vez nais temos qualificado pessoas sobre este assunto.

Publié dans : Business
  • Soyez le premier à commenter

  • Soyez le premier à aimer ceci

E o revenue managemen

  1. 1. E o Revenue Management... Revenue Management é aplicável a qualquer tipo e ou Qualquer tamanho de Empresa, o que muda é a sua complexidade, mas em nenhum caso ele se torna inviável mesmo sem sistemas altamente complexos. Trata-se da página 118 do livro de Robert G. Cross, o guru que entre 1978 e 1985 idealizou o sistema de RM que levou a American Airlines de 7 balanços anuais negativos consecutivos para o valor mais alto da sua ação na bolsa de NY. Revenue Management é antes de mais nada Muito Analítico e pouco comercial, quero mais uma vez tentar que entendam que R.M. não é coletar dados de preços de concorrentes eletronicamente e deles traçar o seu valor ideal, que mais de 90% dos que fazem isso não têm a menor ideia de quanto precisam para passar o dia aberto. Ou seja, desconhecem o ponto de equilíbrio, isto posto não têm noção do mínimo Ideal. Nosso curso prepara os participantes para operarem dentro do Real Gerenciamento de receitas, assim podem estipular em tempo real os valores mínimos ideais, vamos deixar umas perguntas: 1– Quanto custa o seu lençol 2- Qual o consumo médio de papel higiénico por Hospede? 3 – Qual a Med. de Pax p/UH 4- Qual o seu consumo de energia por UH/Hr.
  2. 2. 5- Qt. Tempo sua Camareira leva para arrumar uma UH 6- Qual o valor dos insumos do seu Café da manhã 7- Qual o custo p/ Pax pelo Canal que lhe trás mais Pax? 8 – Qual seu canal Mais rentável? São oito perguntas, aparentemente sem grande importância, deixe-me dizer-lhes, ninguém que conheça e gerencie ou dirija com base em Revenue Management desconhece a resposta exata em tempo real, mas as perguntas em alguns casos que nós já assessoramos chegam à casa das 300, que na verdade levam apenas à resposta a duas perguntas: 1. Quanto custa a sua UH vazia. 2. Quanto custa sua UH ocupada Em seguida temos: 2.1 Quanto custa a UH ocupada por reserva de OTA? 2.2 Quanto custa a UH ocupada por reserva no site e paga com C/C. 2.3 ... Se eu continuar paramos nas 200 questões, exageros à parte tem cerca de 20 variáveis dependendo do empreendimento, sobre estes detalhes, o que eu venho tentando mostrar é que a maioria dos dados que precisamos para compor o preço de venda de uma UH e o nosso custo Operacional não estão fora do empreendimento e sim dentro e a nível gerencial. Entendam ainda que quando temos departamento de Alimentos e Bebidas, tudo isto se repete numa proporção infinitamente mais complexa, a tal engenharia de cardápios é algo de uma complexidade muito elevada. Colocar em um Curso de RM sério o gerente de Contas sem a participação do gerente Administrativo- Financeiro, quando o G.C. é consciente diz o que eu estou cansado de ouvir: “entendi tudo, mas não posso desenvolver, não tenho acesso a dados para esse tipo de procedimento”. Há! mas a distribuição, a distribuição e os preços flexíveis que são tratados com leviandade pela maioria da hotelaria precisa ser fundamentada e não só copiada. E claro quando o Gerenciamento de Receitas é feito com consciência e conhecimento o pessoal de vendas e reservas, o departamento comercial de uma forma geral “nada de braçada” nas facilidades de negociação e sempre focados em aumento de rentabilidade e não de ocupação. Tirando os PMSs da Grande Administradora e da Hilton – Marriot e Tivoli, não há no mercado sistema operacional que tenha como fazê-lo com RM, esses ditos módulos de RM não são Revenue Management nem aqui nem em Lugar nenhum do Mundo onde a administração seja realmente fundamentada no R.M. e levada a sério, que é só assim que os resultados são possíveis. É com a gestão fundamentada em Revenue Management que há 26 Anos podemos afirmar: “Não há hotéis que não deem lucro, há hotéis mal administrados” E não, a crise não tem nada a ver com isso, e sim a falta de conhecimento.

×