A utilização do vídeo, CD e DVD na educação Professores: Elaine Maria de Almeida   Valdeni Francisco de Souza
<ul><li>A fim de ajudar a identificar em que situação as práticas pedagógicas mais usuais se encontram em relação ao uso d...
<ul><li>4 - Vídeo perfeição:  existem professores que questionam todos os  vídeos possíveis porque possuem defeitos de inf...
<ul><li>Após refletir sobre os tipos de utilização comuns, porém não necessariamente consistentes, apresentamos sugestões ...
<ul><li>Simulação :  é uma ilustração mais sofisticada.O vídeo pode simular experiências de química que seriam perigosas e...
Prochain SlideShare
Chargement dans…5
×

O uso do CD, DVD e ví¤¥o

2 947 vues

Publié le

Slides apresentados na ocificina ministrada pelos professores Valdeni e Elaine sobre a influencia das novas midias na educacao e alternativas pedagogicas de uso desses recursos em nossas aulas.

Publié dans : Business, Technologie
  • Soyez le premier à commenter

O uso do CD, DVD e ví¤¥o

  1. 1. A utilização do vídeo, CD e DVD na educação Professores: Elaine Maria de Almeida Valdeni Francisco de Souza
  2. 2. <ul><li>A fim de ajudar a identificar em que situação as práticas pedagógicas mais usuais se encontram em relação ao uso do vídeo,observe os tipos de utilização comumente utilizados ; </li></ul><ul><li>1 - Vídeo tapa-buraco: colocar o vídeo quando há um problema inesperado , como ausência do professor.Usar este expediente eventualmente pode ser útil, mas se for feito com freqüência , desvaloriza o uso do vídeo e o associa - na cabeça do aluno- a não ter aula. </li></ul><ul><li>2 - Vídeo enrolação: exibir um vídeo sem muita ligação com a matéria. O aluno percebe que o vídeo é usado como forma de camuflar a aula. Pode até concordar na hora, mas discorda do seu mau uso. </li></ul><ul><li>3 - Vídeo - deslumbramento: o professor que acaba de conhecer o uso do vídeo costuma empolgar-se e passá-lo em todas as aulas, esquecendo outras dinâmicas mais pertinentes. O uso exagerado do vídeo diminui a sua eficácia e empobrece a aula. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>4 - Vídeo perfeição: existem professores que questionam todos os vídeos possíveis porque possuem defeitos de informação ou estéticos.Os vídeos que apresentam conceitos problemáticos , podem ser usados para descobri-los junto com os alunos e questioná-los. </li></ul><ul><li>5 - Só vídeo: não é satisfatório didaticamente exibir o vídeo sem discuti-lo,sem integra-lo com o assunto de aula, sem voltar a mostrar alguns momentos mais importantes. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Após refletir sobre os tipos de utilização comuns, porém não necessariamente consistentes, apresentamos sugestões dos principais tipos de utilização de vídeos, CD e DVD na sala de aula: </li></ul><ul><li>Sensibilização : um bom vídeo é interessantíssimo para introduzir um novo assunto, para despertar a curiosidade, a motivação para novos temas.Isso facilitará o desejo de pesquisa nos alunos para aprofundar o assunto do vídeo e da matéria. </li></ul><ul><li>Ilustração : o vídeo muitas vezes ajuda a mostrar o que se fala em aula, a compor cenários desconhecidos dos alunos. Por exemplo, um vídeo que exemplifica como eram os romanos na época de Júlio César ou Nero mesmo que não seja totalmente fiel,ajudar a situar os alunos no tempo histórico.Um vídeo traz para dentro da sala de aula realidades distantes dos alunos, como por exemplo a Amazônia ou a África. A vida se aproxima da escola por meio do vídeo. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Simulação : é uma ilustração mais sofisticada.O vídeo pode simular experiências de química que seriam perigosas em laboratório ou que exigiriam muito tempo e recursos. Um vídeo pode mostrar o crescimento acelerado de uma planta, de uma árvore- da semente até a maturidade- em poucos segundos. </li></ul><ul><li>Conteúdo de ensino : vídeo que mostra determinado assunto, de forma direta ou indireta. De forma direta, quando informa sobre um tema específico orientando a sua interpretação. De forma indireta, quando mostra um tema, permitindo abordagens múltiplas, interdisciplinares. </li></ul><ul><li>Sugerimos começar por vídeos mais simples , mais fáceis e exibir depois vídeos mais complexos e difíceis, tanto do ponto de vista temático quanto técnico. Pode-se partir vídeos próximos à sensibilidade dos alunos, vídeos mais atraentes, e deixar para um segundo momento a exibição de vídeos mais artísticos, mais elaborados. </li></ul><ul><li>Bibliografia </li></ul><ul><li>http://www.eproinfo.mec.gov.br/fra_def.php?sid=903EF9D4BED08D1495A743A688C2AA58 </li></ul>

×